browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Histórias de Maldek – Serbatin de GEE – Parte I

Posted by on 24/11/2016

SERBATIN de GEE – Parte I – Histórias de Maldek, da Terra e do Sistema Solar.

 “Os Mundos são como grãos de areia na ampulheta que mede o tempo cósmico, e a Terra vai ser a última a se estabelecer nesse relógio de areia antes que ele seja reiniciado novamente pelo Criador de tudo o que é. 

Então os nossos espíritos vão novamente ser vivificados e brilharão com as maravilhas do propósito divino que nós nunca soubemos haver existido.   Eu Sou Ther-Mochater do planeta Parcra 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Histórias de Maldek, da Terra e do Sistema Solar, traduzido do Livro “THROUGH ALIEN EYES – Através de Olhos Alienígenas”, escrito por Wesley H. Bateman, Telepata da FEDERAÇÃO, páginas 347 a 355.

Eu sou Serbatin de Gee. Meu primeiro nascimento ocorreu cerca de 7.400 anos da Terra depois da destruição do planeta MALDEK, no planeta que meu povo chama de GEE. Gee é o oitavo de doze planetas que mantém vida no sistema solar/estelar que nos chamamos de JATHA. O nosso sistema solar de JATHA fica localizado há cerca de 169 mil unidades do que vocês chamam de anos luz de seu sistema solar e na direção do centro da galáxia.

(n.T. Um ano luz equivale a: 9.460.536.207.068,02 quilômetros percorridos com uma velocidade de 299.792,46 quilômetros por segundo durante 365 dias, cinco horas, quarenta e dois minutos e doze segundos (1 ano completo). Só para se ter uma ideia da rapidez dessa velocidade, o tempo que a luz do SOL leva para percorrer os 150.000.000 de quilômetros (em média) que separam a Terra do Sol é de apenas 8,3 minutos.)

Utilizando os dois mais avançados sistemas de propulsão em espaçonaves (manipulando a Luz e/ou salto por um portão estelar), a distância de 169 mil anos luz pode ser percorrida (saltada) em tão pouco tempo como 87,5 horas da Terra ou, por uma rota alternativa, apenas 32 dias terrestres!!! {comentário de Sharmarie, o marciano: adivinhe qual rota eu tomaria} O fator mínimo de tempo (para esse tipo de viagem) algum dia poderá ser reduzido se e quando qualquer novo PORTÃO ESTELAR for descoberto que terminasse em ambos os nossos sistemas estelares, ou em um sistema solar bem próximo.

Em minha primeira vida as viagens espaciais entre os planetas do sistema solar de JATHA eram comuns, mas os voos interestelares ainda não haviam sido atingidos. A primeira raça há desenvolver capacidade de voo espacial foram os MORFS, que habitavam o quarto planeta (MORFA) de nosso sistema solar. Os Morfs e nós de GEE, ambas as raças respiravam oxigênio, assim como as demais raças dos outros planetas exceto aqueles que habitavam o décimo primeiro e décimo segundo planetas, que respiravam nitrogênio. 

Nesta primeira vida eu fui educado e treinado no campo de estudos da biologia humana e animal. Eu era um cientista de um grande grupo de estudiosos de vários planetas em nosso sistema solar que haviam recentemente começado a conduzir experimentos científicos em todos os tipos de CLONAGEM, quando uma enorme espaçonave NAVE MÃE da FEDERAÇÃO GALÁCTICA  entrou em nosso sistema solar e rapidamente despachou emissários aos povos de nossos vários mundos.

Dentro de dois anos (da Terra), cada um e todos os planetas de nosso sistema solar de JATHA se tornaram membros da FEDERAÇÃO. Quando o meu grupo de cientistas foi informado do que a FEDERAÇÃO havia aprendido de milhões de outras culturas do universo sobre o assunto CLONAGEM, nós realmente ficamos muito satisfeitos de que nós não tivéssemos tentado ainda CLONAR UM SER HUMANO, primariamente porque tal tipo de atitude desagradaria imensamente os ELOHIM (e Àquele que criou os Elohim, o CRIADOR PRIMORDIAL, sobre Quem nada pode ser dito…).

A CONSEQUÊNCIA DA CLONAGEM HUMANA

Nós também aprendemos com a FEDERAÇÃO de que a tentativa de clonar um humano poderia não ser bem sucedida, porque nenhuma essência psíquica (alma) animaria o corpo do clone a não ser a essência do próprio doador (a fonte, o ser humano do qual o material genético do CLONE foi usado para cria-lo) após a morte do seu corpo e assim liberando ele ou ela a sua essência psíquica para que instantaneamente reincorporasse no corpo clonado. Cada corpo humano nascido ou clonado deve estabelecer uma harmoniosa relação com o ritmo do CAMPO VITAL UNIVERSAL. Esse tipo de relacionamento leva cerca de 28 dias após o nascimento (ou ativação biológica no caso de CLONE).

et-silencio-01

Em uma gestação natural este tempo de 28 dias é chamado de período neonatal. Muitas crianças morrem nesse período porque um ou mais de seus órgãos não consegue estabelecer uma relação harmoniosa com o CAMPO VITAL UNIVERSAL. Os órgãos de um corpo humano clonado que não possui nenhuma essência psíquica lhe animando (vivificando-o, dando-lhe vida, que é proveniente da ALMA) nunca estabelecerá uma completa e harmoniosa relação com o CAMPO VITAL UNIVERSAL.

Simplesmente, nesse caso, o clone eventualmente morrerá a menos que a fonte (o doador) do material genético morra antes e passe a animar o corpo clonado. Quanto mais ativo biologicamente um corpo clonado se transforma, mais fraca se tornará a relação do seu doador genético com o campo Vital Universal. Quando o corpo do doador (a) não mais puder se manter vivo, ele ou ela morrerá e, pelas leis universais do Criador Primordial, será forçado a animar o seu clone. Quando esta animação do clone acontece, os efeitos traumáticos pelo processo de animação do corpo clonado pode matar o clone (dependendo do seu nível de maturidade) ous causar várias formas de defeitos biológicos tais como retardo mental e deformidades físicas. Acredite em mim, no que eu digo, que o doador do material genético para o clone estaria melhor morto.

Os cuidados e a manutenção de um corpo humano clonado até o ponto ideal de sua maturidade é muito difícel, mesmo com uma TECNOLOGIA médica desenvolvida desde milhões de anos no passado que É PRESENTEMENTE EMPREGADA NA TERRA. Condições de esterilidade deve sempre prevalecer porque um corpo clonado é suscetível há várias infecções causadas por agentes que seriam inofensivos a um corpo humano naturalmente criado em uma relação sexual.

A questão óbvia é: Se isso é assim, por que nós do estado aberto estamos preocupados com as suas tentativas para clonar um corpo humano na Terra?  Para que vocês entendam a razão das nossas preocupações vocês devem aceitar o fato de que a Barreira de Frequência é uma condição ÚNICA que somente existe em seu planeta. Nenhuma condição similar é conhecida de existir em qualquer outro lugar em todo o Universo !!

O CAMPO VITAL UNIVERSAL (ULF-UNIVERSAL LIFE FIELD) E A BARREIRA DE FREQUÊNCIA:

Dentro da esfera de influência da BARREIRA DE FREQUÊNCIA existente na Terra muitas coisas podem ser feitas fisicamente que não poderiam ser produzidas em nenhum outro lugar do Universo. Isto acontece porque a Barreira de Frequência distorce o Campo Vital Universal. Quanto mais próximo do núcleo central da Terra maior é a distorção que vai diminuindo na medida em que dele se distancia.

Existem ocasiões em que o planeta Marte fica submetido a efeitos da Barreira de Frequência originado na Terra. O grau de distorção do Campo Vital Universal na vizinhança de Marte é relativo à distancia existente entre os dois planetas.

Os Greys (o tipo acima é oriundo do sistema solar de VEGA, da Constelação de LYRA (a Harpa) e sua tentativa (bem sucedida) de hibridização com seres humanos da Terra.

Após muitos milhares de anos de estudos de amostras de material biológico da Terra, se tornou muito evidente para nós que os efeitos da Barreira de Frequência causa consideráveis mutações biológicas de tempos em tempos que não seriam consideradas normais em qualquer outro lugar do Universo. Estas mutações celulares, embora presentes em muitas formas de vida, podem não se tornar fisicamente evidentes por milhares de anos.

Existe também o fato de que todas as formas de vida na Terra naturalmente reevolui geração após geração (em resposta à diminuição gradual da Barreira de Frequência) através de condições biológicas (mais natural com o estado aberto) que prevaleciam anteriormente ao começo da Barreira de Frequência.

Entretanto, tanto as mudanças naturais assim como as antinaturais estão acontecendo atualmente na Terra. Algumas dessas mudanças eventualmente se conectam e reforçam umas às outras, para melhor ou pior, as vezes até mesmo cancelando umas às outras e que acaba com qualquer desenvolvimento, bom ou ruim, naquela forma de vida. O poder flutuante da Barreira de Frequência afeta todas as formas de vida e pode ser corretamente referida em sua linguagem como o maior fator de mutação biológica em seu planeta que jamais existiu.

{n.t. Esse fato demonstra o grau de distorção das leis naturais que a nossa civilização vive}. [Nota: Porque a Barreira de Frequência causa súbitas mudanças biológicas em todas as formas de vida, o marciano Sharmarie de vez em quando a ela se refere como Barreira de Frequência Aberração.-W.H.B.]

O Universo opera PERPETUAMENTE como um sistema GOVERNADO por certas leis imutáveis. De tempos em tempos o ser humano (usando de modo errôneo o seu livre arbítrio) produz condições (criações) que são INCOMPATÍVEIS com o sistema natural de operação do Universo. A destruição do planeta MALDEK e o seu resultado certamente (e pelas Leis que governam o Universo) podem ser considerados como uma criação humana QUE FOI INCOMPATÍVEL com a função ordenada do Universo como um todo.

Aquilo que afeta uma coisa no Universo vai afetar o Universo TOTAL (Tudo esta interconectado). Portanto, nós do estado mental aberto estamos esperando pela manifestação positiva da realidade Crística no nível molar (o nível limitado atual da Terra) do Campo Vital Universal. Quando esta nova realidade Crística for manifestada no nível da sua terceira dimensão, isso irá se tornará parte da influência espiritual de TODAS AS OUTRAS MANIFESTAÇÕES que existem no nível de percepção do Campo Vital Universal.

O Cinturão de Asteroides principal (visto em branco) está localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter e são compostos de detritos e pedaços do planeta MALDEK após a sua explosão. Esta no mesmo local da órbita original do planeta Maldek.

Por causa da existência da Barreira de Frequência, a Terra não é compatível com o sistema operacional NATURAL do Universo. O restante do Universo se relaciona com a Terra somente através das Leis Universais não afetadas pela Barreira de Frequência (como a Lei da Gravidade). Por causa das Leis Universais que estritamente governam a biologia em outros lugares do Universo serem afetadas pela Barreira de Frequência, estas Leis Universais nem sempre são aplicadas na Terra.

Seria como se há uma hora atrás, fosse contra a lei roubar ou matar alguém, mas não no presente, e não até que a lei seja mais uma vez imposta pelo universo. Quando a Barreira de Frequência se for, o planeta Terra RETORNARÁ com a compatibilidade PLENA com o sistema das Leis operacionais do Universo e então ficará sujeita às suas Leis, incluindo àquelas que governam a CRIAÇÃO DE TODAS AS FORMAS DE VIDA.

A AGENDA DAS TREVAS

Àqueles aos quais nos referimos como as FORÇAS DAS TREVAS percebem esta suspensão temporária das Leis Biológicas Universais como uma janela de oportunidades que eles podem usar para produzir (CRIAR SINTETICAMENTE, em laboratório) UMA OU MAIS FORMAS DE VIDA que não poderiam ser reproduzidas em mais nenhum outro lugar.

As suas razões para perseguirem a criação de novas formas de vida não aprovadas pelos Elohim é porque eles sabem, assim como nós sabemos, que esse tipo de conquista os elevaria para um status, uma situação superior, que lhes daria a condição de poder criativo igual ao dos deuses criadores, os Els, Elohim. Se a agenda da Irmandade das Trevas for realizada, o resto de nós pode esperar que o nível molar vital seja preenchido com mais misérias ainda. Eu realmente não quero nem pensar a respeito ou descrever essa situação.

Um tipo Grey do Sistema Estelar de Zeta Reticuli 1 e 2. Uma raça clonada.

 Em meio à todas as coisas em existência, as formas físicas de vida oferecem pouca resistência a manipulação e modificações limitadas efetuadas pelos seres humanos.

A infinita variedade das formas de vida no Universo proporciona àqueles do lado negro com um playground biológico, e a forma de vida humana é a que mais lhes interessa.

No passado eles fizeram várias tentativas para usar a existência da Barreira de Frequência como um agente mutante para:

1) Produzir novas formas de DNA;

2) Produzir um tipo de ser totalmente novo, combinando material genético de seres humanos e animais, que por sua vez poderiam se reproduzir sexualmente. Essa segunda hipótese é o objetivo final e prioritário dos seres das trevas e seus aliados. Uma das suas mais recentes tentativas foi conduzida em uma BASE SUBTERRÂNEA, localizada próxima à cidade de DULCE, no Novo México-EUA.  

Felizmente, esta instalação subterrânea não é mais controlada pelos seres da Irmandade das Trevas. (Mais informações [terríveis] sobre a Base Subterrânea de DULCE em:  http://www.bibliotecapleyades.net

Saiba (informe-se) mais sobre o planeta SERPO e o sistema solar ZETA RETICULI 1 e 2 em: 

  1. http://thoth3126.com.br/category/serpo-zeta-reticuli/

Um dos propósitos dos maldequianos para a construção das Pirâmides no Egito, foi o uso da energia (Feminina) criativa VRIL, que a Grande Pirâmide extraia e acumulava, para manipulação genética. Esse propósito foi simbolizado pela forma da ESFINGE, parte leão e parte humana em sua forma. Nós estamos agora conscientes de como aquele programa terminou com a explosão do planeta MALDEK.

Os seres extraterrestres identificados como Greys (CORTS), como vocês sabem são CLONES, mas eles não são capazes de se reproduzirem sexualmente e por essa razão os seus criadores não podem ser qualificados como deuses criadores. Os Greys foram geneticamente manipulados por aqueles seres da Irmandade das Trevas para tolerarem a Barreira de Frequência, e de vários modos, atuaram como seus agentes na Terra (e em outros sistemas solares da Galáxia)

Continua …

’’Há duas histórias, a oficial e mentirosae a secreta, em que estão às verdadeiras CAUSAS dos acontecimentos’’   Honoré de Balzac

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

4 Responses to Histórias de Maldek – Serbatin de GEE – Parte I

  1. Jaryson Lima

    por favor coloque as outras partes anexadas as primeiras publicações..pois sempre tenho dificuldades de achar pelo celular.. obg

  2. Heloisa

    Por que os seres da Federação estariam interessados em clonar pessoas?

  3. Heloisa

    Segundo a história que li
    , as pirâmides foram construídas a cerca de 10.000 a.c pelos sumérios. Na mitologia sumeriana o planeta maldek é chamado de Tiamat e foi destruído devido a uma colisão com outro planeta que vinha de fora do sistema solar, originando a Terra, a lua e o cinturão de asteróides. Essa colisão ocorreu milhares de anos antes da construção das pirâmides do Egito, que quando, pela lógica a Terra ainda não existia.

  4. Francisco

    Veja a possibilidade de que cada parte de um mesmo assunto possam ser encontradas em nicho sequencial específico do seu mosaico…parece que partes ficam flutuando entre outros assuntos dificulta a localização..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *