browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Conjunção de Vênus e Júpiter, um show no céu

Posted by on 28/06/2015

venus-jupiter-regulus-conjunção

Durante as noites dos próximos dias voce poderá assistir nos céus da Terra à “dança” do deus dos deuses (Zeus-Júpiter) com a deusa do amor (Afrodite-Vênus): Júpiter e Vénus vão estar muito próximos no céu nas últimas noites dos dias do mês de junho e começo de julho.

A constelação de Leão vai servir de ponto de encontro ao maior planeta do sistema solar (Júpiter) e ao mais brilhante (Vénus). Pelo menos aos olhos de quem está na Terra. Na verdade, nem os planetas vão cruzar as órbitas, nem as estrelas que fazem parte da constelação estão assim tão próximas umas das outras. Esta aproximação, até ficarem quase sobrepostos (mas só aos nossos olhos), tem o nome de conjunção.

Edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Vênus e Júpiter darão um belo espetáculo na noites dos próximos dias. Até o fim de junho e começo de julho, olhe para o oeste durante o pôr do sol e depois que escurecer: os dois planetas vão ficar cada vez mais próximos até ficarem colados um no outro!

http://revistagalileu.globo.com e  http://observador.pt/

Se você parou para curtir o pôr do sol em algum fim de tarde de junho, deve ter reparado em dois pontos bastante luminosos um pouco acima da linha do horizonte, naquela mesma direção oeste. Eram os planetas Vênus e Júpiter, os mais brilhantes do nosso céu noturno.

venus_jupiter_animação-conjunção

Durante as noites dos próximos dias voce poderá assistir nos céus da Terra à “dança” do deus dos deuses (Zeus-Júpiter) com a deusa do amor (Afrodite-Vênus): Júpiter e Vénus vão estar muito próximos no céu nas últimas noites dos dias do mês de junho e começo de julho.

No último fim de semana eles formaram um incrível triângulo junto da lua crescente, mas desde o começo do mês têm proporcionado um verdadeiro espetáculo aos amantes de astronomia. Enquanto ficam cada vez mais próximos um do outro, vão preparando o caminho para o gran finale que ocorre na terça da semana que vem (30).

Neste dia, os dois astros estarão em conjunção a uma impressionante distância aparente de ⅓ de grau um do outro. Eles vão estar tão grudados que podem se assemelhar a um único superplaneta e, se você estender seu dedo mindinho, conseguirá cobri-los por completo. O evento, que poderá ser contemplado de qualquer lugar do mundo, só deve se repetir em agosto de 2016.

venus-jupiter-lua

Um outro fator torna o encontro ainda mais especial: neste mês, as condições estão muito favoráveis para a observação de Vênus. Dependendo da data e do lugar, ele pode até ser visto durante o dia e tranquilamente durante o crepúsculo!

Aproveite 30 de junho e 1 de julho para os ver o mais próximo possível (conjunção), porque não voltará a acontecer até dia 27 de agosto de 2016, segundo a página do EarthSky. No mesmo site pode encontrar várias fotografias sobre a aproximação dos dois planetas.

venus-jupiter-regulus-conjunção-6-22-2015

Mesmo depois da lua ter varre passado por eles, o show no céu ocidental depois do por do sol ainda não acabou. Júpiter e Vênus estarão se aproximando até o final de junho e início de julho. Grant Schwartzkopff na Austrália capturou esta foto em 22 de junho de 2015.

O bacana de eventos como esta conjunção é que eles dispensam equipamentos como telescópios ou binóculos – para enxergá-lo, é só olhar para onde o sol se põe. É claro que, se você tiver um telescópio, o show fica ainda mais interessante. Segundo a NASA, Vênus aparecerá em fase crescente e Júpiter estará acompanhado de suas luas. 

Mas se em nossos céus eles parecem estar se aproximando, é importante lembrar que isso não passa de um efeito de perspectiva causado pelo movimento dos planetas em torno do Sol. Ambos continuam a distantes 800 milhões de quilômetros um do outro, mas por estar mais perto de nossa estrela, Vênus se move (esta mais próximo da Terra) mais rapidamente.

De vez em quando, ele acaba “ultrapassando” o mais lento Júpiter, causando a conjunção. Um desafio adicional é tentar encontrar Regulus, a estrela mais brilhante (a principal, alfa) da constelação de Leão que vai aparecer mais ou menos alinhada com Vénus e Júpiter (sempre acima dos dois planetas), ajudando a desenhar uma linha imaginária – a eclíptica.

 Esta linha imaginária que se pode traçar durante a noite com a ajuda de alguns astros, como a estrela Regulus, corresponde à trajetória do Sol no céu durante o dia (e das Constelações – grupo de sóis – durante a noite).

conjuncao-venus-jupiter-com-regulus_solarsystemscope

A posição dos planetas como visto no domingo, dia 28 de junho.

Para explorar a conjunção de Vénus e Júpiter, o alinhamento com Regulus ou a posição relativa dos planetas, hoje, nos próximos dias ou daqui a uns meses, experimente a ferramenta online Solar System Scope – e divirta-se.

Um último alerta, O FENÔMENO É VISÍVEL LOGO APÓS O POR DO SOL ATE CERCA DE 21:00 DE ACORDO COM A SUA LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA (Onde voce esta situado no planeta)

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/conjuncao-entre-jupiter-e-venus-com-a-lua-e-regulus-muito-proximos/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth-escribawww.thoth3126.com.br

13 Responses to Conjunção de Vênus e Júpiter, um show no céu

  1. Rodrigo Bicalho

    ..Aqui na minha cidade ta Show… Lavras mg

  2. Thoth

    Aqui em Brasilia o fenômeno foi bem visível e muito bonito.

  3. Omar

    Alinhamento para colocar tudo em ordem.

  4. Le

    E Saturno também está visível no céu. É só olhar, após o anoitecer, a leste do Zênite (o ponto central ao alto no céu)… A estrelinha mais brilhante que não piscar, não é uma estrela, é o planeta dos anéis 😉 Para ver os anéis é preciso usar um telescópio, mas é possível vê-lo a olho nu, como um ponto no céu (um pouco mais brilhante que as estrelas ao redor, só que sem piscar) 😉

  5. Airton Cerqueira Leite

    Prezados amigos,
    Moro no Butantã, na Zona Oeste de São Paulo. Meu apartamento fica no último piso. Na frente localiza-se a mata do Instituto Butantã. Portanto, tenho um grande campo aberto para observar o céu noturno. Tem sido um espetáculo emocionante observar a conjunção Vênus/Júpiter. Como é inverno, há poucos nuvens , o que facilita vê-los. Os dois planetas começam ficar visível por volta das 19 horas. Eles se posicionam exatamente na direção do por-do-Sol.

  6. Leonardo Carvalho

    Que espetáculo! Por isso que eu tava achando estranho quando olhei o céu na sexta e vi dois pontos se mexendo e eu sem saber o que era, só ficava falando “não é estrela”. Show!

  7. Will

    Estou no Mato Grosso do Sul, em Corumbá fronteira com a Bolívia, e há dias estou como o colega ali em cima, olhando pro céu e dizendo que aquilo não são estrelas!kkk

    Aqui é o Pantanal, que por natureza é um observatório natural, o espetáculo desse ângulo esta sendo incrível!

    Namastê

  8. david kalugin

    ei brothers!

    para quem não sabe eu vejo venus faz muitos anos, mas vejo não so a noite, vejo de dia tambem.
    e tem certa epoca do ano que da para ver marte tambem.

    marque bem a posição dele e calcule quanto tempo demora para ele aparecer bem apos o por do sol.
    ao amanhecer espere o mesmo tempo depois de amanhecido e procure na mesma posição, porem do outro lado, do lado que o sol nasce.
    tenho certeza que se tiver boa vista vai encontrar.

    boa sorte.

  9. francisco

    Olá,

    Fico extremamente feliz ao perceber que tantos são os que ainda se admiram com o espetáculo proporcionado pela natureza. Aos curiosos como eu vale a pena conhecer o show diário e garantido proporcionado pela ISS ou Estação Espacial Internacional! Parabéns pela iniciativa thoth3126!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *