browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Conjunção Vênus, Regulus, Júpiter e a Lua crescente

Posted by on 19/07/2015

conjunção-venus-jupiter-lua-regulus-julho

Uma Cruz formada pela lua crescente, planetas Vênus e Júpiter e a estrela Regulus (Alfa da Constelação do Leão) é vista no céu do Brasil.

O evento acontece porque Júpiter e Vênus, os dois planetas mais brilhantes do firmamento, estão em conjunção desde 29 de junho. O fenômeno faz com que dois corpos celestes, que estão distantes, pareçam estar próximos quando observados da Terra.

Alinhados também com a lua, o conjunto formou um “falso Cruzeiro do Oeste”, segundo astrônomos. A cruz pôde ser vista logo no pôr do sol, olhando para o oeste.

Edição e Imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

O encontro astronômico foi registrado no fim da tarde e na noite deste sábado e se repetira nas próximas noites com a Lua mudando rápido de posição. A Conjunção de Júpiter, Vênus, a estrela Regulus e a Lua possibilitou o ‘falso Cruzeiro do Oeste’.

http://g1.globo.comhttp://www.skyandtelescope.com e http://www.alagoas24horas.com.br

Uma cruz formada no céu pela lua, pelos planetas Júpiter e Vênus e pela estrela Regulus foi vista no fim de tarde deste sábado (18) no Rio. 

vic2015_July18ev

Além do descanso, o fim de semana reserva um belo evento para os amantes de astronomia. Neste sábado (18), poderemos ver uma formação, com o aspecto de uma cruz, gerada pela posição no céu da Lua, dos planetas Júpiter e Vênus e da estrela Régulus (pequeno Rei), a principal (alfa) da constelação do Leão.

Segundo Jair Barroso, astrônomo do Observatório Nacional e colaborador da Olimpíada Brasileira de Astronomia, eles poderão ser vistos próximos, logo ao anoitecer, no lado poente, ou seja, lado onde o Sol se põe.

Barroso diz que Vênus, mais brilhante que Júpiter, estará no topo da cruz, tendo Régulus como seu “braço direito”. Aqueles que tiverem telescópios, mesmo que de pequeno porte, poderão observar Vênus (em fase crescente, como a Lua) com uma forma parecida com a da Lua devido ao modo como o Sol os está iluminando.

– Apesar de não se apresentar muito alto em relação ao horizonte, esse acontecimento poderá ser apreciado em todo o território nacional. Porém, quanto mais formos para oeste, a cruz aparecerá progressivamente deformada – relata.

Ele lembra ainda que é preciso, em qualquer local que a pessoa estiver, que não haja grandes obstáculos, como, por exemplo, casas e morros, nessa direção.

– Como a Lua estará saindo da fase Nova, ela será visível como a forma de uma fina foice brilhante iluminada pelo Sol. Em locais pouco iluminados, será possível apreciar a luz cinzenta do restante de seu disco, que nada mais é do que a luz do Sol refletida pela Terra sobre o nosso satélite natural – esclarece.

Vista da Terra, a aparência da configuração geométrica desses astros é puramente perspectiva, explica Barroso. “Caso estivéssemos vendo esse fenômeno de longe, de outro lugar do espaço, a aparência poderia mudar completamente. Já, em termos de distâncias, a Lua será a mais próxima de nós, a seguir estará Vênus, depois Júpiter e, muito, muito mais distante, a estrela Régulus”.

lua-crescente_venus

A Lua e Vênus estavam tão próximos, que se encaixam no mesmo campo de visão de um telescópio refrator 80 milímetros. A forma crescente de Vênus se torne ainda mais pronunciada nas noites à frente na medida em que o planeta se move em direção a “conjunção inferior” – ou seja, quase diretamente entre a Terra e o sol.

– Sugerimos também que as pessoas observem a mesma região do céu na noite seguinte, para que constatem facilmente o deslocamento da Lua em 24 horas (13º na abóbada celeste) devido à sua translação em torno da Terra. Esse movimento é que responde por seu deslocamento mensal no céu no sentido oeste-leste – diz.

Para explorar a conjunção de Vénus e Júpiter, o alinhamento com Regulus ou a posição relativa dos planetas, hoje, nos próximos dias ou daqui a uns meses, experimente a ferramenta online Solar System Scope – e divirta-se.

Mais informações sobre este encontro cósmico em:

  1. http://thoth3126.com.br/conjuncao-entre-jupiter-e-venus-com-a-lua-e-regulus-muito-proximos/
  2. http://thoth3126.com.br/conjuncao-de-venus-e-jupiter-um-show-no-ceu/
  3. http://thoth3126.com.br/conjuncao-venus-e-jupiter-e-a-estrela-de-belem/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth-escribawww.thoth3126.com.br

2 Responses to Conjunção Vênus, Regulus, Júpiter e a Lua crescente

  1. kim

    a era da espiritualidade está chegando,e terminando as três eras…
    talvez com a energia destas três eras, irar florescer um belo dia !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *