browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Base de Shayrat na Síria foi atacada por Israel

Posted by on 17/04/2018

As Forças Armadas da Síria afirmaram que foi ISRAEL quem lançou mísseis contra base de Shayrat na província de Homs, comunicou o portal de notícias Al-Masdar. A mídia estatal da Síria afirma que as defesas antiaéreas do país interceptaram novos mísseis nesta segunda-feira (16).  Também na madrugada de 17 (horário local), a mídia informou que os sistemas de defesa antiaérea sírios (fornecidos pela Rússia) repeliram um ataque perto da cidade de Homs.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Forças Armadas sírias: base de Shayrat foi atacada por Israel. Síria afirma ter interceptado novos mísseis

Fonte: https://br.sputniknews.com/

O Exército israelense ainda não comentou as informações. O portal indica que os aviões atravessaram a fronteira da Síria a partir do Líbano, supondo-se que se tratou de aviões israelenses. Na madrugada de 17 (horário local), a mídia informou que os sistemas de defesa antiaérea sírios repeliram um ataque perto da cidade de Homs.

Segundo várias fontes, os militares sírios interceptaram cerca de 10 mísseis lançados contra a base aérea de Shayrat. O canal de TV Al-Mayadeen comunicou que o ataque não provocou vítimas mortais nem causou danos materiais, pois a defesa antiaérea síria interceptou todos os mísseis lançados.

Comentando os relatos sobre o ataque, um representante do Pentágono disse à Sputnik que os EUA não estão realizando operações militares perto da base de Shayrat. Mais tarde, a mídia árabe, citando fontes no exército sírio, informou sobre outro ataque com três mísseis contra o aeródromo de Al-Dumayr a 50 quilômetros de Damasco.

De acordo com o canal Al-Mayadeen, o aeródromo foi atacado enquanto lá estavam discutindo um acordo para a saída dos militantes dessa área. O canal informou que deste ataque também não resultaram vítimas, tendo os mísseis sido interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea.

Síria afirma ter interceptado novos mísseis

De acordo com a agência de notícias SANA, os mísseis invadiram o espaço aéreo sírio e foram derrubados perto da província de Homs. Uma fonte militar ouvida pela Sputnik afirmou que cerca de 10 mísseis foram interceptados enquanto se aproximavam da base militar de Shayrat. Não há relatos de feridos ou de explosões. 

A Síria classificou o episódio como mais “uma agressão” ao seu território. Ainda não foi feita a identificação de quem lançou o ataque. 

O Pentágono afirmou que “não há atividade militar dos Estados Unidos naquela área neste momento”. O porta-voz Eric Pahond afirmou que no momento não há mais informações. Um militar de Israel ouvido pela agência Agence France-Presse disse que não tem informações sobre o incidente. 


“Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás”. –  Apocalipse 2:9

“Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo”.  Apocalipse 3:9


O que não se percebe à primeira vista são os interesses de CONQUISTA DE TERRITÓRIO para a construção do GRANDE ISRAEL, um objetivo muito desejado pelos judeus sionistas khazares, desde a fundação de ISRAEL há quase 70 anos.


Sobre os Judeus Khazares, saiba mais acessando os links:


Na sexta-feira (13), uma coalizão formada por Estados Unidos, França e Reino Unido lançou mísseis contra a Síria em resposta a um possível ataque químico realizado pelas forças militares do presidente da Síria, Bashar Assad. 


Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.