browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

SOL: enorme explosão Solar

Posted by on 19/02/2014

flare-solar-sunspots

Enorme explosão na coroa solar, com emissão de flare carregado de partículas de energia, felizmente não direcionado à Terra.

No dia 17 de fevereiro, às 01:50 horas de Brasilia, houve uma imensa explosão solar com emissão de enorme labareda carregada de partículas energéticas, felizmente não direcionada para atingir a Terra. Assim mesmo houve interferência em ondas de rádio e se espera ocorrência de auroras boreais.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Enorme Erupção (Flare solar) solar “RADIOATIVA”: 

Fontehttp://spaceweather.com/

Em 17 de fevereiro, aproximadamente às 04:50 UT (01:50 de Brasilia), um filamento magnético irrompeu do limbo ocidental do nosso sol.

Devido à localização da explosão ser no limbo ocidental do sol, a erupção não enviou uma CME-Ejeção de Massa Coronal em direção à Terra. No entanto, houve um efeito sobre nosso planeta: os alto-falantes de rádio de ondas curtas rugiram com muita estática, um evento chamado de explosão de rádio tipo II.

O observatório SDO-Solar Dynamics Observatory da NASA capturou a imagem em alta resolução dessa enorme explosão:

flare-solar-westernblast-strip

Veja como funciona: A explosão enviou ondas de choque ondulando pela atmosfera do sol. Essas ondas de choque, por sua vez, desencadearam instabilidades de plasma na coroa solar que emitem fortes emissões de rádio. O “rugido” static-y da explosão foi pego por observatórios solares e estações de rádio amadores em todo o lado diurno do nosso planeta. 

Com base na varredura de freqüências de rádio de 20 MHz a 500 MHz, os analistas estimam uma velocidade de choque da onda de 776 km / s ou 1,7 milhões de mph (2,735 milhões de quilômetros por hora). Isso pode soar rápido, mas é típico para este tipo de erupção.

Auroras boreais em Abisko National Park, em Fevereiro 2014 from Lights Over Lapland on Vimeo:

Tempestade geomagnética em andamento: 

Uma tempestade geomagnética menor está em andamento em 18-19 de fevereiro. As causas: os Campos Magnéticos da Terra no meio interplanetário foram penetrados mais ao sul, abrindo uma fenda na defesa da Terra contra o vento solar carregado de partículas. Observadores do céu nas altas latitudes no Círculo Polar do Ártico devem estar alerta para auroras boreais. 

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *