browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Nobreza Negra: príncipe Charles é descendente de Drácula

Posted by on 01/02/2017

A NOBREZA NEGRA DA EUROPA.

As conexões genéticas de parentesco da familia real britânica com o Conde Drácula.

COMO A família real britânica está ligada ao Conde Drácula, e o próprio principe Charles admite esse fato.

O Conde Drácula está relacionado com a família real da Grã-Bretanha, tanto genealogicamente assim como e através de uma mesma condição médica de uma doença rara que lhes fazia terem sede de sangue. Acredita-se que a rainha Maria, e o vampiro assassino Vlad, o Empalador, que era conhecido como Vlad Dracul, de quem se diz ter matado mais de 100.000 guerreiros turcos em batalhas. A lenda do vampiro foi alimentada por sua predileção por comer pão embebido no sangue de suas vítimas HUMANAS. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A NOBREZA NEGRA DA EUROPA. As conexões genéticas e de doença no parentesco da família real britânica com o vampiro empalador dos Cárpatos, o Conde Drácula.

por Damien Gayle – de TheDailymail site

Fonte: http://www.bibliotecapleyades.net/sociopolitica/esp_sociopol_blacknobil29.htm

O Príncipe Charles do trono britânico está em campanha para salvar as florestas da Transilvânia, inspirado por suas ligações ancestrais a Vlad, o Empalador , um nobre do século XV mais conhecido pelo seu patronímico, Drácula.

O rápido crescimento econômico na Romênia – que agora faz parte da União Europeia – significa que as florestas das montanhas dos Cárpatos estão sob ameaça de serem derrubadas pelo desenvolvimento e exploração pelas madeireiras.

O Príncipe está clamando a manutenção para as florestas, algumas das últimas áreas selvagens intocadas na Europa, para que sejam protegidas antes de serem derrubadas e perdidas, como as florestas que cobriam a Grã-Bretanha. 

Ele próprio afirma que tem uma ligação familiar com a área das florestas na Romenia através de Vlad III , o Príncipe da Valáquia, que ganhou a alcunha de Vlad, o Empalador, graças ao seu método preferido de tortura e execução.

O nobre do século XV, notório por suas campanhas sanguinárias contra os islâmicos otomanos e pela feroz e sanguinária repressão de seu povo, é um ancestral distante da bisavó de Charles, a rainha Mary. O número total de suas vítimas é estimado em dezenas de milhares de pessoas, muitos mortos por serem empalados em estacas metálicas enormes. Sua reputação de crueldade foi uma inspiração e ajudou na criação do vilão diabólico do filme de Bram Stoker, o Conde Drácula.

Em um novo documentário sobre as montanhas dos Cárpatos, Charles se diverte com as suas ligações ancestrais para com o “Conde Drácula”. “A genealogia mostra que eu sou descendente de Vlad, o Empalador, então eu tenho um pouco de ligação com o país”, ele brincou.

O Príncipe visitou pela primeira vez a Transilvânia em 1998, e comprou três propriedades lá, incluindo uma casa em Zalanpatak. O Antigo refúgio, uma fazenda em Viscri, na Transilvânia, o príncipe Charles, que a comprou em 2006 e a transformou em uma pousada

O príncipe recentemente comprou uma casa de cinco quartos na vila de Zalanpatak, que se diz ter sido fundada por um de seus antepassados da Transilvânia. Se espera que o principe Charles use a residencia de 150 anos de idade como um retiro de férias isolado, que será usada como uma pousada, quando ele não estiver na residência.

O Príncipe visitou pela primeira vez a Transilvânia em 1998, e comprou três propriedades lá, incluindo a casa em Zalanpatak e gastou £$ 43 por uma uma noite em uma pousada na vila de Viscri. Técnicas agrícolas e de construção tradicionais utilizados nessa área dizem ter inspirado os seus planos para Poundbury, a vila em Dorset criada por seu Ducado da Cornualha, na Inglaterra.

VLAD DRACUL III

COMO A família real britânica está ligada ao Conde Drácula:

O Conde Drácula está relacionado com a família real da Grã-Bretanha, tanto genealogicamente e através de uma mesma condição médica de uma doença (porfíria) rara que lhes fazia terem sede de sangue. Acredita-se que a rainha Maria, consorte de George V, era diretamente relacionada com o conde e assassino Vlad, o Empalador ( foi príncipe da Valáquia por três vezes, governando a região em 1448, de 1456 a 1462 e em 1476.), que também era conhecido como Vlad Dracul, de quem se diz ter matado mais de 100.000 guerreiros turcos em batalhas.

A lenda do vampiro foi alimentada por sua predileção por comer pão embebido em sangue de suas vítimas. E é sabido que a porfiria , deficiência de ferro, que se acredita estar por trás do mito do vampiro e pode ter estimulado o gosto de Vlad por sangue, foi encontrada em toda a Família Real

Mulher-Vampiralábios

A Medicina moderna tem sugerido que a insanidade demonstrada pelo rei George III do Reino Unido foi resultado de porfiria. Estudos demonstraram que, devido a endogamia, tanto a porfiria quanto a hemofilia são doenças hereditárias que afligem a família real inglesa. Estudo sugere que James I, Maria I, Rainha Anne, Charlotte, duquesa de Saxe-Meiningen e o Príncipe William de Gloucester também eram porfíricos, gostavam de beber sangue…

Desde então, ele vendeu uma mansão perto da cidade medieval de Sighisoara, enquanto as pensões Viscri e Zalanpatak são geridas pelo Conde Tibor Kalnoky. “Parece-me, que na Transilvânia há uma combinação de ecossistema natural com um sistema cultural humano“, disse o príncipe ao documentário, de acordo com o Daily Telegraph. “Esse relacionamento integrado extraordinariamente único é tão extremamente importante. As pessoas estão ansiando por esse sentimento de propriedade, de identidade e significado.

Se o desenvolvimento for adiante, a Romênia pode acabar estéril como as faixas de Terras Altas desmatadas da Escócia (as highlands) ou no Canadá, que antes eram florestas densas, com mata virgem, alertou o príncipe Charles.

Duzentos e cinqüenta mil hectares de florestas virgens estão em necessidade urgente de proteção, de acordo com Magor Csibi, gerente do programa de Fundo Mundial para a Natureza da região do Danúbio-Cárpatos, na Romênia. A área, que abriga ursos marrons, linces, lobos, e outras 13 mil espécies, representa cerca de 65 por cento das florestas ainda virgens restantes da Europa.

Para saber MUITO mais:

  1. http://thoth3126.com.br/reptilianos-do-interior-da-terra-os-arquivos-lacerta-parte-i/
  2. http://thoth3126.com.br/reptilianos-do-interior-da-terra-parte-2/
  3. http://thoth3126.com.br/reptilianos-do-interior-da-terra-os-arquivos-lacerta-parte-3/
  4. http://thoth3126.com.br/reptilianos-do-interior-da-terra-os-arquivos-lacerta-parte-4-final/
  5. http://thoth3126.com.br/reptilianos-livro-body-snatchers-cap-11-e-12/
  6. http://thoth3126.com.br/reptilianos-livro-body-snatchers-cap-11-e-12/
  7. http://thoth3126.com.br/illuminati-hierarquia-dos-conspiradores-o-comite-dos-300/
  8. http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

17 Responses to Nobreza Negra: príncipe Charles é descendente de Drácula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *