browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Os EUA, o mundo (ou ambos?) estão chegando ao fim?

Posted by on 28/09/2016

tiosam-louco

Os EUA ou o mundo estão chegando ao fim?

Duas pressões estão trabalhando sobre o dólar dos EUA. Um tipo de pressão vem diminuindo a capacidade do FED-Federal Reserve para fraudar o preço do ouro que diminui na medida que os fornecedores de ouro do ocidente se retraem com o conhecimento das práticas fraudulentas e ilegais e da manipulação do preço pelo Fed no mercado de ouro. 

A outra pressão surge de ameaças tolas do regime Obama de sanções comerciais contra a Rússia. Outros países já não estão mais dispostos a tolerar o abuso de Washington do padrão dólar no mundo. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Os EUA ou o mundo estão chegando ao fim?  Vai ser o fim de um ou do outro. O ano de 2014 se configurou como um ano de acerto de contas para os Estados Unidos.

Paul Craig Roberts –  http://www.paulcraigroberts.org/

A evidência de quantidades maciças de papeis de curto prazo sendo despejados no mercado de futuros de ouro em momentos do dia quando a negociação é fraca é inequívoca. Tornou-se óbvio que o preço do ouro está sendo manipulado no mercado de futuros, a fim de proteger o valor do dólar a partir de QE. Saiba mais em: http://thoth3126.com.br/a-maior-fraude-financeira-da-historia-mundial/

ampulheta

(n.t. QE-Quantitative Easing: é uma política monetária não convencional utilizada pelos bancos centrais para estimular a economia quando a política monetária padrão tornou-se ineficaz. Um banco central implementa flexibilização quantitativa através da compra de quantidades específicas de ativos financeiros de bancos comerciais e outras instituições financeiras privadas, elevando os preços desses ativos financeiros e reduzindo o seu rendimento, aumentando simultaneamente a base monetária-dinheiro em circulação.)

A outra pressão surge de ameaças tolas do regime Obama de sanções comerciais contra a Rússia. Outros países já não estão dispostos a tolerar o abuso de Washington do padrão dólar no mundo. Washington usa o sistema de pagamentos internacional baseado no dólar para infligir danos nas economias dos países que resistem à hegemonia política de Washington.

Rússia e China já tiveram o suficiente disso. Como já foi relatado, e como Peter Koenig demonstra aqui. A Rússia e a China estão  desligando o seu comércio internacional do dólar. Daí em diante, a Rússia irá realizar o seu comércio, incluindo a venda de petróleo e gás natural para a Europa, em rublos e nas moedas de seus parceiros do BRICS.

Isso significa uma grande queda na demanda por dólares norte-americanos e uma queda correspondente em valor da taxa de câmbio do dólar.

Como John Williams (shadowstats.com) deixou claro, a economia dos EUA não se recuperou da recessão em 2008 e enfraqueceu ainda mais. A grande maioria da população dos EUA está sendo muito pressionada pela falta de crescimento da renda durante os últimos anos. Como os EUA é agora uma economia dependente da importação, uma queda no valor do dólar vai aumentar os preços internos dos produtos nos EUA e empurrar o nível de vida para mais baixo ainda.

Todas as evidências apontam para o fracasso econômico dos EUA em 2014, que também é a conclusão de relatório de John Williams, de 09 de abril deste ano .

tio-sam-criminosoprocurado

Este ano também poderia ver a dissolução da OTAN e até mesmo da União Europeia. O  imprudente Golpe de Washington na Ucrânia e na ameaça de sanções contra a Rússia têm empurrado seus estados (Europa) fantoches da OTAN para um terreno perigoso. Washington calculou mal a reação na Ucrânia para a sua derrubada do governo democraticamente eleito e a imposição de um governo fantoche. A Criméia rapidamente abandonou a Ucrânia e voltou a Rússia. Outros ex-territórios russos na Ucrânia podem em breve seguiro exemplo da Crimeia. 

Manifestantes no leste, em Lugansk, Donetsk, Kharkov, estão exigindo os seus próprios referendos.  Os manifestantes declararam a República Popular de Donetsk e República Popular de Kharkov. O Governo fantoche instalado por Washington em Kiev ameaçou colocar os protestos para baixo com violência Washington afirma que os protestos são organizados pela Rússia, mas ninguém acredita mais em Washington, nem mesmo os seus lacaios ucranianos.

CRelatórios de notícias russas identificaram mercenários dos EUA entre as forças de Kiev, que foram enviados para acabar com os separatistas no leste da Ucrânia. Um membro da extrema-direita, partido neo-nazista Pátria no parlamento em Kiev pediu para fotografar os manifestantes mortos. A violência contra os manifestantes é susceptível de provocar reação no exército russo e resultar no retorno à Rússia de seus antigos territórios no leste da Ucrânia que foram anexadas a Ucrânia pelo Partido Comunista soviético.

presstitutes-don't trust

Com Washington em um limbo e emitindo ameaças a rodo, os EUA estão pressionando a Europa em dois confrontos altamente indesejáveis. Os europeus não querem uma guerra com a Rússia por causa do golpe de estado de Washington, em Kiev, e os europeus entendem que quaisquer sanções reais sobre a Rússia, se observadas, fariam muito mais danos para os europeus (n.t. que dependem visceralmente do petróleo e gás russos durante o cada vez mais rigoroso inverno europeu) Dentro da UE, a crescente desigualdade econômica entre os países, o índice elevado de desemprego e a austeridade econômica rigorosa imposta aos países membros mais pobres têm produzido enormes tensões sociais. 

Os europeus não estão mais dispostos a suportar o peso de um conflito de Washington orquestrado contra a Rússia. Enquanto Washington apresenta à Europa com a guerra e mais sacrifício, a Rússia e a China oferecem comércio e amizade.Washington fará o seu melhor para manter os políticos europeus comprados e pagos para continuarem em linha com as políticas de Washington, mas a desvantagem para a Europa de ir junto com Washington é agora muito maior.

Em muitas frentes, Washington está sendo vista pelo mundo com duplicidade, como indigno de confiança, e (um {des}governo) totalmente corrupto. Um advogado procurador de acusação da SEC-Securities and Exchange Commission, James Kidney aproveitou a ocasião de sua aposentadoria para revelar que pessoas em cargos acima dos seu tinham reprimido seus processos contra o Goldman Sachs e outros bancos “demasiado grandes para falirem”(n.t. e por isso mesmo fazem o que bem entendem no mercado financeiro internacional), porque seus chefes na SEC não estavam focados em justiça, mas “em receberem altos cargos e salários em empregos após o seu serviço no governo”, protegendo os bancos da acusação por suas ações ilegais no mercado financeiro. http://www.counterpunch.org/2014/04/09/65578/

guerratotal

A Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional foi pego tentando usar as mídias sociais para derrubar o governo de Cuba.  http://rt.com/news/cuba-usaid-senate-zunzuneo-241/

Esta imprudência audaciosa vem em cima da derrubada do legítimo governo ucraniano por Washington, o escândalo internacional de espionagem da NSA, relatório investigativo Seymour Hersh que o ataque com gás Sarin na Síria foi um evento de falsa bandeira arranjado por um membro da OTAN na Turquia, a fim de justificar um ataque militar dos EUA contra a Síria (desejado por Israel), Washington forçando a aterrissagem do avião presidencial do presidente boliviano, Evo Morales, quando sobrevoava a Europa, para ser pesquisado, as inexistentes “armas de destruição em massa” de Saddam Hussein, o mau uso da resolução de exclusão aérea da Líbia para o ataque militar, e assim por diante.

Essencialmente, Washington tem danificado tanto a confiança dos outros países no julgamento e da integridade (honestidade até) do governo dos EUA de que o mundo finalmente perdeu a crença na liderança dos EUA. O governo em Washington esta reduzido a ameaças e subornos e cada vez mais se apresenta como um valentão fanfarrão.

O golpes de martelo auto-infligidos  sobre a credibilidade de Washington tem cobrado um elevado pedágio. O golpe mais grave de todos é o nascimento e a percepção em todos os lugares de que a teoria maluca de terroristas no ataque de 11 de setembro (às torres gêmeas do World Trade Center) de Washington é falso TAMBÉM. Um grande número de peritos independentes, bem como mais de uma centena de socorristas têm contradito e derrubado todos os aspectos da teoria da conspiração absurda do (des)governo de Washington. 

Nenhuma pessoa consciente acredita que alguns sauditas, que não podiam sequer pilotar aviões, que operavam sem a ajuda de qualquer agência de inteligência, dividir o Estado de Segurança Nacional inteiro dos EUA, não só todas as 16 agências de inteligência dos Estados Unidos, mas também todas as agências de inteligência da OTAN e de Israel também. Nada funcionou no 11 de setembro. A segurança do aeroporto falhou quatro vezes em uma hora, mais falhas em uma única hora do que as que ocorreram durante as outras 116.232 horas (4.843 dias) do século 21 combinadas. 

bush-cheney-rumsfeld

Pela primeira vez na história da Força Aérea dos EUA aviões caças interceptadores ficaram em terra sem poder decolar aos céus. Pela primeira vez na história do Controle de Tráfego Aéreo dos EUA “perderam” aviões por até uma hora sem conseguir localizá-los. Pela primeira vez na história, baixa temperatura, incêndios de curta duração em alguns andares causaram o colapso em enormes estruturas de aço até enfraquece-las e derrubar um prédio enorme. Pela primeira vez na história três enormes arranha-céus caíram simultaneamente em aceleração essencialmente livre, sem o benefício de uma demolição (oficialmente falando) controlada para pô-los abaixo.

(n.t. O mais INCRÍVEL) Dois terços dos norte americanos caíram nessa história maluca e absurda (n.t. assim como os demais povos do planeta). Os esquerdistas caíram nela, porque viam a história como o povo oprimido (os terroristas árabes) revidando contra o império do mal da América. A direita caiu na história também, porque viam os muçulmanos demonizados atacando a bondade norte americana. O presidente George W. Bush expressou a opinião da direita muito bem: “Eles nos odeiam por nossa liberdade e por causa da democracia.”

Mas ninguém mais acreditava na história. Os primeiros a duvidar dela foram os italianos. Eles haviam sido informados há alguns anos sobre os falsos eventos criados pelo governo quando o presidente revelou a verdade sobre o segredo da Operação Gladio. A Operação Gladio foi uma operação executada pela CIA e a inteligência italiana durante a segunda metade do século 20 para detonar bombas que matariam as mulheres e as crianças europeias, a fim de culpar os comunistas e, com isso, corroer o apoio aos partidos comunistas nos países europeus.

Os italianos estavam entre os primeiros a demonstrar  em apresentações de vídeo a farsa de Washington, desafiando a história maluca de Washington sobre o “ataque terrorista de 11/09”.  O final desta história é o filme de 1 hora e 45 minutos “Zero”, que você pode vê-lo aqui:  

Zero foi produzido como um filme investigativo sobre o “atentado de 11/09” pela empresa italiana Telêmaco. Muitas pessoas proeminentes aparecem no filme, juntamente com peritos independentes. Juntos, eles refutam cada afirmação feita pelo governo dos EUA em relação a sua explicação do 11/9. O filme foi exibido para o parlamento europeu. É impossível para qualquer um que assistir esse filme continuar a acreditar numa palavra da explicação oficial do 11/09.

A conclusão é que é cada vez mais difícil evitar que elementos do governo dos EUA explodiu três arranha-céus de Nova York, a fim de destruir o Iraque, Afeganistão, Líbia, Somália, Síria, Irã e o Hezbollah e lançar os EUA na agenda dos neoconservadores (Neocons) da hegemonia mundial dos EUA. A China e a Rússia protestaram, mas aceitaram a destruição da Líbia mesmo que fosse para o seu próprio prejuízo. Mas o IRÃ tornou-se uma linha vermelha divisória. Washington foi bloqueado, por isso, Washington decidiu causar grandes problemas para a Rússia, na Ucrânia, a fim de distrair a Rússia da agenda de Washington no resto do planeta.

A China tem sido incerta sobre os trade-offs entre seus superávits comerciais com os EUA e o crescente cerco de Washington ao pais, com bases navais e mais bases aéreas (por toda a Eurásia). Finalmente a China chegou à conclusão de que ela tem o mesmo inimigo comum que a Rússia tem, ou seja os homens em Washington, os EUA.

Uma das duas coisas é provável que vai acontecer: Ou o dólar dos EUA será abandonado e entrará em colapso total no seu valor, acabando assim com o status de superpotência dos EUA e a ameaça que Washington é para a paz mundial, ou os EUA levará seus bonecos a entrar em conflito militar com a Rússia e a China. O resultado de tal guerra seria (a aniquilação) mas muito mais devastador do que o colapso do dólar dos EUA …

dragao-china.01jpg

Sobre o Dr. Paul Craig RobertsPaul Craig Roberts foi secretário-assistente do Tesouro para Política Econômica do governo do Presidente Ronald Reagan, editor associado do Wall Street Journal. Ele também foi colunista da Business Week, Scripps Howard News Service, e Creators Syndicate. Suas colunas de internet têm atraído um público mundial. Os livros mais recentes de Paul C. Roberts são:  The Failure of Laissez Faire Capitalism  and Economic Dissolution of the West e How America Was Lost. Postado em dezembro 2015.

Saiba MUITO mais em: 

  1. http://thoth3126.com.br/o-ouro-e-o-fim-do-mundo/
  2. http://thoth3126.com.br/eua-barras-de-ouro-falsas-em-fort-knox/
  3. http://thoth3126.com.br/profecia-de-1912-sobre-fim-dos-eua-e-obama/
  4. http://thoth3126.com.br/o-ouro-dos-eua-nao-existe-mais/
  5. http://thoth3126.com.br/a-visao-das-provacoes-dos-estados-unidos-por-george-washington/
  6. http://thoth3126.com.br/obama-seria-muculmano/
  7. http://thoth3126.com.br/algo-muito-grande-e-definitivo-esta-para-acontecer/
  8. http://thoth3126.com.br/obama-o-fantoche/
  9. http://thoth3126.com.br/obama-comunista/
  10. http://thoth3126.com.br/o-projeto-comunista-nos-eua-nwo-nova-ordem-mundial/
  11. http://thoth3126.com.br/o-futuro-colapso-dos-e-u-a-previsto-por-jornal-da-russia/
  12. http://thoth3126.com.br/obama-nasceu-em-mombasa-no-quenia/
  13. http://thoth3126.com.br/eua-a-beira-da-falencia/
  14. http://thoth3126.com.br/obama-nao-nasceu-nos-eua/

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

Thoth-flordavidawww.thoth3126.com.br

15 Responses to Os EUA, o mundo (ou ambos?) estão chegando ao fim?

  1. Tiago

    Obrigado pelas traduções e compilações, caro Thoth.
    Tenho acompanhado de perto e tudo sinaliza que esta hegemonia do dólar está acabando. Gostaria de pedir um texto abordando a crise de refugiados na Europa (quais as relevâncias e impactos disto na nossa vida e até onde aquilo é uma forma de caridade e uma forma de invasão). Eu tenho minhas idéias, mas poucas são as pessoas que entendem o que quero dizer quando discuto o assunto.
    Como sugestão, veja o site http://www.zerohedge.com
    Sobre o dólar, lá há sinais diários.
    Saudações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *