browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Bomba: QAnon Posta conexão dos Clintons e a CIA para assassinar JFK Jr em “acidente” aéreo

Posted by on 11/04/2018

Em 8 de abril, o fórum QAnon postou duas mensagens ligando os Clintons e a CIA ao acidente com avião de John F. Kennedy Jr. e como sua morte abriu caminho para Hillary Clinton iniciar sua carreira política sem oposição de qualquer grande rival democrata pela nova cadeira do Senado dos EUA disponível para Nova York. Se os Clintons estivessem envolvidos na morte de JFK Jr, seria irônico, já que Bill Clinton procurou descobrir quem matou o presidente Kennedy pouco antes de sua posse, em janeiro de 1993, presumivelmente para evitar um destino semelhante. As respostas que ele recebeu mais tarde ajudaram Hillary Clinton a lançar sua carreira política, à serviço do governo da AGENDA das trevas do Estado (Deep State) Profundo.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Bomba: QAnon Posta conexão dos Clintons e a CIA para assassinar JFK Jr em “acidente” aéreo

Vale a pena repetir que o QAnon representa vários indivíduos associados à inteligência militar dos EUA que estão trabalhando através do governo de Trump na Casa Branca para liberar informações confidenciais para ajudar a expor e superar o poder do Estado (Deep State) Profundo por meio de operações secretas. Portanto, os posts de QAnon abrem o leitor ao mundo rarefeito da inteligência militar dos EUA.

Além disso, os posts de QAnon revelam o pensamento de oficiais da inteligência militar sobre “importantes (marionetes do Deep State) figuras” políticas, como os Clintons, Barack Obama e membros de agências de inteligência como a CIA. Agora estamos prontos para examinar de perto o que QAnon tinha a dizer sobre a “morte acidental” de JFK Jr:

As duas primeiras linhas do post revelam que Donald Trump (POTUS=President Of The United States) teve um relacionamento com JFK Jr. Isso não é surpreendente, já que há fotos mostrando Trump e Kennedy Jr. juntos em seu exclusivo clube Mar-a-Lago em 29 de fevereiro de 1996. O fato de que eles provavelmente eram amigos é significativo, pois Trump provavelmente estaria altamente motivado para descobrir a verdade sobre o que realmente aconteceu.

A próxima linha no post refere-se a data do acidente aéreo de Kennedy em 16 de julho de 1999, que o matou, juntamente com a sua esposa e cunhada. O acidente aconteceu logo depois de JFK Jr ter dito a dois amigos que ele planejava concorrer ao cargo no Senado dos EUA que estava disponível após a aposentadoria de Daniel Patrick Moynihan.

Apenas alguns meses antes do acidente, Hillary Clinton declarara sua candidatura para a cadeira no Senado, mas estava sendo criticada por ser uma “saqueadora” da cadeira no senado desde que ela e Bill Clinton não eram residentes de Nova York.

De acordo com uma reportagem do New York Daily News publicada (acima) em 20 de julho de 1999, JFK, Jr., secretamente planejava concorrer ao Senado apesar de Hillary já ter declarado sua candidatura. Dada uma pesquisa privada de 1997 mostrando que “John F. Kennedy Jr. era de longe o democrata mais popular do estado”, é altamente provável que ele teria conseguido a vaga no senado.

A entrada de Kennedy no Senado teria negado a Hillary o começo de sua carreira política pouco antes da iminente aposentadoria presidencial de Bill Clinton. QAnon esta claramente ligando o acidente de avião ao início da carreira política de Hillary. Enquanto alguns podem considerar isto como mera coincidência, o próximo post de QAnon sugeriu que algo sinistro de fato aconteceu.

O elo estava com um documento de janeiro de 1956 na sala de leitura da CIA que discutia um programa de satélite da Terra ligado a mísseis guiados e operações da CIA. O diretor da CIA Allen Dulles foi mencionado como parte do programa.

QAnon estava sugerindo que o acidente de avião de JFK Jr estava ligado de alguma forma a isso ou a um programa aeroespacial avançado semelhante, conectado à CIA e a Dulles. A conexão com Dulles é altamente significativa, pois há muita documentação ligando-o diretamente ao assassinato em 1963 do presidente John F. Kennedy.

Mais especificamente, há um Memorando contendo um conjunto de oito diretrizes políticas elaboradas por Dulles em nome de um misterioso comitê chamado Majestic 12 (MJ-12) encarregado dos programas aeroespaciais avançados (nota de Thoth: especialmente criado para administrar as interações de membros do governo dos EUA com raças de extraterrestres e a transfer~encia de tecnologia alien para os militares dos EUA). Uma das oito diretrizes, Projeto Meio Ambiente, concedeu uma autorização críptica para o assassinato de qualquer funcionário público que ameaçasse as operações sigilosas do Majestic 12 (MJ-12).

texto da diretiva acima menciona:

Rascunho – Diretriz Relativa ao Ambiente do Projeto – Quando as condições se tornam não-condizentes ao crescimento em nosso meio ambiente e (o GOVERNO em) Washington não pode ser mais influenciado, o clima está sem precipitação … deve estar molhado (It Should be Wet).

O Dr. Robert Wood, que é o principal especialista em analisar documentos do MJ-12 usando métodos forenses, concluiu que o documento parcialmente queimado é uma diretiva de assassinato. Em uma entrevista discutindo o documento queimado, ele apontou que a frase enigmática “deveria estar molhada” tem origem na Rússia, onde a frase “trabalhos molhados” ou “assuntos úmidos” denota alguém que foi morto e está encharcado de sangue.

No livro Kennedy’s Last Stand, analisei os testemunhos, as circunstâncias e os documentos que sustentavam a conclusão que Dulles havia feito para que as diretrizes do MJ-12 fossem aplicadas à administração Kennedy em geral e ao presidente Kennedy em particular.

James Jesus Angleton, chefe da Contra Inteligência da CIA, recebeu a autoridade para cumprir as diretrizes do MJ-12, conforme documentado em um memorando divulgado em 12 de novembro de 1963, divulgado apenas 10 dias antes do assassinato de Kennedy.

O Memorando Supremo e Secreto instruiu o então Diretor da CIA, John McCone, a compartilhar todas as informações classificadas sobre OVNIs-ETs  com a NASA, a fim de cumprir sua exigência conforme descrito no Memorando de Ação de Segurança Nacional (NSAM) 271.

Em suma, os dois memorandos de Kennedy, emitidos em 12 de novembro de 1963, assegurariam que o acesso a arquivos sigilosos de OVNIs fosse estendido a mais agências do governo, resultando em acesso direto à Presidência.

Esse acesso direto havia sido negado ao presidente Kennedy pelo antecessor de McCone, Allen Dulles, que se aposentou como diretor da CIA em novembro de 1961, mas provavelmente continuou em sua outra posição como chefe do Comitê MJ-12 como sugerido na política do MJ-12. Diretivas. É possível que as Diretrizes do MJ-12 elaboradas por Dulles e aprovadas pelo Comitê MJ-12 tenham sido usadas não só para o assassinato do Presidente Kennedy em 1963, mas também para a remoção de seu filho, 36 anos depois.

Tem havido muitas questões levantadas sobre o acidente aéreo de Kennedy e se foi ou não simplesmente devido à sua inexperiência como piloto, agravada por problemas conjugais e financeiros, como sugerido em um relatório oficial do National Transportation Safety Board. O relatório foi um acobertamento para o avião ter sido abatido ou sabotado em um assassinato dirigido pela CIA? Isto é exatamente o que QAnon parece estar sugerindo.

Então, por que a CIA queria ajudar Hillary Clinton a conseguir um cargo público, e isso estava relacionado de alguma forma às misteriosas Diretrizes Majestic 12 (MJ-12) de Dulles?

Para obter uma resposta, podemos começar com o envolvimento de Clintons em uma operação de tráfico de drogas (cocaína da Colômbia) da CIA em Mena, Arkansas, durante o governo de Bill Clinton como governador estadual.  Houve várias testemunhas e documentos mostrando como o governador Clinton estava protegendo e facilitando a operação da CIA em Mena.

No final de 2017, um filme baseado em fatos reais foi divulgado mostrando como um ex-piloto da TWA, Barry Seal, foi recrutado pela CIA para uma operação secreta em Mena, Arkansas, que envolvia venda e tráfico de armas ilegais e operação de transporte de drogas (cocaína), e como o governador Clinton protegeu toda a operação.

Mais condenável é o testemunho e documentos fornecidos por Roger Morris, um jornalista investigativo, que expôs toda a extensão do envolvimento de Clinton no programa de tráfico de drogas da CIA, e o envolvimento de Seal.

Em um livro, entrevistas e documentário, Morris revelou como os milhares de documentos e muitas testemunhas em sua investigação nunca foram publicados pela grande mídia, nem investigados pelo FBI ou pelo Congresso dos EUA.

A razão pela qual os esforços de investigação de Morris não chegaram a lugar nenhum é que o dinheiro das drogas foi usado pela CIA para financiar as operações do Majestic 12 (MJ-12) conduzidas secretamente pelos EUA no desenvolvimento de programas aeroespaciais avançados. Muitos avistamentos de OVNIs eram de fato veículos aeroespaciais avançados que faziam parte de programas espaciais secretos em desenvolvimento pela Força Aérea e Marinha dos EUA, com a ajuda de grandes corporações aeroespaciais (Complexo Industrial Militar).

Tendo mostrado sua utilidade na operação de controle de drogas da CIA em nível estadual, o grupo do Majestic 12 (MJ-12) abriu caminho para que Clinton se tornasse presidente para que ele pudesse fazer o mesmo em nível nacional mais abrangente.

Pouco antes de iniciar seu primeiro mandato em 20 de janeiro de 1993, o presidente eleito Clinton fez um pedido muito estranho para fechar o amigo da família e advogado Webster Hubbell: “Se eu colocá-lo lá na justiça eu quero que você encontre a resposta para duas perguntas para mim: Uma, quem matou o JFK. E dois, há OVNIs. ”De acordo com Hubbell, que descreveu o incidente em suas memórias, “Friends in High Places“, Clinton estava falando sério ”.

Hubble disse que não teve sucesso em encontrar respostas satisfatórias. Ele acabou sendo forçado a renunciar como Procurador Geral Associado devido ao escândalo político de Whitewater e foi preso em julho de 1995 por 18 meses.  Os Clintons aprenderam rapidamente, por causa do que acontecera com Hubble, que o Estado (Deep State) Profundo, através da CIA e de misteriosos grupos políticos como o Majestic 12 (MJ-12) tinha grande poder. Apesar de todo seu poder como presidente, Clinton não pôde frustrar os planos do Estado Profundo.

Os Clintons decidiram terminar seus esforços para obter respostas às perguntas sobre o assassinato de JFK e o que estava por trás do fenômeno UFO. Isso apesar de saberem que as operações de tráfico de drogas da CIA estavam secretamente financiando programas aeroespaciais altamente classificados e demais operações secretas levadas a cabo pela CIA em todo o planeta.

No final da presidência de Bill, o orçamento negro “não oficial” da CIA era estimado em até $ 1 trilhão de dólares por ano, o que era mais que o dobro do orçamento do Pentágono na época.

Os Clintons haviam se tornado uma parte crítica das operações da CIA / Majestic 12 (MJ-12) nos níveis estadual e nacional durante a carreira política de Bill. Como a presidência de Bill acabou, a carreira política de Hillary ofereceu outra oportunidade para um líder político complacente e altamente comprometido que continuaria o apoio do levantamento de fundos ilícitos da CIA para operações secretas do Majestic 12 (MJ-12) e do Estado (Deep State) Profundo.


Sobre o GRUPO MAJESTIC-12 (MJ12):


Negócios secretos foram subsequentemente atingidos e a CIA / Majestic 12 (MJ-12) (também conhecida como Estado (Deep State) Profundo) apoiou a ascensão de Hillary ao poder político, e o Senado de Nova York foi planejado para ser seu ponto de partida para os mais altos cargos políticos, se possível com sua chegada à presidência dos EUA, o que a eleição de Donald Trump não permitiu.

Conseqüentemente, quando JFK Jr estava à beira de declarar publicamente que concorreria ao Senado, ele não apenas ameaçou a nascente carreira política de Hillary, mas também ameaçou os planos cuidadosamente elaborados para o futuro financiamento das operações do Estado (Deep State) Profundo através da CIA / Majestic 12 (MJ-12). Conseqüentemente, a mesma diretiva de política similar para o Projeto Meio Ambiente, que havia sido usada para assassinar o Presidente Kennedy, poderia agora ser usada contra JFK Jr por sua ameaça às operações do Estado (Deep State) Profundo através da CIA / Majestic 12 (MJ-12).

As mensagens de QAnon que ligam o acidente de avião de JFK Jr em 1999 com Hillary Clinton e a CIA são certamente MAIS uma bomba que ajuda a implodir o Estado (Deep State) Profundo. Um exame minucioso da história dos Clintons e dos atores secretos da CIA no Deep State, como o Majestic 12 (MJ-12), fornece uma forte razão para o motivo de JFK Jr ser visto como uma ameaça e que devia ser assassinado em um forjado acidente aéreo, feito para parecer um acidente comum.

© Michael E. Salla, Ph.D.


{Excerto do post: Visão profunda sobre QUEM realmente controla os EUA (Deep State) – Porque NÃO é o “POVO”:

De acordo com um relatório detalhado do jornalista Mike Lofgren:

“O Estado Profundo não consiste em toda a estrutura do governo. É um híbrido de agências de inteligência da “segurança nacional” e agências de aplicação da lei: o Departamento de Defesa, o Departamento de Estado, o Departamento de Segurança Interna, a Agência Central de Inteligência e o Departamento de Justiça. Eu também incluo o Departamento do Tesouro por causa de sua jurisdição sobre fluxos financeiros, sua aplicação de sanções internacionais e sua simbiose orgânica com Wall Street”.

Numerosos políticos discutiram publicamente as pessoas que secretamente controlam o sistema político dos EUA, e estão criando leis e as manobrando em benefício próprio. Como John F. Hylan, ex-prefeito de Nova York, explicou:

“A verdadeira ameaça da nossa República é o Governo Invisível, que, como um polvo gigante, espalha seus tentáculos viscosos sobre nossas cidades, estados e nação. . . O pequeno grupo de poderosos banqueiros internacionais administra virtualmente o governo dos Estados Unidos para seus próprios fins egoístas. Eles praticamente controlam ambas as partes. . . [e] controlam a maioria dos jornais e revistas deste país. Eles usam as colunas desses jornais para subornar ou expulsam funcionários públicos que se recusam a obedecer as ordens dos poderosos  corruptos que compõem o governo invisível. Opera sob a cobertura de uma tela autogerada [e] corrompe nossos diretores executivos, órgãos legislativos, escolas, tribunais, jornais e todas as agências criadas para a proteção pública”. ( fonte ) ( fonte)

O Senador Daniel K. Inouye, um alto político asiático-americano, também declarou: “Existe um governo sombrio com sua própria Força Aérea, sua própria Marinha, seu próprio mecanismo de captação de recursos (o controle mundial do TRÁFICO de DROGAS) e a capacidade de perseguir suas próprias idéias do governo nacional. Livre de juros, livre de todos os freios e contrapesos, e livre da lei em si mesma”. (fonte).  E Theodore Roosevelt, ex-presidente dos Estados Unidos, declarou:

“Os partidos políticos existem para garantir o governo responsável eleito e executar a vontade do povo. Dessas grandes tarefas, ambos os antigos partidos se desviaram. Em vez de instrumentos para promover o bem-estar geral, tornaram-se ferramentas de interesses corruptos, que os utilizam parcialmente para servir a seus propósitos egoístas. Atrás do ostensivo governo está entronizado um governo invisível, que não tem lealdade e não reconhece nenhuma responsabilidade para com o povo. Destruir este governo invisível, dissolver a aliança profana entre negócios corruptos e política corrupta, é a primeira tarefa da diplomacia do dia”. (fonte) (fonte)}


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

11 Responses to Bomba: QAnon Posta conexão dos Clintons e a CIA para assassinar JFK Jr em “acidente” aéreo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.