browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Forte Terremoto de 7,3° abala o Japao

Posted by on 07/12/2012

Ainda não há informações sobre pessoas feridas ou estragos. O tremor foi registrado a 245 km de Kamaishi, a área habitada mais próxima do epicentro, e a 462 km de Tóquio. Outros terremotos, réplicas do primeiro, foram registrados – um deles de 6,2 graus de magnitude, com epicentro a 220 km de Kamaishi. A NHK, rede de televisão japonesa, reportou que o tremor, de profundidade 32 km, foi sentido com intensidade na capital Tóquio e um alerta de tsunami foi emitido. A primeira onda, de 1 metro de altura, chegou à cidade de Ishinomaki, na costa nordeste do país, cerca de 40 minutos após o sismo.

Forte terremoto atinge o Japão e gera alerta local de tsunami

Thoth3126@gmail.com

Agências internacionais – 07 de dezembro de 2012  06h25  atualizado às 08h37

Terremoto teve magnitude 7.3 e ocorreu na costa da ilha de Honshu. Segundo a imprensa local, onda poderia atingir 1 metro de altura.

Um forte terremoto de 7,3 graus de magnitude atingiu a costa leste japonesa na manhã desta sexta-feira, às 06:18 horário de Brasilia, segundo informações do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

Funcionário de uma estação de trem usa megafone para dar instruções aos passageiros após a interrupção das linhas ferroviárias, inclusive uma que liga Tóquio ao norte do Japão   Foto: AFP

Funcionário de uma estação de trem usa megafone para dar instruções aos passageiros após a interrupção das linhas ferroviárias, inclusive uma que liga Tóquio ao norte do Japão. Foto AFP

NHK, rede de televisão japonesa, reportou que o tremor, de profundidade 32 km, foi sentido com intensidade na capital Tóquio e um alerta de tsunami foi emitido. A primeira onda, de 1 metro de altura, chegou à cidade de Ishinomaki, na costa nordeste do país, cerca de 40 minutos após o sismo.

Ainda não há informações sobre pessoas feridas ou estragos. O tremor foi registrado a 245 km de Kamaishi, a área habitada mais próxima do epicentro, e a 462 km de Tóquio. Outros terremotos, réplicas do primeiro, foram registrados – um deles de 6,2 graus de magnitude, com epicentro a 220 km de Kamaishi.

TV japonesa mostra notícia sobre terremoto (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Televisão japonesa mostra área (costa leste) atingida pelo terremoto.

Apesar do alerta, o Serviço Geológico dos Estados Unidos descartou a possibilidade de um grande tsunami. “Não há uma ameaça de tsunami importante e destrutiva, mas os terremotos desta potência podem gerar tsunamis locais com capacidade destrutiva nas costas”, afirma uma nota do centro americano, que tem sede no Havaí. A agência japonesa advertiu que a onda pode atingir 2 metros de altura na costa nordeste.

A região é próxima do epicentro do tremor de março de 2011, que causou a morte de mais de 3,5 mil pessoas. De acordo com a Reuters, a Tokyo Electric Power (TEPCO), responsável pela usina nuclear de Fukushima, não houve irregularidades perceptíveis na radiação. “Não registramos nada anormal nos dados de seis reatores da central de Fukushima Daiichi”, afirmou um porta-voz da TEPCO, em referência a uma unidade gravemente afetada pelo acidente do ano passado.

O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico, órgão dos EUA, emitiu apenas um aviso sobre o terremoto e informou que não há risco de um tsunami devastador de grandes proporções, como o ocorrido em março de 2011 na mesma região. Entretanto, a agência ressaltou que tsunamis de menor proporção podem afetar áreas costeiras próximas ao epicentro. A Agência Meteorológica japonesa avisou que um tsunami poderia chegar na costa de Miyagi, uma das províncias mais afetadas pelo forte terremoto e tsunami de 2011.

No litoral de Fukushima, província que abriga a usina nuclear de mesmo nome, as águas podem subir até 50 centímetros. O hipocentro do terremoto se situou a uma profundidade de 10 quilômetros sob o fundo do mar. As autoridades pediram que os moradores das zonas próximas buscassem refúgio em lugares elevados. Segundo a Agência Meteorológica japonesa, o tremor foi sentido em quase vinte das 47 províncias do país.

Ilustração da agência geológica dos EUA mostra localização do tremor na costa japonesa

Ilustração da agência geológica dos EUA mostra localização do tremor na costa japonesa (Reprodução)

A empresa de energia elétrica Tokyo Electric Power (TEPCO) anunciou não ter constatado nenhuma anomalia nas centrais nucleares do nordeste do país. “Não registramos nada anormal nos dados de seis reatores da central de Fukushima Daiichi”, afirmou um porta-voz da TEPCO, em referência a uma unidade gravemente afetada pelo acidente do ano passado. Também não foram constatados problemas na segunda central de Fukushima (Daini), nem em Onagawa.

Data e horário(UTC)

Latitude

Longitude

Magnitude

Profundidade km

Região
07-DEC-2012 08:48:15

37.85

143.58

5.5

34.8

Costa de Honshu-Japão
07-DEC-2012 08:31:14

37.94

143.76

6.2

29.2

Costa de Honshu-Japão
07-DEC-2012 08:18:24

37.89

144.09

7.3

36.0

Costa de Honshu-Japão

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *