browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Avistamentos de UFOs por pilotos militares dos EUA são virais na (controlada) mídia mainstream

Posted by on 29/05/2019

Em 26 de maio de 2019, o veículo da mídia mainstream, o jornal The New York Times publicou uma reportagem  sobre cinco pilotos da Marinha dos EUA relatando avistamentos de OVNIs em 2014 e 2015 na costa da Flórida. A história cita suas descrições de embarcações desconhecidas que poderiam voar a velocidades hipersônicas e pairar sobre o oceano durante muito tempo, algo impossível para aeronaves humanas. Seus relatórios foram entregues ao Programa Avançado de Identificação de Ameaça Aérea (Advanced Aerial Threat Identification Program – AATIP) do Pentágono.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Avistamentos de UFOs por pilotos da USNAVY são virais na mídia mainstream controlada. Um primeiro passo para a divulgação dos programas espaciais {SSPs} secretos dos EUA e a existência de vida extraterrestre para as massas?

Fonte:  https://www.exopolitics.org/

Os cinco pilotos da Marinha foram entrevistados pelos repórteres do New York Times sobre os avistamentos de OVNIs que ocorreram enquanto eles realizavam manobras de treinamento no porta-aviões Theodore Roosevelt (CVN-71) antes de serem enviados para o Oriente Médio. 

Os repórteres do Times disseram que, devido aos avistamentos de 2014 e 2015, a Marinha atualizou suas orientações classificadas de como os pilotos devem informar os avistamentos de OVNIs/UFOs, que agora são oficialmente chamados de Fenômenos Aéreos Inexplicáveis ​​(Unexplained Aerial Phenomena-UAP).

Um vídeo foi incluído em um dos incidentes OVNI onde os pilotos podiam ser ouvidos exclamando : “Uau, o que é isso, cara? Olhe como ele voa! ” O vídeo foi lançado mais de um ano antes e foi tema de entrevista de 12 de março de 2018 com Luis Elizondo, ex-funcionário do Pentágono, que chefiou a AATIP de 2007 até 2017 quando se aposentou. em protesto pela falta de apoio que o programa estava recebendo.

Na história do Times , os pilotos deixaram claro que nenhuma aeronave humana tripulada poderia realizar as complexas manobras aéreas do OVNI:

“O que era estranho, disseram os pilotos, era que o vídeo mostrava objetos acelerando acima da velocidade hipersônica, fazendo paradas repentinas e curvas instantâneas – algo além dos limites físicos {impossível} de uma tripulação humana em uma aeronave convencional”.

Eles especularam que os OVNIs podem ser parte de um “programa de drones” altamente avançado que levantou vários problemas de segurança devido à possibilidade de uma colisão no ar. Eles se recusaram a especular mais sobre as origens dos OVNIs avistados. No início de abril de 2019, a Marinha publicou novas diretrizes para relatar avistamentos de OVNIs e citou preocupações de segurança como um fator para a necessidade de melhorar o processo de relatório.

Há vários tópicos importantes desta última reportagem do New York Times que segue uma história de 16 de dezembro de 2017 que analisou avistamentos semelhantes reportados por pilotos da Marinha em 2004.

A primeira é que a Marinha dos EUA está permitindo que seus pilotos façam depoimento e registro público sobre os seus avistamentos de OVNIs que têm implicações na segurança nacional. Isso efetivamente reverteu uma política militar de décadas de absoluto segredo que remonta a 1954, chamada JANAP 146 (C) , que proibia pilotos militares e civis sobre a discussão e publicidade sobre avistamentos de OVNIs que eram considerados como tendo implicações de segurança nacional. 

O JANAP 146 referiu-se a um possível processo sob as Leis de Espionagem para a divulgação não autorizada de avistamentos de OVNIs relatados por pilotos militares e civis {das companhias de transporte aéreo} que se enquadravam no mecanismo de controle de relatório oficial estabelecido pelo JANAP.  

O segundo argumento é que o Pentágono está permitindo que o vídeo de vigilância militar oficial agora vaze para o público sobre um fenômeno que na superfície parece desconhecido, para os pilotos que os presenciaram. É mais do que provável, no entanto, que o fenômeno é muito bem conhecido da alta hierarquia militar dos EUA que agora autorizou o vazamento e a publicidade dos vídeos, que precisam ser enfatizados que são os vídeos oficiais da Marinha, cuja divulgação não autorizada traz severas penalidades, conforme deixa claro o JANAP 146.

Terceiro, o fato de que um dos principais veículos da mídia mainstream como o jornal The New York Times ter divulgado a história está enviando um sinal claro para outras fontes da mídia que está certo e que agora se pode discutir {sem mais ridicularizar as testemunhas dos avistamentos de UFOs/OVNIs} os avistamentos de OVNIs e suas implicações na segurança nacional. Podemos, portanto, esperar muito mais histórias da mídia mainstream sobre UFOs / UAPs num futuro próximo, como evidenciado por várias fontes de notícias que imediatamente divulgaram a história do Times.

O que pode ser concluído sobre o recente entusiasmo da mídia mainstream {controlada pela elite} em discutir os relatórios dos pilotos sobre avistamento de UFOs/OVNIs?

O Tenente Ryan Graves

É importante enfatizar que não há como o Pentágono reverter sua política de décadas (JANAP 146), a menos que esteja convencido de que poderia explicar adequadamente as implicações de segurança nacional dos avistamentos de OVNIs. É mais do que provável que os vazamentos de vídeo e as entrevistas dos pilotos que viram os UFOs  façam parte de um processo oficial de divulgação de tecnologias aeroespaciais avançadas secretas que são bem conhecidas dos líderes militares dos EUA.

O Pentágono está lentamente educando o público, a massa em geral sobre as tecnologias avançadas que desenvolveu secretamente nas últimas décadas. Há evidências abundantes e convincentes de que tanto a USAF quanto a Marinha dos EUA desenvolveram programas espaciais secretos que utilizam o tipo de tecnologias aeroespaciais com sistemas de propulsão antigravidade extraterrestres avançadas testemunhadas pelos pilotos da Marinha nos incidentes de 2014/2015 e 2004.

É mais provável, no entanto, que o arsenal de tecnologias aeroespaciais avançadas da Força Aérea dos EUA seja o primeiro programa espacial secreto a ser revelado, dada a abundância de provas que comprovam sua existência, como documentado no Programa Espacial Secreto da Força Aérea dos EUA . Enquanto o programa da Marinha concentrava-se nas operações do espaço profundo, a Força Aérea concentrou-se, com seu programa espacial secreto, nas operações próximas à Terra, e suas espaçonaves empregam, usam tecnologias que serão mais fáceis de explicar como engenharia humana.

Isso ajudará muito no desdobramento da narrativa sobre a “revelação” da existência dos OVNIs e extraterrestres se os pilotos da Marinha dos EUA ficarem perplexos com as tecnologias avançadas que estão testemunhando voarem nos céus do planeta, indicando assim que tais tecnologias pertencem a outro serviço militar. Isso desviará a atenção do SSP-Programa Espacial Secreto da Marinha para o SSP-Programa Espacial Secreto da Força Aérea {ou finalmente AMBOS serão divulgados para o público em geral}.

Está ficando muito mais claro que o Pentágono decidiu avançar com a preparação da opinião pública das massas em geral para futuros anúncios sobre a existência de tecnologias aeroespaciais avançadas que foram secretamente desenvolvidas em programas espaciais secretos altamente confidenciais e com tecnologia extraterrestre. 

Isso será usado para explicar as origens de muitos avistamentos de OVNIs ao longo das últimas décadas, incluindo aqueles testemunhados por pilotos militares que foram estudados pela AATIP. Eu, pelo menos, não acredito que todos os avistamentos de OVNIs possam ser explicados como tecnologias avançadas terrestres, mas certamente muitas são.

Pilotos da Marinha do esquadrão VFA-11 “Red Rippers” a bordo do porta-aviões Theodore Roosevelt (CVN-71) em 2015. O esquadrão começou a perceber objetos estranhos logo depois que a Marinha atualizou os sistemas de radar em seus aviões de combate F / A-18. Crédito Adam Ferguson para o New York Times

As tecnologias aeroespaciais avançadas secretamente desenvolvidas pela Força Aérea, como explicarei no Programa Espacial Secreto da Força Aérea dos EUA, serão gradualmente divulgadas com o lançamento oficial do novo ramo militar dos EUA, a Força Espacial, que faz parte de um plano estratégico de longo prazo para eventualmente divulgar e fundir todas as tecnologias aeroespaciais avançadas desenvolvidas secretamente {algumas com ajuda de raças extraterrestres} por diferentes ramos das forças armadas dos EUA. 

Enquanto isso, para obter mais informações sobre a AATIP e vários relatórios de pilotos militares de contatos e avistamentos de OVNIs desde 2007, você pode sintonizar nesta sexta-feira o lançamento oficial do History Channel, “ Unidentified: Inside America’s UFO Investigation”.

© Michael E. Salla, Ph.D. 


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):   “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. 

“Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba MUITO mais, informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.