browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Uma Nova entra em erupção: surge uma nova estrela no céu !!!

Posted by on 17/08/2013

Brilhante Nova em Delphinus.

A nova em Delphinus se animou e aumentou seu brilho para cerca de magnitude +4,5, em exibição bem alto no céu à noite.

Ela entrou em erupção no dia 14 de agosto. A apenas dois dias após a sua descoberta, a nova ainda está aumentando seu brilho a uma taxa constante. Agora é fácil de vê-la com binóculos mesmo em ambientes urbanos brilhantes, com um bom gráfico, e JÁ É visível a olho nu em um céu bastante escuro.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Fontes:  http://www.skyandtelescope.com/ e  http://spaceweather.com/

Update, 16 de agosto: Dois dias após a sua descoberta, a nova ainda está aumentando seu brilho a uma taxa constante. Os observadores de todo o mundo estão vendo-a crescer quase de hora em hora. A partir de 04:00 EDT (19 h UT) de hoje estava com brilho de cerca de magnitude 4,5. Veja uma curva de luz atualizada preliminar da AAVSO.

 

A nova é fácil de localizar ao norte da linda constelação de Delphinus. Sagitta, a seta, aponta em direção a ela. Use a tabela à direita, ou baixe este gráfico de página inteira para impressão , que é uma versão ligeiramente modificada da página 64 da revista Sky & Telescope, do Telescópio de bolso Sky Atlas

A nova estrela está no canto noroeste da Constelação de Delphinus, perto da fronteira com Sagitta e Vulpecula. Clique na imagem acima para um PDF para impressão de página inteira. Sky & Telescope diagrama

A seguir está um link  para um  mapa de estrelas  com 10º de campo de visão (largura) da Associação Americana de Observadores de Estrelas Variáveis (AAVSO). A nova é a cruz assinalada no centro. A comparação de magnitudes de estrelas do AAVSO são as mesmas utilizados pelos observadores de modo que diferentes estimativas serão feitas de forma consistente.

Nova Delphini 2013 na manhã do dia 16 agosto

 Acima: Um close up da Nova Delphini 2013, no centro, tomada na manhã do dia 16 de agosto (EDT). Clique para visão de campo amplo, com Sagitta à direita. Dennis di Cicco fotografo da S&T usou uma lente f/2.8 de 180 mm em f / 8 em uma Nikon D700 DSLR, fixado em ISO 400, para esta exposição rastreada em 5 minutos.

 A nova foi descoberta por Koichi Itagaki de Yamagata, no Japão, em uma imagem tirada em 18 horas UTC (Tempo Universal)- (02:00 EDT) em 14 de agosto. Ela não estava presente em uma foto que Itagaki tirou no dia anterior. Aqui esta o anúncio do Bureau Central da IAU(União Astronômica Internacional) para descobertas astronômicas. 

Concepção artística de uma estrela anã branca acretando, absorvendo hidrogênio de uma companheira maior.

Uma clássica nova acontece em um tipo especial de sistema estelar binário (dois sóis) fortemente conectadas em órbita sobre o mesmo centro de gravidade, onde uma estrela relativamente normal derrama um fluxo de hidrogênio sobre a superfície de uma estrela Anã Branca (White Dwarf) sua companheira.

Na medida que o hidrogênio absorvido na superfície da anã branca se aquece, ocorre a fusão em hélio, e a Anã Branca entra em ignição, produzindo um flash de luz de 50.000 a 100.000 vezes mais brilhante que o sol. Apesar de seu brilho, a maioria das Novas são invisíveis a olho nu porque elas acontecem muito longe. A ignição da Nova Delphini é uma rara exceção.

 Quando a camada de hidrogênio fresco na superfície da anã branca cresce suficientemente espessa e densa, a parte inferior da camada explode numa reação de fusão de hidrogênio – como uma bomba de hidrogênio na forma de uma fina camada de aproximadamente o tamanho da Terra. A anã branca subjacente permanece intacta, e na medida que o novo hidrogênio se acumula, o processo pode se repetir daqui a alguns anos a até dezenas de milhares de anos.

A NOVA, uma “nova” ESTRELA no céu:

 Em todo o mundo, os astrônomos amadores estão voltando seus telescópios na direção da constelação Delphinus, onde uma nova estrela apareceu. Koichi Itagaki de Yamagata, no Japão, descobriu a nova no dia 14 de agosto. Na época, o seu brilho estelar estava em 6,3 de magnitude. 

Desde então, ela continuou a brilhar, cruzando o limite de magnitude 6 da visibilidade a olho nu. John Chumack fotografou a nova (foto a seguir) surgindo no dia 15 de agosto, desde o John Bryan State Park, em Yellow Springs, Ohio:

A nova -no centro – é difícil de se ver a olho nu, a menos que você esteja em um céu muito escuro e saiba exatamente para onde olhar”, diz Chumack “, mas esta é uma nova muito brilhante visível com binóculo.” Ele usou um telescópio newtoniano de 16 polegadas para tirar a foto acima. 

Astrônomos amadores que desejam ver esta nova devem apontar seus telescópios Goto para as coordenadas 20:23:30.7, +20:46:06 (J2000). Mais informações e atualizações estão disponíveis a partir da Sky and Telescope .

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

2 Responses to Uma Nova entra em erupção: surge uma nova estrela no céu !!!

  1. ana

    a estrela fica brilhando fortemente e oscila fica proxima da estrela dalva, mas nao segue ela na rotação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *