browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Judeus e árabes recusam ser inimigos: campanha de mídia social se torna viral

Posted by on 28/07/2014

arabes-judeus-irmaos

Judeus e árabes residentes em diferentes países se recusam a ser inimigos: campanha de mídia social se torna viral.

Na medida em que a operação militar Protective Edge efetuada por Israel na Faixa de Gaza, até agora custou mais de 1.000 mortos, os usuários das redes sociais foram inundando a web com dezenas de fotos de judeus e árabes juntos representando paz, irmandade, amor, carinho, amizade e fraternidade (n.t. a união entre os povos, algo que os sionistas e islâmicos fanáticos odeiam) sob a hashtag # JewsAndArabsRefuseToBeEnemies. Isto não é apenas sobre política. Isto é sobre pessoas. Ninguém sabe melhor do que eu, o pedágio em vidas humanas que a violência no Oriente Médio toma em vidas de pessoas comuns que estão apenas tentando viver“.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Judeus e árabes residentes em diferentes países se recusam a ser inimigos: campanha de mídia social se torna viral.

Publicado em: 26 de julho de 2014 11:59 – Moscou – Rússia

Fontehttp://rt.com/news

A campanha foi lançada por Abraham Gutman (judeu) e Dania Darwish (árabe), os dois são estudantes no Hunter College, em Nova York, logo após o início da Operação militar israelense em Gaza – e esta semana ganhou impulso.

arabes-judeus-irmaos

Muhanad Alhassoun @Muhanad97 Follow Abraham Gutman & Dania Darwish both students at Hunter College in NYC #JewsAndArabsRefuseToBeEnemies #GazaUnderAttack
6:14 PM – 23 Jul 2014. União, amizade e fraternidade entre árabes e judeus, é algo que horroriza a sionistas e os fanáticos religiosos islâmicos. Ser manipulado e controlado é uma grande armadilha da qual devemos nos livrar. Despolarize-se, e não acredite na piada de alguma raça “eleita”, pois só existe uma raça: a humanidade, o resto é ignorância pura….

“Para mim, é difícil assistir a escalada atual da violência entre Israel e Gaza de longe. Eu queria encontrar uma maneira de ser mais do que um passageiro, para fazer algo sobre isso em vez de apenas assistir o noticiário e esperar pelo melhor“, Abrahan Gutman declarou à Christian Science Monitor.

Abraão e Dania tiraram uma foto de si mesmos juntos em Washington Square Park. Eles começaram um grupo no Facebook e até agora tem sido inundado com fotos semelhantes sobre a união dos dois povos (n.t. que fanáticos querem que sejam inimigos) de todo o mundo. A página já tem mais de 5.000 fãs.

arabes-judeus-irmaos.01

Joel rayner @joe_n1nety Follow
We need more of this. It’s beautiful“. #JewsAndArabsRefuseToBeEnemies
6:17 PM – 22 Jul 2014 – (Nós precisamos mais disso, é muito bonito). Um judeu adulto leva um menino árabe em suas costas em adesão à campanha da fraternidade entre os povos.

A hashtag # JewsAndArabsRefuseToBeEnemies logo se tornou popular. Uma das fotos mais virais se tornou a única que mostrou um casal se beijando – a jornalista libanesa Sulome Anderson e seu namorado judeu ortodoxo.

Ele me chama neshama, eu chamo-lhe habibi. O amor não fala a linguagem  da ocupação “, escreveu Sulome em sua conta no Twitter.

amorincondicional

A jornalista também disse ao NY Magazine que o seu selfie tornou-se um “símbolo viral da paz”.

“Isto não é apenas sobre política. Isto é sobre pessoas. Ninguém sabe melhor do que eu, o pedágio em vidas humanas que a violência no Oriente Médio toma em vidas de pessoas comuns que estão apenas tentando viver”.

arabes-judeus-irmaos.02

#JewsAndArabsRefuseToBeEnemies 5:47 AM – 26 Jul 2014. A jornalista libanesa Sulome Anderson e seu namorado judeu ortodoxo.

A operação terrestre na Faixa de Gaza foi lançada por Tel Aviv em 8 de julho, após mais de uma semana do Hamas começar bombardeando Israel e as IDF (Israel Defense Forces – Exército de Israel) respondendo com ataques aéreos. Nas mais de 1.030 pessoas mortas, pelo menos 40 são soldados israelenses, que morreram por causa da violência.

No sábado, Israel e o Hamas concordaram com um cessar-fogo humanitário de 12 horas nas hostilidades em Gaza, que começou na manhã de sábado.

No entanto, logo após a trégua ter sido anunciada, pelo menos 60 corpos foram recuperados pelas forças de resgate de edifícios destruídos em ataques israelenses na Faixa de Gaza, informou a emissora de rádio oficial da Autoridade Palestina.

arabes-judeus-irmaos.03

Árabes muçulmanos, judeus e cristãos, não importa, somos todos irmãos e quem disser o contrário tem interesse em nos manter separados e lutando entre si…. não caia mais nesta armadilha.

No início, no sábado – pouco antes da trégua – as equipes de resgate recuperaram uma família de 18 palestinos mortos por bombardeios de tanques israelenses no sul da Faixa de Gaza, de acordo com o Ministério da Saúde de Gaza. As vítimas eram membros da família Al-Najar, que haviam sido presos dentro de sua casa em Khuzaa aldeia a leste de Khan Younis, desde quinta-feira.

View image on Twitter

O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. João 15:12

“E CRISTO, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele também os seus discípulos; e, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:

Bem-aventurados os humildes, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus”   –   Mateus 5:1-10  

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

3 Responses to Judeus e árabes recusam ser inimigos: campanha de mídia social se torna viral

  1. TATIANA

    é isso ai! Somos TODOS UM.

  2. Sérgio

    Isso mesmo. Nós somos um!
    Chega de matança.
    Essa guerra sem sentido só interessa aos fazedores de guerra.
    Os mesmos que passeiam pelos continentes semeando o horror.

  3. Alice

    O Mundo quer PAZ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *