browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Antártida: Cientistas encontram criatura à profundidade de 3.500 metros sob gelo – como “nada descoberto antes”

Posted by on 10/09/2019

Um grupo de pesquisadores de diversos países zarpou no início deste ano a bordo do navio de pesquisa RV Tangaroa, da Nova Zelândia. Seu destino? A Antártida. O objetivo central da missão era desbravar partes do continente gelado  nunca vistas antes e filmar um documentário. Enfrentando grandes ondas e problemas técnicos, a expedição finalmente chegou ao seu destino. Logo em seguida, a equipe deu início ao trabalho de coleta de material presente no fundo das camadas de gelo. Ao puxar os longos cabos com baldes, os cientistas acharam algo novo e incrível.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Cientistas na Antártica encontram criatura bizarra à profundidade de 3.500 metros sob gelo – como “nada descoberto antes”

Fonte:  https://www.express.co.uk/

Os cientistas na ANTARCTIDA fizeram uma descoberta impressionante a 3.500 metros abaixo do gelo, levando-os a afirmarem que nunca haviam visto nada assim antes de um documentário revelar suas descobertas.

Expedição científica na Antártida levou as águas para uma viagem de 50 dias pelo Oceano Antártico e além do continente gelado no início deste ano A bordo do navio de pesquisa neozelandês RV Tangaroa, uma equipe internacional usou tecnologia de ponta para varrer o fundo do mar The Aegis com um sistema de imagem que permitiu aos cientistas capturar imagens fascinantes como nada visto antes.

Antarctica scientists were stunned by the creature

Cientistas da expedição como a Bióloga Marinha Kareen Schnabel ficaram atordoados com a nova criatura descoberta nas profundezas das águas geladas na Antártida(Image YOUTUBE)

Expedição Antártica levou as águas para uma viagem de 50 dias pelo Oceano Antártico e além do continente gelado no início deste ano A bordo do navio de pesquisa neozelandês RV Tangaroa, uma equipe científica internacional usou tecnologia de ponta para varrer o fundo do mar The Aegis com sistemas de imagem que permitiu aos cientistas capturar imagens fascinantes como nada visto antes.

Enquanto a missão ainda está em andamento, o documentário “The Secrets of Antarctica” foi lançado no YouTube em julho, revelando as incríveis descobertas realizadas até o momento. O narrador explicou: “Tendo que enfrentar tempestades de gelo que quebraram alguns equipamentos e com mar agitado por quase dois meses, a equipe se preparou para o ponto mais alto das pesquisas, a atribuição sob pressão de todos:

“Eles mergulharam 3.500 metros na planície abissal a uma profundidade quase tão alta quanto os Alpes suíços”. Eles suportaram uma pressão de 300 vezes mais do que experimentamos todos os dias na superfície.

The expedition traveled through the Southern Ocean

A expedição viajou para pesquisas pelo Oceano Antártico (Image YOUTUBE)

“De repente, a planície abissal se revela estéril como a superfície de Marte, mas um olhar mais atento revela a vida que ninguém jamais testemunhou na Antártida.” No entanto, os cientistas não puderam deixá-lo lá. Eles queriam ver mais de perto alguns dos animais marinhos, uma nova vida descoberta e, portanto, enviaram uma rede de pesca O narrador acrescentou: “A equipe aproveita a oportunidade para arrastar o fundo, depois de instalar mais de 5000 cabos no mar”.

“12 baldes de lama e um único peixe” Mas nesta lama jaz muitas coisa interessantes como este pepino do mar “Então Kareen [Schnabel] encontra um espécime ainda mais curioso, a Dra. Schnabel, bióloga marinha do Instituto Nacional de Água e Pesquisa Atmosférica em Nova A Zelândia detalhou sua empolgação. Ela disse aos telespectadores: “Tem algo bastante interessante na frente que meio que se assemelha com um hipopótamo.

The Secrets of Antarctica | Full Documentary:

 

“Não sabemos quantos existem lá embaixo, não sabemos o quão comum esse animal é. Mas nunca vi nada assim antes”. A mesma equipe também descobriu uma nova espécie durante sua jornada, e Andrew Stewart, cientista líder na expedição ficou atordoado com as novas descobertas.

Ele disse no mês passado: “É por isso que vim para a Antártida, foi para descobrir coisas assim”

Dr. Andrew Stewart segurou a criatura frente a câmera para ser filmado para registro. Ele então exclamou: “Eu tenho que olhar para características como o formato dos dentes, as mandíbulas, o formato dos guelras e as contagens das vértebras” [para determinar o que é o novo animal descoberto nas profundezas das águas geladas da Antártida]

Scientists trawled the bottom of the ocean

Cientistas arrastaram o fundo do oceano para coletar material para análise (Image YOUTUBE)

“Agora eu ainda não tenho ideia de que espécie é esse novo animal. O padrão de cores nas barbatanas não se parece com nada do que eu já vi anteriormente”, declarou Stewart. 

Além da estranha criatura, a equipe também encontrou outras espécies de animais que foram vistas pelos cientistas pela primeira vez.


“Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas  na medida em que o tempo da grande colheita se aproxima muito rapidamente  ao longo dos próximos anos. Você vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 quilômetros) por hora, às vezes. Deverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol)  que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“.  SAIBA MAIS no LINK 


Mais informações sobre ANTÁRTIDA, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

 

One Response to Antártida: Cientistas encontram criatura à profundidade de 3.500 metros sob gelo – como “nada descoberto antes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.