browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Luz Zodiacal, show em outubro nas madrugadas

Posted by on 19/10/2014

luz-zodiacal-venus

Luz Zodiacal, um belo show em outubro nas madrugadas

A luz zodiacal é um feixe de luz fraca, quase triangular, visto no céu noturno e que se estende ao longo do plano da eclíptica, onde estão as constelações do Zodíaco e por onde o sol transita junto com os planetas.

Cobre completamente o céu, mas só é perceptível no plano da eclíptica e é responsável por 60% da luz natural em uma noite sem Lua. É causada pela dispersão da luz solar nas partículas de poeira que são encontradas em todo o Sistema Solar. Pode ser observada no céu noturno, mesmo depois do pôr-do-sol ou antes do nascer-do-sol tanto na Primavera quanto no Outono.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Luz Zodiacal: é um feixe de luz fraca, quase triangular, visto no céu noturno e que se estende ao longo do plano da eclíptica, cobre completamente o céu, mas só é perceptível no plano da eclíptica e é responsável por 60% da luz natural em uma noite sem Lua.

Por: Bob King |Outubro 15, 2014 

http://www.skyandtelescope.com/

Um momento perfeito  é o mês de outubro para se ver a luz zodiacal, uma torre afunilada e iluminada de poeira deixada por cometas direto e alto no céu do leste pouco antes do amanhecer. Veja como encontrá-lo.

Quarta-feira, 05:30 eu estava dirigindo muito rápido por uma estrada rural, em busca de um céu limpo para observar o eclipse lunar total na madrugada do dia 08 de outubro. A totalidade do eclipse está em andamento, mas as nuvens no oeste sufocam a aparição da lua. Eu paro o carro e saio para fazer uma varredura do céu para dar o meu próximo passo … e de repente ela está lá. A luz zodiacal.

Como um dedo apontando o caminho, uma torre cônica de  céu iluminado até a metade do céu oriental.  Naturalmente , eu penso, apontando para o Leste. Pelo menos, isso é muito claro.  Quinze minutos depois, uma tênue e frágil Lua vermelho-alaranjado emerge da escuridão em pleno eclipse.

Para mim, a luz zodiacal era um presságio das manhãs chegando. Para todos nós, é uma oportunidade de ver como a natureza molda a poeira de asteróides e cometas em um brilho etéreo visível em um céu escuro logo antes do amanhecer de um novo dia.

Zodical-light-Damian-Peach-Oct-2014

A luz zodiacal (à esquerda) ultrapassa além de Júpiter para atravessar a Via Láctea nesta foto tirada em 01 de outubro de 2014, sob um céu muito escuro, em uma colina em Tenerife. Detalhes: 8mm f / 3,5 Fisheye, duas exposições de 3 minutos em ISO 1600. Damian Peach

As luzes zodiacais passam suavemente ao longo do zodíaco, uma faixa de céu centrada na trajetória aparente do Sol  através dos céus chamado de eclíptica. É aqui que você vai encontrar o Sol, a Lua e todos os planetas na medida em que eles seguem sua órbita e também a passagem ao longo do ano das familiares estrelas do grupo de 12 constelações do zodíaco.

Durante o amanhecer, como visto do hemisfério norte, a eclíptica está inclinada para cima em um ângulo agudo a partir do horizonte leste, deixando visível uma pirâmide suavemente luminosa ou como um dedo de luz ao amanhecer.

Para os não iniciados, ela se parece muito com uma cúpula brilhante da poluição luminosa de uma cidade próxima, mas a sua forma afilada distintiva e inclinação a diferenciam.

Zodiacal-light-anno-Oct-21_ST

Esta ilustração mostra um cone de luz zodiacal, pouco antes do início da madrugada do dia 21 de outubro de 2014, quando um crescente lunar muito fino vai estar subindo em sua base. A luz zodiacal esta alinhada com a eclíptica, o caminho aparente do Sol, dos planetas e constelações no céu ao longo do ano. Fonte: Stellarium

Luz solar refletida na poeira e gases de cometas e asteroides concentrada no plano do sistema solar cria a luz zodiacal. O calor do Sol vaporiza o gelo de cometas carregados de poeira, que se expandem para formar a coma e a cauda do cometa quando ele entra no sistema solar interno. Libertada das garras do núcleo gelado, a poeira é lançada para o espaço. A poeira de colisões de asteroides com a atmosfera da Terra também contribui com uma fração significativa para os detritos.

Muito da a poeira cometária se assenta numa vasta nuvem, rarefeita no plano do sistema solar onde se espalha a luz do sol, brilhando como uma nuvem de ar nebuloso quando você expira em uma manhã fria. A poeira mais perto do Sol brilhante dispersa a luz de volta para os nossos olhos com maior intensidade; poeira mais longe menos brilho. É por isso que a luz zodiacal é mais brilhante em sua base – porque está mais próxima do Sol nascente – do que em sua ponta de cima.

zodiacal-Solar_flat-ST

O brilho combinado de partículas de poeira no plano do sistema solar – principalmente de cometas, mas também a partir de colisões de asteróides – que vão desde vizinhança do Sol para além da órbita de Marte é responsável por criar a luz zodiacal. Os Planetas são mostrados como discos coloridos. Bob King

Como uma ida ao banco para fazer um depósito semanalmente, a cada vez que um cometa passa pelo sistema solar interno, contribui com bilhões a mais de partículas de poeira para a luz zodiacal. Muitos deles, eventualmente, caem em espiral em direção ao Sol e são arrebatadoe e destruídos, de modo que a nuvem tem de ser reposta continuamente. Isso não é um problema. Os Cometas vêm e vão o tempo todo, e novos e desconhecidos cometas chegam a partir da Nuvem de Oort quase todos os anos.

Zodiacal-light-am-and-pm-panel-ST

No hemisfério norte, vemos a luz zodiacal melhor no outono (setembro/dezembro) antes do amanhecer no céu do leste (esquerda) e na primavera (março/junho), no oeste (direita) no final do crepúsculo da noite.Nessas ocasiões, o caminho do Sol está inclinado mais acentuadamente para o horizonte, inclina o cone de luz para melhor proveito. Bob King

O melhor momento para se olhar e desfrutar deste brilho sobrenatural é nas manhãs sem lua a partir de cerca de 2 horas antes do nascer do sol. Porque muito disto é tão brilhante como a Via Láctea, você não precisa de céus absolutamente cristalinos para vê-la.

Encontre um local com um céu oriental (leste) escuro e olhe para um brilho grande, cônico que atinge 45 ° ou superior de altitude. Faça varreduras lentas da esquerda para a direita de quem olha para o leste para ajudá-lo a ver o contraste entre a pirâmide de luz e do céu mais escuro.

zodiacal-lights-AM-comets-panel-ST-502x360

Os Cometas lançam poeira quando o calor do Sol vaporiza seus núcleos gelados. A radiação solar sopra a poeira para trás para formar uma cauda, ​​que, em seguida, lança o material para o espaço, criando e reabastecendo a luz zodiacal. No sentido anti-horário a partir da esquerda vemos os cometas: C / 2013 R1 Lovejoy, 2P / Encke, C 2012 X1 / e o ISON. Gerald Rhemann, Damian Peach, Gianluca Masi, e Gerald Rhemann

Sem lua brilhante para nos atrapalhar, no dia 21 de outubro até 4 de novembro de 2014, é o momento ideal para sair para dar uma olhada neste fenômeno. Um segundo período de lua nova começa em 20 de novembro, embora o ângulo de eclíptica será raso. Na medida em que voce aprecia à vista, considere que você está olhando para a maior estrutura visível no sistema solar criado pelo seus membros mais ínfimos – as partículas de poeira!

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original, e mencione as fontes.

thoth-escribawww.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *