browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

N.S.A e a Vigilância na Internet em tempo real

Posted by on 22/07/2016

Documentos classificados como secretos demonstram uma vasta rede de vigilância das comunicações online em tempo real e sem mandato judicial,  da NSA-Agencia Nacional de Segurança dos EUA. Bem vindos ao mundo controlado do Grande Irmão.

Informações confidenciais obtidas pelo jornal The Washington Post e pelo The Guardian revelou um enorme sistema de vigilância on-line sem mandado judicial, em uso por uma agência de inteligência militar dos EUA, a NSA, que dá acesso ao histórico de busca dos norte americanos, aos e-mails, chats ao vivo e muito mais.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Denunciada uma vasta rede de vigilância das comunicações online, em tempo real e sem mandato judicial, da NSA-Agencia Nacional de Segurança dos EUA. Bem vindos ao mundo controlado do Grande Irmão.

RT, Rússia Today – Moscou

Fonte  http://rt.com/usa/nsa-prism-classified-data-collection-348/

A apresentação PowerPoint de 41 páginas, que foi confirmada por ambos os jornais e publicada quase simultaneamente na quinta-feira à noite (dia 06 de junho), descreve detalhes de um programa previamente não revelado conhecido como PRISM, que permite que a lendária agência de inteligência militar possa colher grandes quantidades de dados sobre tudo, desde correspondência eletrônica para arquivos de transferências. Os slides foram feitos para serem liberados desclassificados apenas em 2036.

Segundo os documentos, o programa atualmente possui acesso a algumas das maiores empresas de Internet do mundo, com a Microsoft se imaginando como para ser a primeira empresa a assinar o acordo de vigilância em 2007. A participação dessa empresa foi seguida pela do Yahoo em 2008, o Google, Facebook e PalTalk em 2009, o YouTube em 2010, o Skype e AOL em 2011, e a Apple se juntando em 2012.

Enquanto isso, a empresa de armazenamento em nuvem Dropbox é descrita como participando “em breve.” Com a participação dessas empresas no Programa Prisma assim, os trabalhadores e agentes dos serviços de  inteligência de Washington têm o acesso à maior parte  das comunicações de e-mails, vídeos e chat de voz, vídeos, fotos, voice-over- IP (Skype) chats, transferências de arquivos, dados de redes sociais e muito mais de todos os norte-americanos.

A Apple, Google, Yahoo, Microsoft e Facebook todos eles fizeram declarações públicas nesta quinta-feira, dia 06 de junho, dizendo que eles nunca tinham ouvido falar, ou não cumpriram o programa PRISM, dando o acesso direto a seus servidores ao programa PRISM. 

“De tempos em tempos, as pessoas alegam que criamos uma “porta nos fundos” para o  governo em nossos sistemas, mas o Google não tem uma ‘porta dos fundos “, declarou um representante do Google à CNBC. “Nós nunca ouvimos falar de PRISM. Nós não oferecemos o acesso direto aos nossos servidores a qualquer órgão do governo”, respondeu a Apple.

“Nós não oferecemos a qualquer organização governamental o acesso direto aos servidores do Facebook,” disse  o Diretor de Segurança da companhia Joe Sullivan em um comunicado. Nos documentos divulgados, o programa PRISM é elogiado pela agência NSA como “um dos acessos mais valioso, único e produtivo para a NSA. “

Falando sob condição de anonimato, um alto funcionário do governo disse à Reuters na quinta-feira que o programa de vigilância só tem como alvo pessoas não americanas fora do país.  “Este programa foi recentemente autorizado pelo Congresso após as audiências extensas e debate”, disse o funcionário.

“As informações coletadas no âmbito deste programa está entre as informações mais importantes e valiosas informações que coletamos, e é usado para proteger nossa nação a partir de uma ampla variedade de ameaças”, acrescentou.

A apresentação do material, que é descrita como interna e destinada a analistas seniores dentro de Signals Intelligence Directorate do NSA, descreve o PRISM como a contribuição mais prolífica para o press release diário do presidente Barack Obama – que o relatório chave citou os dados do PRISM em 1.477 artigos em 2012. Segundo o Washington Post, assuntos com matérias-primas obtidas do Prisma são de cerca de 1 em cada 7 relatórios de inteligência.

Os arquivos de apresentação ainda se orgulham de “um forte crescimento” no alcance do Programa PRISM, observando que o número de comunicações obtidas aumentou de 248% em 2012 para somente o Skype com o “crescimento exponencial da comunicação Skype . “Parece que as palavras estão saindo sobre a nossa capacidade contra o Skype “, apresenta o relatório. Pedidos de informação feitos via PRISM pela inteligência dos EUA em 2012 são citados como tendo um aumento de 131% para os dados de informação do Facebook, e em 63% para os dados do Google.

Segundo o relatório do The Guardian, quando a NSA-National Security Agency revisa a comunicação que acredita que exige uma investigação mais aprofundada, ele pode emitir o que chama de um “relatório”. De acordo com a NSA, “mais de 2.000 relatórios baseados no PRISM” agora são emitidos a cada mês, representando um aumento de 27% desde o ano passado. Os defensores da privacidade on-line do indivíduo pareciam lutar para responder à escala  do programa PRISM .

Jameel Jaffer, diretor do Centro da ACLU para a Democracia, que falou com o jornal The Guardian, disse que foi surpreendente que a NSA pudesse perguntar diretamente as empresas de tecnologia para permitir o acesso a dados dos seus  usuários. “É chocante o suficiente apenas que a NSA esta pedindo às empresas que façam assim. A NSA é parte do complexo militar. Aos militares foi concedido um acesso sem precedentes às comunicações civis “, disse Jaffer.

Esta é a militarização sem precedentes da infra-estrutura de comunicação interna dos EUA. Isso é profundamente perturbador para quem está preocupado com a separação entre poderes”, acrescentou. Em suma, o Programa PRISM permite uma profunda vigilância, em profundidade sobre as comunicações on-line ao vivo e de dados armazenados.

O programa também permite que a comunidade de inteligência possa atingir qualquer cliente de uma empresa (provedora) dele participante, dentro ou fora dos EUA.

Saiba mais em:

  1. http://thoth3126.com.br/facebook-microsoft-e-apple-sao-processadas-por-ajudar-governo-dos-eua/
  2. http://thoth3126.com.br/echelon-o-esquema-de-espionagem-global-dos-eua/
  3. http://thoth3126.com.br/o-maior-dos-segredos/
  4. http://thoth3126.com.br/facebook-uma-conspiracao-da-cia/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br 

14 Responses to N.S.A e a Vigilância na Internet em tempo real

  1. Cícero

    Projeto Echelon: isso é mais velho, do que correr atrás de avião para saber aonde ele vai. A única coisa que aconteceu, foi a evolução constante da tecnologia para que o monitoramento, ficasse mais e mais preciso. Pesquisem na Internet, sobre o Projeto Echelon, e saberão o que digo. Mark Zuckerberg, é os demais são meros fantoches. rs. Obrigado pela oportunidade, abraços.

  2. Eckel Campos

    I comment in portuguese, ok. ainda bem que o povo dos EUA se preocupam em fazer este acompanhamento da humanidade, pois somente com eles teremos muita seguranca. Thank to the American people to be my guardiam in the world !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *