browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Enorme explosão solar com ejeção de massa coronal

Posted by on 24/08/2014

cme-24082014-anim

Enorme Ejeção de Massa Coronal da Mancha (Sunspot) Solar 2151

Uma CME está se dirigindo para a Terra. A nuvem de tempestade relativamente lenta deixou o sol em 22 de agosto e parece que vai demorar 4 dias para cruzar o espaço entre o Sol e a Terra. Meteorologistas do clima espacial da NOAA estimam uma chance de 15% de tempestades geomageticas polares em 26 de agosto, quando a CME chegar e bater na Terra.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Enorme Ejeção de Massa Coronal da Mancha (Sunspot) Solar 2151 no domingo, 24 de agosto

http://spaceweather.com/

M” para Magnífico: 

No vocabulário usado no meio de estudos do clima espacial, uma chama classe “M”  é uma explosão de ejeção de massa coronal (CME-Coronal Mass Ejection) de médio porte. A Erupção classe M-5.6 de hoje, no entanto, foi magnífica.

O SDO-Solar Dynamics Observatory da NASA gravou a enorme e violenta explosão, veja abaixo:

cme-ar2151-m6

Uma forte explosão na região magnética da emergente mancha solar (Sunspot)  AR2151 arremessou uma enorme nuvem densa e retorcida de plasma para o espaço. O Observatório Solar e Heliosférico (SOHO) registrou uma ejeção de massa coronal brilhante emergindo do local da explosão, veja filme a seguir. 

Se esta emissão de  CME for dirigida à Terra, o resultado provável seria fortes tempestades geomagnéticas. No entanto, por causa da localização da mancha solar perto do horizonte leste do Sol, a Terra não estará na sua linha de fogo.

cme-24082014-anim

No entanto, o flare produziu alguns efeitos na Terra. Um pulso de radiação Ultra Violeta extremo parcialmente ionizando  a alta atmosfera do nosso planeta. Este “Disturbance Ionospheric Sudden” (SID) alterou a propagação normal de transmissões de rádio  VLF (freqüência muito baixa) sobre o lado diurno da Terra, um efeito gravado no Polarlightcenter em Lofoten, Noruega.

Esta mancha (sunspot) solar AR 2151 ficará voltada para a Terra nos próximos dias, o que significa que as explosões subsequentes poderiam ser mais geoefetivas. Fique atento para atualizações.

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth-movimentowww.thoth3126.com.br

One Response to Enorme explosão solar com ejeção de massa coronal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *