browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

BCE-Bco Central da Europa é bloqueado por manifestantes

Posted by on 01/06/2013

Milhares bloqueiam a entrada e o acesso ao Banco Central Europeu, em Frankfurt-Alemanha

Manifestantes europeus e anti-capitalistas, e contra as medidas de austeridade, tomaram as ruas do centro financeiro de Frankfurt um dia antes dos encontros a nível europeu previstos para acontecer em 01 de junho para protestar contra os líderes políticos na gestão da crise econômico-financeira de três anos da dívida da zona do euro. O movimento de protesto “Blockupy” tornou-se uma tendência  top-ten no Twitter em Frankfurt, e às 10:09 horas (08:09 GMT), o usuário Enough14 tweeted, bloqueio forte e poderoso em Kaiserstrasse. Nenhum banqueiro vai passar por aqui “.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

http://rt.com/news/protest-austerity-troika-frankfurt-042/

Publicado em: 31 de maio de 2013 08:12 

A entrada do BCE-Banco Central Europeu, em Frankfurt-Alemanha é bloqueada por mais de 3.000 manifestantes ‘Blockupy’ em uma marcha contra o regime de austeridade. ‘Blockupy’ anunciou que a coalizão “atingiu seu primeiro objetivo” do dia.

A polícia de choque de Frankfurt fica perto do símbolo do euro em frente a sede do BCE-Banco Central Europeu (ECB)  durante uma manifestação anti-capitalista “Blockupy” em Frankfurt 31 de maio de 2013. (Reuters / Kai Pfaffenbach)

Manifestantes anti-capitalistas/austeridade tomaram as ruas do centro financeiro de Frankfurt um dia antes dos encontros a nível europeu previstos para acontecer em 01 de junho para protestar contra os líderes políticos na gestão da crise econômico-financeira de três anos da dívida da zona do euro.

O porta-voz do BCE disse ao jornal inglês The Guardian que os protestos do Blockupy não perturbaram operações do dia a dia do banco, mas não especificou quantos banqueiros conseguiram chegar ao trabalho.

Policia Anti motim da Alemanha briga com manifestantes em frente a sede do Banco Central Europeu (BCE)  durante uma manifestação anti-capitalismo “Blockupy” em Frankfurt, 31 de maio de 2013. (Reuters / Kai Pfaffenbach)

Além daqueles que se acumulavam fora do BCE, uma manifestação menor ocorreu  na sede do Deutsche Bank AG nas proximidades (DBK), onde cerca de 50 veículos da polícia foram mobilizados. Os manifestantes partiram ao meio-dia.

A multidão, estimada em 2500 pelas autoridades locais, portava cartazes com slogans exigindo “mais humanidade antes dos lucros”.  Encharcada de chuva e vestidos com capas, a multidão estava equipada com uma ampla gama de adereços de protestos -como vuvuzelas, perucas amarelas, potes e panelas, colchões e com o slogan pintados com tinta spray ‘a Guerra Começa Aqui “. 

O movimento de protesto “Blockupy” tornou-se uma tendência  top-ten no Twitter em Frankfurt, e às 10:09 horas (08:09 GMT), o usuário Enough14 tweeted, “bloqueio forte e poderoso em Kaiserstrasse. Nenhum banqueiro vai passar por aqui “, em referência à sede do BCE. 

A polícia informou que alguns manifestantes haviam atirado pedras e houve alguns confrontos nas barricadas, mas até agora os protestos estão sendo conduzidos de forma pacífica. 

Polícia de guarda durante uma manifestação anti-capitalista “Blockupy” perto do Banco Central Europeu (BCE), sede em Frankfurt, 31 de maio de 2013. (Reuters / Kai Pfaffenbach)

A massa de manifestantes se reuniram já durante o início das chuvas na sexta-feira de manhã cedo (31 de maio) no centro financeiro de Frankfurt, em um esforço para bloquear as estradas que levam ao BCE e a sede do Deutsche Bank. A multidão foi encontrada por policiais vestidos com equipamento anti-motim acompanhados por cães de grande porte da Alsácia. 

Helicópteros sobrevoavam acima e caminhões com canhões de água aguardavam em standby. Muitos dos bancos de Frankfurt pediram ao seus funcionários para fazer um feriado nessa sexta-feira 31 de maio, depois de um feriado estadual na quinta-feira. 

O porta-voz Martin Sommer disse que o distrito financeiro de Frankfurt poderia ser ocupado por cerca de 20.000 manifestantes que acreditam que a Troika – o BCE, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional – estão impondo uma “austeridade ditatorial” aos países com problemas financeiros que esses organismos têm socorridos.  O Chipre, a Grécia, Portugal e a Irlanda, receberam empréstimos de resgate e a Espanha recebeu empréstimos para os seus bancos.

Polícia tenta impedir os manifestantes de romper barricadas perto do Banco Central Europeu (ECB) na sua sede durante uma manifestação anti-capitalista “Blockupy”, em Frankfurt, 31 de maio de 2013. (Reuters / Kai Pfaffenbach)

O porta-voz do movimento Blockupy Frauke Distelrath  disse que o protesto não era destinado aos funcionários do banco, mas o seu papel “, como um participante importante nas políticas que estão a empobrecer as pessoas na Europa, os cortes de orçamento público que estão custando as pessoas a sua capacidade de ganhar a própria vida.”

Os manifestantes têm concedida a permissão para se concentrar no aeroporto (de Frankfurt, durante a chegada de outros membros de outros paises para a reunião de 01 de junho) por um tribunal na quinta-feira, mesmo depois de o operador do aeroporto solicitar ao grupo se manter fora do terminal.

O movimento “Blockupy” montou do lado de fora do aeroporto de 13:00 hora local, para protestar contra as políticas de imigração alemã e que ativistas criticaram como um “sistema desumano de deportação.”Fraport, a operadora do aeroporto, aconselhou os passageiros a chegarem mais cedo para o embarque em seus voos.

O tribunal disse que se o número de manifestantes no terminal for superior a 200, a polícia pode acabar com o encontro. Felix Gottwald, um piloto, twittou que a segurança foi intensificada no aeroporto de Frankfurt, em antecipação da chegada dos manifestantes Blockupy. Passageiros no aeroporto notaram a presença do forte esquema de segurança, dizendo que só aqueles que mostram um cartão de embarque válido podem entrar no edifício.

People sit and block the entrance to Terminal 1. We insist on our right to demonstrate #blockupy

Os ativistas estão twittando que em entre 200-800 manifestantes estão bloqueando Frankfurt Airport Terminal 1, embora os números permanecem não confirmados. O desemprego da Zona do Euro atinge recorde de 12,2 por cento em abril.

A demonstração está ocorrendo quase exatamente um ano depois que a polícia deteve centenas de pessoas em uma marcha de quatro dias contra uma proibição temporária de protestos em Frankfurt em junho do ano passado.  Os manifestantes Blockupy também protestam contra outras questões, incluindo o aumento no preço dos alimentos.

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *