browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Abusos sexuais na “Igreja Católica” alemã existe à décadas denuncia estudo

Posted by on 13/09/2018

Estudo denuncia décadas de abusos sexuais na Igreja Católica alemã. Ao longo de 40 anos, centenas de clérigos alemães abusaram de mais de 3.600 menores, aponta levantamento feito por três universidades. Número real de casos deve ser maior. Cerca de um quarto das vítimas eram coroinhas. Padres e membros ordenados da Igreja Católica da Alemanha abusaram sexualmente de mais de 3.677 menores de idade, principalmente de meninos de até 13 anos, entre 1964 e 2014, mostrou um estudo comissionado pela Conferência de Bispos Alemães.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Abusos sexuais na “Igreja Católica” alemã existe à décadas denuncia estudo

Fonte:  https://p.dw.com/p/34ki0

Em um em cada seis casos houve diferentes formas de violação, segundo os sites da revista alemã Der Spiegel e do jornal Die Zeit, que divulgaram detalhes do estudo nesta quarta-feira (12/09). Ao menos 1.670 religiosos estiveram envolvidos nos abusos, o que representa 4,4% do total de todos os clérigos de dioceses alemãs.

De acordo com o Die Zeit, 969 vítimas de abuso eram coroinhas. Três quartos de todas as vítimas mantinham uma “relação religiosa” ou de “orientação espiritual” com os clérigos, disse a Der SpiegelO estudo se baseia em mais de 38 mil documentos de 27 dioceses alemãs e foi conduzido por um consórcio de pesquisa formado pelas universidades de Mannheim, Heidelberg e Giessen durante quatro anos. A Conferência dos Bispos Alemães financiou o estudo com 1,1 milhão de euros, segundo o Die Zeit.



O número real de vítimas pode ser ainda maior, uma vez que, em muitos casos, documentos contendo informações sobre os acusados foram destruídos ou manipulados. Outra limitação do estudo é que seus autores não obtiveram permissão para avaliar os documentos originais.

Mais da metade de todos os casos só foi descoberta por conta de pedidos de compensações por parte das vítimas, uma vez que os arquivos sobre os clérigos não continham nenhuma referência aos abusos.

Em somente 566 dos casos, o equivalente a um terço dos clérigos envolvidos, os clérigos envolvidos nos abusos tiveram que enfrentar algum tipo de processo dentro da Igreja. Deles, 154 acabaram sem penalidades, e em 103 houve apenas uma advertência.

Quarenta e um culpados foram removidos de suas posições e 88 foram excomungados. Contudo, esse tipo de penalidades drásticas do ponto de vista da Igreja só atingiu 7,8% dos acusados, disse o Die Zeit. Em muitos casos, os padres foram simplesmente movidos para outras dioceses, cujos membros não foram informados sobre o passado dos “religiosos” (pedófilos) transferidos.

Segundo o estudo, não há razão para acreditar que o abuso de menores por membros da Igreja “seja um tema resolvido no passado e superado em algum momento”, já que os abusos foram cometidos até o fim do período analisado pelos pesquisadores.



Os autores do estudo não fornecem um possível motivo para os abusos, mas dão algumas pistas. Os pesquisadores sugerem que a exigência de celibato pode ser “um possível fator de risco”. A Conferência dos Bispos Alemães não comentou o assunto imediatamente, afirmando que ainda ”prepara uma resposta”. A instituição pretendia apresentar o estudo oficialmente apenas em 25 de setembro.

“E eu vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate (vermelho, a cor dos CARDEAIS), que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. E a mulher estava vestida de púrpura (violeta) e de escarlate, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição; e na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra”.  Apocalipse 17:3-6 – O fim da Grande (igreja romana) Prostituta está MUITO PRÓXIMO…

A Igreja Católica tem sido confrontada há anos com acusações de abuso sexual. No mês passado, um relatório apontou que mais de mil crianças foram vítimas de abusos sexuais cometidos por cerca de 300 padres no estado americano da Pensilvânia desde a década de 1940.

O papa Francisco apelou a católicos que ajudem a combater abusos. Nesta quarta-feira, cardeais que assessoram o papa anunciaram que Francisco está convocando bispos de todas as conferências episcopais ao redor do mundo para uma cúpula dedicada a discutir prevenção do abuso sexual e a proteção de menores. O encontro está previsto para fevereiro. (PJ/ap/dpa)


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. 
“Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)http://thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.