browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Ceará: Cinco terremotos (um de 5,1º graus) foram registrados na costa marítima

Posted by on 21/10/2014

Brasil-terremoto-300x234

Cinco tremores de terra,o mais forte de 5,1º graus na escala Richter, foram registrados na costa marítima do CEARÁ em menos de 40 horas entre o domingo (19) e a segunda-feira (20)

De acordo com pesquisadores do LabSis, é impossível prever como será a evolução da sismicidade nessa parte da cordilheira meso-oceânica nos próximos dias. Ainda de acordo com o órgão, os efeitos do tremor não foram percebidos em terra devido à distância até o epicentro do sismo, de mais de 1,2 mil quilômetros.

“Ao entardecer, dizeis: haverá bom tempo porque o céu está rubro. E pela manhã: hoje haverá tempestade porque o céu esta vermelho-escuro. Hipócritas ! Sabeis, portanto discernir os aspectos do céu e não podeis reconhecer  “OS SINAIS DOS TEMPOS?”  Mateus 16: 2 e 3


Edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Cinco tremores de terra,o mais forte de 5,1º graus na escala Richter, foram registrados na costa marítima do CEARÁ

Fontes: http://www.iris.edu/seismon/ e http://g1.globo.com/

Cinco tremores de terra foram registrados na costa marítima do Ceará em menos de 40 horas entre o domingo (19) e a segunda-feira (20), de acordo com o Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN). Os cinco tremores ocorreram na cordilheira meso-oceânica, a aproximadamente 1.270 quilômetros ao norte da costa cearense.

ceará-terremoto

Epcientro do terremoto, marcado em círculos vermelhos, ocorreram a cerca de 1,2 mil quilômetros do litoral cearense

Segundo o laboratório da LabSis/UFRN, na segunda-feira os terremotos ocorreram às 13h22 e 15h53, como 4,9 e 5,1 graus na escala Richter, respectivamente. Já no domingo, as ocorrências foram registradas às 19h51, 20h06 e 23h56, com 4,9, 4,9 e 4,8 graus na escala Richter, respectivamente.

De acordo com os pesquisadores do LabSis, é impossível prever como será a evolução da sismicidade nessa parte da cordilheira meso-oceânica nos próximos dias. Ainda de acordo com o órgão, os efeitos do tremor não foram percebidos em terra devido à distância até o epicentro do sismo, de mais de 1,2 mil quilômetros.

FORTALEZA

Terremoto no oceano a apenas 1200 km de Fortaleza.

O United States Geological Survey, USGS na sigla em inglês, o serviço de vigilância geológica dos EUA, que atua com uma rede global de sismógrafos que registra em tempo real terremotos acima de 4º graus na escala Richter também registrou a ocorrência dos terremotos próximos à costa do Ceará, conforme gráfico mais abaixo.

Data e hora (UTC)  ANOS   LON   MAG   PROF.
km
DIST
km
  MAPA DE LOCALIZAÇÃO      (Clique para mostrar no mapa interativo)
  
  EVENTO ID (Clique para explorar)
  
20-OCT-2014 14:53:01 8,56 -39,39 5.1 10 0 Mid-Atlantic CENTRAL RIDGE   4811987
20-OCT-2014 13:22:25 8,60 -39,35 4.9 10 6 Mid-Atlantic CENTRAL RIDGE   4811984
19-OCT-2014 23:56:07 8.57 -39,55 4.8 10 18 Mid-Atlantic CENTRAL RIDGE   4811943
19-OCT-2014 20:06:13 8,67 -39,27 4.9 10 18 Mid-Atlantic CENTRAL RIDGE   4811924
19-OCT-2014 19:51:10 8.75 -39,43 4.9 10 22 Mid-Atlantic CENTRAL RIDGE   4811923

Escala Richter

Criada em 1935 pelo sismólogo americano Charles F. Richter, integrante do Instituto de Tecnologia da Califórnia, a escala Richter foi desenvolvida para medir a magnitude dos terremotos, que consiste no ato de quantificar a energia liberada no foco do terremoto.

A escala é utilizada pelo Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que monitores tremores no Nordeste. Em algumas regiões do Nordeste brasileiro, a escala é também conhecida como escala regional.

A escala Richter se inicia no grau zero e é infinita (teoricamente), no entanto, nunca foi registrado um terremoto igual ou superior a 10 graus na escala Richter. Um dos fatores é que ela se baseia num princípio logarítmico, ou seja, um terremoto de magnitude 6, por exemplo, produz efeitos dez vezes maiores que um outro de 5, e assim sucessivamente.

Meteoro explodiu nos céus de FORTALEZA

Meteoro

A noite passada os céus do estado do CEARÁ foi preenchido por um forte clarão de luz que registrou a passagem de um meteoro em elevada altitude, pois a luz da explosão foi vista em diferentes pontos do estado distantes entre si. Para mais informações acesse o LINK. 

Permitida a reprodução desde que mantido na formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

One Response to Ceará: Cinco terremotos (um de 5,1º graus) foram registrados na costa marítima

  1. Protetora Cidadã

    Houve outro 23:11:08 UTC
    http://earthquakes.volcanodiscovery.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *