browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Agente da CIA preso em aeroporto de Moscou com pesquisa sobre material genético

Posted by on 12/03/2019

Um novo e chocante relatório do ministério dos Negócios Estrangeiros    (MoFA) circulando hoje  no Kremlin  documentando a captura de um agente da CIA se passando como um diplomata dos EUA tentando embarcar em um vôo de Moscou enquanto carregava uma bomba com um estopim, mas sem explosivos, sendo flagrado num exame do Serviço de Segurança Federal (FSB, na sigla em inglês) em sua bagagem e no seu laptop, contendo um arquivo de 10 gigabytes de toda a  pesquisa científica russa disponível sobre a doença sanguínea  “talassemia“.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Agente da CIA capturado com bomba em aeroporto na Rússia renova o medo do uso de “arma genética” dos EUA/Israel para eliminar com os muçulmanos através do uso de vírus

Fonte: http://www.whatdoesitmean.com/index2809.htm

Essa foi uma descoberta que imediatamente soou os alarmes no Ministério da Defesa ( MoD ) da Rússia cujos especialistas médicos começaram a relatar astronomicamente altos níveis desta doença sangüínea aparecendo repentinamente em refugiados civis que fugiam do campo sírio de Rukban, controlado pelos norte-americanos, cujas condições de vida que as Nações Unidas advertiu ter “voltado à idade da pedra.

Os satélites do Ministério da Defesa russo começam a fotografar sepulturas em massa (acima) sendo escavadas pelas forças militares dos EUA no campo sírio de Rukban em 5 de março de 2019

Também ainda se deve notar que quando especialistas em ajuda médica da Rússia e da Síria tentaram chegar ao Acampamento Rukban na semana passada para prestar socorro e descobrir por que isso acontecia, eles foram impedidos pelas forças militares dos EUA – que imediatamente começaram a ser vigiadas pelos satélites do MoD  fotografando e detectando que essas forças militares dos  EUA estavam cavando túmulos em massa e preenchendo-os no Acampamento Rukban, na Síria.   

De acordo com este relatório, uma das maiores ameaças à segurança nacional da Federação Russa é a contínua pesquisa científica e desenvolvimento do Ocidente das chamadas “armas biológicas étnicas” – projetadas para matar pessoas de etnias ou genótipos específicos – uma ameaça global revelada pela primeira vez. em 1998, quando se descobriu que Israel estava desenvolvendo uma arma biológica que pudesse prejudicar os povos dos países árabes, deixando judeus e outros povos sem serem afetados – citando fontes de inteligência militar israelense e ocidentais que alertaram que estavam tentando identificar genes distintos transportadas por Árabes para criar uma bactéria ou vírus geneticamente modificados para exterminá-los através da disseminação de doenças incuráveis.

Em 2007, este relatório continua, essa ameaça global tornou-se mais ameaçadora quando foi descoberto que as instituições científicas americanas nos EUA procuravam obter amostras genéticas de povos russos – e isso levou o governo russo a banir todas as exportações de bioamostras humanas de povos da Rússia após confirmação em um relatório secreto do FSB detalhando o desenvolvimento em andamento das “ armas biológicas genéticas” dos  EUA visando atingir a população russa em inglês] .

Em 2012, este relatório observa, o presidente Putin retaliou e avisou o Ocidente que a Rússia também estava desenvolvendo esses novos tipos de armas (usando código genético) – afirmando que a sua pátria precisaria de armas baseadas em novos princípios físicos“, incluindo “genéticos” e “psicofísicos“. – e que ele ordenou uma construção maciça e um esforço de criação para desenvolver novas armas nesta área – e um dos primeiros avanços científicos foi o desenvolvimento de uma arma de raios “psicofísicos” capaz de fazer com que forças inimigas alucinem e vomitem – que agora  já está implantada na fragata de mísseis da Marinha russa, almirante Gorshkov,  causando pânico ao ser identificada navegando ao largo da costa da Grã-Bretanha hoje.

As mais temidas dessas “novas armas”, detalha este relatório, são aquelas que estão sendo desenvolvidas para atingir raças específicas de pessoas baseadas em seu DNA – geneticamente os mais vulneráveis ​​no mundo, são os povos árabes, devido aos altos níveis de endogamia no mundo árabe. devido à prática de casamentos consanguíneos que são muitas vezes entre primos de primeiro grau -e é por isso que hoje o mundo árabe está arcando com o ônus de doenças genéticas – mais particularmente a doença genética do sangue talassemia que já atingiu níveis epidêmicos nos Emirados Árabes Unidos, Oman e Bahrain.

Uma “arma biológica e/ou genética e étnica” capaz de acelerar a disseminação da doença sanguínea genética talassemia entre uma população árabe já predisposta a ela por seu DNA endogâmico, explica o relatório, seria, de fato, uma arma temível – não por sua capacidade de matar mas por desativar o sistema imunológico da raça humana inoculada – e cujos portadores poderiam ser mortos em uma simples epidemia de gripe em massa que seria a culpada – e isso pode estar acontecendo agora mesmo no Acampamento de Rukban, na Síria, onde valas comuns estão sendo cavadas como a Organização Mundial de Saúde. acaba de nomear esta área como um atualmente passando por um surto de gripe em massa.

É ainda mais preocupante que as duas nações do mundo mais favorecidas pelo extermínio em massa de povos  árabes, Estados Unidos e China , tenham acabado de concluir uma reunião onde eles, e somente eles, escolhem os ingredientes para a próxima anos esperavam injeção do vírus da gripe.

Se os Estados Unidos estão, de fato, secretamente testando uma “arma biológica étnica” nas dezenas de milhares de refugiados árabes que ficaram presos no Acampamento Rukban, e não permitirão que qualquer ajuda médica externa chegue enquanto esses povos continuam vivendo em “condições da idade da pedra”, conclui este relatório, o ministro das Relações Exteriores Lavrov está tentando descobrir como ele continua sua viagem de emergência às nações da região árabe.

Os EUA seus aliados da coalização na Síria estão descumprindo resolução da Convenção de Genebra em seu artigo 55

Ao mesmo tempo, ele declarou que a Rússia está pronta para o diálogo no campo de Rukban com todas as partes – juntou-se à Síria exortando a comunidade mundial a abrir os olhos para a situação real no Campo de refugiados em Rukban – e onde agora está sendo gravemente alertado de que as crianças não podem mais sobreviver  devido às condições do local – tudo isso sendo ignorado e recebido com um impressionante silêncio por parte do governo americano, a mídia mainstream e os povos da Europa. 

Em 10 de março de 2019 © EU e EUA todos os direitos reservados.  Permissão para usar este relatório em sua totalidade é concedida sob a condição de que ele seja vinculado à sua fonte original em WhatDoesItMean.Com  Conteúdo do Freebase licenciado sob CC-BY e GFDL.


Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.