browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Forças das trevas atuam de “dentro” do governo dos EUA

Posted by on 04/08/2016

dark-angelForças sombrias das trevas controlam o governo dos EUA (e dos demais principais países)

 Que nenhum homem ou mulher se atreva a falar de um governo das Trevas. Os comparsas dos corruptocratas  (de Washington e de outras capitais) que compõem as elites dominantes dos governos dos países do mundo devem manter a ilusão de que os governos eleitos são baseados em consentimento intencional e tem a autoridade legítima para estabelecer regras de conduta que os seus cidadãos são obrigados a obedecer.  

 Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Forças sombrias das trevas controlam o governo dos EUA

Fonte: http://www.batr.org/totalitariancollectivism/121612.html 

Por SARTRE 

… Para esses regimes que mantêm seu controle do poder por meios não democráticos, os apologistas da comunidade internacional dão um amplo espaço de aceitação, a fim de manter a aparência de soberania nacional individual.

No ensaio, There Is No Conspiracy – Only Official Policy (Não há nenhuma conspiração – Somente Política Oficial) se fornece um estudo sobre poder político quando uma república das bananas  se atreve a desafiar o poder dos criadores de dinheiro:

“A lição para os líderes mundiais é a de que você não deve cruzar com (e desafiar) os donos do poder. Mas para os americanos é que um mundo governado pelo FMI nunca beneficiará a nós, as pessoas. A promulgação do tratado da Alca é apenas um elemento a mais no grande esquema de controle global. Não há necessidade de ser especialista em teorias extraordinárias, tudo esta bem aberto para todo mundo ver. A política é muito clara – as nações do mundo e suas populações são meras colônias para os interesses das elites dominantes do planeta. Os líderes políticos eleitos das nações e seus cidadãos são meros sujeitos da comunidade internacional. Nós não somos (os EUA) a reverenciada República a que todos nós deveríamos fidelidade, não é mesmo? ” 

O padrão de retaliação contra quaisquer líderes  que se recusar a ceder para o controle do Banco Mundial ou do FMI está bem à vista. Basta perguntar a alma mutilada do falecido Muhammad al-Gaddafi (Líbia, ou Hosni Mubarack, do Egito) para obter um testemunho da aplicação do tratamento que se pode esperar quando um país se opõe à plutocracia financeira mundial.

Enquanto o “Imperio” armado até os dentes, com Drones de guerra, visa governos que se opõem à hegemonia mundial (n.T. e de países com muitos  recursos naturais), a discórdia por trás das cenas nas telas entre variadas facções que disputam o poder, controle e hegemonia global muitas vezes passa desapercebida.

A sociedade constituída dos países considera a natureza Do Governo Sombra diferentemente das interpretações mais populares sobre a elite no poder. Alguns dos melhores indícios de que o Governo Sombra não está apenas centrado no controle global do setor financeiro são as coisas que o mesmo tem de fazer para se auto financiar.

Manter o Governo das trevas e a sua agenda é muito caro. Mas podemos identificar algumas de suas principais fontes de receita:

(1) Orçamentos Secretos (Black budget). Este é o núcleo de suas operações, mas ele sozinho não é suficiente para garantir o seu controle sobre o país (EUA) e o resto do mundo.

(2) O controle do comércio internacional de drogas. A elite assumiu o controle (e até mesmo da produção) da maior parte do tráfico ilegal de drogas ilegais (cocaína, maconha, heroína, ópio, etc), em parte por meio dos órgãos de aplicação da lei para eliminar a concorrência, e ganhando o controle do fluxo do dinheiro e as formas de como ele é re-introduzido na economia (com a utilização de grandes bancos internacionais para a lavagem do dinheiro).

(3) Invadindo instituições financeiras. Isto é o que foi feito com a S & Ls (Saving and Loans-Poupança e empréstimos imobiliários), e está sendo feito, de forma mais lenta, com os grandes bancos. Esse controle envolve vários aspectos: desvio de fundos, apreensão de instituições menores por alguns grandes conglomerados já sob controle do governo das trevas, com a apreensão dos financiamentos pelos contribuintes, e aquisição com preços vantajosos dos ativos dessas instituições, muitas das quais são empresas de negócios bem posicionadas que dão ao Governo Sombra tanto o controle das principais empresas em setores estratégicos assim como mais negócios e fontes de receita. O ataque às Savings & Loan em 2008 foi usado para financiar uma grande expansão do Governo Sombra em todo o planeta e principalmente nos EUA. No entanto, não é um método que pode ser repetido.

(4) As autoridades públicas. Estes são empresas quase-governamentais  que controlam ativos substanciais, muitas vezes subsidiados pelos contribuintes, sem prestação de contas eficaz. Eles incluem habitação, portos, geração e distribuição de energia, água, transporte público e autoridades educacionais. A isso também pode ser adicionado outros serviços públicos, que regulam monopólios privados, como empresas locais de telefonia e TV a cabo. Esses negócios são também uma fonte importante para obtenção de contratos governamentais.

(5) Os contratos do governo. Principal fonte de desvios e obtenção de recursos (corrupção), mas deve ser frequentemente partilhado com os outros envolvidos, os políticos corruptos.

(6) Comércio do tráfico ilegal de armas. Outra importante fonte de recursos, tanto direta bem como desviada. Mas requer pagamentos a funcionários locais (novamente a funcionários e políticos corruptos).

O que esse ponto de vista ignora é que as táticas de operações subversivas freqüentemente demandam execução disfarçada e consequente negação plausível do envolvimento da elite. Os métodos de operações secretas realizadas por agentes dessa elite das trevas evitam a pergunta, de quem realmente controla as agências de inteligência (CIA-EUA, MOSSAD-ISRAEL, MI-6-INGLATERRA, ISI-PAQUISTÃO)? É um erro fatal se rejeitar o papel preponderante das instituições de controle de circulação da moeda e dos bancos centrais de determinados países na rede unificada de controle financeiro e de integração global.

Uma melhor percepção da capacidade de desagregação dessa elite das trevas feita por Richard Boylan Ph.D. oferece uma análise estrutural do secreto governo “das trevas”. No Governo das Sombras cinco ramos principais podem ser identificados. Estes ramos são: o Poder Executivo, a Divisão de Inteligência, o Departamento de Guerra, o Poder da Indústria de armas e do Departamento Financeiro.

Uma análise dos efeitos globais desses cinco ramos sugere que o objetivo geral do Governo das Sombras é exercer secretamente o controle total através de:

1. Recolhimento de informação institucional e pessoal abrangente;

2. Ao estabelecer a política nacional e internacional, independentemente do Governo estabelecido;

3. Através do desenvolvimento de alta tecnologia de armas e equipamentos militares, e, com estes, estabelecendo pequenas mas mortais unidades militares de elite, especializados e altamente móveis,  para efetivar e executar essas políticas e agendas secretas, quando necessário, sem ter que contar com o uso oficial (não confiável) das Forças Armadas convencionais, (cuja subserviência e obediência à implantação da agenda do Governo Sombra é razoavelmente suspeita ainda);

manipulação-ocidente-nwo

4. Através do desenvolvimento de uma capacidade armada para repelir qualquer ameaça ao status quo vigente, (incluindo os impactos incertos tanto social como político e econômico de qualquer revelação da realidade sobre UFOs e da presença e existência de vida extraterrestre) através do desenvolvimento de um cenário tipo Guerra nas Estrelas e MBDO (Star Wars e  Ballistic Missile Defense Organizatione-BMDO), vigilância do espaço vizinho à Terra, com base em armas de rede SDI (Strategic Defense Initiative-SDI Project);

5. Ao negar informações que comprometeriam o Governo-sombra de todos aqueles indivíduos que estão fora do nível com “necessidade de saber” de sua política;

6. Ao exercer o controle sobre a oferta de dinheiro, a disponibilidade de crédito e o valor (custo) do dinheiro, por meio de decisões políticas tomadas fora dos governos oficiais.

A ameaça política planetária essencial  que  a humanidade enfrenta hoje está enraizada no projeto globalista (da elite que serve às forças das trevas) para acelerar seus planos de implantação de uma hierarquia, uma Nova Ordem Mundial  do tipo neo-colonial feudal. A The New World Order Feudal Enslavement System. (Uma Nova Ordem Mundial, um Sistema Feudal de Escravidão) esboça a trama dos elitistas. 

No entanto, os elementos sub-reptícios que compõem as funções e atribuições de missões governamentais desse governo das sombras precisa manter-se em segredo clandestino para ser eficaz. Práticas furtivas, muitas vezes promovem a perpétua ignorância pública (n.T. uma tarefa extremamente facilitada pela imbecilidade da massa ignorante que nada questiona e que vivem como zumbis autômatos).

O  vídeo a seguirU.N. and the United States | John F. McManus  (a ONU e os Estados Unidos | John F. McManus) de John Birch,  apresenta o argumento de que o americanismo é incompatível com a ONU, a comunidade internacional e a coletividade mundial em que as Nações Unidas se baseia:

Compare isso com talvez o melhor e mais visível exemplo de uma instituição globalista que é usada pelas elites das trevas como sua ferramenta de administração privada para o cumprimento de sua agenda em todo o mundo. O  vídeo U.N. and the United States | John F. McManus  (a ONU e os Estados Unidos | John F. McManus) de John Birch, que apresenta o argumento de que o americanismo é incompatível com a comunidade internaciona, a ONU e a coletividade mundial em que as Nações Unidas se baseia.

As intermináveis brigas e discussões nas sessões da Assembleia Geral da ONU são puro espetáculo para os desinformados. O verdadeiro trabalho sujo é feito nos bastidores, através da implementação de programas como a do coagido programa Agenda 21. A melhor maneira de sair das trevas é puxando a cortina. A dita eficácia com que os banqueiros e corporativistas internacionais usam a arte negra de gerar intrigas e os  subterfúgios para manipular os sistemas de governança, que eles controlam e colocaram nos governos, para servir aos seus próprios interesses.

MANIPULAÇÃO-CONTROLE-PODER-SOCIEDADES-SECRETAS

Ensinem àqueles impudentes norte americanos uma lição: Tragam-nos de volta à condição de uma colônia da Inglaterra”Nathan Mayer ROTHSCHILD

A destruição da experiência americana única cai sobre a traição da classe dominante norte americana. Human Depravity, James Madison, and The Founding Fathers (A depravação humana, James Madison, e os pais fundadores dos EUAexplica a natureza da ameaça existencial interna nos EUA que destruiu a essência da antiga República. James Madison escreveu:

“Se fôssemos todos como anjos, imaculados e livremente capazes de exercer autocontrole perfeito, não precisaríamos de regras ou regulamentos. Porque, então, que temos tantas leis e estatutos? Por causa da perversidade do homem, pois ele está constantemente transbordando com o mal , e por isso um (as regras e as leis) remédio é necessário “.

 

Quando o governo das sombras (das trevas) usurpa das autoridades os declarados direitos originais  limitados e a separação dos poderes, os cidadãos do país são relegados a papel de mero prato principal do menu na mesa do festim do banquete das elites das trevas instaladas no controle e manipulação do poder. A implantação da agenda da globalização é o objetivo do governo das sombras. Aqueles que influenciam as operações do estabelecimento desse objetivo podem usar a farda dos Illuminati ou usar os sinais de saudação das sociedades secretas, mas a maioria são apenas peões no jogo baixo dos internacionalistas.

Goldman-Sachs

A população geral é vista como um bando de comedores e consumidores inúteis dos recursos naturais do planeta pelas elites, que trabalha silenciosamente para construir uma cunha entre o governo e o homem comum. Os oligarcas privilegiados vêem a si mesmos como os enobrecidos na sociedade da escravidão, de sua criação. Manter as massas dependentes do sistema até a eliminação definitiva dos dissidentes (n.T. poucos indivíduos conscientes, como voce que esta lendo esse artigo) é o seu objetivo.

O espectro do governo das trevas sempre foi parte do conflito interno pela integridade nacional (dos EUA). A diferença neste momento é que ele esta onipresente. Os Estados Unidos tornaram-se um império global projetado para impor um jugo internacionalista em torno do pescoço de seus servos subservientes e monitorados (através do planeta).

A máquina de dinheiro do sistema bancário paralelo praticada pelo Banco de Compensações Internacionais sobre os grandes bancos-BIS é um componente principal da camaradagem definitiva da elite dominante. Os governos dos países já não são entidades soberanas. Eles funcionam como filiais do conglomerado global satânico da Nova Ordem Mundial-NWO. A máfia dos corruptocratas  enterra profundamente seus crimes e tem um novo significado ao ficar acima das leis. Sem um despertar generalizado do público ignorante dessa manipulação e controle, as forças do mal triunfarão explendidamente.

A menos que não nos esqueçamos. . . Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra hostes espirituais da maldade nas regiões celestes“. Efésios 6:12 

SARTRE – http://www.batr.org/totalitariancollectivism/121612.html

Para saber MUITO mais veja em:

  1. http://thoth3126.com.br/category/nova-ordem-mundial-nwo/

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

Thoth-flordavidawww.thoth3126.com.br

20 Responses to Forças das trevas atuam de “dentro” do governo dos EUA

  1. jorge antunes de faria

    a alguma possibilidade de parar isto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *