browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Ex-diretor da Petrobras vai falar o que sabe …

Posted by on 26/08/2014

petrobras-corrupção

Ex-diretor da Petrobras vai fazer delação premiada

O ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa decidiu fazer delação premiada. Acuado, na iminência de sofrer uma sucessão de condenações como réu da Operação Lava Jato, Costa considera que não tem a menor chance de sair da prisão tão cedo. Ele quer preservar seus familiares, que também se tornaram alvos da Policia Federal pela operação Lava Jato.

Edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Ex-diretor da Petrobrás, preso pela Operação Lava Jato, vai falar tudo o que sabe de corrupção na estatal

http://politica.estadao.com.br

https://br.noticias.yahoo.com

Horas antes de Costa se decidir por falar o que sabe de corrupção em negócios da Petrobras, a Polícia Federal deflagrou a quinta fase da Lava Jato e vasculhou os endereços de 13 empresas de consultoria, gestão e assessoria, todas situadas no Rio e ligadas a uma filha, Ariana Azevedo Costa Bachmann, e a um genro, Humberto Sampaio Mesquita, e a um amigo dele, Marcelo Barboza.

petrobras-diretor

Desde que a Polícia Federal prendeu Paulo Roberto Costa, o ex-executivo mais poderoso da Petrobras,  Brasília não dorme mais. Dezenas de grandes empresários, entre eles diretores das maiores empreiteiras do país e das gigantes mundiais do comércio de combustíveis, todas com negócios na Petrobras, também não dormem mais. Paulo Roberto Costa era diretor de Abastecimento da Petrobras entre 2004 e 2012. Era bancado no cargo por um consórcio entre PT, PMDB e PP, com o aval direto do ex-presidente Lula, que o chamava de “Paulinho”. Ele guardava provas de todas as suas transações que agora estão sendo analisadas pela Policia Federal (Foto: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press)

As buscas foram realizadas a pedido da Procuradoria da República, que apontou “vertiginoso acréscimo patrimonial” das empresas no período em que Costa foi diretor da Petrobrás (2004/2012). Após sua saída da estatal, verificou-se “decréscimo de receita” no caixa dessas empresas. Ele não fez ainda nenhum depoimento. Nem o acordo foi assinado. Se falar o que sabe muitos políticos poderão ser incriminados. 

ampulheta

No período em que Paulo Roberto Costa atuou na Petrobras, manteve contatos com parlamentares, empreiteiros e também com o doleiro Alberto Youssef, o mentor da Lava Jato, segundo a PF. Preso na sede da Superintendência Regional da PF em Curitiba (PR), ele se reuniu ontem com a advogada criminalista Beatriz Catta Preta.

Na advocacia desde 1997, Beatriz é especialista na condução de acordos para delações premiadas. A advogada já participou com êxito de pelo menos oito procedimentos dessa natureza. Em troca de informações à Justiça, os acusados por ela defendidos alcançaram o perdão ou significativa redução de pena.

O caso mais célebre foi o da delação do investidor Lúcio Bolonha Funaro, durante o processo do mensalão federal. Em nota, a criminalista observou. “Assumi o caso (de Paulo Roberto Costa) hoje (ontem). O acordo é um dos caminhos possíveis por ser meio de defesa previsto em lei. Vou me inteirar e analisar todas as possibilidades.” 

Crivo – O acordo precisa ser submetido ao crivo do Ministério Público Federal e homologado pela Justiça Federal. Força-tarefa composta de seis procuradores, todos com ampla experiência em investigações sobre crimes financeiros, vai analisar o que Costa tem a oferecer e se isso justifica concessões. O ajuste traz as condições, inclusive o benefício que o acusado poderá receber. Celebrado o termo, o juiz homologa e aí começa a fase dos depoimentos.

petrobras-gracas_foster

Costa é réu em duas ações criminais conduzidas pelo juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal no Paraná. Ele é acusado por lavagem de dinheiro desviado da Petrobras e por suposta destruição de documentos. Outras ações deverão ser abertas. Se fizer delação pode neutralizar os efeitos de novas acusações. Há algum tempo, ele vinha avaliando a possibilidade da delação.

Mas ainda apostava em possível “virada de jogo” no Supremo Tribunal Federal, onde foi protocolada uma reclamação formal, por meio da qual seus antigos defensores sustentam que a competência para o caso é da Justiça Federal em São Paulo.

O argumento é que as empresas citadas por lavagem ficam em São Paulo. Não deu certo. Pesou na decisão de Costa o alerta de pessoas próximas de que poderá passar mais tempo atrás das grades que o operador do mensalão, Marcos Valério, condenado a 37 anos de prisão.

petrobras-divida-total-e-liquida

Enquanto isso, o endividamento total da empresa cresceu quase 7 vezes em APENAS 6 ANOS, PULOU DE $ 39,7 para $267,8 bilhões!!!

Dilma Rousseff blinda Petrobras após acordo de delação premiada de Paulo Roberto Costa

http://noticias.portalvox.com – 

Um dia após a divulgação do acordo de delação premiada firmado com Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras envolvido na “Operação Lava Jato”, a presidente Dilma Rousseff convocou entrevista coletiva para blindar a estatal. 

Presidente disse que estatal é muito maior” que seus funcionários.

Pela primeira vez desde o início da crise de Pasadena, a presidente abandonou a cordialidade em relação aos executivos da Petrobras, afirmando que a empresa “é muito maior” que seus funcionários e agentes responsáveis por “equívocos”.

ore-pelo-brasil

Mesmo quando responsabilizou, no semestre passado, o ex-diretor Nestor Cerveró pela aquisição de refinaria superfaturada, Dilma sempre demonstrou cuidado ao se referir a dirigentes da Petrobras. Na época, porém, nenhum nome interceptado pela Polícia Federal colaborava com as investigações de aparelhamento da empresa.

A cúpula da campanha de Dilma Rousseff demonstrou apreensão com a notícia da adesão de Paulo Roberto Costa ao benefício da delação premiada. O temor é que ele envolva ainda mais seus apadrinhados políticos – o PT e o PP – na investigação.

——————————————————————————–

ContagemRgressiva

Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos (os inconscientes e ignorantes), e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios*, mas como sábios”  Efésios 5:14-15

{Nota: Significado de Néscio: adjetivo, Característica de quem não possui (não desenvolveu) conhecimento, capacidade, sentido ou coerência. s.m. Sujeito ignorante, estúpido, incompetente, burro, incoerente, inepto e sem discernimento. (Etm. do latim: nescius.)

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/petrobras-incompetencia-e-corrupcao-atrai-inferno-astral/
  2. http://thoth3126.com.br/petrobras-e-o-estopim-de-uma-grave-crise/
  3. http://thoth3126.com.br/equinocio20marco/
  4. http://thoth3126.com.br/abril-e-o-brasil/
  5. http://thoth3126.com.br/revoltas-populares-unem-se-contra-governos-incompetentes-e-corruptos/
  6. http://thoth3126.com.br/pao-e-circo/
  7. http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

thoth-escribawww.thoth3126.com.br

8 Responses to Ex-diretor da Petrobras vai falar o que sabe …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *