browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Conexão reptiliana e draconiana – (11B) The Dulce Book

Posted by on 05/04/2016

Livro Dulce (DULCE BOOK) – Capítulo 11B – A Base de Dulce Novo México & A Conexão Draconiana, reptiliana e Grey

A própria natureza construiu as cavernas mais profundas. Os seres reptilianos de DRACO  [n.t. do sistema solar de Thuban, na Constelação do Dragão] usaram essas cavernas e túneis ao longo da passagem dos milênios.

Mais tarde, por meio de planos secretos do exército dos EUA, executados pela empresa Rand Corporation, foram ampliadas várias vezes.

As cavernas originais incluíam cavernas de gelo e fontes de enxofre que eram perfeitas para as necessidades dos alienígenas”. 

Tradução, edição e imagensThoth3126@protonmail.ch

Base subterrânea Dulce, no Novo México, EUA e a Conexão Draconiana, reptiliana e Grey:

Fonte: http://www.thewatcherfiles.com/dulce/chapter11.htm

O LIVRO DULCE – Capítulo 11 (B)- Um oficial de Segurança (Thomas Edwin Casello) da Base Dulce fala sobre o sinistro local

Dracoconstelation

Primeira parte em:

http://thoth3126.com.br/conexao-reptiliana-e-draconiana-the-dulce-book-11a/

Q – O “sistema de transporte”  subterrâneo de Archuleta Mesa se conecta com um sistema de transporte que, alegadamente, se irradiaria desde o Monte Shasta no norte da Califórnia?

A – Sim. Em algum local nos subterrâneos do Mt. Shasta existe um importante local de residência dos Aliens – os da Raça antiga, uma raça reptiliana – e de reuniões com seres humanos da superfície. A partir de (presidente Stephen) Grover Cleveland, todos os presidentes da história dos EUA visitaram a cidade intraterrena de Telos.

O presidente Harry Truman supostamente teria visitado os reinos inferiores como um Grande Archonte na Terra. Ele deveria ter conhecido o Rei do Mundo lá, e teria lhe dado as “Chaves dos EUA”. Truman recebeu garantia de recebimento de novos conhecimentos de alta tecnologia, e vitória sobre todos os inimigos na Terra.

DulceBook-cover

Em seguida, ele foi apresentado a Samaza (Semjaza?) e Khoach, aliens de sistemas estelares das constelações de Bootes e Draco, respectivamente, ambos embaixadores reptilianos. Truman atualizou o Tratado ‘100’ [que começou em 1933, com Roosevelt] e pediu tecnologia sobre eletromagnetismo, conhecimento e experimentos sobre o espaço. Khoach concordou, Samaza parcialmente concordou. Ele trocou reféns para experiências genéticas e avanços na área do magnetismo, mas vetou espaço e armamento de feixe de raios.

Q – Você notou qualquer envolvimento de maçons de alto nível, rosacruzes ou jesuítas na instalação subterrânea e / ou com os alienígenas? (Esta pergunta é baseada na suposição feita por alguns pesquisadores que muitas das lojas maçônicas foram, começando por volta de 1776, infiltradas pelos Illuminati da Baviera (n.t. Estas “lojas” sempre foram controladas e não apenas infiltradas pelos Illuminati).

Grande parte do mundo maçônico é finalmente controlado pelos maçons do rito escocês de grau 33, um “rito”, que de acordo com Rebold uma das primeiras autoridade sobre os maçons, pode ser rastreada até o Colégio dos Jesuítas em Clermont, em Paris – um rito que defende a destruição das soberanias nacionais em troca de um governo mundial, a destruição da religião e, sobretudo da religião judaico-católica romana e a destruição da estrutura e unidade da família para serem substituídos por controle das crianças pelo “ESTADO”, etc, ao contrário do Rito de York, mais tradicional e protestante da Maçonaria do Rito Escocês, que tentou subverter a Maçonaria desde a sua criação.

Esta pergunta também foi baseada em declarações de um ex-maçom do grau 33, James Shaw, que a sede do Rito Escocês na “Casa do Templo” – que se encontra no ápice norte do pentagrama existente no arruamento de Washington DC – é preenchido com todos os tipos de indicações de adoração à serpente na forma de murais, esculturas, estátuas, etc, retratando figuras reptilianas serpentinas.  Na verdade, pelo que minhas fontes me disseram, não só existem graus além do grau 33 na maçonaria, mas o próprio grau 33 é composto por dois núcleos, um núcleo interno e outro externo.

olho-piramide

No passado, quando a iniciação do grau 33 era alcançada por um iniciado ele poderia receber uma Bíblia ou uma cruz e lhe era pedido para cuspir nos objetos ou desacreditá-lo de alguma maneira. Se eles se recusassem a fazer o que lhe era pedido, eles eram informados de que tinham tomado a “decisão correta”, e permaneceriam no núcleo externo do grau 33, pensando que finalmente tinham ‘chegado’ (ao topo, ao “grau máximo”).

Caso eles fizessem ou cometessem este tipo de blasfêmia, então ao iniciado era informado de que ele havia tomado a “decisão certa”, e ele era enviado para o núcleo interno do grau + 33, que é o trampolim para os níveis mais elevados que interagem com as lojas humanóide-reptilóides (extraterrestres) Ashtarian conjuntas ou os ramos do ”Culto à Serpente” em outros planetas, dentro de cidades subterrâneas, e possivelmente até mesmo para outras dimensões.

Uma fonte me informou que o ex-presidente dos EUA George Herbert Walker Bush – que esteve no comando do Grupo MAJESTIC -12 – tinha atingido o grau 42, no entanto, ele pode ter atingido níveis ainda mais elevados desde aquela época eu acho que a pessoa que detém o mais alto nível de iniciação seria o “dragão-rei do sistema de Alpha Draconis, ou qualquer denominação que o líder ou os líderes do Império Draconiano utilizam – BRANTON).:

A – Sim, eu percebi, mas isso é uma pergunta capciosa, e eu não vou comentar mais. Eu não sou maçom, ou membro de qualquer outro grupo/sociedade secreta. Há uma organização da qual eu sou um membro [nos EUA]. Esse grupo é comumente chamado de “Unidade Central.” É um prazer te dizer que eu sou um membro da “Liga Sub-Galáctica” da Costa Rica (fazendo piada).

bushreptiliano

O reptiliano George Herbert Walker Bush, pego pela câmara de filmagem em um momento de “Shapeshifting” (mudança de forma) com os seus olhos mudando as pupilas para vertical e a cor para a sua aparência real, a de um ser REPTILIANO.

Sobre tuneis, cavernas e instalações subterrâneas alienígenas antigas saiba mais:

  1. http://thoth3126.com.br/base-alien-dentro-das-montanhas-bucegi-na-romenia-parte-1/
  2. http://thoth3126.com.br/base-alien-dentro-das-montanhas-bucegi-na-romenia-final/

Q – Existe alguma verdade nas alegações de que a CIA / ‘Aliens’ criaram ‘bases’ na Lua e também em Marte?

A – Eu ouvi sobre isso também, mas eu não vi nenhuma prova com meus próprios olhos. Os “alienígenas” supostamente tem bases em várias luas de Júpiter e Saturno. A CIA opera em outros países, mas eu nunca ouvi falar que operava em outros planetas (Nota: Talvez devêssemos ter referido órgão superior a CIA, a própria NSA, cujo pessoal declaradamente comanda o “orçamento negro para UFOs” entre LUNA (uma base na Lua) e a base em Dreamland (ÁREA 51)-. BRANTON).

Q – Você já ouviu falar qualquer coisa ou rumores que sugerem que pode haver níveis mais profundos do que o nível ULTRA-7 da base Dulce, e também, se ele existe, e o que é feito lá embaixo?

A – SIM. mas o seu palpite é tão bom quanto o meu … Claro, houve muita conversa sobre, mas isso não significa que este nível exista. No entanto, vou dizer-lhe que eu vi elevadores que estavam “fora dos limites”, a menos que você tivesse um passe tipo UMBRA ou um certificado de segurança ainda mais elevado para acessar a área. Nessa base, a informação é fornecida para mim, somente no que tenho “necessidade de saber” SÓ ISSO E NADA MAIS! [Meu passe de segurança era nível ULTRA-7]

Q – Alguns insistem em que o governo secreto dos EUA desenvolveu sua própria espaçonave estilo UFO baseada em grande parte em experimentos antigravidade secretos realizados ainda pelos cientistas nazistas alemães durante a Segunda Guerra Mundial. Você já ouviu falar alguma coisa referente a isto?

A – Quando eu estava trabalhando em segurança de imagens, ouvi um monte de conversa sobre isso, nunca vi uma prova, mas uma vez na Força Aérea eu revelei um rolo de filme que mostrava um UFO igual ao que George Adamski viu, COM UMA SUÁSTICA na sua lateral. (Nota: Uma carta de ‘RJM’ da Pensilvânia datada de 31-01-91, ele nela declarou: “… Eu tenho um monte de vídeos com UFOs, também tenho “THE SECRET LAND”[filme feito em 1947]. Este vídeo mostra a região de Oasis Bunger, na Antárctica e diz que eles .. descobriram terra quente no Pólo Sul. Um autor alemão afirma que os nazistas tiveram um conflito com as forças do almirante Byrd. No final do filme, ele diz: “Os 4 mil soldados de Byrd lutou e teria derrotado os nazistas na Antarctica. Eu não acho que eles estavam falando sobre o clima…”

ufo-nazista

Outra fonte afirmou que houve pesadas perdas em ambos os lados, e a batalha pela Antarctica contra os nazistas do “Último Batalhão”- que haviam se fortalecido em bases subterrâneas abaixo das montanhas na região de NeuSchwabenland, na Antarctica – terminou em um impasse. Pergunta:. Porque Adolph Hitler e Eva Braun cometeram suicídio depois que Hitler tinha gastado tanta energia na execução de mais de 5000 oficiais nazistas que ele suspeitava “estavam por trás de sua tentativa de assassinato em bunker ‘Wolf’, especialmente se ele fugiu em segredo para uma base Polar  nazista secreta no Polo Sul.

A edição do jornal The Plain Dealer, de 18 de março de 1994 [Cleveland, Ohio] publicou uma história da agência de notícias AP intitulada “Os médicos descobriram que o corpo QUEIMADO encontrado no bunker NÃO PODERIA SER DE HITLER” Trechos da notícia incluem:?. “.. peritos forenses franceses dizem que o cadáver carbonizado alegadamente sendo o de Hitler na realidade não é o seu corpo … especialistas falsificaram os relatórios das pesquisas que foram ordenadas por Josef Stalin para apaziguar o ditador soviético …. o corpo é realmente de um homem alemão desconhecido. [segundo especialistas legistas] levaram mais de dois anos analisando relatórios da autópsia  elaborados por médicos legistas soviéticos nos dias seguintes a rendição do Terceiro Reich em 1945 … o corpo [que se disse ser] de Hitler tinha um dente extra e apenas um testículo .. . nenhum médico alemão que analisou Hitler antes de sua morte nunca mencionou estas anomalias”.

Isso também é interessante quando se considera que o ‘abduzido’ bem conhecido, Barney Hill, lembrou-se da seguinte experiência sob hipnose regressiva como registrado na enciclopédia paranormal, “mistérios da mente, Space & TIME”. Barney e sua esposa Betty foram seqüestrados por humanóides greys de pele cinza oriundos do sistema estelas duplo de “Zeta Reticuli.” No entanto, um dos “seres” dentro da espaçonave foi descrito por Barney Hill sob hipnose regressiva com as seguintes palavras que são tomadas a partir da página1379 da enciclopédia:.!. “… há outra figura que tem uma cara de mau … Ele parece um alemão nazista ELE É UM NAZISTA … SEUS OLHOS SEUS OLHOS eu nunca vi OLHOS assim antes”. Lembre-se de que isso ocorreu (a abdução de Barney e Betty Hill) quase 15 anos depois da Europa supostamente havia sido “desnazificada”.

Parece haver uma conexão da Antártida com o cenário da Base em Dulce, bem como outras conexões nazistas possíveis: “Turistas” alemães pesquisando no Novo México, explorando minas e cavernas e comprando direitos sobre a terra e minerais pouco antes da eclosão da Segunda Guerra Mundial, o envolvimento da CIA com nazistas e a colocação de vários agentes das tropas de elite SS nazistas – que haviam sido trazidos da Alemanha para os EUA via Projeto Paperclip – nas instalações da Base em Dulce e outras instalações subterrâneas, o envolvimento das lojas e sociedade (Illuminati) secreta da “BAVÁRIA” em Dulce, e a possível conexão entre o a Antarctica-Dulce com o sinistro projeto ‘Alternativa 3″.

Outra conexão interessante é o fato de que as equipes nazistas secretas envolvidas na construção e operação das instalações subterrâneas, na base abaixo das montanhas de Neuschwabenland e em outros lugares na Antártida foram chamados pelo nome de equipes ULTRA. Mas ocorre que ULTRA é também o nome de código para a base de DULCE. Também parece haver uma conexão direta entre a base de Dulce e a base de Montauk, em Long Island – que foi / é supostamente operada conjuntamente pelos seres extraterrestres reptilianos de Draco, Greys oriundos de um sistema estelar em ÓRION e a Sociedade de Thule da Baviera, que havia apoiado a agenda nazista -. BRANTON)

Tom Castello

Thomas Edwin Castello

Q – Tom (Tomas Edwin Castello), você teve acesso à uma nave alienígena? Alguma vez esteve dentro de alguma delas?

A – Sim, eu freqüentemente as via estacionadas nas garagens, há muito poucas delas em Dulce. A frota principal é estacionada em Los Alamos. Sim, entrei em várias espaçonaves. Há duas coisas que se fixaram na minha mente, a sensação esponjosa estranha dos pisos, e a cor roxo rosado incomum da iluminação interior. A tripulação declarou que o piso se torna enrugado em voo, e que a tonalidade roxa da iluminação muda para azul brilhante branco. Todo o interior da embarcação é reduzida em tamanho, quando comparado com o ser humano médio. As salas eram curvas e estreitas, mas de alguma forma, quando estamos no seu interior a espaçonave parece ser muito maior do que quando a vemos do exterior. Certas áreas, as seções mais externas e periféricas da espaçonave, quase pareciam ter sentidos e parecia viva. Nunca fui levado até este ponto dentro da nave.

Q – Você pode me dar mais informações sobre a raça reptiliana, E SOBRE o que eles fazem no sexto nível da Base de Dulce? [A área chamada Nightmare Hall (a “SALA DOS HORRORES).]

A – A casta reptiliana dos trabalhadores faz as suas tarefas diárias, limpam o piso de látex, fazem a limpeza das gaiolas, trazem comida para as pessoas que passam fome e outras espécies. É seu trabalho formular a mistura adequada para o tipo um e tipo dois de seres que a raça extraterrestre de Draco criou em Dulce. O trabalho dessa casta extraterrestre é exercido nos laboratórios, assim como nas instalações dos computadores. Basicamente falando, as raças reptilianas estão ativas em todos os níveis existentes na Base Dulce. Existem vários tipos de “raças” de alienígenas que trabalham no leste do nível seis (Sem dúvida, algumas facções colaboradoras de extraterrestres ‘nórdicos’ ai estão incluídas – BRANTON).

Essa seção é “a seção alienígena.” Comumente chamada assim. Os DRACOS são, indiscutivelmente, os mestres incontestáveis dos níveis 5-6-7 em Dulce Base. Os seres humanos são os segundos no comando desses níveis. Com frequência eu tinha que conversar pessoalmente com um grande Draconiano “chefe”. Seu nome é difícil de verbalizar, algo como Khaarshfashst [pronunciado gutural kkhhah-sshh-fahsh-sst]. Eu geralmente o chamavam de “Karsh, e ele me odiava por isso. Os líderes draconianos são muito formais ao interagir e conversar indivíduos da raça humana.

Esses seres antigos nos consideraram uma raça inferior. Karsh me chamou de “Líder Castello”, mas ele usava a expressão de uma forma sarcástica. No entanto, a casta operária é amigável o suficiente, desde que você lhes permita falar primeiro. Eles vão reagir se você confrontá-los. Eles são seres muito prudentes, e consideram a maioria dos seres humanos como lhes sendo hostil. Eles sempre parecem surpresos quando encontraram muitos dos humanos com uma atitude aberta e confiável. Não há confraternização com os alienígenas em momentos de folga.

OlharReptiliano

É proibido falar com qualquer raça alienígena [nos corredores ou num elevador], sem uma razão de fundo claramente funcional. Os seres humanos podem falar com os humanos e aliens podem falar com aliens, mas somente o necessário. No local de trabalho, no entanto, é diferente. Existe certa “liberdade de expressão” nos laboratórios. A camaradagem encontrada nos laboratórios também atinge a seção de computador. Nessas áreas, todo mundo fala com quem quizer. No entanto, tudo muda no momento em que cruzamos o limiar do corredor. Instantaneamente, todas as conversas se tornam estritamente formais (AUSÊNCIA DE EMOÇÕES). Por mais difícil que seja, várias vezes eu tive que prender alguém, simplesmente porque eles falaram com um alienígena. É um lugar estranho.

Q – Exatamente o que primeiro o fez perceber de que algo estava muito errado na Base Dulce? Pareceu-me que trabalhando num lugar tão horrível como este, obviamente, não seria necessário ser um Einstein para saber que a Base era um local onde vários crimes contra a humanidade estavam sendo cometidos! Por que você demorou tanto a perceber “algo”? Você foi o cara que assoprou o apito (o denunciante)?

A – Há várias coisas que você deve saber. Primeiro de tudo, eu fiz um juramento, sob pena de morte, de que não importasse o que eu visse ou ouvisse, eu nunca iria divulgar essa informação, do que acontecia lá embaixo, nas instalações da Base. Além disso, eu assinei um termo que diz que eu estaria disposto a dar a minha vida se eu fosse culpado de ‘traição’. E sobre a Base de Dulce isso é sobre “qualquer coisa que mencionar os detalhes das operações diárias dentro das inúmeras instalações, quando fora do confinamento da presente base.”

Quando eu lá cheguei, a política da “necessidade de saber” estava em vigor. A história que o ‘manda-chuva’ do momento nos disse foi que “esta base é um mecanismo de Tri-Biotransfer Facility with Advanced Technology (Instalação de Biotransferência Tripla com tecnologia avançada), fazendo pesquisa avançada com metodologia aventureira para ganhos da área mental e saúde”.

incubadorasDulce

Incubadoras com material genético humano, no nível seis da Base Dulce.

Que foi uma maneira elegante de dizer que eles faziam coisas muito arriscadas com a vida humana só para ver o que iria acontecer depois. Se acontecesse uma cura médica, que vai render muito dinheiro, será anunciada na superfície da Terra como uma nova cura maravilhosa, dizendo que foi encontrada após anos de pesquisa em algum laboratório médico bem conhecido na superfície. A história real da cura nunca é explicada. Afinal de contas, a Base Dulce é uma instalação secreta! Essas pessoas são muito boas no que fazem. Eles não dizem a verdade sobre as pessoas infelizes que acabam em “Nightmare Hall.”

Eu também trabalhei com os aliens. Com isso em mente, você deve ter uma idéia do sigilo e do nível da segurança existentes naquele local. Sim, eu sei que aquilo não era o tipo de local habitual de trabalho de um hospital, mas no começo eu “comprei” o pacote inteiro sem conhecimento nenhum. Eu era lembrado diariamente por interfone, nos elevadores, que “estas instalações (toda a Base de Dulce) faz pesquisas avançadas de alto risco, testes médicos e de medicamentos para curar a loucura, por favor, nunca fale diretamente com os presos, isso pode destruir anos de trabalho”.

Eu fui sensível, quando os médicos disseram que eu não falasse com eles (os “internados”), quem era eu para destruir essa delicada situação? Mas um homem lá dentro de alguma forma me chamou a atenção. Ele repetidamente afirmava que era George S —- e que ele havia sido sequestrado e ele tinha certeza de que alguém estava procurando por ele. Eu não sei por que ele ficava na minha mente, eu descobri que eu estava lembrando seu rosto, pensando que ele com certeza não parecia ou soava como um insano e demente, mas muitos presos de lá falavam o mesmo.

Em um fim de semana qualquer eu convenci um amigo meu, um policial, para fazer uma verificação sobre o cara, dizendo que eu tinha um compromisso qualquer com ele e estava curioso a seu respeito. Eu não mencionei nada sobre a Base, é obvio. Foi um sentimento doentio saber que o computador da polícia confirmou que George S estava desaparecido no mundo da superfície. O pior é que os policiais pensavam que ele era apenas mais um cara que se cansou da sua rotina diária e desapareceu. Isso foi o começo de tudo.

Se fui eu aquele que então soprou o apito (abriu a boca)? Não. Na próxima segunda-feira, eu procurei por George, mas ele tinha desaparecido. Não havia registros que explicasse o que acontecera com ele. Foi um outro oficial de segurança que veio até mim dizendo que ele e alguns funcionários do laboratório queriam uma reunião no dia de folga em um dos túneis, [off the record-fora dos registros]. A curiosidade tomou conta de mim e eu disse OK. Naquela noite, cerca de nove homens apareceram. Eles disseram que sabiam que estavam se arriscando me transformando em um deles, mas eles queriam me mostrar algumas coisas que eles achavam que eu deveria ver.

Dulce Archuleta Mesa

O maciço de Archuleta Mesa, onde estava instalada a Base subterrânea de Dulce, ao lado da cidade de mesmo nome, no estado do Novo México.

Um por um, eles mostraram registros que provaram que muitas das pessoas presas estavam faltando. Havia recortes de jornais, e até mesmo fotos que eles tinham de alguma forma contrabandeado para dentro da Base. Eles esperavam oportunidade para contrabandeá-los de volta, sem me transformarem em um deles. Eu podia ver o medo estampado em seus rostos enquanto eles falavam. Um homem afirmou que preferiria perder a sua vida por tentar fazer algo, do que perder a sua alma por não fazer nada. Foi essa observação que virou a maré. Eu disse a eles sobre George e as coisas que eu descobri sobre ele. Depois de algumas horas de conversa nos comprometemos uns com os outros a tentar expor a verdade sobre a sinistra Base de Dulce.

Q – O nome da sala “Sala dos Horrores” é por si só muito descritivo, mas certamente não era um nome ‘regular’, de como era chamado nos manuais da Base?

A – Nos manuais o local era chamado de “O VIVEIRO”. Ele descreve a Base de Dulce como uma “instalação segura para cuidar de formas biológicas de todos os tipos.” Em seu relatório é contada como “um parque bio-terminal privado subterrâneo, com acomodações para animais, peixes, aves, répteis, e a humanidade.” Depois de ver este “parque” o nome “Sala dos Horrores” é muito mais preciso do que o existente no manual. Os alojamentos para os presos internados na “Sala dos Horrores” mostrados com imagens bonitas no manual estão muito aquém da imagem real.

Q – Você mencionou um líder reptiliano, Khaarshfashst, você sabe alguma coisa sobre ele, como de onde ele é, de onde ele veio? Ele é da Terra ou sua origem esta em algum outro planeta, em outro sistema estelar?

A – O seu nome significa “guardião das leis”. Eles recebem o seu nome depois de atingirem a “idade da consciência”. Eles não reconhecem o tempo como um fator importante em “estar consciente” da forma como os seres humanos fazem. Após a sua “idade da consciência” ser atingida eles tomam conhecimento da estação de trabalho e/ou posição que eles estão destinados a cumprir. Neste momento eles escolhem ou permitem que alguém escolha o seu nome. Ele irá incluir a função que ocupam e várias letras escolhidas pessoalmente.

dulcebaselevel6

Cada letra tem um significado pessoal, que só é conhecido pelo próprio alienígena e por aquele que escolheu seu nome. Desde que o nome de Karsh significa guardião das leis, o seu nome inclui Kaash [memória ou manutenção, palavra base para arquivo ‘Akashic’] e fashst [lei, palavra base para rápido ou ligar]. Os Reptilianos optaram por serem não apenas reservados, mas mantem secreto a localização da sua origem natal. Para eles, o nascimento ou o seu surgimento para a vida, é considerado como um dos ritos sagrados.

Eles consideram a Terra como sendo seu “planeta”, mas vários reptilianos discutiram vários mapas estelares. A maioria dessas estrelas estavam dentro da Via Láctea. Dentro daqueles mapas estelares encontram-se as estrelas e os planetas chamados de Planets of the Allegiance (Allegiance=Lealdade, submissão, obediência). A Terra sendo um dos planetas em suas rotas de comércio. Se qualquer ser humano fizer perguntas claras sobre a Allegiance, os Alienígenas reptilianos vão dizer que isso se refere a Draco. A constelação de Draco, por sua vez, irá se referir às questões de seu supervisor. Eu não tenho essa informação sobre as estrelas, porque a informação foi fornecida em uma condição estritamente de “saber o necessário”. Em minhas funções eu não “precisava” saber mais dessa informação.

Q – Algum trabalhador da casta reptiliana dos trabalhadores da Base Dulce  participaram da revolta? Você poderia me dar alguns nomes?

A – Alguns dos membros da casta dos trabalhadores na zeladoria reptiliana da Base de Dulce nos deixaram saber que eles estavam tentando sabotar os trabalhos em curso no sexto e sétimo níveis. Um deles, com o nome Schhaal, secretamente, formou um pequeno grupo de reptóides com a mesma mentalidade de resistência que o meu grupo {Observe a semelhança entre esse cenário e a mini-série da televisão ABC V (n.t. que é sobre a invasão da Terra de alienígenas reptilianos disfarçados de seres humanos mamíferos), que já está disponível em vídeo cassete depois de anos de não-disponibilidade.}. Posso afirmar com certa autoridade que o autor original desta série “V” era um investigador que conhecia Thomas Castello numa base pessoal.

Castello tinha conexões em Hollywood e havia escrito um roteiro de cinema, que foi por sua vez visto e ‘tomado emprestado’ sem a permissão do autor por um funcionário da NBC, sendo re-escrito como uma mini-série. O filme foi baseado em apresentar seres humanoides reptilianos cuja origem é de Sirius-B que em determinado momento aparecem com suas enormes espaçonaves nos céus das maiores cidades da Terra, sob o pretexto de serem nossos benevolentes irmãos do espaço, chegando para trazer uma nova ordem de paz universal. Na realidade, eles tinham uma agenda secreta para estuprar a humanidade e o planeta Terra de seus recursos e roubar o seu povo para seu próprio sustento biológico (n.t. em uma espécie de “vampirização” de nossa energia pessoal).

Serie-V-ship

Esta agenda estava sendo combatida por uma resistência humana que entrou em luta armada pois se recusou a acreditar na fachada apresentada pela espécie reptiliana, e estes humanos da resistência estavam, por sua vez, trabalhando com uma secreta quinta-coluna de reptilianos que também eram resistentes e que não concordavam com a agenda de dominação do planeta Terra e da humanidade que seus líderes estavam implementando, esta mini série da ABC poderia ter uma base fortemente real de uma realidade bizarra que existe no planeta e é desconhecido pela totalidade de seus habitantes – BRANTON).

O reptiliano Sshhaal tomou sobre si o perigo de me informar. Ele estava tão aberto quanto é possível em uma situação crítica e única. No dia em que eu descobri tudo isso, eu estava inspecionando uma câmera perto de um túnel de saída. Ele se aproximou, abaixou-se (os reptilóides tem uma altura média de cerca de 8 pés de altura – cerca de 2,40 metros – de acordo com a maioria das testemunhas – BRANTON), aparentemente raspando alguma sujeira inexistente, e ele calmamente me disse: “Alguns de nós concordamos que você é singular em seu interesse nos relatórios de humanos desaparecidos, os da sua espécie. Se for verdade, caminhe e se distancie de mim. Vou chegar até você. Se isso for falso, voce pode destruir a minha vida agora!”

O meu coração quase pulou para fora do meu peito, mas eu silenciosamente me afastei dele e caminhei em direção e através de um dos largos salões. Para o resto da minha vida eu vou me lembrar daquelas palavras! Foi a primeira vez que percebi que alguns reptilianos poderiam ter pensamentos e opiniões individuais! Basicamente, eles formavam uma frente uniforme com uma pequena variedade de interesses. Ou, pelo menos, era o que tínhamos pensado. Em menos de um par de dias que eu ouvi falar dele novamente. Enquanto caminhava ao meu lado no infame salão do sexto nível, eu ouvi-o dizer-me: “Entre no túnel de saída no sexto nível, norte, depois do seu turno”.

As minhas próximas horas foram longas e cheia de dúvidas e de pensamentos de traição, ou pior, mas eu não deveria ter me preocupado. Entrei em contato com um dos nove [homens] da nossa resistência, e lhe contei tudo, apenas no caso de dar algo errado. Gordon queria ir comigo, mas eu o convenci a esperar a poucos metros da saída e fingir que estava tendo problemas com seu carro elétrico. (como um carrinho de golfe]. Quando cheguei lá, havia três deles, reptilianos gigantes. SSHHAAL que formalmente me apresentou FAHSSHHAA e HUAMSSHHAA [nome da palavra base é SSHHAA ou “auxiliar”]. Com isso, eu rapidamente pegou Gordon do salão e os cinco de nós falamos e andamos pelos túneis escuros durante cerca de três horas.

reptilianosegreys

Depois daquele dia, o grupo de resistência conjunta (n.t. Agora com membros das duas espécies, humana e reptiliana) ficou maior e mais ousado. Finalmente, terminou quando um ataque militar foi iniciado via túneis de saída e eles executaram todos que estavam em sua lista, humano ou réptil. Nós resistimos e lutamos, mas nenhum dos reptilianos da casta de trabalhadores possuíam armas, nem os funcionários humanos do laboratório. Só as forças de segurança e alguns trabalhadores da área de computadores tinham armas com tecnologia alienígena de flash. Foi um massacre. Cada um estava gritando e correndo para se esconder como pudesse.

Os corredores e túneis estavam tão cheios quanto era possível, por causa da invasão. Acreditamos que eram soldados da Força Delta [por causa dos uniformes e o método que eles usaram] que escolheu para atacar durante a mudança de turno, um esforço que matou tantos quanto constavam em sua lista (NOTA: Se Thomas Castello está correto em sua afirmação, com base em suas revelações em geral, assim como as revelações de outros, como Robert Lazar, Phil Schneider, etc, os conflitos em Dulce foram o resultado de pelo menos cinco fatores ou cenários que convergem em mais ou menos ao mesmo tempo, e que se sobrepõem ou foram jogados uns sobre os outros. Isso também pode ter envolvido um conflito de interesses dentro do Grupo MAJESTIC-12 e, aparentemente, envolveu diferentes forças de segurança, incluindo homens da Delta Force, Black Berets, Blue Berets da Força Aérea, Serviço Secreto, FBI Divisão Five, Stormtroopers da CIA e as tropas de segurança da Base de Dulce.

Entre os vários fatores que parecem ter desempenhado um papel preponderante para as guerras de Dulce ocorrerem eu incluiria a animosidade para com os Greys pelo simples abate de vários cientistas e pessoal de segurança nas guerras de GROOM LAKE abaixo na ÁREA-51, em Nellis Air Force Base – Nevada Test Site, três anos antes, como descrito pelo ex-integrante do Grupo Especial  de Estudos do Grupo MAJESTIC12, o  agente Michael Wolf; encontros acidentais entre alienígenas e seres humanos trabalhadores da construção civil e forças de segurança perto de Dulce, como descrito por Phil Schneider; um ataque à “resistência” que se desenvolveu na base de Dulce, que foi aparentemente ordenado por colaboradores obstinados em inteligência de nível profundo, como descrito por Thomas Castello, em tentar resgatar alguns dos nossos melhores cientistas que tinham sido capturados pelos aliens depois de eles terem descoberto a “Grande Mentira”, envolvendo uma violação dos tratados estabelecidos entre nós e eles.

Esse tratado, formalmente assinado, é a permissão de “nosso governo” para o sequestro permanente de milhares de seres humanos para uso em experimentação genética na Base (Sala dos Horrores) Dulce e em outras bases em que somente Deus saberia para que fins, como descrito por John Lear – pode ser que MAJESTIC-12 / PI40 não tinha conhecimento destes humanos abduzidos, mas o seu órgão superior em comando, agência BLACK MONK (MONGE NEGRO) / agência MAJIC estava consciente e tinha concordado com uma troca real de vidas (seres) humanos por tecnologia.

et-silencio

Outro fator para a eclosão dos conflitos envolveria uma disputa sobre se o pessoal de segurança humana poderiam portar armas de flash em vez de metralhadoras automáticas. Todos estes fatores foram, aparentemente, fatos que contribuíram para que eclodissem as ‘brigas’ que assolou toda a maldita Base de Dulce no início do ano em 1979 – BRANTON). Nós, até hoje, não sabemos quem foi que nos traiu. Gordon Ennery estava ao meu lado enquanto nós corremos para os terceiros túneis de saída de nível, e morreu quando várias balas lhe atingiram às suas costas. Eu reagi e vaporizei o assassino e continuei correndo. E eu ainda estou correndo. Gordon será lembrado para sempre.

Continua…


Saiba mais em:

  1. http://thoth3126.com.br/marilyn-monroe-sua-vida-oculta-como-escrava-do-programa-de-controle-mental-monarch/
  2. http://thoth3126.com.br/projeto-experimento-philadelfia-parte-1/
  3. http://thoth3126.com.br/programa-de-controle-mental-monarch-mk-ultra/
  4. http://thoth3126.com.br/o-maior-dos-segredos/
  5. http://thoth3126.com.br/historia-dos-illuminati-e-da-nova-ordem-mundial-nwo/
  6. http://thoth3126.com.br/historia-dos-illuminati-e-da-nova-ordem-mundial-nwo/
  7. http://thoth3126.com.br/historia-dos-illuminati-e-da-nova-ordem-mundial-nwo-parte-ii/
  8. http://thoth3126.com.br/illuminati-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite-explosivo/
  9. http://thoth3126.com.br/illuminati-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite-2a-explosivo/
  10. http://thoth3126.com.br/o-iraque-babilonia-ira-persia-e-a-luta-pela-heranca-extraterrestre/
  11. http://thoth3126.com.br/base-alien-dentro-das-montanhas-bucegi-na-romenia-parte-1/
  12. http://thoth3126.com.br/base-alien-dentro-das-montanhas-bucegi-na-romenia-final/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

Thoth-flordavidawww.thoth3126.com.br

One Response to Conexão reptiliana e draconiana – (11B) The Dulce Book

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *