browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Londres 2016: Olimpíadas podem ser transferidas do Rio

Posted by on 11/05/2014

london-olympic-games_2012

Os Chefes do Comitê Olímpico fazem apelo em segredo para usar locais de Londres para os Jogos Olímpicos de 2016 em substituição ao Rio de Janeiro

Londres tem sido secretamente consultada sobre se seria capaz de assumir a realização das Olimpíadas de 2016, porque o Brasil (Rio de Janeiro) está muito atrasado nos seus preparativos, o Evening Standard ouviu rumores a respeito.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Os Chefes do Comitê Olímpico fazem consultas em segredo sobre usar locais de Londres para os Jogos Olímpicos de 2016 em substituição ao Rio de Janeiro

Fontehttp://www.standard.co.uk

Benedict Moore-Bridger – 09 de maio de 2014

Uma abordagem informal foi feita pelos  chefes locais das Olimpíadas para descobrir se os triunfantes Jogos Olímpicos de Londres de 2012 poderiam ser trazidos de volta ao uso em suas instalações.

A divulgação da consulta se segue ao crescente pânico no Comitê Olímpico Internacional-International Olympic Committee sobre os enormes atrasos do Rio, onde os organizadores locais estão muito atrasados na realização das obras necessárias para os jogos de 2016.

O vice-presidente do COI, John Coates chamou os preparativos do Brasil de “o pior que eu já experimentei”. Ele disse em uma conferência de Sydney, Austrália, no mês passado que várias construções não tinham sequer começado em alguns locais, a infra-estrutura foi adiada de forma significativa e que a qualidade da água é uma grande preocupação com apenas dois anos para a realização dos Jogos.

CIS:E.331-2006

“O COI formou uma força-tarefa especial para tentar acelerar os preparativos, mas a situação é crítica no chão”, disse ele, chamando a intervenção como “sem precedentes” na história da organização dos jogos. Uma fonte disse ao Standart:

“Em uma fase de planejamento comparável com 2004 nos jogos em Atenas, se tinha concluído 40 por cento das preparações em infra-estrutura, estádios e assim por diante. Londres tinha conseguido realizar 60 por cento. O Brasil fez apenas 10 por cento até aqui – e eles têm apenas mais dois anos para fazer tudo”.

 Assim, o COI está pensando, “Qual é o nosso plano B?”

“Obviamente, a resposta seria a de voltar para Londres. É muito pouco provável, mas seria a única coisa lógica a se fazer”.

As chances de Londres sendo solicitada a intervir foi descrita como sendo “infinitamente pequena” por figuras próximas ao movimento olímpico, porque seria uma afronta sem precedentes ao Rio de Janeiro (e ao Brasil). Mas uma fonte disse que: “Se Londres fosse convidada a fazê-lo nós certamente o faríamos.”

Uma possibilidade é que a capital poderia compartilhar eventos com Glasgow, na Escócia, que hospeda os Jogos da Commonwealth em julho deste ano. Londres já sediou os Jogos Olímpicos em um caso de emergência antes. Em 1908, o evento estava previsto para ser realizado na Itália, mas uma desastrosa erupção do Monte Vesúvio forçou a mudança de local.

Will Glendinning, diretor  da Allium, o principal consultor do evento e que trabalhou no Comitê Organizador de Londres para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2012, disse que havia “tempo mais do que suficiente” para a capital Londres ficar pronta para o evento.

CristoredentorBrasil

As Olimpíadas no Brasil estariam em risco de ser transferidas para a Inglaterra?

“Sim, claro, isso pode ser feito”, disse ele. “Uma das maiores exportações do Reino Unido é a nossa grande capacidade de produção de grandes eventos. A experiencia existe e sobre as instalações estamos um par de anos de distância – tempo mais do que suficiente para preparar as coisas.

“Se eu fosse o COI gostaria de ter certeza de que eu teria um plano B e um plano C.”

Alguns locais das Olimpíadas de 2012 como o velódromo, as instalações para tiro com arco e flecha, Wimbledon para o tênis, tudo pode ser posto de volta para as olimpíadas rapidamente.

Mas o plano de “London 2016” seria um cenário para o pior caso, porque muitos dos outros locais de 2012 já foram convertidos para uso público e transformá-lo novamente em locais de competição no novo padrão custaria bilhões e causaria grandes perturbações para os clubes que atualmente usam estes locais.

Outra dificuldade é o fato de que a vila que hospedou os atletas, e que abrigava 17 mil competidores durante os Jogos em 2012, agora está sendo ocupada por moradores privados.

Um porta-voz do Comitê Olímpico Internacional-COI disse que a questão dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em 2016 sendo transferidos para Londres era “inviável”.

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *