browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Atlântida, ruínas teriam sido encontradas na costa de Cuba

Posted by on 14/09/2016

Atlantida (ou partes) teria sido encontrada: esfinges  e pirâmides  gigantes no fundo do oceano no Triângulo das Bermudas foram encontrados e fotografados

Talvez a descoberta de Atlântida venha a eclipsar as descobertas de Troia e a tumba do rei Tutancamom. Agora, dois ousados  cientistas, Paul Weinzweig e Pauline Zalitzki, afirmam que encontraram Atlântida. Eles descobriram as ruínas submersas da antiga cidade na costa de Cuba.  Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Partes de Atlântida teriam sido encontradas na região do Triângulo das Bermudas. No passado distante, a região era terra seca (e conectada com a Península do Yucatan, no México), mas agora só a ilha de Cuba permanece acima da linha d’água.

Fontes: http://beforeitsnews.com e http://www.utaot.com

 A antiga cidade esta a 600 metros abaixo do oceano. A equipe de pesquisadores liderada por Weinzweig e Zalitzki estão convencidos de que é a lendária Atlantis/Atlântida (ou parte dela)  – a cidade perdida há mais de 10.000 anos.

As ruínas encontradas seriam finalmente a perdida, mas nunca esquecida Atlântida? Parece que eles tomaram os dados de sonar e com sucesso reconstruída uma imagem 3D da estrutura existente no fundo do oceano ao largo de Cuba. Isto é completamente sólido e muito convincente.

Dois cientistas, Paul Weinzweig e Pauline Zalitzki, trabalhando na costa de Cuba e usando um submarino robô, confirmaram que ruínas de uma cidade gigantesca existe no fundo do oceano. O local da antiga cidade – que inclui várias esfinges e pelo menos quatro pirâmides gigantes, além de outras estruturas , surpreendentemente fica dentro dos limites do lendário “Triângulo das Bermudas”.

De acordo com um relatório da Arclein da Terra Forming Terra, denominado de Cuban Subsea Pyramid Complex , as evidências apontam para a cidade ter sido simultaneamente inundada com a subida das águas e pelo afundamento de terras sob o mar. Isso se correlaciona exatamente como relatado na lenda de Atlântida.

Abaixo: assista o filme Underwater City Off of Cuba Part 1 (The Discovery)

O desastre pode ter ocorrido no final da última Idade do Gelo. Como a calota do Ártico (Polo Norte) derreteu catastroficamente, o que causou para que o nível do mar subisse rapidamente em todo o mundo, afetando especialmente o Hemisfério Norte. Todas as linhas costeiras mudaram; terras foram perdidas; ilhas (continentes até insulares) desapareceram (n.t. mas novas terras também surgiram, como a maior parte da Europa).

  O filósofo grego Platão escreveu sobre a perdida Atlântida No final da última Idade do gelo os níveis do mar eram cerca de 400 metros mais baixo do que os níveis atuais. Uma vez que as águas começaram a subir, elas se levantaram rapidamente.  É concebível, sem tecnologia, então, ou mesmo agora, poder ter salvo a Atlântida de sua sepultura no oceano.

 A evidência de que havia terra no que é agora o Mar do Caribe que também afundaram no mar ao mesmo tempo parece bastante certo. Arclein observa: “Na época porções erguidas das montanhas submarinas do Atlântico Médio diminuiram incluindo também a mítica Lyonese, dos contos do Rei Arthur (https://en.wikipedia.org)  e as ilhas que a circundavam e a massa de terra ao redor dos Açores. Mesmo que isso não tivesse acontecido, este afundamento foi amplamente grande o suficiente. 

A descoberta das ruínas submersas foi publicada pelo jornal Sunday Reader, da Flórida-EUA, em entrevista dada pelos dois cientistas Paul Weinzweig e Pauline Zalitzki

Atlantis, o Continente perdido:

Isso teria produzido uma pressão ortogonal forçando subsidência a leste e a oeste. Desde que o topo da crista de montanhas submarinas entre Cuba e a Península do Yucatán é o ponto natural de fraqueza entre a bacia de subsidência do Golfo do México e da bacia de subsidência do Mar do Caribe, que naturalmente diminuiu profundamente. 

O gatilho para tudo isso foram as mudanças hidrostáticas trazidas pela movimentação da crosta do planeta (deriva continental)  de 12.900 anos atrás, que eu chamei de Não Conformidade do Pleistoceno e o soerguimento lento da Bacia do leito do rio Hudson provocada pelo fim da Idade do Gelo “.

Crise dos mísseis cubanos nos anos 60 pararam as pesquisas Segundo o jornalista Luis Mariano Fernandez a cidade foi descoberta décadas atrás, mas todos os acessos ao local da descoberta foi barrado durante e após a crise dos mísseis cubanos durante os anos de 1960.

Uma das pirâmides encontradas no local

“O governo dos EUA teria descoberto o lugar alegadamente durante a crise dos mísseis em Cuba, nos anos sessenta, os submarinos nucleares de cruzeiro no Golfo (em alto mar) encontraram estruturas piramidais. Eles imediatamente desligar o site e tomou o controle dele e dos objetos, a fim de que eles não caíssem nas mãos dos soviéticos russos. “ A equipe científica de especialistas de águas profundas do oceano, arqueólogos e oceanógrafos encontraram ruínas de edifícios antigos 600 metros abaixo do oceano. Eles dizem que a cidade é Atlantis/Atlântida. Olhe com cuidado, na água uma pirâmide gigante é visível .

No destaque o local das descobertas das ruínas submarinas ao largo da costa de Cuba, coordenadas 85º latitude Norte e 22º longitude Oeste.

Pirâmides e esfinges maiores que as do Egito

A prova de que a ilha de Cuba é o vestígio de uma cultura outrora poderosa é suportado pela descoberta de Zalitzki na ilha de símbolos extremamente antigos e pictogramas idênticos aos observados nas estruturas subaquáticas. Usando submersíveis de exploração, eles descobriram estruturas piramidais incrivelmente enormes e muito semelhantes (mas maiores do que) as pirâmides de Gizé, no Egito. Eles estimam que as pirâmides de Atlantis são construídas com pedras pesando centenas de toneladas.

Uma segunda pirâmide gigante foi fotografada pelo veículo R.O.V. 

Incrivelmente a cidade antiga também tem esfinges magníficas e “pedras que estão dispostos como em  Stonehenge, Inglaterra, e uma linguagem escrita gravada nas pedras”, relata Fernandez.

Pirâmide Atlante de Cristal também foi encontrada no Triângulo das Bermudas. Outra pirâmide gigante encimada com o que parece ser um cristal foi descoberto por mergulhadores no Triângulo das Bermudas [Ver: pirâmide gigante de cristal descoberta no Triângulo das Bermudas ]

A estrutura gigantesca, também, talvez maior do que a Grande Pirâmide de Quéops, no Egito, e inicialmente identificado por um médico na década de 1960, foi verificada independentemente por equipes de mergulho da França e dos EUA

Uma descoberta que reescreveria a história do mundo

Isso poderia ser visto como uma descoberta que provocaria mudança da história da Humanidade? Sim, poderia mudar tudo. Fernandez escreve : “Ele confirmou que as pedras foram cortadas, esculpidas e polidas para fazê-las se encaixarem e, assim, formar estruturas maiores. Sobre as estranhas inscrições, algumas delas semelhantes aos hieróglifos egípcios, muito pouco se sabe, exceto que elas são muito abundantes e encontradas em quase todas as partes do campo de pesquisa. Nele também apareceram símbolos e desenhos cujo significado ainda é desconhecido. “

Robotic Ocean Vehicle (ROV) utilizado nas filmagens.

A exploração da Atlântida, chamado Projeto Exploramar , está se expandindo para descobrir mais sobre os mistérios da mega-cidade encontrada. Falando com um cientista sobre a possibilidade de que as ruínas são realmente Atlantida, Fernandez relata que o perito respondeu: ” … nas culturas indígenas da península do Yucatan, hoje é possível encontrar o que ainda resta dos aborígenes desses lugares, talvez, dos olmecas ou alguma civilização muito primitiva da península do Yucatan, a parte norte da América Central – originada de acordo com suas lendas em uma ilha que afundou por um cataclismo. 

Esta ilha é chamada de Atlanticú“. Isso também se encaixa as histórias sobre o súbito desaparecimento das maravilhas de Atlântida.  O nome Atlanticú, Atlantis . Os nativos aborígenes ainda a chamam desse nome que é parte de sua história.  Durante uma entrevista sobre a exploração do mega-cidade, Fernandez perguntou à cientista Pauline Zalitzki sobre o civiização que a construiu.

“Quando publicamos a primeira notícia desta descoberta”, disse ela, “a Universidade de Veracruz ficou interessada em nosso trabalho e nós haviamos gravado imagens destas estruturas no fundo do mar. Especificamente, o Instituto de Antropologia da Universidade das escavações me convidou. Eles estavam fazendo [estudos] em peças e ruínas da civilização olmeca.

Outra imagem de uma mega-estrutura Atlante [Imagem: LMF ]

“Quando eles viram estas imagens submarinas [eles] encontraram semelhanças e paralelos com as ruínas encontradas em escavações que o Instituto estava empreendendo. “Os olmecas e outros povos nativos têm morfologia primária marcando a sua chegada vindos deste continente. Isso significa vindo da direção de Cuba, e teve que ocorrer após um terremoto muito grande, quando sua terra afundou. A sua morfologia indica que eles pertencem a três famílias que foram salvas. 

Uma dessas famílias vieram para a costa de Veracruz, que supostamente são os olmecas. Outros vieram para a América Central e viajaram para a costa do Pacífico, e essas famílias criaram a civilização das Américas como a conhecemos hoje, porque eles distribuíram todo o seu conhecimento. “Quando esses antropólogos viram imagens subaquáticas desta cidade , e viram alguns monólitos de pedra, alguns símbolos e inscrições, eles identificaram com motivos olmecas. Eles ficaram muito surpresos. “

Abaixo: Parte dois do filme Underwater City Off Cuba Part 2 (Atualizado)

Os olmecas eram autônomos dos sobreviventes da Atlântida, uma cultura muito superior que foi destruída por inundações no fim da Idade do Gelo . O mundo foi reformulado e uma super civilização foi destruída, sendo lembrada por milênios somente pelas lendas e uma referencia  pelo filósofo Platão. Mas a Atlântida era real, é real: os cientistas Paul Weinzweig e Pauline Zalitzki alegam tê-la encontrado. (Publicado em Maio 2015).

Mais informações sobre Atlântida em:

  1. http://thoth3126.com.br/uma-vida-em-atlantida/
  2. http://thoth3126.com.br/atlantida-e-os-deuses-da-antiguidade/
  3. http://thoth3126.com.br/atlantida-triangulo-das-bermudas/
  4. http://thoth3126.com.br/a-historia-secreta-do-planeta-terra/
  5. http://thoth3126.com.br/atlantida-o-continente-perdido/
  6. http://thoth3126.com.br/bimini-road-atlantida-misterios-nao-resolvidos-do-mundo/
  7. http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas/
  8. http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-2/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

29 Responses to Atlântida, ruínas teriam sido encontradas na costa de Cuba

  1. MARIA LUCIA CASTRO

    FANTASTICO, MEGA IMPRESIONANTE, VIVI COM CERTEZA NESTE LUGAR INESQUECIVEL , AS LAGRIMAS…

  2. Carla

    Nossa gente eu não sei nem o que dizer até porque eu acho que é verdade mas tem muitos boatos rolando na internet , mas quando estiver está “Confirmação” que isso é real não vou ter a minima dúvida em dizer que isso é uma coisa inexplicável nossa uma cidade perdida a milhares e anos é um coisa muito fantástica.
    Bem é só.

  3. guaiaquil

    CABULOSO…

  4. Carlos Rocha

    A tendência e acontecer a mesma coisa com o mundo de hoje, dentro de algum século, a camada de gelo ta derretendo o mar vai subir e muitas cidade vão desaparecer,

    • Thoth3126

      Caro Carlos, não temos mais um século, talvez tenhamos, no máximo, mais TRINTA MESES, apenas. Mais informações acesse o LINK. Muita Luz e Paz.

    • Ricardo

      Carlos Rocha, faça a conta você mesmo. Pesquise o volume de gelo no mundo. Divida esse valor pela superfície do mar no mundo e terá um valor aproximado de quanto será elevado o nível do mar no mundo. Garanto que não será um valor significativo a ponto de inundar cidade nenhuma no mundo. Abraços.

      • Satyaraja

        A maré sobe e desce, porém o volume das águas é o mesmo, existem outro fatores q podem influenciar

  5. ig

    E porque outros não continuaram a pesquisa.

  6. RIVALDO DE AZEVEDO SANTOS SILVA

    Tem gente que disse que viveu lá. Gostaria de saber quais as incrições que encontraram lá e o que significam. Com certeza, as placas tectônicas se separaram e ela com o avanço do mar foram parar fora do eixo e lá embaixo.

    Rivaldo

  7. Larissa

    Gente que d + isso é simplesmente incrível,uma cidade perdida a milhares de anos dentro do mar. Mas será que tem como tirar ela de lá?

  8. Adriano Lima

    É verdade, o Senhor Jesus Cristo revelou a um pastor ( Pr. João Carlos Marques)
    Que Satanás está aprisionado em uma gigantesca pirâmide de cristal, a 4.200 metros de profundidade, abaixo do triângulo das bermudas, e que originalmente ele ( Satanás) possuía aqui na terra, sete pirâmides que eram templo de adoração a ele, os antigos povos de Atlântida o adoravam nelas, e Deus se irou contra eles e submergiu a cidade, sendo que quatro pirâmides afundaram, e três ficaram na área do Egito, e que as tais ( pirâmides) os egípcios nunca construíram. Junto com Satanás, estão presos outros anjos decaídos, mencionados na Bíblia em Judas verso 6. Eles serão soltos em Apocalipse 9.1-3. Obs. Quem está solto é Lúcifer; Graça e paz aos que crêem.

  9. Alexandre Sousa

    Os egipcio contaram a Solon sobre um poderoso imperio que tentou conquistar as costas sul e norte do mar mediterraneo. Talvez fosse um mito ou ficção da epoca.

  10. luciano ribeiro

    Não duvido nem um pouco da existência de Atlântida. Ainda existe muita coisa que não foi explicada, tais como a Lumúria, o triangulo das Bermudas e seus fenômenos e a existência de ovnis. Mas tudo será devidamente esclarecido no tempo certo. As pesquisas e observações não podem parar.

  11. João Batista(baixista)

    Olá, pessoal,

    Tenho a dizer algo que vão deixar aqueles que fizeram comentários sérios bem animados, como o Rivaldo, a Maria Lúcia e outors. Li uma matéria sobre a Atlântida que diz que todas as pessoas que interessam muito por ela como eu e outros que pude perceber, existe grande possibiilade de terem vivido lá. O Jon Anderson, ex vocalista do Yes, banda que eu sou fascinado desde o seu início, já declarou que foi professor de música neste lugar incrível! Vou localizar a matéria e publicar aqui.
    Espero que tenha ajudado de alguma maneira.

  12. João Chimene Mz

    A tratar-se realmente da mítica Atlântida, direi que é finalmente o esclarecimento de um mistério que vai catapultar o conhecimento humano visto que à altura do seu “afundamento”, esta civilização já dominava várias ciências que lhe valeram a tão propalada prosperidade. Quanto à possibilidade de isso acontecer com algum território nos dias de hoje, devido ao derretimento do gelo e consequente subida do nível dos mares, eu teria algumas dúvidas se olharmos para este aspecto duma forma isolada. Mas se a isso aliarmos outros fenómenos naturais como o movimento das placas tectonicas, veremos que o perigo disso acontecer é maior hoje do que hà 200 ou 300 anos atrás, antes do Homem “sabotar” a camada de Ozono. O movimento destas placas (que é um processo contínuo), por vezes provoca a formaçao de ondas gigantescas que geralmente se arremessam contra o continente. Aumentando o seu nivel, fica óbvio que a cada dia, e dependendo da brusquidão do movimento das placas, o mar irá lançar ondas cada vez maiores que no seu regresso poderão varrer e tornar inóspitas várias porçoes de terra, sendo as ilhas e arquipélagos as primeiras fragilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *