browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Amigo de Epstein e suas ”agências de modelos” no foco do Tráfico sexual e Pedofilia

Posted by on 20/08/2019

A corrupção do feminino, modelos ?!?!

Um associado de longa data, considerado o amigo mais próximo de Epstein, é o “modelador” Jean-Luc Brunel – que recentemente também foi acusado de prostituir meninas menores de idade em todo o mundo através de suas “agências de modelos” MC2 Model Management e Karin Models Agency, enquanto ex-modelos acusaram o homem de 72 anos de idade de assédio sexual e de drogar e estruprar as meninassegundo o Daily Beast

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Depois de alegações de drogas e estupro, amigo de Epstein e suas ”agências de modelagem” entram em foco

Fonte: https://www.zerohedge.com/

Após a morte do condenado pedófilo e traficante sexual de menores, Jeffrey Epstein, sua rede de amigos e co-conspiradores em potencial entraram no centro das atenções. 

Um associado de longa data, considerado o amigo mais próximo de Epstein, é o “modelador” Jean-Luc Brunel – que recentemente também foi acusado de prostituir meninas menores de idade em todo o mundo através de suas “agências de modelos” MC2 Model Management e Karin Models Agency, enquanto ex-modelos acusaram o homem de 72 anos de idade de assédio sexual e de drogar e estruprar as meninassegundo o Daily Beast.

Quão perto estavam Brunel e Epstein?

Brunel era um dos associados masculinos mais frequentes de Epstein . O “agente de modelos” aparece mais de 15 vezes em registros de vôo do avião particular de Epstein, o “Lolita Express” viajando de Paris a Nova York, muitas vezes na presença de mulheres jovens. Ele visitou Epstein quase 70 vezes na prisão, de acordo com registros de visitantes, e várias outras vezes enquanto o financista estava em prisão domiciliar em Palm Beach. De acordo com um dos empregados de Epstein, Brunel amigo de Epstein o suficiente para preparar suas próprias refeições na cozinha do financista e era um dos ouvintes mais frequentes de Epstein.  Daily Beast

O nome de Jean-Luc Brunel apareceu em um esconderijo de documentos judiciais revelados no início deste mês, tendo chamado e deixado uma mensagem para deixar Epstein saber que ele “apenas pegado uma muito boa – 18 anos” que teria dito a ele “eu amo Jeffrey”. 

“Ele tem uma professora para ensinar russo para você”, diz outra nota de setembro de 2005, que acrescenta “Ela tem 2 X 8 [16] anos e não é loira. As aulas são gratuitas e você pode ter 1ª hoje se você ligar.”

A Epstein também emitiu uma carta de crédito de US$ 1 milhão à Jean-Luc Brunel, que foi usada para investir na Elite Models, sediada em Paris. De acordo com  Beast,  “O empreendimento, Elite Models Management, foi registrado pela primeira vez pelo advogado de Epstein, que listou seu endereço como 457 Madison Avenue – o mesmo que a empresa de investimentos de Epstein, J. Epstein & Co.”

Brunel diz que o empreendimento desmoronou depois que a Elite Models soube das alegações de tráfico sexual de Epstein em 2008 na Flórida – com o agente até processando Epstein em 2015 por manchar sua reputação e causar uma “tremenda perda de negócios”

Pelo menos duas pessoas dizem que Brunel não só sabia sobre o tráfico sexual como também participava ativamente do mesmo.

Virginia Roberts (agora Giuffre) – uma das primeiras supostas vítimas a se manifestar contra Epstein depois que ele recebeu um acordo de casamento – alegou em documentos legais que Brunel era  um dos muitos homens poderosos com  quem ela foi forçada a dormir em seus anos como “Escrava sexual” de Epstein. Ela também acusou Brunel de usar sua agência para encontrar garotas estrangeiras, obter vistos para elas e “distribuí-las para seus amigos, incluindo Epstein“.

“Muitas das meninas vieram de países pobres ou de baixa renda, e ele as atraiu com a promessa de ganhar um bom dinheiro” como “modelos”, disse Virginia Roberts em um depoimento de 2015. “Jeffrey Epstein me disse que dormiu com mais de mil meninas de Brunel, e tudo o que vi confirma essa afirmação. ”- Daily Beast

Minha suposição era de que Jean-Luc Brunel conseguia as meninas da Europa Oriental (quando ele conseguiu muitas garotas estrangeiras para Epstein). Elas eram jovens e pareciam européias“, disse Virginia Roberts ao descrever uma orgia que ela diz ter sido forçada a participar. na “Orgy Island” (Ilha da Orgia) de Epstein, nas Ilhas Virgens.

Em uma  obra de 60 Minutes de 1988, vários modelos americanos que trabalharam com Brunel  falavam em ser manipuladas com drogas e levadas para festas com homens mais velhos

“Minha opinião, baseada nas alegações, é que Jean-Luc era um predador, seu grupo era um predador exual e eles usaram suas ferramentas de poder e influência para forçar o sexo com mulheres que, de outra forma, poderiam não estar dispostas a participar”. Um dos repórteres da  peça dos 60 Minutes disse ao Daily Beast

A ex-modelo Thysia Huisman tinha 18 anos quando disse que Brunel a agrediu sexualmente depois de lhe dar uma bebida com drogas.

” Lembro-me dele deitado em cima de mim, eu tentando empurrá-lo“, disse ela em uma entrevista.  “Eu me lembro de tentar me mexer, mas não ser capaz de fazê-lo. Fiquei quase paralisada. Ouvi o som da minha blusa – uma blusa preta – rasgando. Eu também tinha uma saia preta. Eu o senti – isso é difícil – entre minhas pernas. Forçando…”.

Huisman disse que o resto da lembrança era um borrão. Ela acordou na manhã seguinte em um quimono que não era dela, com dor na parte interna das coxas. “Eu senti que fizemos sexo”, disse ela. “Eu sabia. Eu sei.”

Ela reuniu suas coisas e fugiu enquanto Brunel falava ao telefone na sala de estar, ela disse. Seu trabalho de modelagem nunca se recuperou e ela embarcou em uma carreira na televisão, sempre atrás das câmeras….

“Eu estava realmente envergonhada”, disse ela. Huisman disse que começou a contar ao seu atual parceiro sobre o incidente, oito anos atrás. Ele confirmou ao Guardian o que ela disse a ele que ela foi “molestada” por alguém em sua agência de modelos, e acrescentou mais detalhes – incluindo o nome de Brunel – ao longo do tempo, explicando a história completa cerca de dois anos atrás. – The Guardian

Outra ex-modelo, Courtney Soerensen, diz que Brunel a molestou quando ela tinha 19 anos de idade, e “sabotou” sua carreira quando ela o rejeitou. 

Courtney Soerensen e Thysia Huisman

“Ele ficava muito à vontade, começava a me apalpar, tentava me beijar, tentava me deitar na cama só para ‘experimentar'”, disse Soerensen. “Ele tentava tirar a minha camisa, querendo ver meu abdômen. Ele pegava meus seios e colocava a mão no meu traseiro. Houve uma ocasião em que ele se esfregou em cima de mim. “

” O cara era um porco vil”,  diz o ex-fotógrafo e explorador de modelos para Brunel, Clayton Nelson. “As garotas que dormiam com ele trabalhavam. As garotas que não dormiam, ele dizia a quem pagava: ‘Eu não quero que ela faça uma reserva de trabalho para nada’.”

A ex-contadora do MC2 Model Management Martina Vasquez também acusou Brunel de comportamento semelhante, alegando que Brunel empregava olheiros que recrutavam modelos adolescentes da América do Sul, Europa e da antiga URSS. “As mais desejáveis dessas adolescentes eram alojados em apartamentos do Upper East Side de Epstein e emprestado a clientes ricos por até US $ 100.000 por noite, Vasquez alegou. Se elas se recusassem a ser ‘molestadas’, disse ela, elas não seriam pagas” de acordo com o relatório (Brunel negou essas alegações e diz que Vasquez foi demitida de sua agência por desviar fundos da empresa.) .

A Bloomberg, por sua vez, relata que a MC2 Model Management tinha uma  lista crescente de clientes corporativos preocupados até 2014,  depois que os laços de Brunel com Epstein vieram à tona. 

Em 2014, o parceiro de negócios de Brunel, Jeff Fuller, estava preocupado que o relacionamento com Epstein pudesse ser prejudicial. Em uma carta revisada pela Bloomberg News, Fuller disse a Brunel que estava recebendo “uma tremenda quantidade de preocupações de nossos clientes” sobre os laços com Epstein, e depois listou como clientes a Nordstrom Inc., a Macy’s Inc., a Saks Fifth Avenue, Neiman Marcus, JC Penney, Kohl’s Corp., Target Corp., Sears e Belk .  Bloomberg

Brunel negou todas as alegações de impropriedade.


Image result for puppet gifA Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):  “A Matrix é um  sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… 

As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse  sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

One Response to Amigo de Epstein e suas ”agências de modelos” no foco do Tráfico sexual e Pedofilia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.