browser icon
You are using an insecure version of your web browser. Please update your browser!
Using an outdated browser makes your computer unsafe. For a safer, faster, more enjoyable user experience, please update your browser today or try a newer browser.

Ataque dos EUA contra Exército da Síria: foi ‘deliberado’ ou falta de coordenação?

Posted by on 18/09/2016

obama-siria-guerraAtaque aéreo dos EUA contra o exército sírio: “ação deliberada” ou falta de coordenação?

As autoridades do governo da Rússia e os deputados russos consideram o ataque, o primeiro dos EUA contra tropas sírias, como uma ação “provavelmente deliberada” que poderá minar o cessar-fogo intermediado pela Rússia e EUA. O primeiro vice-presidente da Comissão da Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia, Franz Klintsevich, afirma que o ocorrido em Deir ez-Zor no sábado não foi um acidente.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

O Pentágono afirmou que o ataque aéreo da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra posições do Exército Árabe da Síria (EAS) em Deir ez-Zor não foi intencional.

Fonte: https://br.sputniknews.com

De acordo com o Ministério da Defesa russo, dois caças F-16 e dois aviões de ataque A-10, tendo entrado no espaço aéreo sírio a partir do Iraque, lançaram ataques aéreos contra a base do Exército sírio na região de Deir ez-Zor, deixando pelo menos 62 soldados sírios mortos e mais de 100 feridos.

01R_RUSSIAN AIRSTRIKES SYRIA test

Foi um ‘Ataque aéreo deliberado’

O primeiro vice-presidente da Comissão da Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia, Franz Klintsevich, afirma que o ocorrido em Deir ez-Zor no sábado não foi um acidente.

“Os Estados Unidos realizaram o ataque aéreo contra as forças do governo sírio deliberadamente e de forma pensada. Qualquer operação aérea é coordenada com os comandantes no terreno. Neste caso [os EUA] usaram as informações obtidas pelas suas unidades de inteligência infiltradas no Daesh”, disse ele à RIA Novosti.

O ataque aéreo contra o Exército sírio em Deir ez-Zor, acrescentou ele, reflete a duplicidade de padrões da América.

‘Derrubar Assad’: este é o único objetivo de Washington na Síria, Klintsevich explicou que os comandantes políticos nos EUA perseguem apenas um único objetivo na Síria. “Eles querem depor o presidente Bashar Assad, levar a oposição ao poder e manter os seus interesses econômicos”, disse ele. O senador também sugeriu que o ataque poderia ter sido “uma provocação, um desejo de ver como nós (a Rússia) vamos reagir”. Klintsevich destacou que os Estados Unidos não estão realmente interessados em destruir o grupo terrorista, que ainda controla grande parte do Iraque e da Síria.

war-siria-guerra

‘Escolha para o momento do ataque é suspeita’

O representante permanente da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, mostrou a sua preocupação com o momento do ataque. “É muito suspeito que os Estados Unidos tenham optado por realizar este ataque aéreo neste momento particular”, disse ele. Se os EUA queriam ajudar as forças lideradas por Damasco a defender Deir ez-Zor, “deviam ter esperado alguns dias até que o acordo alcançado por Sergei Lavrov e John Kerry em Genebra sobre o centro de coordenação conjunto entrasse em vigor”, observou o diplomata.

Churkin também disse que “alguns aspectos da situação mostram que isto pode ser também uma provocação“. No entanto, ele também acrescentou que o ataque não significa que o acordo de cessar-fogo tenha sido suspenso.

O porta-voz do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov, observou que, se o ataque aéreo ocorreu por engano, isso foi “uma consequência direta da falta de vontade dos EUA de coordenar suas ações contra os grupos terroristas com a Rússia”.

grandeisrael-map

Neste mapa uma “diferente” visão do ORIENTE MÉDIO: O GRANDE ISRAEL: Em 04 de setembro de 2001 uma manifestação foi realizada em Jerusalém, para apoiar à ideia da implantação do Estado de Israel desde o RIO NILO (Egito) até o RIO EUFRATES (Iraque). Foi organizado pelo movimento Bhead Artzeinu (“Para a Pátria”), presidido pelo rabino e historiador Avraham Shmulevic de Hebron. De acordo com Shmulevic: “Nós não teremos paz enquanto todo o território da “Terra de Israel” não voltar sob o controle judaico …. Uma paz estável só virá depois, quando ISRAEL tomar a si todas as suas terras históricas, e, assim, controlar tanto desde o CANAL de SUEZ (EGITO) até o ESTREITO de ORMUZ (o IRÃ) … Devemos lembrar que os campos de petróleo iraquianos também estão localizadas na terra dos judeus”. UMA DECLARAÇÃO do ministro Yuval Steinitz, do Likud, que detém o extenso título de ministro da Inteligência, Relações Internacionais e Assuntos Estratégicos de Israel hoje: “Estamos testemunhando o extermínio do antigo Oriente Médio. A ordem das coisas esta sendo completamente abalada. O antigo Oriente Médio está morto, e o novo Oriente Médio não está aqui ainda. Esta instabilidade extrema poderia durar mais um ano, ou até mais alguns anos, e nós não sabemos como a nova ordem do Oriente Médio vai se parecer à medida que emergir a partir do caos e derramamento de sangue e fumaça atual. É por isso que devemos continuar a agir com premeditação”. No mapa acima podemos ver as pretensões de judeus radicais (tão ou mais radicais quanto os fanáticos islâmicos).

‘Neutralização’ do acordo entre Lavrov e Kerry

O ataque aéreo contra o Exército Árabe da Síria em Deir ez-Zor representa um risco para os acordos de Genebra, disse Klintsevich. “Se ataques semelhantes contra o Exército sírio continuarem, tal pode minar a aplicação dos acordos que a Rússia e os EUA atingiram em Genebra”, disse ele. O senador está convencido de que a verdadeira razão por trás de ações dos EUA na Síria foi tornada pública e que muitos agora vão entender a verdadeira posição de Washington na Síria.

Klintsevich também disse que a Rússia e os EUA perseguem diferentes interesses na Síria. “Seus interesses não coincidem com nossos, são mesmo contrários.”

manipulacao-ocidente-nwo

EUA põem em risco processo de reconciliação no Oriente Médio Sergei Gavrilov, deputado russo, presidente de um dos comités parlamentares da Duma de Estado, diz que o ataque da coalizão liderada pelos Estados Unidos arruinou os resultados atingidos nas negociações de 9 de setembro.

“Eu acho que os Estados Unidos estão arruinando os acordos (de PAZ) a que Lavrov e Kerry tentaram chegar. Como resultado, Washington põe em risco o processo de paz no Oriente Médio”, disse o deputado à RIA Novosti.

Gavrilov acrescentou que este incidente “dá a base suficiente” para a Rússia apoiar o governo sírio em sua exigência de alcançar a retirada  das forças estrangeiras, principalmente dos EUA e das tropas do Reino Unido, da Síria, bem como proibir os voos da coalizão liderada pelos Estados Unidos. “Eu acho que as nossas forças de defesa aérea e a força aeroespacial russa têm capacidades de combate suficiente para passar sem a Força Aérea dos EUA na Síria”, acrescentou.

bombaatômica

Fonte: https://br.sputniknews.com

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que a situação na Síria está piorando, dadas as constatações de que os rebeldes intensificaram seus ataques desde o início do cessar-fogo, em 12 de setembro, e de que Washington não consegue atacar os jihadistas.

“Se antes tínhamos suspeitas de que a Frente al-Nusra é protegida desta maneira, agora, depois dos ataques aéreos de hoje contra o exército sírio chegamos a uma conclusão realmente aterrorizante para o mundo inteiro: a Casa Branca está defendendo o EI [Estado Islâmico ou Daesh)”, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russa, Maria Zakharova, em transmissão pelo canal de televisão Rossiya 24.

A declaração é uma resposta contundente à administração Obama após um comunicado do Comando Central dos EUA sugerindo que a coalizão liderada pelos Estados Unidos tinha avisado a Rússia antes de lançar os ataques aéreos contra posições do Exército sírio em Deir Ez-Zor neste sábado. Os bombardeios mataram cerca de 80 soldados do governo sírio.

israel-isis-siria-terror-guerra
A chancelaria russa tem acusado os EUA de não lidar de boa fé no marco do acordo de cessar-fogo acordado em Genebra para a resolução política do conflito sírio. O general russo Vladimir Savchenko disse que “a situação está piorando”, com as forças rebeldes aumentando o número de ataques desde que o acordo entrou em vigor, em 12 de setembro  “A Rússia está exercendo todos os esforços possíveis para evitar que as tropas do governo [sírio] contra-ataquem”, disse o general sênior do exército russo Viktor Poznikhir. 

A resposta dura por parte da Rússia foi suscitada não apenas porque os Estados Unidos tentaram jogar a culpa em Moscou pelo ataque aéreo que matou 80 soldados sírios de acordo com a agência de notícias SANA, mas também devido a relatos de que os terroristas do Daesh iniciaram uma grande ofensiva contra as tropas sírias após o ataque aéreo norte-americano ter aleijado as tropas de Assad.

Mais informações em

  1. http://thoth3126.com.br/e-u-a-o-exercito-dos-illuminatinova-ordem-mundial/
  2. http://thoth3126.com.br/falsos-ataques-terroristasfalse-flag-attack/
  3. http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua-ii/
  4. http://thoth3126.com.br/a-estrada-para-o-ira-passa-primeiro-por-damasco-na-siria/
  5. http://thoth3126.com.br/grande-israel/
  6. http://thoth3126.com.br/euao-poder-militar-illuminati-nwo-invade-o-planeta/
  7. http://thoth3126.com.br/os-eua-estao-jogando-roleta-russa/
  8. http://thoth3126.com.br/siria-luta-contra-mercenarios-terroristas-de-83-paises/
  9. http://thoth3126.com.br/israel-tem-submarinos-com-armas-atomicas/
  10. http://thoth3126.com.br/a-guerra-dos-eua-otan-nwo-illuminatis-contra-a-siria/
  11. http://thoth3126.com.br/profecia-de-1912-sobre-fim-dos-eua-e-obama/
  12. http://thoth3126.com.br/intervencao-na-siria-iniciaria-iii-guerra-mundial/
  13. http://thoth3126.com.br/russia-esta-derrotando-mais-do-que-o-ei-estado-islamico-na-siria/
  14. http://thoth3126.com.br/russia-pede-reuniao-de-emergencia-do-conselho-de-seguranca-da-onu

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

4 Responses to Ataque dos EUA contra Exército da Síria: foi ‘deliberado’ ou falta de coordenação?

  1. Alvaro

    Deliberado sem sombra de dúvida.

  2. Artur

    Fonte da notícia: tal de sputnikbr… é claro que será deliberado o ataque… algumas raras matérias são de um comunismo sem necessidade.

  3. Álvaro

    Artur, nessa mini guerra mundial não existe o “sem querer”. Foi proposital não importa quem iria morrer. Acompanho pela cnn tb.

  4. Paulo Henrique

    Se estavam em plena trégua do cessar fogo, como um ataque pode ter sido um “acidente ” ?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *