browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

A natureza devolve os maus tratos…

Posted by on 28/12/2013

Mar vermelho em Copacabana

O surgimento de uma enorme mancha de coloração avermelhada na orla da praia de Copacabana, na tarde desta sexta-feira, pode estar relacionada à presença do mesmo tipo de alga que desde o início do mês vem chamando a atenção de banhistas nas praias da Reserva, na Zona Oeste do Rio, e na cidade de Angra dos Reis. 

No último dia 18, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) divulgou as conclusões dos exames da espuma que surgiu nas praias de Angra dos Reis, na Região Sul Fluminense. De acordo com nota técnica, a espuma não traz risco para a vida marinha ou para os seres humanos.

Por Thoth3126@gmail.com

Enorme mancha avermelhada surge no mar na orla de Copacabana

Fonte: http://oglobo.globo.com/

RIO – De acordo com o biólogo Mário Moscatelli, que analisou a imagem, o fenômeno deve ter relação com o forte calor e com a disponibilidade de nutrientes na costa do estado.

— Claro que é necessária uma coleta de material e análise para comprovar se de fato é o mesmo tipo de alga encontrada recentemente nas praias da Reserva e de Angra dos Reis. Contudo, as condições precárias de saneamento no estado, somada a fatores como calor, pode estar por trás do fenômeno — acredita o biólogo.

Manchas também em Angra

No último dia 18, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) divulgou as conclusões dos exames da espuma que surgiu nas praias de Angra dos Reis, na Região Sul Fluminense. De acordo com nota técnica, a espuma não traz risco para a vida marinha ou para os seres humanos.

Técnicos da Gerência de Qualidade da Água do Inea coletaram amostras nas praias Brava e no Saco de Piraquara, nos dias 31 de outubro, 2 e 4 deste mês. Em conjunto com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), foi feita outra coleta no último dia 9. O trabalho teve acompanhamento de técnicos do Ibama, órgão responsável pelo licenciamento ambiental da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA).

De acordo com os laudos técnicos produzidos a partir desta coleta de material, o surgimento de espuma no mar deve ter ocorrido a partir da decomposição de algas, o que provocou o aumento de matéria orgânica na água do mar. O processo, associado a fenômenos oceanográficos, tais como ventos, ondas e ressacas, favorece o aparecimento de espuma. Não houve registro de mortandade de peixes ou redução da quantidade de pescado na região.

Um surto de proliferação de algas coloriu de vermelho um trecho da Praia da Reserva, no Recreio dos Bandeirantes, nesta segunda-feira, 16/12.. A enorme mancha escura estava localizada a 200 metros da arrebentação da praia.

Como houve uma concentração de espuma nas proximidades da saída do sistema de resfriamento da Central Nuclear de Angra dos Reis, no Saco de Piraquara, pescadores e moradores levantaram a suspeita de que o problema tivesse relação com as operações das usinas atômicas, o que foi descartado.

A conclusão dos técnicos é que o processo de resfriamento das usinas provoca turbilhonamento e aumento da temperatura da água. Com o incremento de matéria orgânica na captação, isso potencializou a formação de espuma. O sistema, no entanto, não tem qualquer contato com materiais radioativos, motivo pelo qual não há riscos de contaminação.

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

www.thoth3126.com.br

One Response to A natureza devolve os maus tratos…

  1. Milena

    Olá Thoth,
    Sou leitora diária aqui do blog, meus parabéns pelo blog excelente que você vem mantendo.
    Eu moro em Angra desde que nasci, e nunca vi um fenômeno igual esse da espuma, sempre morei em frente a praia. Essa espuma vai da fronteira com a cidade de Paraty até a cidade de Mangaratiba. Os “especialistas” dizem que não é nada grave, e só um acumulo de material orgânico de algas mortas e peixes etc… Que isso é totalmente comum que se forma com a agitação do mar, pelos barcos e vento. Aqui por causa da quantidade imensa de ilhas, impede que o mar seja revolto; os ventos não são fortes por causa das inúmeras montanhas e colinas e barcos, já vi épocas de maior movimento de embarcações e até mesmo de ventanias em que nada ultrapassava as “ovelhinhas”, pequenas espumas que não demorava nada pra se dissipar. O que ninguém quer admitir é o que causa a morte em massa da vida marinha está relacionada a essa cidade atrasada que joga esgoto sem tratamento NENHUM nos mares, que muito barco sem fiscalização nenhuma pra saber se tem condições de funcionamento ou não, polui as águas. Não é somente um risco a fauna marinha, que é muito importante para equilibrar a natureza e manter a alimentação de muitos, mas também para banhistas, que desavisados tomam banho numa água imprópria e imunda.
    A natureza, a mãe Gaia vai cuidar de se renovar, e eu espero que seja rápido, porque não aguento mais essa ignorância toda das pessoas em relação ao nosso lar, nosso planeta.
    Que os conscientes vivam pra ver nossa mãe Gaia se reerguer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *