browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Brasil: “Represa” da corrupção se rompe, tsunami à vista

Posted by on 03/10/2014

represa-vazando

Revelações do doleiro Alberto Youssef vão CHOCAR O PAIS, conforme ele mesmo declarou

O doleiro Alberto Youssef começou a depor para procuradores e delegados em Curitiba. Youssef é suspeito de comandar um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras. O primeiro depoimento de Alberto Youssef só terminou na noite de quinta-feira (2). Na sexta (3), ele continou a revelar o que sabe sobre a participação de políticos, empreiteiras e os desvios da corrupção na Petrobras. 

Edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

As revelações fazem parte do acordo de delação premiada. A defesa diz que o doleiro fará confissão total. Ele vai entregar os documentos que guardou em um lugar seguro por mais de uma década e que seriam as provas definitivas contra os corruptos e corruptores que atuavam na Petrobras

Fontes: http://veja.abril.com.br/ e http://g1.globo.com/

Durante muito tempo, o doleiro Alberto Youssef e o engenheiro Paulo Roberto Costa formaram uma dupla de sucesso nos subterrâneos do governo. Enquanto Paulo Roberto usava suas poderosas ligações com os altos escalões do poder e o cargo na diretoria de Abastecimento da Petrobras para desviar milhões dos cofres da estatal, Youssef encarregava-se de gerenciar a bilionária máquina de arrecadação que era usada para abastecer uma trinca de partidos e corromper políticos importantes. Paulo Roberto era o articulador, o cérebro da organização. Youssef, o caixa, o banco.

youssef-doleiro

Alberto Youssef

Um apontava os caminhos para assaltar a estatal. O outro era o encarregado dos malabarismos contábeis para fazer o dinheiro chegar aos destinatários da maneira mais segura possível, sem deixar rastros. Em março deste ano, quando a Polícia Federal deflagrou a Operação Lava-Jato, que tinha o objetivo de desarticular um esquema de lavagem de dinheiro, a dupla caiu na rede. O que ninguém imaginava — nem mesmo os policiais — é que, a partir das informações dadas pelos dois criminosos, uma monumental engrenagem de corrupção, talvez a maior de todos os tempos, começaria a ruir.

VEJA revelou que Paulo Roberto Costa, o primeiro a assinar o acordo de delação com a Justiça, entregou às autoridades o nome de mais de trinta políticos envolvidos no esquema de corrupção na Petrobras, entre eles três governadores, seis senadores, um ministro de Estado e pelo menos 25 deputados federais, além de Antonio Palocci, o coordenador da campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2010, que pediu 2 milhões de reais ao esquema.

O ex-diretor forneceu o nome dos corruptos que se locupletavam do dinheiro desviado e das empreiteiras que contribuíam com a arrecadação da propina — um golpe já considerado letal na estrutura da organização criminosa.

Se as revelações do ex-diretor — muitas ainda desconhecidas — já provocaram um cataclismo, o que está por vir promete um efeito ainda mais devastador. Alberto Youssef, o caixa, decidiu seguir o parceiro e contar o que sabe. E, nas palavras do próprio doleiro, o que ele sabe “vai chocar o país”.

petróleo-chuva

Além de confirmar que o dinheiro desviado da Petrobras era usado para sustentar três dos principais partidos da base aliada — PT, PMDB e PP —, Youssef se colocou à disposição para fechar o elo da cadeia de corrupção, fornecendo as contas no exterior, as datas de remessa e os valores repassados a políticos e autoridades que ele tinha como clientes.

Youssef disse às autoridades que, durante o tempo em que operou o banco da quadrilha, por quase uma década, tomou o cuidado de esconder em um local seguro documentos que mostram a origem e o destino das cifras bilionárias que movimentou.

É o que ele garante ser a verdadeira contabilidade do crime — um inventário que está escondido em um cofre ainda longe do alcance das autoridades brasileiras. O acervo é tão completo que incluiria até os bilhetes das viagens que demonstrariam o que os investigadores já apelidaram de “money delivery”, o dinheiro entregue em domicílio.

Os depoimentos de Youssef ocorrem nos mesmos moldes dos de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras. Dentro da Polícia Federal, o doleiro é ouvido por procuradores e delegados. Reservadamente, eles esperam que Youssef revele detalhes que outros colaboradores não conseguiram esclarecer.

petrobras-escândalo

Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa também respondem a processo sobre as suspeitas de desvios na Refinaria Abreu e Lima da Petrobras, em Pernambuco. Um laudo da Polícia Federal liga pagamentos do consórcio liderado pela construtora Camargo Correa a empresas do doleiro.

Segundo o documento, entre 2010 e 2013, as empresas Sanko, contratadas pelo consórcio liderado pela Camargo Corrêa para fornecimento de material,  receberam R$ 38,75 milhões. A Polícia Federal afirma que quase todo o dinheiro foi repassado a duas empresas do doleiro Alberto Youssef, usadas para lavar dinheiro, segundo as investigações.

De acordo com a Polícia Federal, havia correlação entre o recebimento do dinheiro do consócio Camargo Correa e o repasse que a Sanko fazia às empresas de Youssef.

Em nota, o consórcio CNCC, liderado pela Camargo Corrêa, repudia as acusações de irregularidades. O consórcio afirma que jamais fez pagamentos ilegais e não pode responder por pagamentos de terceiros. Diz ainda que tem o registro de todos os pagamentos feitos aos seus fornecedores, pagamentos esses que só foram feitos após a entrega dos produtos.

O grupo Sanko afirma que as constatações da polícia não são conclusivas. Mesmo assim diz que os pagamentos estão devidamente contabilizados e tributados, e que tem prestado todos os esclarecimentos à Justiça Federal.

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/ex-diretor-da-petrobras-vai-falar-o-que-sabe/
  2. http://thoth3126.com.br/petrobras-incompetencia-e-corrupcao-atrai-inferno-astral/
  3. http://thoth3126.com.br/petrobras-e-o-estopim-de-uma-grave-crise/
  4. http://thoth3126.com.br/equinocio20marco/
  5. http://thoth3126.com.br/abril-e-o-brasil/
  6. http://thoth3126.com.br/revoltas-populares-unem-se-contra-governos-incompetentes-e-corruptos/
  7. http://thoth3126.com.br/pao-e-circo/
  8. http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/
  9. http://thoth3126.com.br/petrobras-ex-diretor-faz-acordo-e-denuncia-corrupcao-bomba/
  10. http://thoth3126.com.br/petrobras-empreiteiras-propoem-acordo-para-revelar-corrupcao-na-empresa/
  11. http://thoth3126.com.br/brasil-represa-da-corrupcao-se-rompe-vem-ai-um-diluvio/

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

thoth-escribawww.thoth3126.com.br

8 Responses to Brasil: “Represa” da corrupção se rompe, tsunami à vista

  1. Berenice Nunes

    QUE VENHA O TSUNAMI…(nunca pensei que diria essa frase…) Antes o TSUNAMI , para varrer toda essa corja e sua “sujeira” , do que ter o COMUNISMO implantado neste país como Cuba e Venezuela !!! AHHH.. que “nojo”.

  2. Sarah

    Cara Berenice, o que tem o comunismo a ver com estas questões? Não sou pró-comunismo, nem petista nem tucano… nem partido algum… mas muitos julgam o comunismo como algo necessariamente ruim… eu entendo que todos devem ter direitos a tudo que você tem. Água, luz, saneamento, educação, hospitais, alimentação, lazer, transporte… não há comunismo sendo implantado no país. Olhe ao redor e veja se as pessoas tem tudo isso que citei acima. Palavras de ódio geram mais ódio!

  3. Carine

    Sarah, se comunismo fosse um bom regime não teriam tantos cubanos fugindo desesperadamente de seu país. Todos somos iguais? Do ponto de vista que a partir da criação viemos com os mesmos recursos e ferramentas para evoluir Sim, somos; mas não fazemos igualmente o mesmo uso destes recursos. O comunismo incentiva a mediocridade e promove a estagnação por defender que todos temos os mesmos direitos, mas a verdade é que ilude, presenteia com miséria, (dando nas mãos o que podemos conseguir por capacidade) e desta forma desestimula o crescimento pessoal e a evolução. Não estou defendendo nenhum regime político, mas comunismo, com certeza é ilusão, escravidão da alma e da inteligência.

  4. Sarah

    Só agora vem à tona na “grande” mídia:

    http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2014/10/ex-diretor-diz-que-parte-de-propina-cobrada-na-petrobras-atendia-ao-pt.html

    Mais um motivo para creditar a veracidade das informações repassadas pelo Thoth…

  5. Sarah

    Bom Berenice, cada um é livre para acreditar no que quiser. Também não sou comunista. Minha intenção não foi ofendê-la, assim como você quis expressar minha opinião. Os governos, sejam de direita, esquerda ou quaisquer que sejam já não servem mais para liderar as pessoas que a cada dia mais despertam para outras verdades… Desculpe se pareci agressiva…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *