browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Espionagem da NSA em países da AL abala influencia dos EUA na região

Posted by on 24/09/2013

Escândalo da espionagem da NSA coloca a influência (Illuminati) dos EUA sobre a América Latina em queda livre.

Os líderes democraticamente eleitos desde o México à Argentina, incluindo principalmente o Brasil, estão tão ressentidos da espionagem praticada pela NSA em seus assuntos e a influência norte-americana que agora estão dispostos a tomar medidas duras.

A espionagem dos EUA criou esta nova situação. A América para os americanos – esta era uma pedra angular da política externa dos Estados Unidos. 

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

http://rt.com/op-edge/spy-scandals-us-latin-america-176/

RT-Rússia Today – Por Mauricio Savarese, 21 de setembro de 2013 10:34

Essa doutrina, introduzida há 190 anos pelo presidente James Monroe, significava que os estrangeiros se mantinham fora do quintal dos EUA (as Américas Central e do Sul). Durante décadas, ela [a política externa dos EUA] também sentou-se bem à mesa com as elites da América Latina. Os EUA ainda promoviam a generais ditadores em seus países àqueles homens de uniforme que amavam (e obedeciam) suficientemente o governo de Washington. Bem, esses dias estão contados.

Ao contrário dos europeus, que complacentemente (porque fazem o mesmo com seus cidadãos) deram uma piscadela e um empurrãozinho para os EUA no escândalo de vigilância em massa, a América Latina está com muita raiva. Em um movimento drástico, a presidente brasileira Dilma Rousseff, uma moderada, decidiu cancelar a visita de Estado a Washington.Os esquerdistas na região estão agora mais agressivos e os direitistas têm sido pressionados a falarem.

Especialistas norte-americanos podem insistir que seu foco esta sobre a Síria, mas o quintal dos EUA (as Américas) agora está  em uma revolta inédita crescente. A espionagem da National Security Agency (NSA) provocou um escândalo que tornou impossível para os líderes regionais sul americanos de manter a calma, sem parecerem fracos para seus pares e povos.

A afronta ao Brasil tem as maiores implicações. A decisão foi tomada depois que Dilma Rousseff descobriu que suas comunicações pessoais estavam sendo espionadas e monitoradas. Cada líder sul-americano foi chamado para apoiá-la, inclusive o da Colômbia Juan Manuel Santos, o único aliado que Barack Obama (os EUA) deixou na região. 

Ela prometeu atacar a espionagem indevida e ilegal, feita em massa pelos EUA, nas Nações Unidas (próxima Assembleia Geral vai ser aberta pela presidenta do Brasil em 24/09/13). É provável que a gigante norte americana fabricante de aviões Boeing perca um acordo comercial sobre fornecimento de caças para a Força Aérea do Brasil de cerca de US$ 4 bilhões.

Sem a (n.t. histórica, mas às vezes servil) moderação do Brasil, os esquerdistas mais radicais ficam mais encorajados. Da Bolívia, Evo Morales disse que vai processar Obama nos tribunais internacionais por violações dos direitos humanos depois que o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro ter sido bloqueado durante algumas horas de sobrevoar sobre Puerto Rico. 

Estes dois mais o presidente do Equador, Rafael Correa são susceptíveis de forçar mais ainda para trazer o delator da espionagem da NSA, ex funcionário da CIA Edward Snowden para a América do Sul, concedendo-lhe asilo. Depois que Hugo Chávez faleceu eles precisavam de uma agenda conjunta para melhorar a sua química.

As revelações sobre a espionagem na América latina feita pela NSA também vazou revelações da Argentina, Cristina Kirchner se aproximou ao Brasil para melhorar a sua defesa cibernética. Os países da região estão agora prestando mais atenção a este projeto, a fim de desenvolver seus próprios sistemas de e-mail: especificamente ele será projetado para aqueles que não querem que como o Google e o Yahoo, que permitem escancaradamente aos serviços de inteligência dos EUA monitorar tudo.

Isso é uma retaliação aberta, mas muito mais pode acontecer por detrás das portas fechadas. A presença norte americana na região latina ainda é importante, mas agora que a estrela da China está crescendo rapidamente como parceiro comercial da América Latina, a pressão esta sobre os EUA.

A Influência dos EUA esta tão baixa no momento na região da América Latina em que até mesmo o presidente conservador do México, (também alvo de espionagem pelos EUA) Enrique Peña Nieto, foi forçado a falar e exigir uma investigação. A pressão política não lhe deu outra alternativa senão a de condenar a NSA e os EUA por roubar os dados com as informações de suas escolhas ministeriais para seu governo. Do Chile, Sebastián Piñera também teve que sair lutando. Esses líderes não estão surpresos com a própria vigilância em si mesma, mas o alcance dela é que se mostrou muito ousada.

Os tempos estão definitivamente apontando para uma mudança. A América pode estar a caminho de pertencer a todos os americanos, o que vai incluir todos os países latino-americanos também (n.t. que deixarão de ser o quintal de um país governado por uma elite que não serve a outros interesses do que os seus próprios).

Mauricio Savarese é jornalista desde 2003. Um blogger sobre assuntos brasileiros, ele contribui para a RT-Rússia Today– em Inglês e Espanhol. Ele é um ex-repórter da agência Reuters, UOL e Yahoo. As demonstrações, pontos de vista e opiniões expressas nesta coluna são exclusivas do autor e não representam necessariamente as da RT.

———————————————————————————

Dilma chega a NY para participar da Assembleia-geral da ONU

Presidente defenderá em discurso regras contra espionagem internacional. Ela terá ainda encontro com empresários sobre investimentos no Brasil.

http://g1.globo.com/

A presidente Dilma Rousseff chegou por volta das 7h desta segunda-feira (23) a Nova York para participar da Assembleia-Geral das Nações Unidas, onde irá fazer discurso nesta terça contra a espionagem norte-americana no Brasil. Ela passa o dia sem compromissos oficiais e deve finalizar o texto da declaração que fará na abertura do evento.

Por tradição, o presidente do Brasil sempre faz o discurso inicial da Assembleia-Geral. Esta será a terceira participação de Dilma na Assembleia-Geral da ONU desde que tomou posse em janeiro 2011. O evento, que tem sede nos Estados Unidos e reúne mais de 190 chefes de Estado, ocorre uma semana depois de a presidente cancelar viagem oficial que faria a Washington em Outubro para reuniões com o presidente norte-americano, Barack Obama.

A decisão foi tomada após o mal estar gerado com as denúncias de que a NSA, agencia de segurança norte-americana, espionou Dilma, seus assessores e também a Petrobras, segundo revelou o programa Fantástico.


Primeira chefe de Estado a discursar na Assembleia-Geral da ONU, a presidente deverá pedir que as ações de inteligência entre nações sejam regulamentadas pelo organismo internacional. Dilma quer a elaboração de normas específicas e limites a ações de espionagem.

A presidente deverá ainda fazer uma defesa do respeito à soberania dos países e à privacidade de correspondências na internet. 
A fala dela antecede o discurso de Barack Obama, que subirá à tribuna da Assembleia das Nações Unidas logo após a presidente do Brasil.

Saiba mais sobre ESPIONAGEM, MANIPULAÇÃO e CONTROLE em:

http://thoth3126.com.br/facebook-volta-a-ser-criticado-por-violacao-de-privacidade/
http://thoth3126.com.br/facebook-uma-conspiracao-da-cia/
http://thoth3126.com.br/windows-8-e-um-chip-em-seu-computador-para-a-espionagem-da-nsa/
http://thoth3126.com.br/a-guerra-ao-terrorismo-dos-eua-e-uma-farsa/
http://thoth3126.com.br/eua-e-a-espionagem-na-internet-programa-xkeyscore/
http://thoth3126.com.br/echelon-o-esquema-de-espionagem-global-dos-eua/
http://thoth3126.com.br/facebook-microsoft-e-apple-sao-processadas-por-ajudar-governo-dos-eua/
http://thoth3126.com.br/eua-espionam-o-mundo-todo/
http://thoth3126.com.br/os-eua-espionaram-milhoes-de-e-mails-e-ligacoes-de-brasileiros/
http://thoth3126.com.br/microsoft-e-cumplice-da-espionagem-da-nsa/

 

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e a menção às fontes.

www.thoth3126.com.br

4 Responses to Espionagem da NSA em países da AL abala influencia dos EUA na região

  1. HELCIO GONCALVES DA SILVA

    SE ESTÃO ESPIONANDO TODOS VOU LHES DAR A FORMULA SCRETA DA CONTRA-ESPIONAGEM ANOTEM AI
    P + U = PU
    LH + i = LHI
    Ç + A = ÇA
    ============
    TOTAL PULHIÇA
    THANKS
    HELCIO GONÇALVES DA SILVA
    LABREA – AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *