browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Ucrânia: Mercenários Blackwater atuam no pais

Posted by on 17/09/2014

waragain1

Mercenários da Blackwater (agora renomeados de Academi) foram enviados para a Ucrânia?

Os notórios (n.t. e nefastos assassinos) mercenários dos EUA foram vistos nas ruas nos “pontos de conflagração nas cidades da Ucrânia”.

A Rússia acusa que cerca de 300 destes pistoleiros pagos para matar chegaram ao país eslavo no começo de março. Pelo menos dois vídeos publicados no YouTube no início desta semana mostram corpulentos soldados fortemente armados sem insígnia na cidade de Donestk, que foi tomada por protestos pró-Rússia.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

  • Homens armados não identificados foram vistos nas ruas de Donetsk (pró Rússia), no leste da Ucrânia
  • Diplomata russo alega que cerca de 300 mercenários tinham chegado em Kiev esta semana
  • Mercenários na região poderiam dar a Putin pretexto para uma ação militar
  • Donetsk tem sido palco de grandes manifestações pró-russos nas últimas semanas

mailonline-logo

Fonte: http://www.dailymail.co.uk

Por DAMIEN GAYLE  Publicado: 22:49 GMT, 08 de março de 2014 | Atualizado: 09:07 GMT, 09 março de 2014

A especulação foi crescendo na noite de 07 de março de que mercenários norte americanos tinham sido mobilizados para Donetsk após vídeos surgirem com homens pesadamente armados não identificados nas ruas da cidade oriental ucraniana de Donetsk.

mail-ucrania.01-jpg

Um frame de um vídeo do YouTube mostrando homens armados nas ruas de Donetsk, uma cidade de língua russa no leste da Ucrânia,que tem sido palco de grandes protestos contra o novo regime do país.

Pelo menos dois vídeos publicados no YouTube no início desta semana mostram corpulentos soldados fortemente armados sem insígnia na cidade de Donestk, que foi tomada por protestos pró-Rússia.

Em um dos vídeos curiosamente pode ser ouvido homens gritando “Blackwater! Blackwater!” com esses homens armados, que não usam insígnias ou (n.t. qualquer outro tipo de identificação referente a unidade militar), correndo pelas ruas do centro da cidade. 

Donetsk foi esta semana palco de agitação civil com elementos pró-russos, entre os seus cidadãos tomando o controle da sede da administração regional e de outro prédio do governo.

Ontem milhares de pessoas se reuniram no centro da cidade agitando bandeiras russas e pedindo um referendo para determinar o status da região de mineração de carvão estrategicamente importante.

mail-ucrania

Rússia! Ajude-nos: Manifestantes seguram cartazes em Inglês pedindo intervenção russa na região.

Ambos os vídeos que pretendem mostrar mercenários ‘Blackwater’ em ação nas ruas de Donetsk foram enviados nesta segunda-feira, com as suas descrições escritas em russo.

O contexto dos vídeos não é claro, mas parece que os homens armados haviam aparecido em um protesto de rua contra o novo regime. Eles andam por aí brandindo suas armas antes que de repente fujam de cena como transeuntes correndo e gritando “Blackwater! Blackwater!

Uma vez que os vídeos surgiram, o Twitter tem ficado vivo com a especulação de que os mercenários ligados à Blackwater, agora conhecida como Academi, estão ativos na Ucrânia, ajudando a sustentar o novo governo pró-ocidental em apuros.

E um diplomata russo em Kiev, disse à agência de notícias Interfax nesta quarta-feira que 300 funcionários de empresas de “segurança privada” tinham chegado à cidade.

“Estes são soldados da fortuna proficiente em operações de combate. A maioria deles já tinha operado sob contratos privados no Iraque, Afeganistão e em outros países “, disse a fonte. A Interfax informou que o diplomata não revelou a nacionalidade dos mercenários, mas disse que: ‘A maioria deles vêm dos Estados Unidos”.

Questionado sobre se os soldados vistos nos vídeos podem ser da empresa Academi, Dr. Nafeez Ahmed, um especialista em segurança com o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento de Políticas, disse: “É difícil dizer realmente. Certamente não está além do reino das possibilidades – soldados da Academi/Blackwater foram implantados em todos os tipos de teatros de guerra. “Eu acho que a questão é as provas disponíveis garantem pelo menos uma especulação razoável.

Blackwater-mercenaries-in-Kiev

Soldados norte-americanos são “conselheiros militares”, aparentemente membros da Blackwater, um exército privado (rebatizado Academi) de mercenários; algumas dezenas deles patrulham Kiev, enquanto outros tentam reprimir a revolta em Donetsk. Oficialmente, eles foram convidados pelo novo regime instalado pelos EUA-UE. Eles são a ponta de lança da invasão dos EUA de tentar sustentar o regime e quebrar toda a resistência. Eles já ensanguentaram suas mãos em Donetsk.

“Em face disso, os uniformes das pessoas nos vídeos são consistentes com os dos mercenários norte-americanos – eles não se parecem com os soldados russos mercenários. Por outro lado, por que correr durante a tomada de filmagem pública demonstrando sua presença?” Ele acrescentou: “É claro que uma outra possibilidade é que isso tudo seja propaganda russa.”

Qualquer sugestão de que uma roupa de mercenário dos EUA como da empresa Academi teria começado a operar no país poderia dar ao presidente russo, Vladimir Putin, o pretexto para uma invasão militar.

O parlamento russo, a Duma, já votou para dar a Putin a autoridade para agir no país, onde o presidente pró-russo Viktor Yanukovych foi deposto no mês passado depois de protestos em massa na capital, Kiev. Forças pró-russas já assumiram o controle da província ucraniana sul da Crimeia, embora o Kremlin negue que os milhares de homens fortemente armados e bem equipados, que lá apareceram estejam sob seu controle.

No mês passado, um relatório no Daily Beast alegou que “fontes bem informadas”, em Moscou havia dito que essas tropas na Crimeia pertencem a Vnevedomstvenaya Okhrana, uma agência de contratação de segurança privada semelhante ao Academi que fica perto do Kremlin. 

Os vídeos que surgiram esta semana no Youtube surgem em meio a relatos na imprensa russa, que afirmavam que cerca de 300 homens “fortes e muito bem armados” tinham desembarcado no aeroporto Boryspil de Kiev carregando sacos de estilo militar.

Relatórios especulam de que eles estavam sendo enviados para regiões no leste  e sul da Ucrânia, onde grupos russos étnicos de língua russa representavam uma forte ameaça separatista para o novo governo em Kiev. 

A empresa de “Segurança” Blackwater foi fundada em 1997 pelo ex-SEAL da Marinha EUA Erik Prince e foi uma das várias empresas de segurança privada contratados pelo governo (CIA) dos EUA para proteger suas missões diplomáticas no exterior.

Blackwater_logos

Com a eclosão da guerra do Iraque, em 2003, as operações da empresa se expandiram e sua receita cresceu rapidamente, mas uma série de assassinatos controversos efetuados pelos seus mercenários levou a uma mudança de marca, primeiro para Xe Services e depois para Academi, seu nome atual.

Além de atuar como empresa de segurança, a Blackwater é vista por alguns como um exército privado que pode promover os “interesses (n.t. daqueles que controlam) dos EUA”, sem o seu envolvimento militar oficial e formal.

Tecnicamente eles são uma empresa multinacional e podem ser contratados por qualquer pessoa, mas o conselho de administração inclui uma série de figuras de destaque dos EUA, incluindo John Ashcroft, o ex-procurador-geral dos EUA e ex-chefe da NSA-National Security Agency (Agência de Segurança Nacional) Bobby Ray Inman.

Se a Blackwater/Academi estão presentes na Ucrânia, realmente faria muito sentido que eles fossem enviados para o leste (Donetsk) e no sul (Crimeia) do país, onde os manifestantes pró-russos levantaram a bandeira russa sobre o parlamento regional no último sábado. 

Ela permaneceu no local até quinta-feira, quando a polícia ucraniana retomou o controle do edifício, sem qualquer resistência.

mail-ucrania.03-jpg.

Não à UE-OTAN: Uma mulher segura uma placa condenando a aliança transatlântica, enquanto bandeiras com o martelo e a foice (símbolo do comunismo), a bandeira da União Soviética, ficam em segundo plano na manifestação pró-russa em Donetsk.

Donetsk, a cidade natal do presidente deposto Yanukovich, viu as manifestações mais persistentes pró-Moscou, em uma onda de protestos que surgiram entre as cidades do sul e do leste da Ucrânia.

O MailOnline contatou a empresa Academi nos EUA para comentar o assunto, mas não houve nenhuma resposta.

Follow us: @MailOnline on Twitter | DailyMail on Facebook

“DESPERTA, TU QUE DORMESe levanta-te dentre os MORTOS (INCONSCIENTES), e CRISTO te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como NÉSCIOS, mas como SÁBIOS   Efésios 5:14,15

Mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/illuminati-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite-explosivo/
  2. http://thoth3126.com.br/ucrania-russia-aprova-envio-de-tropas-ao-pais/
  3. http://thoth3126.com.br/crise-na-ucrania-por-que-a-crimeia-virou-o-foco-da-tensao/
  4. http://thoth3126.com.br/ucrania-russia-putin-nao-confia-no-ocidente/
  5. http://thoth3126.com.br/ucrania-crise-se-agrava-com-invasao-na-crimeia/
  6. http://thoth3126.com.br/ucrania-crimeia-pede-para-fazer-parte-da-russia/
  7. http://thoth3126.com.br/a-sociedade-thule-e-adolf-hitler/
  8. http://thoth3126.com.br/nazismo-os-arquivos-secretos-da-waffen-ss/
  9. http://thoth3126.com.br/a-familia-bush-eua-e-o-nazismo/
  10. http://thoth3126.com.br/o-3o-reich-nazista-fatos-desconhecidos/
  11. http://thoth3126.com.br/ucrania-atuacao-aberta-do-neo-nazismo-com-apoio-dos-eua-ue/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

One Response to Ucrânia: Mercenários Blackwater atuam no pais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *