browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

EUA à beira da falência

Posted by on 23/03/2014

Os EUA à beira da falência generalizada.

Era uma vez, e não faz muito tempo, as maiores cidades dos Estados Unidos ( e o “american way of life”) eram invejados em todo o mundo. Infelizmente, este já não é mais o caso. 

Claro, existem áreas de Nova York, Boston, Washington e Los Angeles, que ainda são absolutamente lindas, mas na maioria das vezes nossas principais cidades estão rapidamente apodrecendo e ficando decadentes. 

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

O último a sair apague as luzes – As maiores cidades dos Estados Unidos estão se tornando (sendo transformadas intencionalmente) em meras fossas de imundície, decadência e misérias…

Fonte: http://theeconomiccollapseblog.com/

Por Michael Snyder:

Grandes cidades como Detroit, Cleveland, Baltimore, Memphis, New Orleans, St. Louis e Oakland foram locais em que uma vez os trabalhadores americanos de classe média prosperaram e cresceram junto com suas famílias.  

Hoje, todas essas cidades estão sendo rapidamente transformadas em fossas de sujeira, decadência e miséria. Milhões de bons empregos acabaram em nossas principais cidades nas últimas décadas e a pobreza absolutamente explodiu. 

Basicamente, você pode apagar as luzes porque a festa acabou. Na verdade, algumas das principais cidades dos Estados Unidos já estão, literalmente, apagando as luzes. Em Detroit, cerca de 40 por cento dos postes de iluminação pública já estão quebrados e a cidade não tem recursos para consertá-los. 

Então, o prefeito Bing surgiu com um plano para reduzir o número de postes de iluminação quase pela metade e deixar vastas partes da cidade totalmente no escuro à noite. Eu me pergunto o que vai acontecer com o índice de criminalidade na cidade. Mas não olhe muito apenas para Detroit, porque o que está acontecendo em Detroit estará acontecendo onde você mora em breve.

Um artigo recente da agência Bloomberg descreveu o plano do prefeito Bing para eliminar quase a metade dos postes de iluminação de Detroit ….

Detroit, cujas 139 milhas quadradas contêm 60 por cento menos habitantes hoje do que em 1950, vai tentar empurrá-los para um espaço menor, por eliminar quase metade dos seus postes de iluminação.

Na medida em que 40 por cento dos 88 mil postes de luz da cidade já estão quebrados, Detroit cujas finanças estão sendo supervisionadas por um conselho nomeado, não pode se dar ao luxo de consertá-los. O plano do prefeito Dave Bing criaria uma autoridade para emprestar US $ 160 milhões para modernizar e reduzir o número de postes para 46.000. A manutenção deles seria terceirizada, poupando à cidade US$ 10 milhões por ano.

O que isto significa é que vai haver um monte de bairros que terão as luzes apagadas permanentemente. E então, quais bairros vai ser?

De acordo com um alto funcionário de Detroit, as “áreas mais carentes” vão estar no extremo inferior da pirâmide ….

“É preciso identificar os bairros onde você quer concentrar a sua população”, disse Chris Brown, diretor de operações da prefeitura de Detroit. “Nós não vamos iluminar áreas carentes assim como nós vamos iluminar outras áreas.”

Detroit, cujas 139 milhas quadradas contêm 60 por cento menos habitantes hoje do que em 1950, vai tentar empurrá-los para um espaço ainda menor, por eliminar quase metade dos seus postes de iluminação pública noturna.

As “autoridades” da cidade sabem que não podem forçar as pessoas a mudar de “áreas carentes”, de modo que eles estão para sair cortando os serviços públicos, começando pela iluminação. Mas desligar as luzes à noite não é o único modo pelo qual Detroit está tentando para poupar dinheiro.

Recentemente, funcionários em Detroit anunciaram que todas as delegacias de polícia da cidade serão fechadas ao público durante 16 horas por dia. É muito triste ver o que está acontecendo com o que antes era uma grande cidade, que já foi a “capital mundial” das fábricas de automóveis.

Lembrando de volta aos velhos tempos, Detroit tinha uma população repleta de classe média. Hoje, 53,6% de todas as crianças da cidade de Detroit estão vivendo na pobreza. De volta aos velhos tempos, Detroit era um exemplo brilhante de que a América estava fazendo certo as coisas.

Em Detroit, as ruínas da fábrica de automóveis Packard Motors Co.

Hoje, 47 por cento de todas as pessoas que vivem na cidade de Detroit são analfabetos funcionais. De volta aos velhos tempos, bairros de classe média brotaram como cogumelos por toda Detroit.

Hoje, o preço médio de uma casa na cidade é de apenas 6.000 dólares. Escusado será dizer que o crime está explodindo na cidade e muitas famílias vivem com medo constante. Muitos tomaram a justiça em suas próprias mãos. O homicídio justificável em Detroit aumentou em 79 por cento ao longo de 2011. Mas Detroit é apenas um exemplo do que esta acontecendo com as grandes cidades em uma tendência nacional nos EUA.

Por exemplo, um recente artigo de Jim Quinn, intitulado “ Mais de 30 quadras de cinza e decadência“, descrevendo a sujeira, a decadência e a miséria em West Filadélfia. Jim Quinn se refere a aparência nesta área como “as 30 Quadras de miséria” ….

A taxa de desemprego real é superior a 50%, o homicídio é a indústria número um, com tráfico de drogas em segundo lugar.

Na medida que voce passa pelos 30 Blocos de Miséria você vai encontrar o fantasma da futura miséria para West Chester Pike. A população ao longo deste corredor é ignorante, dependente, e representa a escória da nossa sociedade.

Mas esta área uma vez  foi o lar de famílias da classe média norte americana. Houve uma vez que havia muitas casas bonitas em West Philly, a maioria delas, agora se foram ou estão desmoronando e caindo aos pedaços. De acordo com Quinn, a decadência material é acrescida pela decadência social ….

As casas uma vez bonitas e orgulhosas agora estão em frangalhos. Sacos de lixo espalhados pela paisagem. A maioria das pessoas que vivem aqui são parasitas da sociedade. A responsabilidade pessoal, a ética de trabalho, a educação e o casamento são conceitos desconhecidos nesta comunidade. Apesar de mais de 50% dos alunos em West Philly abandonarem a escola e as notas médias dos estudantes do nível secundário em West Philly serem inferiores ao nível do mar ****, o falido distrito escolar gastou US $ 70 milhões para construir uma nova escola secundária/ prisão para babás e futuros presidiários. As janelas não têm barras de aço, o arquiteto foi inteligente ao colocar todas as janelas a pelo menos oito metros acima do nível da rua.

Uma das grandes coisas sobre o artigo é que Jim Quinn apontou como as lojas de varejo na área refletem as coisas que a população da comunidade valoriza verdadeiramente ….

A região de Chestnut Plaza representa verdadeiramente o que é importante para esta comunidade. Este Centro de Miséria, em oposição ao Power Center, inclui uma loja de vídeo pornô, cash dispenser, loja de tomada de empréstimos, tabacaria, loja de donuts, lavanderia e loja de bebidas. Não há necessidade de lojas que venda alianças e de confecção de currículos para obter emprego.

A região de Chestnut Plaza, foto acima, demonstra e representa verdadeiramente o que é importante para esta comunidade.

Infelizmente, há comunidades como esta em todo o país. Como escrevi sobre isso recentemente, todo o estado da Califórnia está sendo lentamente (mas intencionalmente) transformado em uma fossa gigantesca.

Sim, ainda existem algumas áreas onde acontece o jogo dos ricos que são absolutamente lindas. Se você ficar nos enclaves ricos você poderá nunca vir a saber que o resto do estado está bastante decadente.

Há muito boas razões para que milhões de pessoas estão se mudando para fora da Califórnia. Por exemplo, um leitor chamado Peter deixou o seguinte comentário em um dos meus artigos recentes ….

Eu sou um californiano nativo (com 61 anos de idade) e vivi aqui todos os meus anos de vida, menos dois. Eu posso lhe dizer absolutamente que este estado não é mais o que era há 30 anos. Cidades como San Francisco passaram de atrações turísticas de classe mundial para desgraças nacionais. Los Angeles é uma cidade de terceiro mundo. San Diego está falida. Mesmo Silicon Valley, apesar das melhorias recentes, não é mais de jeito nenhum o que foi na década de 90. O comércio varejista esta morto neste estado. Mesmo shoppings (mais fashions e chiques) como Rodeo Drive e Ocean Avenue em Carmel estão cheios de vagas para carros e vazios.

Em todo o estado da Califórnia, as boas empresas estão fechando e as famílias que trabalham duro estão vendendo as suas casas. O vazio que está sendo criado está sendo preenchido pelo crime e pelas gangues. O seguinte é um comentário de uma leitora chamada Roberta deixou no mesmo artigo ….

Sim nós vivemos em Oroville CA desde 2007 e que começou a ficar ruim depois. Montgomery Wards fechou, a loja de móveis McMahan fechou e AGORA o McDonalds também está fechando em julho deste ano, juntamente com um grand slam de empresas bem conhecidas que estão saindo de Oroville. Ela está se transformando em uma cidade fantasma com bandos de quadrilhas com o uso desenfreado e generalizado de drogas. Eu sinto muito por meus familiares e amigos que ainda estão agarrados a sua fraca esperança de que as coisas “vão” ficar melhor. Mas eu não penso assim.

Talvez as coisas ainda estejam muito boas onde você mora. Talvez você pense que você (ou o resto do planeta) esteja imune a tudo isso. Infelizmente, a verdade é que isto é apenas o começo. A economia dos EUA esta atual e realmente com desempenho muito melhor do que deveria ser, graças aos trilhões de dólares emprestados a fundo perdido que Barack Obama e o Congresso dos EUA gastaram injetando na economia (principalmente em grandes bancos).

Quando a nossa prosperidade alimentada e sufocada pelas dívidas acabar, muito mais cidades dos EUA vão acabar se parecendo com Detroit. A América não pode prosperar sem empregos para a classe média, e esses tipos de empregos estão desaparecendo muito rapidamente. Ainda esta semana a HP anunciou que vai demitir 27 mil trabalhadores.

Estamos perdendo empregos de classe média em um momento em que precisamos desesperadamente de muitos mais deles. No ano passado, 53 por cento de todos os norte americanos com um diploma de bacharel com idade inferior a 25 anos estavam desempregados ou subempregados.

No entanto, os nossos políticos continuam a perseguir as mesmas “políticas” insensatas mais e mais. Assim, as coisas vão continuar a piorar e a América vai continuar a resvalar para a miséria.

É melhor você se preparar. 

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

15 Responses to EUA à beira da falência

  1. priscilla

    Wonderful web site. A lot of helpful info here.
    I’m sending it to several buddies ans additionally sharing in delicious.
    And of course, thank you to your sweat!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *