browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Homeopatia: 10-04-1755 nasceu o seu criador

Posted by on 10/04/2014

agua-coroaecoração

1755, dia 10 de ABRIL: Nasce o pai da homeopatia

No dia 10 de abril de 1755, nasceu Christian Friedrich Samuel Hahnemann, o médico alemão que desafiou os métodos tradicionais de cura de sua época. Depois dele, a medicina nunca mais seria a mesma.

Ele nasceu no dia 10 de abril de 1755 em Meissen, no Estado da Saxônia, no leste da Alemanha. Cresceu em um ambiente modesto e, graças a uma bolsa, pôde estudar em uma renomada escola da região. 

Edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

No dia 10 de abril de 1755, nasceu Samuel Hahnemann, o médico alemão que desafiou os métodos tradicionais de cura de sua época. Depois dele, a medicina nunca mais seria a mesma.

http://dw.de/p/6VkX

© 2014 Deutsche Welle- Autoria: Maristel Alves dos Santos – 10/04/2014 

Desde cedo, Hahnemann demonstrou facilidade para línguas, aptidões para as ciências naturais e grande interesse pela botânica.

samuel-hahnemann-homeopatia

Christian F. S. Hahnemann

Hahnemann iniciou o curso de Medicina na cidade de Leipzig, mas, insatisfeito com o enfoque exclusivamente teórico das aulas, transferiu-se para Viena. Começou a praticar a medicina no povoado saxônico de Hettstedt. Casou-se no ano de 1782 com Johanna Leopoldina Henriette Küchler, enteada de um farmacêutico, e mudou-se com ela para Gommern – também no leste do país.

Similia similibus curentur

Em 1790, ao traduzir o tratado Matéria Médica, do inglês Willian Cullen, Hahnemann deparou-se com relatos sobre as propriedades curativas da quinina contra a malária. Hahnemann testou a substância em si mesmo e veio a desenvolver sintomas semelhantes aos da moléstia.

Hahnemann experimentou ainda outras drogas, como belladona, mercúrio, digital, ópio, arsênico e diversos medicamentos de uso corrente na época. Os testes confirmaram: cada remédio provocava uma doença similar àquela para a qual era ordinariamente receitadoSimilia similibus curentur, ou “semelhante cura semelhante”. Hahnemann desvendara o princípio que iria revolucionar os métodos terapêuticos.

O médico dedicaria o resto de sua vida à premissa da cura pelo semelhante. Querendo fazer dela um método eficaz de tratamento, experimentava as substâncias, anotava seus efeitos no organismo e passava a utilizar as mesmas em doentes com sintomas similares.

Começou as terapias usando grandes doses. Mas, devido a efeitos colaterais, procurou desenvolver um procedimento para aplicar o medicamento sem prejudicar o paciente e evitar intoxicações. Passou, então, a diluir as substâncias e ministrá-las em pequenas quantidades.

O princípio Similia similibus curentur foi batizado por Hahnemann de homeopatia – do grego “homoion”, similar, e “pathos”, doença.

homeopatia

Homeopatia: pequenas doses vindas da natureza

Processo de dinamização veio a cavalo e à tona

Atento aos tratamento dos seus pacientes, Hahnemann notou que, quanto mais afastado o domicílio dos enfermos, mais rápidos e eficazes se mostravam os medicamentos. A única diferença entre o remédio de quem residia próximo, para o remédio de quem residia longe, eram os sacolejos sofridos durante o transporte a cavalo.

Hahnemann concluiu que, se os processos de saúde, doença e cura são dinâmicos, o medicamento também deveria sê-lo. Sendo assim, as substâncias homeopáticas deveriam passar pelo – como ele batizou – processo de dinamização: ao serem preparadas, sofreriam batidas fortes e ritmadas para despertar a energia nelas contida.

Hahnemann e os provadores de drogas

Em 1812, Hahnemann recebeu licença para lecionar na Universidade de Leipzig. Mas suas críticas aos métodos tradicionais de cura esvaziaram-lhe a sala de aula. Aos poucos alunos que restaram, propôs a formação de um grupo de “provadores de drogas”. Nesse período, redigiu uma obra onde estão descritos todos os sintomas e propriedades das substâncias testadas por ele e seus discípulos.

A controvérsia em torno de seus métodos contribuiu para que Hahnemann mudasse várias vezes de cidade. Em 1821, estabeleceu-se em Köthen, onde recebera autorização para a fabricação de seus medicamentos.

Homeopatia x cólera

Em 1831, um ano após a morte de sua esposa, Hahnemann ajudou a conter uma epidemia de cólera na Europa. O fato despertou interesse internacional e contribuiu para que a nova terapia tivesse maior aceitação. Na Áustria, o decreto que proibia a prática da homeopatia foi abolido. Na França, as ideias de Hahnemann ganhavam adeptos e nos EUA foi formada uma sociedade homeopática.

aguaéluz

Em 1835, Hahnemann casou-se novamente, desta vez com uma jovem francesa, Melanie d’Hervilly-Gohier, e mudou-se para Paris. Na França, ele encontrou um grande reconhecimento ao seu trabalho, até então não obtido na Alemanha.

Princípio curativo na Antiguidade e no presente

No século 5º a.C., Hipócrates, pai da Medicina, já afirmava que uma doença podia ser combatida com substâncias que causavam sintomas parecidos. O mesmo princípio curativo também já fora mencionado há mais de 2 milênios na Índia. E, no século 16, o suíço Paracelso afirmara que venenos ministrados em pequenas doses podiam curar enfermidades.

Admirador dos trabalhos de Hipócrates e Paracelso, Hahnemann conseguiu não só comprovar as ideias de seus mestres como tornou-as aplicáveis no uso medicinal.  O médico alemão e seus discípulos desenvolveram 100 substâncias curativas. Hoje existem cerca de 3 mil delas. Ao longo dos anos, houve uma evolução nos métodos homeopáticos. Mas seus princípios básicos resistem há mais de dois séculos.

Samuel Hahnemann morreu aos 88 anos, em Paris, no dia 2 de julho de 1843. Suas ideias difundiram-se, serviram de inspiração para novas gerações de clínicos e tornaram o mundo mais saudável.

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *