browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Marte e Spica próximos, Sol emite Flare solar

Posted by on 25/03/2014

flare-solar-westernblast-strip

SOL EJETA UMA CME BRILHANTE:

Uma CME foi lançada a partir da mancha solar (Sunspot) AR2014 em 23 de março e se espera que vai entregar um rude golpe no campo magnético da Terra em 25 de março.

Os Meteorologistas do clima espacial do NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) estimam entre 30% a 40% de chance de acontecer tempestades geomagnéticas polares em março, nos dias 25 e 26.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Fontehttp://spaceweather.com/

FLARE SOLAR de Longa duração: 

No dia 23 de março, em torno das 03:30 UT (00:30 horas de Brasilia), a região magnética da mancha solar (Sunspot) AR2014 tornou-se instável e explodiu, produzindo uma explosão (Flare) solar da classe C de longa duração.

Embora os flares de classe C são considerados menores, este durou tanto tempo (várias horas), que desencadeou emissão de energia equivalente a uma explosão muito mais forte. O Solar Dynamics Observatory-SDO da NASA gravou o evento:

Flare-AR2014-longduration_strip

Flares lentos normalmente produzem CMEs e este não foi uma exceção. O Observatório Solar e Heliosférico (SOHO) registrou uma nuvem luminosa emergindo do local da explosão: filme. Essa CME não esta destinada a atingir a Terra. No entanto, ele vai ter um efeito sobre nosso planeta. Os analistas do NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) dizem que a CME vai desferir um golpe no campo magnético da Terra em 25 de março.

O VERMELHO Planeta MARTE e a estrela AZUL SPICA, com dois grandes asteroides:

Marte está se aproximando da Terra para um encontro de aproximação, em meados de abril. Na medida que os dois brilhantes pontos convergem, a cor vermelha de Marte está se tornando cada vez mais viva a olho nu. Isto é especialmente verdadeiro porque Marte está localizado não muito longe da estrela principal da constelação de Virgem, Spica (espiga), a estrela azul-gigante de primeira grandeza nessa constelação. A cada noite, enquanto Marte e Spica sobem lado a lado no céu oriental (leste), o contraste entre o vermelho e o azul fica mais atraente.

asteroide-Vesta

Esta é a primeira imagem obtida pela sonda da NASA Dawn (Aurora) depois de ter conseguido entrar em órbita em torno de Vesta. Crédito da imagem: NASA / JPL-Caltech / UCLA / MPS / DLR / IDA [mais]. Vesta (asteroide 4) foi o quarto asteroide, descoberto por Olbers (1807) e é o terceiro maior asteroide em tamanho, medindo entre 470 e 530 km em diâmetro. Sua origem é localizada no Cinturão de Asteroides, região entre as órbitas de Marte e Júpiter, a 2,36 U.A. de distância do Sol. (n.t. É um grande pedaço do planeta Maldek que explodiu a 251 milhões de anos)

O Professor de Astronomia Jimmy Westlake de Colorado Mountain College tirou a foto a seguir em 20 de março, a primeira noite de primavera do norte (outono no sul), e capturou não só o “avermelhado Marte e a azulada estrela Spica”, mas também duas rochas espaciais próximas, os grandes asteroides Vesta e Ceres.

Nesta primavera (outono no hemisfério sul), Marte faz uma volta através das estrelas da constelação de Virgem e passa ao lado dos grandes asteroides Ceres e Vesta, explica Westlake. “Todos os três alcançam a oposição no próximo mês:. Marte no dia 8 de abril, Vesta em 13 de abril, e Ceres em 15 de abril. O asteroide Vesta, mais próximo e mais reflexivo dos dois, aparece sobre uma magnitude mais brilhante do que Ceres Ambos estão de fácil alcance com binóculos.”

MARTEESPICA

Procure por Marte e Spica nascendo no leste depois do por do sol, por volta de 21:00hs, hora local. Um telescópio de quintal apontado para Marte irá mostrar-lhe mais do que um mero ponto vermelho brilhante. A Calota polar norte de Marte, as características da superfície e as nuvens estão sendo fotografadas por astrônomos amadores ao redor do mundo na medida em que o vermelho planeta cresce na ocular todas as noites. Navegue pela galeria por exemplo.

Permitida a reprodução desde que mantidas a citação das fontes e a formatação original.

thoth-escribawww.thoth3126.com.br

One Response to Marte e Spica próximos, Sol emite Flare solar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *