browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Serpo-Zeta Reticuli: Programa secreto de Intercâmbio EUA-ETs

Posted by on 17/09/2016

serpo-zetaProjeto SERPO – O Programa SECRETO de Intercâmbio dos EUA com extraterrestres do planeta do sistema solar de Zeta Reticuli 1 e 2 (foto)

Aqui voce terá a liberação gradual dos documentos confidenciais relativos a um programa de intercâmbio ultra-secreto de doze militares dos E.U.A. com habitantes extraterrestres do planeta SERPO, um planeta do sistema solar binário de Zeta Reticuli 1 e 2, realizado entre os anos de 1965-1978.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Projeto SERPO – O Programa SECRETO de Intercâmbio dos EUA com extraterrestres do planeta do sistema solar de Zeta Reticuli 1 e 2

Fonte:  www.serpo.org.

usa-afosi-badgeMeu nome é Richard Doty, agente aposentado especial da Air Force Office of Special Investigation (AFOSI – Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea), e agora eu sou um cidadão aposentado com vida privada, vivendo no estado do Novo México. 

Eu sempre fui um ávido leitor da Revista UFO (dos EUA) no passado durante vários e muitos anos. Recentemente, Bill Birnes, o editor da revistame pediu para fazer alguns comentários a respeito da recente  revelação sobre o Projeto Serpo.

Eu disse ao Bill que ficaria muito feliz em escrever este artigo sobre a minha análise pessoal das informações a respeito do planeta  Serpoque descreve  um programa de intercâmbio entre os militares e o governo dos E.U.A. com uma raça de extraterrestres Greys do Planeta Serpo, do sistema estelar de Zeta Reticuli 1 e 2, programa iniciado em 1965.

Antes de eu entrar nos detalhes do Projeto Serpo, deixe-me explicar que eu fui um beneficiário de Victor Martinez, em sua lista de e-mail durante o ano passado. Para aqueles leitores que não sabem sobre quem é Victor, deixe-me dar uma breve resenha biográfica dele. Para entender a divulgação do Projeto Serpo é necessário entender o papel de Victor na revelação do assunto. Victor é um ex-funcionário do governo dos E.UA

Ele trabalhou para um número diferente na execução da legislação em agências federais e agora trabalha em Los Angeles como um professor. Victor tem um interesse pessoal de longa data no assunto dos OVNIs e mantém uma lista de distribuição de e-mails de mais de cem beneficiários sobre o tema. No início de novembro de 2005 eu aprendi que a partir de Victor, que ele havia sido contatado por uma pessoa que se identificou como Anônimo que contava uma história extraordinária; além disso, ele contava uma história que eu havia ouvido antes.

et-silencio-01

O Sr. Anônimo, como gosto de chamá-lo, foi introduzido pela primeira vez, se apresentando como um funcionário aposentado do governo dos E.U.A. e, em seguida, passou a dar detalhes “reais” sobre o incidente de Roswell. 

Ele afirmou que o incidente em Roswell, que o acidente envolveu dois locais de queda de UFOs alienígenas: um a sudoeste de Corona e o segundo perto de  Pelona Peak, ao sul de Datil, também no Novo México. O acidente envolveu duas aeronaves extraterrestre. O acidente de Corona foi encontrado um dia depois por uma equipe de arqueologia que relataram o local do acidente para o xerife do condado de Lincoln.

Um representante do estado chegou ao local no dia seguinte e convocou um oficial de polícia do estado. Um alienígena sobrevivente foi encontrado, uma entidade biológica extraterrestre (EBE), foi encontrado escondido atrás de uma rocha. Ao estrangeiro foi dado água mas ele não quis se alimentar, e mais tarde foi transferido para Los Alamos National Laboratory, no Novo México.

A informação seguinte é de que ele foi eventualmente transferido para o Roswell Army Air Field. O local da queda foi examinado e todas as provas irrefutáveis também foram removidas para Roswell. No entanto, os corpos dos EBEs mortos foram levados para Los Alamos, uma vez que havia um sistema de congelamento que permitiu que os corpos permanecessem congelados para pesquisa posterior.

A nave foi levada para Roswell e, em seguida, para Wright Field, Ohio, que mais tarde seria rebatizada como Wright Patterson Air Force Base. O segundo local da queda não foi descoberto até agosto de 1949, por dois fazendeiros. Eles relataram os diversos achados e o local dos destroços vários dias depois para o xerife do Condado de Catron, Novo México. Devido à localização remota, fez com que o xerife levasse vários dias para fazer seu caminho para o local do acidente a cavalo. Uma vez no local, o xerife tirou fotografias e em seguida, retornou para Datil.

Foto acima: os destroços de uma das naves acidentadas recuperados (queda em Roswell) com um corpo alienígena com enorme ferimento na coxa da perna direita, no canto embaixo à direita da foto.

A Base Militar de Sandia, que viria a ser depois a Kirtland Air Force Base, foi notificada. Uma equipe de recuperação dos destroços teve a custódia de todas as provas, incluindo os restos dos seis corpos dos EBEs tripulantes encontrados naquele local.  Os restos mortais foram inicialmente levados para a Base de Sandia, mas foram posteriormente transferidos para Los Alamos. A entidade EBE viva  estabeleceu comunicação com os militares dos E.U.A. e forneceu informações sobre seu planeta e a sua raça de extraterrestres. 

Eventualmente, o Governo americano fez contato com os Ebens, como eles eram chamados, e criou um local de reunião, que acabou por ser conhecido como desembarque Holloman em1964. O Sr. Anônimo  explicou que o pouso foi perto da então Holloman Air Force Base, na verdade não em Holloman em si. Durante essa reunião, um programa de intercâmbio foi definido entre as nossas duas raças humanas. Nosso governo selecionou doze militares: dez homens e duas mulheres. Eles foram treinados, controlados e cuidadosamente removidos dos registros do sistema militar, e em 1965 os doze deixaram o nosso planeta em uma nave espacial rumo ao planeta Serpo, que orbita o sistema estelar binário de Zeta Reticuli.

Essa foi a história central, tal como apresentado pelo Sr. Anónimo em uma seqüência de onze grandes lançamentos de informações até à presente data (Hoje já são mais de 30 liberações de informações), todas elas através de Victor Martinez. Os Leitores que tiverem mais interesse pode ir para www.serpo.org e ler todos os arquivos ou a liberação inteira, acompanhada de uma análise mais aprofundada do assunto por muitas pessoas diferentes.

Neste resto de artigo, eu vou oferecer a minha análise pessoal do contato inicial feito pelo Sr. Anônimo, e das informações divulgadas por ele. No início de 1979, depois de chegar em Kirtland Air Force Base como um jovem agente especial da AFOSI, fui designado para a divisão de contra inteligência-AFOSI Distrito 17.

Eu foi colocado em um programa especial compartimentado. Este programa tratava do envolvimento do governo dos Estados Unidos com entidades biológicas extraterrestres. Durante meu briefing inicial me foi dado o contexto completo da participação do nosso governo com EBEs. Este plano incluía informações sobre o incidente em Roswell, que, de fato, afirma que dois acidentes foram encontrados em dois locais diferentes.

roswell-FBI-memorandun

Um documento oficial do FBI de 22 de março de 1950 afirma que a força aérea norte americana teria recuperado (recovered) três ovnis/UFOs, em ROSWELL, no estado do Novo México, cada um com três tripulantes, com cerca de 1 metro de altura, vestidos com uma roupa de tecido metálico.

Link para o documento acima: 

  1. http://vault.fbi.gov/UFO/UFO%20Part%208%20of%2016/view  na PÁGINA 34

O primeiro local do acidente foi localizado a sudeste de Corona e o segundo local foi encontrado ao sul de Datil. Basicamente, esta era exatamente a mesma informação que o Sr. Anónimo havia liberado. Outros detalhes sobre a localização dos corpos e o local onde a entidade (ET) viva foi descoberto também foram mencionadas.

Eu aprendi esses detalhes em 1979 e pude confirmar que o Sr. Anónimo, de fato, possuía informações com segredo de estado que era até então desconhecida do público. O fato de que os corpos foram levados para Los Alamos e de que foi a Base de Sandia que se responsabilizou pelo segundo local não eram conhecidas publicamente no passado. Esta informação é totalmente correta. Durante um briefing em 1984 eu li um documento que mencionou um programa de intercâmbio entre uma raça alienígena e doze militares dos E.U.A.

O briefing não mencionava todos os detalhes específicos do programa de intercâmbio, mas se referiu ao programa com uma duração entre 1965 até 1978. Tentei obter mais informações durante o briefing do Pentágono em 1985, mas me disseram que eu não tinha um bom apuramento para essa informação. Eu me aposentei em 1988 e com uma exceção, eu nunca mais aprendi nada sobre o assunto até muito recentemente.

Em 1991, durante uma festa de despedida para um amigo e colega do AFOSI, tive uma conversa com o coronel Jack Casey, aposentado da Inteligência da Força Aérea. Eu especificamente perguntei ao coronel Casey sobre o programa de intercâmbio com extraterrestres que eu tinha ouvido falar. Com um olhar de surpresa, o Coronel Casey olhou ao redor como se para se certificar de que ninguém estava ouvindo e, em seguida, levou-me para fora em um pátio. OCoronel Casey então passou a dar-me uma breve explicação sobre o programa de intercâmbio.

Ele me disse o seguinte: Em 1965, doze homens militares dos EUA foram colocados em uma grande nave extraterrestre e voaram (cerca de dez meses a duração da viagem) para um planeta alienígena à cerca de 40 anos-luz de distância da Terra. O programa de troca durou até 1978, quando a equipe retornou. Alguns dos doze participantes morreram no planeta alienígena e em 1991, quando me foi dada esta informação, alguns morreram após a volta desde então. O briefing (o resumo) final dos repatriados ainda está classificado como segredo de estado. (Nota: todos os membros da equipe enviada a SERPO já morreram, o último sobrevivente morreu em 2002).

Uma das raças dos seres que habitam o sistema solar de ZETA RETICULI 1 e 2, onde fica o Planeta SERPO.

Novamente, isso foi exatamente o que o Sr. Anônimo, descreveu. Isso era tudo que as informações do coronel Casey teria ou poderia proporcionar. Eu tentei durante anos obter mais informação, mas ninguém, nem mesmo funcionários aposentados da inteligência que eu conhecia, tinham todos os dados que possuíam ou estavam dispostos a partilhar. Então, no final de 2005, 14 anos mais tarde, o Sr. Anônimo veio a público e fez o lançamento impressionante do assunto que esta sendo discutido aqui.

Embora grande parte das informações correlaciona-se estreitamente com o que eu ouvi em outro lugar, eu tenho algumas preocupações tanto em relação ao método utilizado pelo Sr. Anônimo em sua versão inicial, e também com relação a alguns dados da própria informação. Primeiro, eu, pessoalmente, preferia ter escolhido um outro meio para a liberação da informação, Sr. Anônimo talvez pudesse ter usado um meio mais aberto.

Embora eu não tenho nada contra, mas elogiar o Victor Martinez e seu fórum de e-mail, eu acho que o Sr. Anônimo poderia ter escolhido um meio de comunicação amplamente reconhecida, como as redes de TV CNN, Fox, ou similar, que teria dado a ele mais credibilidade e acesso imediato a uma muito maior audiência pública.  Se o desejo do Sr. Anônimo era dar a  informação amplamente, na minha opinião o que seria melhor trabalho seria para ele ir para uma fonte aberta e fazer disponíveis todas as informações ao mesmo tempo. Eu na verdade, não sei exatamente o motivo por que ele preferiu a liberação de suas informações através de Victor Martinez e a internet.

Em segundo lugar, existem algumas anomalias aparentes nas informações que foram lançados até hoje. Muitos ex-oficiais de inteligência terem apresentado outros dados depois que o Sr. Anónimo fez a sua versão inicial, e salientou o que eles alegaram serem erros em alguns dos dados. Por exemplo, o Sr. Anônimo afirmou que dez homens e duas mulheres compuseram a equipe de intercâmbio planetário. No entanto, tanto Paul McGovern, ex-chefe de segurança para o Defense Intelligence Agency, e Gene Loscowski (nome real: Gene Lakes), ex-diretor de segurança do Nevada Test Site (GROOM LAKE-ÁREA 51), vieram com este questionamento particular.

Três outros ex-agentes de Inteligência da Força Aérea também questionaram algumas dessasinformação. Segundo o Sr. McGovern, doze homens foram selecionados; nenhumamulher. Minhas outras fontes independentes também confirmaram que nenhuma mulher foi enviada nessa missão. Eu não estou de forma alguma querendo perturbar os leitores do sexo feminino, mas para entender como os militares teriam considerado este projeto, é preciso realmente olhar para trás, para os militares dos E.U.A., não da forma atual, mas de volta ao ano de 1965.

Durante aquele período de tempo (em 1965) as mulheres nas forças armadas americanas foramsegregadas. A USAF tinha mulheres na Força Aérea (WAFS), havia mulheres na marinha (WAVES), e no Exército havia mulheres no Corpo de Exército (WACS). A maioria das mulheres militares estava nos departamentos médico, administrativo, suprimentos ou no campo da carreira de pessoal.

Poucas mulheres teriam tido treinamento e qualificação para uma missão de longa duração e desse tipo. As astronautas femininas não foram selecionadas até o final dos anos 1970. Estas são razões válidas para duvidar da declaração particular do Sr. Anônimo que as mulheres teriam sido incluídas nesta missão particular. O Sr. Anônimo, em seguida, detalhou a formação dada às doze pessoas escolhidas para a missão.

Dois ex-funcionários da  Defense Intelligence Agency (DIA) vieram para a frente afirmar que a formação realmente caiu em consonância com treinamento de astronautas e que o treinamento durou um ano e constou de treinamento para astronautas em vez da inteligência e treinamento de combate detalhados pelo Sr. Anônimo. Se a pessoa pára e pensa sobre isso, provavelmente, a  formação de astronauta, faz um pouco mais de sentido do que o treinamento descrito pelo Sr. Anônimo. Ele também mencionou alguns itens que foram tomadas na missão.

UFO-peru

De acordo com seus relatórios iniciais, a equipe levou  9.000 libras de equipamentos consigo. No entanto, o Sr. Anônimo, posteriormente corrigiu isso dizendo que  foram 90.500 libras em equipamento levados. Em seguida, ele mencionou que botijões de nitrogênio líquido foram levados como uma arma de defesa contra os Ebens, que eram (e são) sensíveis ao frio. Mas o nitrogênio líquido  não poderia permanecer estável por um longo período de tempo e duraria apenas algumas semanas em uma vasilha pressurizada.  

Talvez o Sr. Anônimo queria dizer ar comprimido, que duraria mais, ou melhor ainda, Freon, que permanecem estáveis em uma vasilha pressurizada por um longo período de tempo. Finalmente, o Sr. Anônimo menciona revólveres e rifles que foram levados como arma de defesa. Eu tenho sentimentos mistos quanto a isso. Desde que foi uma equipe militar, eu poderia entender que algumas armas podem ser tomadas como um medida de rotina.

No entanto, se você confiou aos Ebens o fato de permitir que doze militares dos Estados Unidos para voar a um planeta há 40 anos luz e lá ficar durante 12 ou 13 anos, por que alguém iria levar as amas? O que de bom resultaria em ter armas e estar em um planeta 40 anos-luz de distância? No lado positivo das informações do Sr. Anônimo, existe um certo número de iniciados e pesquisadores que relataram terem ouvido sobre esse tal programa de intercâmbio com outra espécie humana de outro planeta.

Nestes estão incluídos algumas pessoas conhecidas e respeitadas, como Linda Howe e Whitley Strieber, juntamente com o Coronel Casey e todos os outros ex-funcionários do DIA acima mencionados. Em uma experiência tentadora e breve há mais de 10 anos, Whitley Strieber esteve com um homem que conheceu em uma convenção e que alegou ter participado da equipe que visitou o planeta  SERPO.  Whitley Strieber na época não considerou o que a ele tinha sido dito. Este grau de corroboração global parece altamente significativo, como eu acho que os leitores vão concordar.

Alguns dos dados científicos fornecidos pelo Sr. Anônimo parece fora de contexto- os dados orbitais e outras informações científicas- embora tenha declarado, curiosamente, que as leis da física em Serpo não eram exatamente as mesmas daqui do nosso próprio sistema solar. No entanto, há um debate crescente sobre a informação científica fornecida pelo Sr. Anônimo sobre o planeta Serpo e sobre o sistema solar. Segundo eleSerpo é um planeta de um sistema estelar binárioUma estrela binária é uma estrela duplasão dois sóiscada um com a sua órbita com um centro de massa comum.

ConstelaçãodeRetículum1

Eu não sou um especialista em matemática ou ciências orbitais, e não sei indicar todas as diferentes figuras ou fórmulas, mas parece-me que há argumentos legítimos em ambos os lados desta questão. Mas eu tenho que dizer que eu sinto que um fraudador simples teria tido a certeza de obter todos os números. A finalidade de um fraudador, ou até mesmo de alguém que quer espalhar desinformação, é, afinal, para convencer, para não se colocar crítica em relação aos seus dados.

Para concluir, e para além de confirmar o amplo testemunho de meus diferentes colegas, o Sr. Anônimo esta simplesmente, na minha opinião, não agindo como um fraudador faria. Um fraudador teria realmente feito um trabalho melhor, por assim dizer, de pesquisar informações para o seu embuste. Importante, as anomalias aparentes e a ausência de fotografias podem ser contabilizadas para se supor que o contexto no qual o Sr. Anônimo está liberando as informações não funciona exatamente como ela pode aparecer primeiro.

Devemos lembrar que o Sr. Anônimo dificilmente teria um relatório de 3.000 páginas em sua sala de estar e lá ficaria sentado como se fosse um catálogo da Sears. O relatório deve estar guardado sob a mais rígida segurança possível e as condições de acesso são desconhecidas por nós. Nós podemos aventar a hipótese de que o Sr. Anônimo pode até mesmo não ter acesso a todos os documentos e pode estar confiando em sua memória, na memória de alguém, ou alguém fornecendo-lhe as informações por telefone ou talvez por fita gravada em condições sobre as quais ele próprio não tenha nenhum controle.

Acima: Os sóis Zeta Reticuli 1 (acima no centro) e Zeta Reticuli 2 (Abaixo à direita), sistema estelar, solar duplo onde fica o planeta SERPO, que seria o local de origem dos abdutores de Barney e Betty Hill e para onde foram levados os doze militares americanos de acordo com o projeto de intercâmbio.

Quanto às fotografias, elas podem também estar em um local diferente. Paradoxalmente, há o fato do Sr. Anônimo ter tido calma desde o seu último post em 21 de dezembro até o momento da minha escrita, isso em janeiro, dia 13 e pode ser precisamente porque ele tem de fato se encontrado com dificuldades causadas por agentes de informação privilegiada.

Sabemos que existem diferentes facções dentro da comunidade de inteligência dos EUA sobre a divulgação de informações sobre alienígenas. Alguns podem querer impedir uma divulgação como esta, enquanto alguns outros podem estar olhando para o outro lado, calmamente dando apoio a divulgação, permitindo que isso aconteça. Nós só não sabemos se é esse o caso atualmente. Esses fatos não são motivos em si mesmo para aceitar a história, no entanto, que razões convincentes teríamos para dispensá-la sem um pensamento muito cuidadoso a respeito.

Em conclusão, parece-me que, embora haja algumas discrepâncias em um ou outro detalhe, há uma persuasiva e ampla base de acordo de que um projeto como este realmente existiu, e há boas razões para suspender a nossa descrença. Espero sinceramente que até o momento que esta edição da revista é publicada, podemos ouvir mais do Sr. Anônimo, e que as suas importantes revelações continue assim em 2006.  (o assunto se tornou público em 2005 com a liberação de informações secretas e confidenciais do governo dos EUA)

Em breve mais informações em Projeto Serpo… Continua em novas postagens…

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/dulce-book-conexao-draconiana-reptiliana-capitulo-13/
  2. http://thoth3126.com.br/category/serpo-zeta-reticuli/
  3. http://thoth3126.com.br/projeto-serpo-programa-de-intercambio-com-zeta-reticuli-2/
  4. http://thoth3126.com.br/programa-de-intercambio-com-serpo-01/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

18 Responses to Serpo-Zeta Reticuli: Programa secreto de Intercâmbio EUA-ETs