browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

STF divide inquérito da Lava Jato e inclui LULA e RENAN

Posted by on 07/10/2016

crime-politica-governo-corrupçãoSTF divide inquérito da Lava Jato e inclui Lula e Renan

O relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Teori Zavascki, autorizou nesta quinta-feira (06/10) o fatiamento em quarto partes do principal inquérito da investigação, que se concentra no núcleo político do esquema de corrupção na Petrobras. No total, 66 pessoas ligadas a três partidos são investigadas. Com essa decisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa a ser alvo de MAIS UMA investigação …

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Supremo Tribunal Federal divide em quatro partes o principal inquérito da Lava Jato, e inclui Lula e Renanque se concentra no núcleo político do esquema de corrupção na Petrobras. No total, 66 pessoas são investigadas.

Fonteshttp://dw.com/p/2QzLs e http://veja.abril.com.br

Atendendo a solicitação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o ministro Teori Zavascki, relator dos processos resultantes da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, fatiou o inquérito que apura a formação de quadrilha no esquema do petrolão – chamado pelos investigadores de “quadrilhão”.

um-pais-muitos-ladroes-corrupção

Com a decisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa a ser alvo de MAIS UMA investigação, bem como diversos políticos do PT e do PMDB e o ex-ministro Jaques Wagner. O inquérito tinha 39 investigados e passa agora a ter 66.

O pedido de fatiamento foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O ministro do Supremo, Teori Zavascki aceitou também incluir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva num destes inquéritos. A principal investigação da Lava-Jato foi aberta em março de 2015 e focava em pessoas ligadas ao PT, PMDB e PP.

Com o fatiamento, os inquéritos foram divididos por (quadrilhas) partido e vão apurar os supostos crimes cometidos em quatro frentes: PT, PP, PMDB Câmara e PMDB Senado. Além de Lula, a lista de investigados incluiu o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), o ex-presidente da Câmara Waldir Maranhão (PP), Eduardo Cunha (PMDB) e os senadores do PMDB Romero Jucá e Edison Lobão.

lula-politico-ladrao-filosofo

Ao todo serão investigadas 30 pessoas ligadas ao PP, 12 ligadas ao PT e 24 ligadas ao PMDB. Ao pedir o fatiamento, Janot afirmou que as três legendas se organizaram para cometer ilegalidades e formaram “uma mesma organização (n.T.: quadrilha de ladrões) criminosa” com diversos núcleos políticos.

“Alguns membros de determinadas agremiações organizaram-se internamente, valendo-se de seus partidos e em uma estrutura hierarquizada, para cometimento de crimes contra a administração pública”, ressaltou Janot.

O fatiamento foi solicitado para otimizar as investigações. “Embora, até o momento, tenha sido desvelada uma teia criminosa única, mister, para melhor otimização do esforço investigativo, a cisão do presente inquérito tendo como alicerce os agentes ligados aos núcleos políticos que compõem a estrutura do grupo criminoso organizado”, afirma o pedido

Com o desmembramento, a Operação Lava Jato passa a ter 105 investigados no STF em 39 inquéritos. Entre estas ações, dez já receberam denúncias e duas viraram ações penais na Corte. (CN/efe/abr/ots)

adoradores-de-lula-fanaticos-esquerda-corrupcao

Na cúpula petista, além do ex-presidente Lula, Janot afirma haver provas do envolvimento dos ex-ministros Edinho Silva (Comunicação Social), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), do ex-chefe da Casa Civil e ex-chefe de gabinete de Dilma Jaques Wagner. Na nova lista de Janot também estão o ex-ministro Antonio Palocci, a ex-ministra Erenice Guerra, o ex-líder do governo no Senado Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), o ex-chefe de gabinete de Dilma, Giles Azevedo, o pecuarista e amigo de Lula, José Carlos Bumlai, o atual presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, e o ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli.

“No âmbito dos membros do PT, os novos elementos probatórios indicam uma atuação da organização (QUADRILHA) criminosa de forma verticalizada, com um alcance bem mais amplo do que se imagina no início e com uma enorme concentração de poder nos chefes da organização: Edinho Silva, Ricardo Berzoini, Jacques Wagner, Delcídio do Amaral”, disse o procurador-geral.

Ao STF, Rodrigo Janot informou haver um “esquema ilícito comandado e articulado” por políticos, que atuavam em um esquema de propinas, desvio de dinheiro público, financiamento ilegal de campanhas e enriquecimento ilícito com o objetivo de “garantir a perpetuação no poder”.

fim-do-pt-01

“No âmbito do núcleo do PT, a organização, ao que tudo indica, era especialmente voltada à arrecadação de valores ilícitos, por meio de doações oficiais ao Diretório Nacional, que, posteriormente, fazia os repasses de acordo com a conveniência da organização criminosa. Esse projeto de poder fica evidente em diversos  relatos de colaboradores”, informou o procurador-geral.

Entre os peemedebistas, o chefe do MP alega haver uma divisão no partido entre Câmara dos Deputados e Senado Federal e indica que precisam ser investigados:

  • o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha,
  • o ex-ministro do Turismo Henrique Alves,

Os seguintes deputados:  

  • Alexandre dos Santos,
  • Altineu Cortes,
  • André Moura,
  • Arnaldo Faria de Sá,
  • Carlos William,
  • João Magalhães,
  • Manoel Junior,
  • Nelson Bornier
  • e a atual prefeita de Rio Bonito (RJ), Solange Almeida.

sujeira-corrupção-brasil

Todos aliados de Cunha. No núcleo do PMDB do Senado as provas indicam haver evidências da participação do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), do ex-ministro de Minas e Energia Silas Rondeau, dos lobistas Milton Lyra e Jorge Luz, além do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

“Estes dois grupos, embora vinculados ao mesmo partido (PMDB), ao que parece, atuam de forma autônoma, tanto em relação às indicações políticas para compor cargos relevantes no governo quanto na destinação de propina arrecadada a partir dos negócios escusos firmados no âmbito daquelas indicações”, diz Janot.

Segundo as investigações, o grupo atuava na indicação de apadrinhados para a Petrobras e para a Caixa Econômica Federal, “vendia” requerimentos e emendas parlamentares para beneficiar as empresas OAS, Odebrecht e o banco BTG Pactual. Na avaliação do MP, há evidências de que André Esteves, ex-BTG Pactual, e o operador do mercado financeiro Lúcio Bolonha Funaro, apontado como “sócio oculto” do ex-deputado Eduardo Cunha, integravam o esquema.

politicos-Brasil-corrupção

O Partido Progressista (PP), legenda que tem o maior número de parlamentares já investigados no escândalo do Petrolão, também teve nomes citados no novo pedido de ampliação do inquérito sobre a Lava Jato. O procurador-geral disse ao Supremo que devem ser incluídos na investigação sobre a quadrilha que atuava no propinoduto da Petrobras os deputados federais Eduardo da Fonte e Aguinaldo Ribeiro.

Veja a nova lista de Rodrigo Janot:

  • Luiz Inácio Lula da Silva
  • Jaques Wagner
  • Ricardo Berzoini
  • Jader Barbalho
  • Delcídio do Amaral
  • Eduardo Cunha
  • Eduardo da Fonte
  • Aguinaldo Ribeiro
  • André Moura
  • Arnaldo Faria de Sá
  • Altineu Cortes
  • Manoel Junior
  • Henrique Eduardo Alves
  • Giles Azevedo
  • Erenice Guerra
  • Antonio Palocci
  • José Carlos Bumlai
  • Paulo Okamotto
  • André Esteves
  • Silas Rondeau
  • Milton Lyra
  • Jorge Luz
  • Sérgio Machado
  • José Sergio Gabrielli
  • Lúcio Bolonha Funaro
  • Alexandre Santos
  • Carlos Willian
  • João Magalhães
  • Nelson Bornier
  • Solange Almeida

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura se colhem uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? “  Mateus 7:13-16

countdown-contagem-regressiva


Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/os-estragos-do-populismo/
  2. http://thoth3126.com.br/operacao-lava-jato-provocara-refundacao-do-sistema-politico/
  3. http://thoth3126.com.br/argentina-la-como-ca-a-corrupcao-devora-o-populismo-de-ladroes-de-esquerda/
  4. http://thoth3126.com.br/lula-agora-passa-a-ser-reu-acusado-de-tentar-obstruir-a-justica/
  5. http://thoth3126.com.br/marcelo-odebrecht-canta-e-vai-complicar-mais-corruptos/
  6. http://thoth3126.com.br/presidente-do-tse-pede-cassacao-de-registro-do-pt/
  7. http://thoth3126.com.br/lava-jato-e-exemplo-mundial-de-combate-a-corrupcao/
  8. http://thoth3126.com.br/a-punicao-para-lula/
  9. http://thoth3126.com.br/bumlai-um-trouxa-perfeito-do-pt-diz-a-moro-que-esta-arrependido/
  10. http://thoth3126.com.br/pf-indicia-ex-presidente-lula-marisa-e-mais-tres-em-processo-da-lava-jato/
  11. http://thoth3126.com.br/dilma-agora-apenas-uma-cidada-comum-e-re/
  12. http://thoth3126.com.br/lula-e-o-inexoravel-caminho-da-cadeia/
  13. http://thoth3126.com.br/o-fim-do-pt/
  14. http://thoth3126.com.br/eduardo-cunha-e-cassado-a-limpeza-continua/
  15. http://thoth3126.com.br/ex-ministro-mantega-e-preso-em-nova-fase-da-operacao-lava-jato/
  16. http://thoth3126.com.br/operacao-lava-jato-prende-antonio-palocci-outro-ex-ministro-de-lula/
  17. http://thoth3126.com.br/o-pt-tem-que-levar-uma-pancada-forte-mesmo-porque-errou-declarou-olivio-dutra/
  18. http://thoth3126.com.br/pf-indicia-lula-por-propina-de-r-20-milhoes-da-odebrecht-para-seu-sobrinho/

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *