browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Algo ‘Grande” esta para acontecer em Washington D.C., DELTA Force e SEALs envolvidos

Posted by on 25/07/2019

O Pentágono inadvertidamente revelou alguns detalhes sobre uma missão secreta do Exército que esta usando uma conpanhia de assalto composta de helicópteros Sikorsky UH-60 Black Hawk voando em missões na área de Washington, D.C. – O porta-voz do Exército Wayne Hall recusou em um e-mail a comentar algumas possibilidades – incluindo se a missão envolveria proteção à Casa Branca e/ou outros edifícios federais e se está usando unidades de comando especializadas do Comando de Operações Especiais do Pentágono, incluindo unidades da Delta Force do Exército e Unidades das forças especiais da Marinha, os Seal Team. (duas das mais letais e bem preparadas forças especiais militares do planeta)…

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Exército dos EUA “inadvertidamente” revela que está conduzindo uma operação secreta em torno de Washington D.C.

Anthony Capaccio – Fontes: https://www.bloomberg.com/ e http://www.whatdoesitmean.com/index2932.htm

  • Sinistros Helicópteros Black Hawk trabalhando em missões “emergentes classificadas”;
  • Pentágono pede ao Congresso mais $ 1,55 milhão para projeto classificado.

O Pentágono revelou alguns detalhes sobre uma missão secreta do Exército que esta usando uma conpanhia de assalto composta de helicópteros Sikorsky UH-60 Black Hawk voando em missões na área de Washington, D.C., apoiados em terra por soldados da ativa e da reserva.

A misteriosa operação secreta foi divulgada e veio à conhecimento público quando o Exército pediu ao Congresso aprovação para transferir fundos para fornecer US$ 1,55 milhão a mais para manutenção de aeronaves, tripulações aéreas e viagens em apoio a uma “missão de voo classificada emergente”.

Esta solicitação faz parte de um pedido de US$ 2,5 bilhões este mês para “reprogramar” fundos no orçamento do ano fiscal atual para programas considerados de alta prioridade. “Sem financiamento adicional, o Exército não poderá realizar essa missão secreta”, disse o Departamento de Defesa.

“Soldados de uma companhia de helicópteros de assalto e unidades de manutenção da aviação apoiarão a missão com os helicópteros Sikorsky UH-60 Black Hawk e capacidade de manutenção por quatro meses”, segundo o documento, referindo-se aos Black Hawks.

Exército dos EUA inunda os céus de Washington D.C. em 22 de julho de 2019 com helicópteros de combate fortemente armados em demonstração de força para proteger o presidente Donald Trump e prédios federais em D.C. em função de possível agravamento da situação interna dos EUA

Os recursos também se destinam a cobrir os custos de instalação de um “Centro de Informações Compartimentadas Sensíveis” especializado que será instalado na Base Davison Army Airfield em Fort Belvoir, Virgínia, nos arredores de Washington D.C..

O porta-voz do Exército Wayne Hall recusou em um e-mail a comentar algumas possibilidades – incluindo se a missão envolveria proteção  à Casa Branca e/ou outros edifícios federais e se está usando unidades de comando especializadas do Comando de Operações Especiais do Pentágono, incluindo unidades da Delta Force do Exército e Unidades das forças especiais da Marinha, os Seal Team. (duas das mais letais e bem preparadas forças especiais militares do planeta)

O Exército dos EUA esta montando uma força de comando secreta de forças de elite do exército (Delta Force) e da Marinha (Seal Team) duas das mais letais e bem preparadas forças especiais militares do planeta, na Base do Exército de Davison Army Airfield em Fort Belvoir (acima) Virginia para defesa de prédios federais e resgatar o presidente Donald Trump, se necessário…


{As equipes do 1st Special Forces Operational Detachment-Delta (SFOD-D) comumente referido como Força Delta, Grupo de Aplicações de Combate (CAG), “A Unidade”, Elemento Compartimentado do Exército (ACE), ou dentro do JSOC como Força Tarefa Verde, é uma força de operações especiais de elite do Exército dos Estados Unidos, sob controle operacional do Comando Conjunto de Operações Especiais. A unidade é encarregada de missões especializadas envolvendo principalmente contra-terrorismo, resgate de reféns, ação direta, interdição e reconhecimento especial contra alvos de alto valor.

As equipes United States Navy Sea, Air, and Land (SEAL) Teams da Marinha dos Estados Unidos, comumente conhecidas como SEALs da Marinha, são a principal força de operações especiais da Marinha dos EUA e um componente do Comando de Guerra Especial da Marinha. Entre as principais funções dos SEALs estão a condução de operações militares marítimas de pequena unidade que se originam e retornam a um rio, oceano, pântano, delta ou litoral. Os SEALs são treinados para operar em todos os ambientes (mar, ar e terra) para os quais são nomeados.

A Força Delta e sua contraparte da Marinha, SEAL Team Six, são as principais Unidades de Missão Especial Nível 1 das forças armadas dos EUA, encarregadas de realizar as missões mais complexas, classificadas e perigosas dirigidas pela Autoridade de Comando Nacional.}


Hall disse que a operação começou no início do ano fiscal, que começou em 1º de outubro de 2018, e o prazo “da duração da missão é indeterminada”.

Quanto ao motivo pelo qual a elite do Exército e da Marinha dos EUA está se preparando para proteger a região da capital dos EUA, Washington D.C. e o presidente Trump, explica o relatório, é devido a seus medos de como os inimigos do partido Democrata de Trump (especialmente os Clintons) reagirão quando compreenderem que seu golpe contra ele não só fracassou, mas também que o Procurador Geral dos EUA, William Barr. se movimenta para capturá-los e processá-los a todos por seus crimes contra o país – e como confirmado pelo próprio Trump, que jurou: “Isso nunca deverá acontecer com outro presidente novamente”.

https://i1.wp.com/www.whatdoesitmean.com/black3.jpg?resize=225%2C224

Robert Muller, o responsável pela farsa do conluio de Trump com a Rússia para vencer as eleições

Em uma ação de “retaguarda” para se proteger do presidente Trump e do procurador-geral William P. Barr, porém, uma multidão de líderes ”socialistas” do Partido Democrata no Congresso dos EUA deve começar em pouco mais de 24 horas uma inquisição de várias horas por teleconferência nacional do ex Conselheiro Especial Robert Mueller – que esses democratas esperam que “dê nova vida à farsa da interferência da Rússia nas eleições presidenciais” – ainda é dito que será um “grande momento” que “redimirá ou quebrará os democratas”.

Consiste em duas audiências consecutivas do comitê da Câmara dos Representantes, que representam a arma mais poderosa dos democratas em uma guerra pela percepção pública sobre a Rússia, que está “perdendo para a campanha de relações públicas de Trump” . Isso é realmente baseado na verdade e nos fatos, e é por isso que os principais especialistas estão dizendo a Trump que ele não tem nada a temer de qualquer coisa que Robert Mueller diga – ele próprio prevê problemas para Muller e os democratas – O Procurador Geral William P. Barr, algumas horas atrás, também, tendo seu Departamento de Justiça ordenando a Robert Mueller que:

Qualquer testemunho deve permanecer dentro dos limites do seu relatório público porque as questões dentro do escopo de sua investigação foram cobertas pelo privilégio executivo, incluindo informações protegidas por aplicação da lei, processo deliberativo, produto de trabalho do advogado e privilégios de comunicações presidenciais.

Em 17 de maio de 2017, Mueller foi nomeado pelo Deputy Attorney General Rod Rosenstein (Procurador-Geral Adjunto) como conselheiro especial encarregado de supervisionar uma investigação sobre as alegações de interferência russa na eleição presidencial dos EUA em 2016 e questões relacionadas. Mueller apresentou seu relatório ao Procurador Geral William Barr em 22 de março de 2019.

Em 18 de abril de 2019, o Departamento de (DoJ) Justiça divulgou o relatório final do conselheiro especial Muller. Em 29 de maio de 2019, Mueller renunciou oficialmente ao cargo e o Gabinete do Conselho Especial foi encerrado sem ter encontrado nada que confirmasse as acusações dos democratas contra Trump. E parece que chegou a hora definitiva de, finalmente, Trump “começar a drenar o pântano” conforme ele prometeu em sua campanha presidencial.


Image result for puppet gifA Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):  “A Matrix é um  sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… 

As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse  sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

One Response to Algo ‘Grande” esta para acontecer em Washington D.C., DELTA Force e SEALs envolvidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.