browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Tempestade solar extrema se aproxima da Terra

Posted by on 11/09/2014

solar-flare-10-09-2014

Tempestade solar extrema se aproxima da Terra

Satélites da NASA em órbita da Terra registraram uma enorme e poderosa explosão solar classe x1.6 (em 10 de setembro, às 17:46 UT, 14:46 em Brasilia).

A fonte da erupção foi a ativa mancha (Sunspot) solar AR2158, que está de frente para a Terra.

O satélite SDO-Solar Dynamics Observatory da NASA gravou o flash  em ultravioleta extremo.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

A radiação ionizante do Flare poderia causar apagões de rádio HF e outros distúrbios de comunicação, especialmente no lado da Terra iluminado pelo sol, pela luz do dia .

Tempo de Publicação: 11 de setembro de 2014 09:01

Fonteshttp://rt.com/ e http://spaceweather.com

Uma poderosa explosão solar com emissão de plasma na face do sol voltada para a Terra se desencadeou 10 de setembro. Enorme ejeção de massa coronal posterior é esperado para chegar ao nosso planeta no final desta semana, possivelmente causando rompimentos e afetando  redes de comunicação e energia.

A explosão foi desencadeada pelo sol na quarta-feira e foi estimado de magnitude x1.6, colocando-o na classe mais forte “extrema” de erupções solares. A explosão foi lançada a partir de uma mancha (Sunspot) solar ativa chamada AR-2158 e foi capturada em imagens pela câmera do satélite SDO-Solar Dynamics Observatory da NASA, relata Space.com. A mesma região produziu uma explosão menor um dia antes disso.

cme_anim-10-09-2014

Os meteorologistas do clima espacial da NOAA emitiram um aviso de tempestade geomagnética para 12 de setembro, quando a CME lançada pelo sol (Sunspot AR2158) em 09 de setembro (veja acima) é esperado entregar um golpe de raspão, mas potente no campo magnético da Terra.

A explosão foi acompanhada pela liberação de plasma superquente e carregado energeticamente, uma ejeção de massa coronal, com a nuvem devendo atingir a Terra nesta sexta-feira dia 12. Felizmente, a maior parte dele se espera para passar ao norte da Terra, causando uma semana com tempestade solar.

Redes de distribuição de energia e de transmissão de rádio podem experimentar algumas flutuações, na medida que o plasma solar carregado afetaria o campo magnético planetário, mas representa pouco perigo direto para qualquer pessoa aqui em baixo na Terra ou para os membros da tripulação da Estação Espacial Internacional.

flare-solar-westernblast-strip

Em fevereiro um flare monstro foi medido como classe X4.9, mas para nossa SORTE NÃO estava direcionado para a Terra.

“Nós não estamos com medo de receber “um presente,” Tom Berger, diretor do Centro de Previsão de Tempo Espacial, em Boulder, Colorado disse à AP. No lado do bônus, os eventos climáticos do espaço exterior podem desencadear auroras boreais coloridas em regiões normalmente muito longe do Pólo Norte, o que é uma boa notícia para os entusiastas do fenômeno.

A frequência e a intensidade das erupções solares depende da fase do ciclo solar de 11 anos. O sol está perto do pico do ciclo 24. Mas a nossa estrela estava relativamente calma neste ciclo inteiro, com a fase máxima medida como sendo a mais fraca em atividade nos últimos 100 anos.

A emissão do Flare solar de quarta-feira foi muito forte, mas longe de ser a mais forte este ano. Em fevereiro um flare monstro foi medido como classe X4.9, mas NÃO estava direcionado para a Terra.

ciclosolar24

Registro da atividade solar no Ciclo 23, o anterior ao atual, que esta atingindo seu ponto máximo.

O recorde absoluto de explosão solar registrado foi um de classe X28 que aconteceu em Novembro de 2003, enquanto que a mega explosão chamada de evento Carrington de 1859, foi estimada em magnitude de mais de X40, e queimou os sistemas de telégrafo em várias regiões do Canada e dos EUA na época e poderia causar danos catastróficos se isso acontecesse novamente em nossos dias de uso avançado de tecnologia, nos tempos modernos.

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/enorme-explosao-solar-com-ejecao-de-massa-coronal/
  2. http://thoth3126.com.br/ciclo-24-de-manchas-solares-sunspots-esta-muito-abaixo-do-esperado/
  3. http://thoth3126.com.br/as-manchas-solares-sunspots-e-os-ciclos-de-atividade-do-sol/
  4. http://thoth3126.com.br/anatomia-de-um-flare-solar-gigante/
  5. http://thoth3126.com.br/supertempestade-solar-poderia-causar-o-caos/
  6. http://thoth3126.com.br/tempestades-solares-ameacam-redes-de-distribuicao-eletrica/
  7. http://thoth3126.com.br/ciclo-solar-24/
  8. http://thoth3126.com.br/sol-emite-flare-solar-gigante-hoje/

Permitida a reprodução desde que mencione as fontes e mantenha o formato original.

thoth-escriba

www.thoth3126.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *