browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Lava Jato se expande e o medo se espalha em Brasilia … Almirante preso …

Posted by on 28/07/2015
crime-politica-governo

Em Brasília, ninguém esperava que a Operação Lava Jato iniciasse tão cedo investigações fora dos limites da Petrobras. A expectativa inicial de políticos e autoridades era que a investigação ainda fosse se restringir durante muito tempo aos escândalos de corrupção na estatal.

Mas a fase deflagrada hoje com investigação de propina em contratos da Eletronuclear para construção da usina nuclear de Angra 3 acendeu a luz amarela no mundo político da capital. E mostra que o SETOR ELÉTRICO também entrou no foco da investigação.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

OPERAÇÃO Lava Jato se expande além dos limites da Petrobras

por Gerson Camarotti

Fonte: http://g1.globo.com

No PMDB, o clima é de preocupação com a nova fase da Lava Jato. Avaliação feita por alguns caciques da sigla nesta manhã é que as investigações nas obras de Angra 3 terá o partido como foco. Isso porque lá atrás, o ex-presidente da Camargo Correa, Dalton Avancini, já indicava que a propina era direcionada ao partido.

“Desde o início, os primeiros relatos da investigação (Operação Lava Jato) já apontavam que o esquema era bem mais amplo e sinalizava para a existência de corrupção generalizada, não só nas empresas estatais, mas até mesmo em bancos públicos”.

obras-da-usina-angra3

Obras na usina Angra 3 (Foto: Felipe de Souza/Futura Press)

Nas palavras de um ministro, surpreso com a nova fase da operação, a investigação da Lava Jato passou a atuar ao mesmo tempo em todas as direções.

Presidente da Eletronuclear recebeu R$ 4,5 milhões em propina, diz PF. Os pagamentos ao almirante da marinha Othon Luiz Pinheiro da Silva foram feitos de 2009 a 2014, mesmo após a Lava Jato ter começado

Preso temporariamente pela Polícia Federal, na 16ª fase de Operação Lava Jato, o presidente afastado da Eletronuclear, o almirante da marinha Othon Luiz Pinheiro da Silva, recebeu R$ 4,5 milhões em propina, de acordo com um dos procuradores integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato Athayde Ribeiro Costa.brasil-de-todos-ladrões-corrupção
Segundo a investigação, os pagamentos foram feitos de 2009 a 2014, mesmo depois de a operação ser deflagrada. “A corrupção no Brasil é endêmica e está em processo de metástase”, afirmou o procurador em entrevista coletiva sobre a fase “Radioatividade”.

Os pagamentos seriam de contratos das empreiteiras Andrade Gutierrez e Engevix, segundo a PF, e foram repassados para a empresa Aratec Engenharia Consultoria e Representações, controlada por Othon.

Othon Silva pediu afastamento da presidência após a divulgação de notícias sobre a delação premiada de do ex-presidente da Camargo Corrêa, Dalton Avancini. Nela, o executivo afirmou que Othon recebeu propina nas obras da usina nuclear de Angra 3. Ele nega ter recebido pagamentos indevidos, segundo a  Folha de S.Paulo.

othon-eletronorte

O presidente afastado da Eletronuclear, o almirante da marinha Othon Luiz Pinheiro da Silva, durante audiência no Senado, em 2011 (Foto: Antonio Cruz/ABr)

PF mira irregularidades em Angra 3 em nova fase da Lava Jato

Cerca de 180 policiais cumpriram 30 mandados, dois de prisão, em Brasília, Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo e Barueri na 16ª fase da operação

A Polícia Federal deflagrou na madrugada desta terça-feira (28) a 16ª fase da Operação Lava Jato. A investigação foca nos contratos entre as empresas envolvidas na Lava Jato e uma subsidiária da Petrobras, a Eletronuclear, além de cartel formado para ajustamento de licitações nas obras da usina nuclear Angra 3. Esta nova fase foi batizada de operação “Radioatividade”.

Ao todo 180 policiais federais cumprem 30 mandados judiciais, sendo 23 de busca e apreensão, dois de prisão temporária e cinco de condução coercitiva em Brasília, Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo e Barueri. De acordo com informações do O Globo, os cinco andares da Eletronuclear, no Rio, foram lacrados, e o diretor afastado da estatal,Othon Luiz Pinheiro da Silva, foi preso em Niterói. A empresa foi criada em 1997 para operar e construir usinas termonucleares e responde a geração de cerca de 3% da energia consumida no país.

Outro detido é Flávio David Barra, executivo da Andrade Gutierrez, preso no Rio de Janeiro, segundo o G1. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde as investigações da Lava Jato são conduzidas. A prisão temporária tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogada pelo mesmo período ou ser convertida em preventiva, quando o réu fica à disposição da Justiça sem prazo determinado.

porca-brasil-corrupção

o procurador-federal Athayde Ribeiro Costa disse que a corrupção no país é “endêmica” e afirmou que ela se espalha como uma “metástase”. “Hoje a corrupção no Brasil é um crime que compensa, porque os envolvidos saem impunes”, afirmou Costa

A nova fase é baseada em informações prestadas em delação premiada pelo ex-presidente da construtora Camargo Corrêa Dalton Avancini, que delatou o pagamento de propina a políticos e fraude na licitação da montagem da usina nuclear Angra 3.

Segundo o depoimento de março, Avancini disse que havia um acordo de que o edital seria direcionado para que seis empresas vencessem a licitação, se houvesse o pagamento de propina a políticos do PMDB.

Atualização:

A ELETROBRAS É ALVO DE AÇÃO JUDICIAL NOS EUA

Após a Petrobras ser alvo de uma ação coletiva nos Estados Unidos, agora é a vez da Eletrobras. O escritório de advocacia americano Rosen Law entrou com uma ação coletiva na semana passada, em Nova York, contra a estatal, que teria sido alvo de corrupção e é citada na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Em sua página na internet, o escritório vem convocando investidores que compraram os papéis emitidos pela Eletrobrás entre 10 de fevereiro de 2014 e 29 de abril deste ano.

A ação cita a delação de Avancini. Ele teria afirmado que o consórcio de empresas contratadas para construir a usina nuclear Angra 3 fez pagamentos ao almirante Othon Luiz Pereira da Silva. Ele nega as acusações, mas se afastou do cargo e pediu licença “para que os fatos que estão sendo citados nas delações sejam apurados com bastante transparência, sem a sua presença na presidência da empresa.”, disse um executivo próximo à estatal.


  • Na Era de Ouro, as pessoas não estavam conscientes de seus governantes.
  • Na Era de Prata, elas os amavam e cantavam.
  • Na Era de Bronze, elas os temiam.
  • E por fim, na Era do Ferro (os dias do Kali Yuga, ou seja, HOJE), elas os desprezavam. Quando os governantes minam a confiança popular, as pessoas comuns (e Deus) perdem sua fé nos governantes.  – Retirado do Tao Te Ching

contagem-regressiva

Mais informações sobre o momento do BRASIL em:

  1. http://thoth3126.com.br/muda-brasil-congresso-reage-a-operacao-da-pf-entre-o-medo-e-a-perplexidade/
  2. http://thoth3126.com.br/uma-visao-pessoal/
  3. http://thoth3126.com.br/a-grande-mudanca/
  4. http://thoth3126.com.br/muda-brasil-lula-passa-a-ser-investigado-pelo-mpf-por-trafico-de-influencia/
  5. http://thoth3126.com.br/o-fim-da-era-lula/
  6. http://thoth3126.com.br/muda-brasil-clima-esquenta-e-opoe-camara-contra-o-governo-de-dilma/
  7. http://thoth3126.com.br/o-brasil-definitivamente-nao-e-para-amadores/
  8. http://thoth3126.com.br/as-condicoes-para-um-impeachment-de-dilma-estao-postas/
  9. http://thoth3126.com.br/lula-pede-sigilo-sobre-inquerito-de-lobby-internacional/
  10. http://thoth3126.com.br/lula-busca-fhc-para-discutir-crise-e-conter-impeachment-de-dilma/
  11. http://thoth3126.com.br/dilma-628-querem-o-seu-impeachment-corrupcao-do-brasil-se-espalhou-pelo-mundo/
  12. http://thoth3126.com.br/michel-temer-trabalhando-para-ser-presidente/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

Thoth-flordavidawww.thoth3126.com.br

16 Responses to Lava Jato se expande e o medo se espalha em Brasilia … Almirante preso …

  1. Fausto AMARAL DE BARROS

    Se se mancomunaram para edificar em pedra-mole, nada mais natural que tudo se encaminhe para um final língua-mole. Agora será um Deus-nos-acuda, um salve-se-quem-puder de fazer gosto!

  2. Fernando

    Fica dificil de engolir mais essa…foi a entrada, agora vem o prato…e ta parecendo que ainda vem sobbremesa…

  3. Fernando

    E quando chegar no Lula , não vai ter efervescente que de jeito…

  4. Fernando

    Concordo com voce Gregorio.Não que não existam outras, mas parece que O Brasil, esta sendo a uma escola de ladrões.

  5. Omar

    Guerra, perdão por perguntar, mas você tá falando sério?

  6. Josimar

    Estou com peninha dele e dos outros encarcerados na PF de Santa Candida, q são meus vizinhos, pois às 23hs tá fazendo 7º graus, imagina o friozinho q estão passando naquele chuveiro com água fria e aqueles cobertozinhos ?? CANA PRA ESSES E OS OUTROS VAGABUNDOS Q VIRÃO !!!

  7. Joaquim Caldas

    O STF,o TSE e os assassinos infiltrados na política estão se borrando de medo,que a lava jato lhes alcance.A propinação deu geral Dilma entrou de gaiata no navio,entro pelo cano e já sinaliza delações,caso seja condenada.Hasta siempre!

  8. Paulo Rogério Gaeta

    Que papelão Almirante Othon !

    Vergonha para a família Pinheiro de Sumidouro/RJ, descendentes de Barões e Viscondes.
    Meu falecido avô, que era seu tio-avô (General Langleberto Pinheiro Soares) sempre teve você como referência ímpar de inteligência e capacidade.
    Esperamos de verdade que tudo isso tenha sido um lamentável equívoco.

  9. Berenice

    Ouvi dizer que a dilma vai nomear o lula para ministro de alguma pasta para livrá-lo da cadeia ( imunidade parlamentar) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *