browser icon
You are using an insecure version of your web browser. Please update your browser!
Using an outdated browser makes your computer unsafe. For a safer, faster, more enjoyable user experience, please update your browser today or try a newer browser.

Plêiades – A Iniciação da Terra pela Integridade – XV

Posted by on 04/09/2016

Pleiades-M45-Merope,Alcyone,Maia

Uma Mensagem das Plêiades. Embaixadores através dos tempos.

A beleza da Terra (Gaia) é um tesouro tão profundo, tão vasto e magnífico que deslumbra visitantes de todo o espaço, de outras GALÁXIAS até, atraídos pelo seu esplendor, variedade, abundância e diversificação da vida.

Nós queremos que sintam essa beleza dentro de si mesmos e a deixem pulsar por todo o vosso ser. Ao per­mitirem que a beleza os inunde, mudanças profundas ocorre­rão e a manutenção da beleza da Terra passará a ser a principal prioridade de toda a espécie humana ...

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Uma mensagem das PLEIÂDES

http://www.pleiadians.com/

CAPÍTULO XV – A Iniciação da Terra pela Integridade – Livro Mensageiros do Amanhecer, Barbara Marciniak

… Queremos semear esta idéia para despertar em vocês a responsabilidade que devem ter por vosso planeta. Já despertamos a responsabilidade que cada um deve ter por si, e vocês estão a caminho de se torna­rem cada vez melhores. Parabéns! Agora, o que farão pela Ter­ra e como? Já os ensinamos e os alertamos a querer o melhor para si em todos os momentos possíveis.

Uma vez que a Terra é a vossa casa, como irão estender esta energia para ela e aplicar no vosso planeta as lições que aprenderam? Quantos de vocês já caminharam por sua propriedade respeitando-a como um local sagrado, deixando que a Terra soubesse o quanto a consideravam? Essa forma de comunica­ção os tornará envolvidos com a beleza da Terra.

Envolvimento e açãoObservem o vosso lixo, aquilo que estão jogando fora, aquilo de que não têm consciência. Trata-se do reflexo exato do que pedimos que façam consigo próprios. Observem os vossos pensamentos e o lixo que atravanca a vossa psique. Podem estender para a Terra tudo aquilo que lhes ensinamos. Por onde quer que andem, comuniquem-se com a Terra, infor­mando ao planeta que voces estão despertando.

Imaginem-se como um fio de luz; para onde quer que estejam caminhando, dirigindo, voando, visitando, carreguem seu fio de luz. Conforme for crescendo o número de fios de luz tecidos ao redor do planeta, mais poderosa será a onda de luz cósmica que envolverá a Terra. Estamos num mundo à beira da desaceleração que pre­cede um frenesi alucinante (a partir de 2013). Vocês podem começar esta desaceleração conscientizando-se e cuidando melhor da Ter­ra. A mentalidade predominante na Terra hoje em dia, espe­cialmente nos Estados Unidos, considera símbolo de status um gramado impecável. Para conseguir isto, usam toneladas de pesticidas e fertilizantes químicos, até o gramado ficar igual­zinho ao carpete da sala de visitas (e sem vida).

De onde veio este “sistema de valores”, qual seria o seu sentido? Simplesmente de alguém querendo ganhar dinheiro com um produto, que lança uma campanha publicitária para lhe conferir legitimidade, e alguém que o compra. Comuniquem-se com a Terra, escutem o que ela tem para lhes dizer e deixem este planeta lindo ensinar-lhes a viver em harmonia. Trata-se de um processo lento e não vão conseguir aprendê-lo da noite para o dia. Ouçam a Terra dizer: “Escutem aqui, gostariam que alguém passasse pesticida na vossa pele?” Pois isso é o que acontece quando espalham pesticidas na Ter­ra.

A Terra é um ser senciente (com consciência) ou um conjunto de seres. Os seres sencientes  que constituem a Terra vieram formar este conjunto de consciências por amor, para uni-las e hospedá-las. É semelhante ao que ocorre com vocês, que hospedam as bacté­rias e todas as coisas que vivem sobre a vossa pele e dentro do vosso corpo. Vocês trabalham com elas. A Terra sabe que, para ser uma boa mãe para seus filhos (voces), deve deixá-los aprenderem suas próprias lições. E as suas, são lições de responsabilidade.

Se desejam algo, existem certas ramificações, determinadas coi­sas que devem fazer e responsabilidades que devem assumir para atingir o vosso objetivo. A Terra está ensinando os seres humanos a terem responsabilidade, permitindo-lhes que dila­cerem sua superfície, bem como o seu interior. Quando estiver correndo perigo, pela humanidade ter levado as coisas longe demais, a Terra fará o que for necessá­rio para ensinar à espécie humana a ter o cuidado adequado com o seu lar; e assim vocês, como seus habitantes, aprenderão uma importante lição.

Em seu divino amor pela humanidade, e na divina aceitação de seu papel de professora, a Terra lhes revelará seus segredos e toda a sua força, para que aprendam a amá-la, a cooperar com ela e a nunca mais desrespeitá-la. Tal atitude conduz, inevitavelmente, à ocorrência de vio­lentos cataclismos, pois é a forma que a Terra encontra de conscientizar os seres humanos e mostrar-lhes aquilo que não estão conseguindo perceber.

Se vinte milhões de pessoas desa­parecerem em algumas horas, devido a um cataclismo terres­tre, talvez os outros humanos despertemTalvez. Vocês estão cansados de escutar profecias sobre catás­trofes. Muitas pessoas não lhes dão a devida importância; acham que nunca irão acontecer com elas. Embora leiam as notícias nos jornais, são acontecimentos distantes, lá do outro lado do mundo. E se uma catástrofe ocorrer à sua porta ou na cidade vizinha? E se as principais cidades dos Estados Unidos (e do Brasil) entrarem em colapso? O que sentiriam se, ao acordar, se deparas­sem com uma fenda geológica que se estendesse desde Nova York até Washington D.C (ou entre São Paulo e o Rio de Janeiro)?

Seria suficiente para afetá-los? Seria suficiente para que reestruturassem e reavaliassem suas vidas? Existe uma maior consciência do que está ocorrendo por­que os jornais estão começando a trazer estas notícias. Na ver­dade, estes fatos vêm acontecendo já há algum tempo. Ecolo­gistas e ambientalistas vêm, há mais de vinte anos, alertando para as mudanças ambientais, mas a maioria das pessoas acha que estes problemas se resolvem naturalmente. Além disso, problemas do meio ambiente não vendem jornais e, até certo ponto, as pessoas não estão muito interessadas em aprofundar seus conhecimentos sobre esta responsabilidade (ou sobre qualquer outro assunto do “tipo” ter mais responsabilidade. A maioria esta passeando e se divertindo no planeta, mas …).

Tal desinte­resse terá consequências; muita gente vai alegar ignorância e achar que as catástrofes surgiram do nada. A situação se tor­nará tão grave que, podemos prever, muitos países irão proi­bir o uso do automóvel. As lições que a Terra ensina neste momento abrangem muitos aspectos. À medida que a frequência muda, tudo muda. Mudar de frequência é como mudar de casa: todo o ambiente muda. Estas mudanças destinam-se a melhorar a vida de todas as pessoas, a conduzir todo o mundo a um lugar onde existe maior compreensão e bem estar e a desvencilhar o ser humano do paradigma que definia o mundo como sólido, nos termos mais limitados.

Quando os seres humanos tornarem a qualidade de vida a prioridade número um de suas vidas, respeitando a qualida­de de vida da Terra, haverá pouquíssimos cataclismos. No entanto, a maior parte dos seres humanos, especialmente no mundo ocidental, está preocupada com uma qualidade de vida diferente: quantos aparelhos eletrônicos possuem, quantas roupas e sapatos há em seus armários, quantos carros possuem em suas garagens, quantas t.vs. dentro de casa. Não estão nem um pouco ligados aos efeitos que toda essa manufatura material provoca no ser senciente que os gerou, o PLANETA TERRA. 

Se os seres humanos não mudarem – se não houver uma transferência de valores e eles não perceberem que sem a Terra não estariam aqui – a Terra, em seu amor pela própria inicia­ção e sua procura por uma frequência mais elevada, provoca­rá uma limpeza (ampla, geral e irrestrita, ou seja, muito catastrófica) para equilibrar-se novamente.

Existe a possi­bilidade de muitas pessoas deixarem o planeta em poucas ho­ras. Talvez, assim, aquelas que sobrarem possam despertar e (finalmente) perceber o que está acontecendo. Haverá eventos (como terremotos que sacudiram o HAITI e afundaram parte do Japão) incentivan­do vocês, estimulando-os, fazendo-os perceberem que deve ha­ver uma mudança global. Os movimentos subterrâneos irão crescer de forma fenomenal. O que acontecerá com a Terra depende da vontade de mudar de cada um. Qual é a vossa responsabilidade neste processo? Qual a vossa vontade de mudar? Chegou a hora de parar de falar e agir. Ao decidirem mudar a própria vida possibilitam automa­ticamente a mudança do planeta inteiro. A Terra procura recuperar sua integridade.

Hoje, o pla­neta sente que não é amado, mas desrespeitado, (vilipendiado até) encontra-se privado de sua integridade. A Terra ama os seres humanos e lhes oferece um lugar para trabalhar; ela é um organismo vivo que está prestes a restabelecer sua integridade e fazê-los com­preender a importância de amar a si mesmos amando-a. Amem a si mesmos e amem a Terra, pois ambos são a mesma coisa. Os cataclismos terrestres podem desempenhar um im­portante papel na ruptura do sistema. Eles causarão a falência das seguradoras E BANCOS que, por sua vez, irão causar a falência de vários outros sistemas.

Diversos bancos vendem suas hipote­cas a seguradoras, que investem pesado no mercado de ações. Se ocorrerem mais algumas catástrofes como o furacão Hugo, ou o terremoto com o Tsunami do Japão, além das guerras e da econo­mia informal – quanto tempo acham que este sistema finan­ceiro consegue continuar operando? No papel, ninguém realizou isso ainda. É por isso que os cataclismos terrestres se­rão usados para provocar o colapso.

Os cataclismos provoca­rão também a união e o triunfo do espírito humano, pois homens e mulheres sairão para se ajudar mutuamente quan­do os desastres ocorrerem. Isto une as pessoas. Existem tecnologias que poderiam limpar o planeta ra­pidamente, caso esse fosse o planoContudo, isso não teria sentido porque a espécie humana não se responsabiliza pela Terra e não a respeita. A espécie atual precisa aprender a respeitar o seu ninho e seus corpos, pois sem eles não estariam aqui. O vosso corpo e o vosso planeta constituem as vossas maiores dádivas.

O ideal seria que reverenciassem, respeitassem, cuidassem e amassem a Terra e o vosso corpo físico.

Esta atitude entraria em ressonância com a vossa casa, a vossa propriedade, a terra a que estão associados, bem como a terra do vosso corpo. A Terra é muito mais resiliente do que vocês imaginam. Está aqui para alimentá-los e sustentá-los. Os animais também estão aqui para trabalhar em cooperação com vocês. Se tudo for feito com amor, existe, por trás, a força do Criador. Se preci­sarem de uma orientação na hora de tomar decisões sobre o vosso comportamento, perguntem-se: “Estou agindo com a minha integridade mais elevada? Estou agindo com amor pela vida”?

O amor é minha intenção em relação à Terra, aos animais, a to­das as pessoas que encontro e a todas as coisas que faço?” Podem usar tudo da Terra, desde que a respeitem e a amem no processo. Pode ser difícil imaginar um grupo de petro­leiros, antes de perfurar o solo, de mãos dadas, formando um círculo, pedindo orientação e permissão para penetrar a Terra. Contudo, se isso efetivamente ocorresse, haveria muito mais harmonia. Acham graça porque parece bobagem comunicar-­se com algo que não responde a vocês.

No entanto, se os in­dustriais, educadores e todas as pessoas, antes de agirem, parassem e invocassem a mais elevada integridade e amor para todos os envolvidos no processo, e pedissem para que a Terra e os seres humanos não sofressem danos, este pedido seria re­cebido de forma fenomenal.

Tal atitude colocaria em ação o projeto de uma civilização superior. Esta conscientização está começando a ocorrer; várias pessoas estão recebendo essas informações.

Muitos seres humanos não querem perfilar-se e levan­tar-se pela integridade porque têm medo de meter-se em con­fusão.  Dizem: “Quero o meu emprego e a minha segurança, ora!” Acontecem coisas incríveis a uma sociedade quando se tira a (FALSA) segurança das pessoas. A coragem começa a florescer como um jardim recém plantado, pois ninguém tem nada a perder. Os seres humanos começam a levantar-se.

Não sintam jamais que os vossos esforços são em vão. Usem a força da mente para projetar com clareza aquilo que querem. Peçam ajuda dos planos não-físicos e visualizem o resultado que gostariam de obter. Entendam que vocês criam a vossa própria realidade e que as outras pessoas criam as rea­lidades delas. Todo o mundo tem a oportunidade de acordar a qualquer momento. Quando abordarem qualquer coisa, abor­dem-na a partir do plano mais amplo.

Quando um número suficiente de pessoas criar suas pró­prias realidades – criarem conscientemente criarão também um novo planeta Terra. Haverá literalmente uma divisão de mundos. Antes disso a Terra será assolada pela guerra diversas vezes. Viverão situações dramáticas que os intrigarão e confundirão, provocadas com a ajuda de alguns primos vindos do espaço que necessi­tam exibir publicamente suas identidades.

A Terra encontra-se num percurso de colisão dimen­sional, por isso nesta atual primeira década do século XXI em diante, haverá intersecção de diversas dimensões e probabilidades. Algumas dessas realidades serão chocantesdependendo do nível do choque que cada pessoa precisa para elevar sua consciência a outro paradigma.

Cho­que não significa necessariamente destruição. Pode, simples­mente, ser um método para alterar a maneira pela qual vocês percebem a realidade. Sempre que levam um choque, não con­seguem mais agarrar-se à realidade da mesma forma que o faziam no momento anterior. É como um soco instantâneo na boca do estô­mago, e tudo muda.  O mundo vai receber inumeros choques, não apenas a nível nacional e planetário. Estamos nos referin­do a intersecções dimensionais globais e cósmicas, em que realidades pa­recerão desmoronar apenas sobre aquelas pessoas cujas realidades precisam desmoronar, o conceito de probabilidades sustenta que não existe apenas uma realidade e que vocês se ramificam continuamen­te para outras realidades através dos vossos pensamentos e emoções.

Não se trata de vocês mudarem o mundo, mas de mundo; passam a ocupar mundos diferentes. Isto faz retomar o conceito de que o mundo não é sólido. É construído por energia e esta energia toma forma através do pensamento daqueles que participam do mundo. Existem, e sempre existiram, Terras prováveis e expe­riências prováveis. Há prováveis “eus” levando vidas diferen­tes daquela que o eu, que vocês conhecem, leva. Vocês são frequência e energia. Estão pulsando no compasso de um acorde de energia que canta a melodia da vossa existência, e estão de tal modo familiarizados com ele que permanecem conti­nuamente focalizados num único aspecto das vossas experiên­cias.

Vocês ganham experiência a partir de diversas perspecti­vas, e estão aprendendo a mudar a frequência e o compasso para poderem perceber aquilo que normalmente passava des­percebido. Mudanças neurológicas estão ocorrendo dentro dos vos­sos corpos, daí a razão de estarem sendo continuamente monitorados. Essa reestruturação do sistema nervoso pode ser comparada à mudança de uma auto-estrada de duas pistas (as duas hélices do atual DNA) para um sistema de doze pistas (DNA futuro da parte da humanidade que esta evoluindo e criando um novo paradigma).

Quando isto acontecer, irão se lembrar de eventos que ocorreram simultaneamente. Por exemplo, digamos que vocês se lembrem de um jan­tar de Ação de Graças ocorrido há dois anos. Então, de repen­te, se lembram também de um evento do qual não tinham registro e que ocorre paralelamente ao jantar de Ação de Gra­ças de que vocês estão se lembrando. E então percebem que estavam nos dois jantares. Isto é o que vai acontecer à medida que o sistema nervoso entra numa nova pulsação e o corpo recebe sua biblioteca (DNA) novamente organizada.

Conforme os filamentos de códigos-luminosos se reformam e irradiam o que têm disponível, o sistema nervoso deve estar pronto para cap­tar e traduzir tudo. Existe uma grande polarização de energias ocorrendo, com muitos participantes e muitos observadores. Muitos seres que vieram observar, vieram também para destruir, para aprender as suas próprias lições. Existem igualmente participan­tes com a intenção de criar um mundo glorioso.

Do nosso pon­to de vista, à medida que os mundos prováveis começarem a se formar, haverá grandes mudanças dentro da humanidade neste planeta. Temos a impressão de que se estabelecerá o caos e tumultos imensos que as naçoes se erguerão umas contra as outras e que terremotos acontecerão com maior  freqüência. Pa­rece que tudo estará se separando e que jamais poderá ser reunido da mesma (antiga) forma que, as vezes, voces passam por trovões e terremotos em suas vidas, quando mudam os anti­gos padrões para novas energias, a Terra se liberta, sacode a poeira, e vocês devem esperar um período de ajustamento, de realinhamento.

Terão a impressão, também de que os animais e os peixes estarão partindo da Terra. Eles não se encontram em extinção, estão simplesmente se deslocando para um mundo novo, onde esperam que vocês se juntem a eles. É difícil explicar isso, porque está além da experiência tridimensional. Basicamente vocês estão mudando para a quarta dimensão.

A beleza da Terra (Gaia) é um tesouro tão profundo, tão vasto e magnífico que deslumbra visitantes de todo o espaço, de outras GALÁXIAS até, atraídos pelo seu esplendor, variedade, abundância e diversificação da vida.

Quando esta mudança ocorrer, formarão li­teralmente uma nova Terra. Terão a sensação de haver acorda­do de um sonho num mundo puro e lindo. Os céus estão repletos de observadores esperando para ver o vosso desem­penho e oferecendo-se para ajudá-los no que for necessário. Para muitas pessoas (a vasta maioria interessada apenas em mais PÃO E CIRCO), esta mudança parece além de qualquer possibilidade. Mas não para vocês, que estudaram esta ener­gia no papel de alquimistas e sacerdotes na antiga Atlântida. O treinamento recebido em outras vidas está codificado den­tro de cada um, e vocês estão preparados para qualquer tipo de emergência.

Expandam-se. Comecem a viver outras realidades além daquela que é trabalhar, dormir e comer. Quando estão acor­dados/ permitam à vossa mente expandir-se para possibilida­des novas e deixem as idéias virem a vocês. Idéias não custam nada, estão em toda parte e existem emissões chegando conti­nuamente ao planeta. Enquanto a Terra estiver mudando, nem todos sentirão a mesma coisa. As pessoas que necessitam vivenciar a destrui­ção passarão pela mudança através da destruição porque não conseguirão enquadrar-se na nova frequência. As que estão preparadas para manter uma vibração mais elevada, vivenciarão a alteração de frequência.

Portanto, para certas pessoas poderá ser o fim de suas vidas, da maneira pela qual ELAS concebem a vida, uma destruição terrível, enquanto que para outras será um estado de puro êxtase. Existe potencial para tudo. Não se esqueçam de que vivem num mundo simbólico que é resultado dos vossos pensamentos. O mundo exterior representa para vocês o que está ocorrendo internamente. As­sim se o mundo está desmoronando, o que isso representa? Representa o desmoronamento, ou o colapso daquilo que está dentro de vocês, para criar a ascensão de um novo sistema, uma nova energia. É imperativo que amem e abençoem as mudanças que ocorrem dentro da sociedade e não entrem em pânico ou em estados de ansiedade em relação àquilo que está se apresen­tando.

Vocês têm o dever de permanecer na vibração que reco­nhece em todos os acontecimentos a oportunidade para o Espírito executar seu trabalho e elevar-se, mesmo que para vocês isso não faça sentido. Os seres humanos são uma espé­cie excepcionalmente preguiçosa. Dão sua força para qualquer um que lhes preste um favor, quer seja o seu chefe, sua mulher ou seu marido. Desperdiçam sua força o tempo todo. Para fazê-­los entrar em contato consigo próprios, precisam que aconteça algo que os faça assumir a responsabilidade por suas vidas.

Abençoem as catástrofes que “destroem” a Terra, tenham confian­ça e peçam com clareza para que se manifeste aquilo que VOCES pre­cisam aprender. Vocês estarão sendo testados. Perguntem: “Sou uma vítima? Há um colapso à minha volta? Ou estará o mundo elevando-se, embora aparentemente se encontre em meio a um colapso ?”

Um conceito básico muito importante, que devem ter sempre presente, é que estarão no lugar certo, no momento certo, fazendo a coisa certa. Mantendo a intenção constante de que estarão no lugar certo, no momento certo – e mais do que mantendo a intenção, sabendo que assim será – vocês se abrirão para receber orientação interna.

Talvez, até mesmo sem estarem pro­curando um terreno excelente ou a oportunidade de se relacio­narem com alguém lhes será apresentada. Vocês vão reconhecer e dizer: “Isto é para mim. Eu devo aceitar.” Acreditem ou não, chegará a hora – ou digamos, poderá chegar a hora – para muitos de vocês, em que irão fechar a porta da vida da forma que a conhecem agora.

Literalmente, podem perder a vossa casa e deixá-la levando consigo apenas alguns bens. Isto não parece possível agora, não é? Mas algo dentro de vocês dirá: “Meu Deus, será que o mundo enlou­queceu? Quais são os meus valores? Qual é a coisa mais im­portante para a minha sobrevivência e evolução?”

E o Espírito virá e os guiará, dizendo qual é a coisa mais importante. Talvez seja ape­nas descartar-se de alguns bens.  Pode acontecer com alguns de vocês, nesta encarnação, acharem-se um dia em pé na porta de casa e, ao olharem para dentro, nada mais ter significado, pois as coisas mais importantes serão os valores espirituais, a própria vida. Todas as possessões materiais, todas as coleções de objetos adquiridos deixam de ter significado dentro da luz em que estão se transformando.

Conseguem imaginar que acontecimentos serão necessários para levá-los a mudar assim? Com certeza não serão pequenos. Lembrem-se que o destino da humanidade é evoluir. Ga­rantimos que, daqui a dez anos, vinte anos a vida não será mais da ma­neira como vocês a conhecem. O mundo e a realidade que conhecem, o conforto, os planos, as férias e todas as coisas que fazem agora, daqui a dez, vinte anos não estarão mais aqui.

Vocês estão aqui para a vossa evolução pessoal.

Será bem interessan­te a forma pela qual essa evolução irá atingir o mundo inteiro. Não estamos nos referindo à evolução de uma dezena de pes­soas, mas à evolução da espécie. Serão necessários certos acon­tecimentos para que as pessoas despertem. É por isso que o vosso desafio será viver a vida com coragem e ter coragem de viver a vossa luz. Recomendamos a todos que procurem os ensinamentos dos Americanos Nativos, os chamados de Peles Vermelhas. Comecem a explorá-los através das sweatlodges (saunas purificadoras com ervas), tambores, danças, etc.. Este procedimento despertará diversas coisas no vosso interior e vai ensiná-los muito sobre a Terra.

ÍSIS, A GRANDE MÃE CÓSMICA

Vocês estão codi­ficados para que, quando participarem de um ritual, o vosso corpo comece a se lembrar de quem são e de tudo aquilo que ha­viam esquecido. De acordo com a nossa percepção, as comunidades se­rão muito difundidas a partir da década de 90. Elas se formarão em terrenos variando de 200.000m a 400.000m, às vezes até mes­mo em pequenas propriedades com cerca de 100.000 metros quadrados, que poderão abrigar de trinta a uma centena de pessoas. Estas pes­soas se agruparão em resposta a um chamado interior. As no­vas tecnologias que serão usadas nas comunidades emergentes serão tecnologias baseadas no amor.

Não há nada de errado com a tecnologia. Há um grande obstáculo à tecnologia usada atualmente no planeta pelo fato de ela ser empregada para se­parar, manipular e controlar as pessoas em vez de ajudá-las a se desenvolverem. A solução seria tecnologia com amor. Mui­tas pessoas irão receber grandes quantidades de informações tecnológicas que aparentemente surgirão do nada. Vocês po­dem receber informações para determinada invenção e ainda assim não terem a mais remota idéia do que estão inventando. Pode ser que precisem entregá-la a uma outra pessoa para concretizá-la. No desenvolvimento destas novas tecnologias, o trabalho será conjunto, em harmonia.

Uma parte da evolução da consciência inclui a união de consciências diferentes – o não permanecer separado. Um in­divíduo pode ter uma idéia, outro a concretiza e um terceiro a comercializa. De acordo com a nossa percepção, haverá um tremendo mercado informal para invenções. Estas invenções jamais poderão ser exibidas no mercado tradicional, pois vocês correriam o risco de serem rapidamente eliminados caso tais habilidades chegassem ao domínio público. Entre as comuni­dades haverá um grande comércio informal com estas novas tecnologias que irão ajudá-los em todas as áreas.

Uma das experiências mais gratificantes desta vida pode ser viver em cooperação com um grupo de pessoas que ama o solo e permite que este solo – a Terra – responda a esse amor. Amando o solo e informando à Terra do que estão necessitando, querendo, farão com que ela os alimente e cuide de vocês. Essa é a chave.

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

2 Responses to Plêiades – A Iniciação da Terra pela Integridade – XV

  1. Beatriz J L M Machado

    Obrigada estou mais forte, é bom conversar com inteligências amorosas.
    Eu acho penso muito nisso. A terra tem x água. Nós quando nascemos recebemos dela água e a parte física .Mas quando morremos, temos que devolver o que ela nos deu. Muitos países queimam seus mortos, fazem isso a tanto tempo que a terra onde vivem já esta sem Água.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *