browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Israel ataca a Síria, de novo…

Posted by on 01/11/2013

Força Aérea de Israel, atacou a cidade portuária de Latakia, pretensamente um depósito de misseis e equipamentos.

O objetivo do ataque com a força aérea, de acordo com o funcionário do governo Obama, foi de destruir mísseis e equipamentos relacionados que os israelenses sentiram que poderiam ser transferidos para o grupo militante Hezbollah, com base no Líbano (n.t. E assim já se prepara o terreno para atacar também a este país…).

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Aviões israelenses atacaram base militar da Síria, diz funcionário do governo dos EUA

Fonte: http://edition.cnn.com/2013/10/31/world/meast/syria-civil-war/index.html?hpt=hp_t1

(CNN) – Aviões israelenses atacaram uma base militar perto da cidade portuária de Latakia, na Síria, nesta semana, um funcionário do governo Obama disse à CNN nessa quinta-feira, 31 de outubro. Uma explosão em um armazém de mísseis na área foi noticiada na imprensa do Oriente Médio, mas o ataque não foi confirmado pelo governo israelense.

Por Barbara Starr , CNN  Correspondente no Pentágono – 31 de outubro de 2013 – Atualizado em 20:48 GMT

O funcionário não quis ser identificado devido à natureza sensível da informação. Houve alguma confusão sobre o momento do ataque, com alguns relatos dizendo que aconteceu quarta-feira, dia 30/10 e outros dizendo que foi hoje, quinta-feira, dia 31/10.

Quando perguntado para comentar o assunto, um porta-voz das Forças de Defesa de Israel disse à CNN: “Nós não comentamos sobre relatórios estrangeiros”.

Israel tem sido acusado várias outras vezes este ano de lançamento de ataques aéreos dentro da Síria, incluindo a última vez em janeiro (n.t. em apoio aos mercenários contratados pelo ocidente para derrubar Bashar AL Assad). No incidente de janeiro, um oficial dos EUA disse que os caças israelenses bombardearam um comboio sírio suspeito de passar armas para o Hezbollah do Líbano.

Rebeldes (n.t. mercenários) sírios advertem contra conversações com o regime

O Militar de Israel não comentou nenhuma das alegações no momento, mas há muito tempo disse que qualquer transferência de armas para o Hezbollah e/ou outros grupos designados como terroristas seria atacado, bem como qualquer tentativa de contrabando de armas da Síria para o Líbano que venha a ameaçar Israel.

 Aviões israelenses atacaram base militar da Síria, diz funcionário do governo dos EUA

Relatórios de uma forte explosão nessa quinta-feira veio em meio a uma guerra civil da Síria no qual o Hezbollah, um grupo militante xiita, tem ajudado as forças do governo sírio. O Governo da Síria é liderado por Bashar al-Assad, um membro da seita xiita do ramo alauíta, os rebeldes e outros (mercenários) militantes que combatem as forças do Hezbollah e do regime de Al-Assad está em grande parte composta de muçulmanos sunitas.

O conflito da Síria começou em março de 2011, depois que as forças do governo reprimiu as manifestações pacíficas durante o movimento da Primavera Árabe e agora se transformou em uma guerra civil total. As Nações Unidas estimam que mais de 100 mil pessoas já morreram no conflito. Inspetores internacionais estão tentando garantir que a Síria elimine o seu arsenal de armas químicas até meados do próximo ano. A Síria concordou com o programa sob pressão internacional no início deste ano.

Soldados israelenses preparar seus tanques durante um exercício militar perto da fronteira norte com a Síria no conflito israelense-colinas de Golan, dia 02 Outubro de 2013. (AFP Photo / Jack Guez)

Um dos grupos de monitoramento, a Organização para a Proibição de Armas Químicas disse nessa quinta-feira que a Síria teria destruído todas as suas armas químicas declaradas, produtos químicos e instalações de produção, e todas as armas químicas em 21 locais inspecionados que foram completamente selados. O anúncio do órgão fiscalizador da destruição das instalações fez com que Síria atendesse um prazo chave no programa de eliminação de suas armas químicas.

 Samira, da CNN, contribuíu para este relatório.

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

3 Responses to Israel ataca a Síria, de novo…

  1. cad

    VI – Duelo
    757 O duelo pode ser considerado como um caso de legítima defesa?

    — Não; é um assassínio e um costume absurdo, digno dos bárbaros.

    Numa civilização mais avançada e mais moral, homem compreenderá que o duelo é tão ridículo quanto os combates de antigamente encarados como o juízo de Deus.

  2. ebs

    É uma tristeza tão grande! E, embora, eu concorde totalmente com o comentário acima, a situação é tão complexa! Para mim é impossível um julgamento de valor. Só fica mesmo uma perplexidade do tamanho do mundo! Como essas pessoas de civilizações tão antigas, aprenderam tão pouco sobre a VIDA, a natureza, o ser humano e suas origens , o Espírito, emoções, os sentimentos e as relações de respeito entrem si e com a VIDA, que afinal, quaisquer deles SABE, instintivamente , que são vulneráveis e incapazes de criá-la. E o pior, SABEM que estão se extinguindo mutuamente. Há outro sentimento que não PERPLEXIDADE?

  3. naste.de.lumina

    Achei engraçado quando o cidadão Israelense comentou que não tolerariam ‘contrabando de armas’. Quanta hipocrisia dos sionistas nucleares.
    Tudo se resume a psicopatas, controle e poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *