browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Janot: “Nunca vi um esquema de CORRUPÇÃO tão grande como o da PETROBRAS”

Posted by on 26/08/2015

Rodrigo-Janot

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot declara em sabatina no  Senado: Nunca vi um esquema de corrupção tão grande como o da Petrobras

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou em sua sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, hoje, dia 26 de agosto, que nunca viu um esquema de corrupção tão grande como o da Petrobras e que o seu trabalho a frente do Ministério Público Federal foi desenvolvido com isenção ao longo desses dois anos. Afirmou também que estão em apuração graves casos de corrupção no país.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Comissão do Senado sabatinou nesta quarta-feira (26) o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, novamente indicado ao cargo pela presidente Dilma

Redação Época – 26/08/2015 – 12h35 – http://epoca.globo.com

“Concordo com o senhor que a Petrobras foi e é alvo de um mega esquema de corrupção, um enorme esquema de corrupção. Eu, com 31 anos de Ministério Público, jamais vi algo precedente. Esse esquema de corrupção chegou a roubar nosso orgulho. Por isso que a gente investiga a fundo isso”,

Afirmou o procurador-geral, de acordo com o O Globo, em resposta ao senador Aloysio Nunes.

charge-corrupção-lavajato

De acordo com o G1, ao fazer sua breve apresentação inicial na sabatina nesta quarta-feira (26), Janot afirmou que sua tentativa de ser reconduzido ao cargo por mais dois anos não tem como objetivo a “satisfação de seu ego” ou a “sofreguidão do poder”. Ressaltou ainda o compromisso de combater a corrupção sem interrupções. Durante a sabatina, Janot afirmou que o esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato é “enorme”.

Indicado pela presidente Dilma Rousseff  para mais um mandato à frente da Procuradoria Geral da República (PGR), Janot precisa, para ser mantido no cargo, ter seu nome aprovado pela CCJ do Senado e, posteriormente, pelo plenário principal da Casa. Dez senadores investigados na Operação Lava Jato compõem a CCJ que sabatina o procurador-geral da Repúbica.

Ao fazer sua apresentação inicial na sabatina, o procurador-geral da República afirmou que sua tentativa de ser reconduzido ao cargo por mais dois anos não tem como objetivo a “satisfação de seu ego” ou a “sofreguidão do poder”.

brasil-de-todos-ladrões-corrupção

“A minha motivação para tentar a recondução ao cargo não se presta à satisfação do ego ou à sofreguidão do poder. Não é isso que me move. Me move a firme vontade de continuar a servir à minha nação. Venho aqui após ter tido o reconhecimento de 799 colegas do MPF e de ter sido indicado pela presidente da República”, declarou Janot em sua primeira manifestação na sabatina do Senado.

Janot também rebateu nesta terça críticas de que o Ministério Público seleciona os investigados, mas disse que às vezes pode ser essa a impressão. Ele disse, ainda, que o MP se preocupa em, assim que possível, abrir “todo o complexo que envolveu a delação premiada” para não ser acusado de seletividade nas investigações.

“As pessoas e os fatos não é o Ministério Público que os faz. Por isso que eventualmente pode parecer seletividade”, disse. Ele explicou que os nomes e fatos investigados pelo MP vêm das colaborações com a Justiça.

corrupção-Gasto-Público-charge

“O Janot não fez lista nenhuma. Esses fatos e essas pessoas vieram por colaboradores da Justiça. […] Já que a colaboração é espontânea, a gente investiga fatos apontados por aquelas pessoas”. disse. “Não somos nós que criamos fatos e criamos nomes”, reforçou.


  • Na Era do Ouro, as pessoas não estavam conscientes de seus governantes.
  • Na Era de Prata, elas os amavam e cantavam.
  • Na Era de Bronze, elas os temiam.
  • E por fim, na Era do Ferro (a atual), elas os desprezavam.
  • Quando os governantes perdem sua confiança, as pessoas (e Deus) perdem sua fé (e o RESPEITO) nos governantes. –  Retirado do Tao Te Ching

poçocoletivo

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/petrobras-ex-diretor-faz-acordo-e-denuncia-corrupcao-bomba/
  2. http://thoth3126.com.br/petrobras-empreiteiras-propoem-acordo-para-revelar-corrupcao-na-empresa/
  3. http://thoth3126.com.br/brasil-represa-da-corrupcao-se-rompe-vem-ai-um-diluvio/
  4. http://thoth3126.com.br/brasil-corrupcao-na-petrobras-problemas-a-vista-para-gente-grande/
  5. http://thoth3126.com.br/petrobras-investigacao-nos-eua-ameaca-arranhar-imagem-da-empresa-no-exterior/
  6. http://thoth3126.com.br/petrobras-processo-de-limpeza-do-pais-avanca-muito-rapido/
  7. http://thoth3126.com.br/petrobras-assinou-contrato-em-branco/
  8. http://thoth3126.com.br/petrobras-comparado-ao-mensalao-e-pequena-causa/
  9. http://thoth3126.com.br/petrobras-graca-foster-esta-saindo-da-presidencia/
  10. http://thoth3126.com.br/a-hipotese-de-culpa-para-o-impeachment/
  11. http://thoth3126.com.br/petrobras-mais-us-16-bilhoes-em-multa-em-tribunal-nos-eua/
  12. http://thoth3126.com.br/dilma-rousseff-o-movimento-que-quer-derrubar-seu-governo/
  13. http://thoth3126.com.br/corrupcao-na-petrobras-usada-para-pagar-dizimo-a-igreja-evangelica/

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

thoth-reversowww.thoth3126.com.br

11 Responses to Janot: “Nunca vi um esquema de CORRUPÇÃO tão grande como o da PETROBRAS”

  1. Joaquim Caldas

    Ao final dirão: Dilma combateu a corrupção e Lula continuará blindado igualzinho ao Fidel Castro,modelo de crime.Todos os bandidos irão pra cadeia,depois serão anistiados,e,o Brasil continua na ditadura comunista com um novo intelecto(Mariana Silva).Assim o povo nem percebe que foram vencidos,mantidos idiotas úteis.

  2. mauricie

    As matérias deste blog mudam conforme a realidade, também vejo muito Olavo de Carvalho e outros patriotas do qual informa e mostra a realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *