browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Brasil: Inflação volta à casa de dois dígitos: 10,48% nos últimos 12 meses !

Posted by on 10/12/2015

dragãocomchifresInflação ultrapassa dois dígitos pela 1ª vez em 12 anos

RIO – Os alimentos responderam por mais de 25% da inflação acumulada nos últimos 12 meses até novembro. A taxa, divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE, ficou em 10,48% e chegou aos dois dígitos pela primeira vez desde 2003. A valorização do dólar, que no mesmo período acumulou alta de 45,15%, teve forte influência na elevação dos preços desse grupo.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Brasil: Inflação volta à casa de dois dígitos: 10,48% nos últimos 12 meses !

Fonte: http://dw.com/p/1HJri  e  http://oglobo.globo.com

Índice alcança 10,48% nos últimos 12 meses e é o maior desde novembro de 2003. Alta foi puxada sobretudo pelo encarecimento dos combustíveis e dos alimentos e bebidas.

A inflação oficial brasileira alcançou 10,48% no acumulado de 12 meses – a primeira vez que a taxa chega a dois dígitos desde novembro de 2003, quando ficou em 11,02%, segundo o relatório divulgado nesta quarta-feira (09/12) pelo IBGE.

banqueiros-politicos-corruptos-brasil

Levando em conta no mês de novembro, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 1,01% e ficou 0,19 ponto percentual acima do 0,82% registrado em outubro.

Desde 2002, quando atingiu 3,02%, não havia registro de IPCA mais alto num mês de novembro. Pelo segundo mês consecutivo, o índice foi puxado pela alta dos combustíveis e dos alimentos e bebidas, que foram responsáveis por 66% da inflação do último mês.

Os combustíveis, que detêm 5,14% de peso no índice, subiram 4,16% e exerceram 0,21 ponto percentual de impacto na inflação em novembro. O preço da gasolina ficou 3,21% mais caro para o consumidor. Levando em conta os meses de outubro e novembro, a alta foi de 8,42% nas bombas, motivada pelo reajuste de 6% vigente nas refinarias desde 30 de setembro. No caso do etanol, os preços subiram 9,31%.

brasil-corrupção-recessão

Já os alimentos e bebidas, que têm peso de 25% no índice, subiram 1,83% e geraram 0,67 ponto percentual no índice. Nos alimentos sobressaem os produtos adquiridos para o consumo nas residências, cuja alta chegou a 2,46%.

Fora de casa, a alta da alimentação foi de 0,7%. Considerando o ano de 2015, o grupo alimentação e bebidas apresenta uma variação de 10,37%, sendo 10,75% o aumento dos produtos consumidos em casa e 9,67% o aumento da alimentação fora de casa.

Calculado pelo IBGE desde 1980, o IPCA se refere às famílias que possuem rendimentos de 1 a 40 salários mínimos, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande e Brasília.

inflação-retorno

Consumidor vai às compras no mercado municipal de São Paulo – Paulo Fridman / Bloomberg News/29-8-2015 

Inflação de dois dígitos: câmbio gerou ‘avalanche de aumentos’. Alta de mais de 45% da moeda americana em 12 meses afetou alimentos

A alta da moeda americana foi sentida na compra de insumos com custo ligado ao câmbio — como fertilizantes e máquinas e equipamento — e na concorrência com as exportações. Com dólar mais alto, fica mais atraente vender para o exterior e a oferta se reduz no mercado doméstico, pressionando o preço dos alimentos, como no caso de arroz e carne.

— A pressão forte no preço dos alimentos é o câmbio, que está no adubo, nas máquinas. Recentemente, teve efeito de chuva, e também a questão do frete, por causa do aumento do preço do diesel.

um-pais-muitos-ladroes-corrupção

E também tem a influência de exportações. Como o dólar está alto, a concorrência é alta. O câmbio traz uma avalanche de aumentos — explicou Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de índices de preços do IBGE.

A inflação de 2015, explicou Eulina, foi resultado de uma combinação de reajuste de itens importantes para o orçamento das famílias — como energia e combustíveis — com a alta do dólar, que afeta diferentes custos, em especial de alimentos.

— Este ano foi caracterizado por fortes reajustes em itens monitorados, que são itens importantes e insubstituíveis para as famílias, como energia e taxa de esgoto. Houve aumento de combustíveis, que contaminam outros itens. Além disso, o câmbio aumentou mais de 50% no ano, que afeta alimentos e está presente em vários itens.

corrupção-Gasto-Público-charge

Metade da alta da inflação em 12 meses (51,34%) veio apenas de alimentos, energia elétrica e combustíveis. Da taxa de 10,48%, pouco menos de um terço (27,39%) veio de alimentos, 14,41% de energia elétrica e 9,54% de combustíveis.

Nos 12 meses encerrados em novembro, os preços de alimentos subiram 11,56%, enquanto a energia elétrica teve alta de 51,27%. A energia teve individualmente a maior influência na alta do IPCA no período, com impacto de 1,51 ponto percentual dos 10,48%.

A coordenadora de índices de preços do IBGE explicou que, diferentemente de 2014, quando a inflação alta era resultado do aumento dos preços de serviços, em 2015 as razões são mais amplas.

— Em 2014, a inflação subia via pressão de serviços, então a culpa era dos serviços. Nesse ano de 2015, essas culpas ficaram mais variadas, como a dos preços administrados e monitorados, que tiveram trégua no passado e agora subiram. Os fatores de causa da inflação se diversificaram.

countdown-contagem-regressiva

“Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!” – Mateus 18:7

Considerado a inflação oficial no país, o IPCA acelerou de 0,82% para 1,01% na passagem de outubro para novembro. É a maior taxa para o mês desde 2002, quando foi de 3,02%. O resultado veio acima do esperado pelo mercado. Analistas consultados pela Bloomberg News esperavam, em média, uma inflação de 0,95%, com estimativas entre 0,86% e 1,04%. No ano, a taxa é de 9,62%, mais alta desde 2002.

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/petrobras-comparado-ao-mensalao-e-pequena-causa/
  2. http://thoth3126.com.br/petrobras-graca-foster-esta-saindo-da-presidencia/
  3. http://thoth3126.com.br/a-hipotese-de-culpa-para-o-impeachment/
  4. http://thoth3126.com.br/petrobras-mais-us-16-bilhoes-em-multa-em-tribunal-nos-eua/
  5. http://thoth3126.com.br/dilma-rousseff-o-movimento-que-quer-derrubar-seu-governo/
  6. http://thoth3126.com.br/corrupcao-na-petrobras-usada-para-pagar-dizimo-a-igreja-evangelica/
  7. http://thoth3126.com.br/lava-jato-senador-do-pte-banqueiro-do-btg-pactual-sao-presos/
  8. http://thoth3126.com.br/lava-jato-policia-federal-prende-amigo-de-lula-empresario-jose-carlos-bumlai/
  9. http://thoth3126.com.br/prisoes-de-senador-banqueiro-e-amigo-de-lula-provocam-um-terremoto-em-brasilia/
  10. http://thoth3126.com.br/suprema-reacao-do-stf/
  11. http://thoth3126.com.br/dilma-sabia-das-falcatruas-da-compra-de-pasadena/
  12. http://thoth3126.com.br/aberto-processo-de-impeachment-de-dilma/
  13. http://thoth3126.com.br/pmdb-quer-derrubar-dilma-em-ate-quatro-meses/

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *