browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cadeias Globais de Suprimento de Alimentos começaram a ser afetadas

Posted by on 16/04/2020

À medida que o coronavírus continua infectando mais e mais pessoas, as cadeias de suprimento de alimentos começaram a ficar mais tensas nos últimos dias e demonstram acentuada ruptura. Foi anunciado ontem; o maior produtor mundial de carne suína está fechando uma fábrica primária nos EUA indefinidamente após um surto pelo coronavírus entre os seus funcionários. Os produtores de leite dos Estados Unidos estão começando a despejar leite fora porque não existe mais lugar para eles estocarem, pois o mercado de laticínios foi afetado pelo fechamento de restaurantes, escolas, hotéis e empresas de serviços de alimentação. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Cadeias Globais de Suprimento de Alimentos começaram a ser destruídas, Surgirão Crises na produção e distribuição de alimentos ?

Fontes:  http://www.goldtelegraph.com/global-food-supply-chains-beginning-to-erode-crisis-looms/

A Smithfield Foods Inc. interromperá sua instalação de processamento de suínos em Dakota do Sul, responsável por 4% a 5% da produção suína dos EUA. A empresa também alertou que os fechamentos em todo o país estão levando o suprimento de carne americano “perigosamente perto do limite” dos déficits. Este é apenas um dos exemplos mais recentes do coronavírus começando a interromper rapidamente as cadeias alimentares em uma escala mais significativa.

Produtores de leite inutilizando o alimento durante a atual crise da pandemia pelo coronavírus, a história se repete sem que a humanidade aprenda algo.

Antecipamos essa ocorrência, pois informamos em  1º de abril  que as cadeias globais de suprimento de alimentos estavam nos estágios iniciais de tensão. Muitos países estavam se preparando há muitas semanas, reduzindo as exportações para começar a estocar seus produtos para enfrentar uma crise sistêmica.

 Surpreendentemente, os produtores de leite dos Estados Unidos já estão começando a despejar leite fora porque não havia lugar para eles estocarem seu produto, pois o mercado de laticínios foi afetado pela quarentena e pelo fechamento de restaurantes, escolas, universidades, hotéis, fábricas e empresas de serviços de alimentação. 

Alguém poderia começar a acreditar que a história pode não estar se repetindo, mas sem dúvida está começando a se repetir, mas em escala nunca antes vista. Durante a grande depressão da década de 1930, a indústria mais atingida foi a da agricultura. A renda agrícola caiu quase dois terços no início dos anos 30. Os produtores de leite e laticínios despejavam incontáveis ​​litros de leite na rua em vez de aceitar um centavo por litro pelo seu produto.

Produtores de leite inutilizando o alimento durante a crise da Grande Depressão dos anos 1930.

Durante a Primeira Guerra Mundial, os agricultores produziram colheitas recordes de alimentos e de gado para manter todos alimentados. No entanto, quando os preços começaram a cair, eles tentaram colher ainda mais para pagar suas dívidas e despesas de moradia. 

No início dos anos 30, os preços caíram tanto que muitos agricultores faliram e perderam as suas fazendas para os banqueiros. Em alguns casos, o preço de um alqueire de milho caiu para apenas oito a dez centavos. Alguns agricultores começaram a queimar milho em vez de carvão nos fogões, porque o milho era mais barato.

No entanto, há uma diferença dramática hoje. Os preços não estão caindo; de fato, as compras dos supermercados estão ficando mais caras a cada dia, especialmente com alimentos. As cadeias de suprimentos estão sendo interrompidas devido a paralisação dos sistemas de transporte e, claro, ao processamento de uma vasta seleção de alimentos.

Como estamos começando a aprender, o país onde o coronavírus começou, a China, pode agora já estar enfrentando uma crise alimentar.  O país acaba de reabrir sua economia, já que o regime comunista reivindicou uma vitória sobre a pandemia do coronavírus.

No entanto, houve um documento vazado do governo divulgado na quinta-feira passada que mostra que os funcionários do [PCC] governo estão prevendo um déficit no suprimento de alimentos. O documento, datado de 28 de março, foi redigido após uma reunião convocada pelo PCC chinês para fazer arranjos especiais e assegurar a segurança alimentar do pais. 

“O Comitê do Estado e os governos estaduais e municípios e cidades devem fazer todo o possível para transferir e  armazenar todos os tipos de produtos vivos , como grãos, carne bovina, carne de carneiro, óleo e sal através de vários canais”, disse o documento, segundo um relatório da Radio Free Asia

O documento também pede a “mobilização das massas para armazenar conscientemente grãos e garantir que cada grupo familiar reserve entre 3 e 6 meses de grãos para emergências”Conforme tuitamos, parece haver uma sensação de pânico na compra de alimentos em resposta a rumores sobre a crescente escassez de alimentos em certas partes do país: 

Outra manchete alarmante que chegou no final do mês passado foi o aviso da organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, que agora alertou para a escassez global de alimentos nos próximos meses. “O pior que pode acontecer é que os governos restrinjam o fluxo de alimentos”, disse Maximo Torero, economista-chefe da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação.

As colheitas têm sido boas e as colheitas básicas permanecem em demanda, mas a escassez de trabalhadores de campo provocada pela pandemia e uma mudança em direção ao protecionismo – tarifas e proibições de exportação de alimentos por vários países produtores – podem levar a problemas de abastecimento nas próximas semanas, disse Torero, segundo o relatório.

“Todas as medidas contra o livre comércio serão contraproducentes. Agora não é hora de restrições ou de colocar em prática barreiras comerciais. Agora é a hora de proteger o fluxo de alimentos em todo o mundo ”, acrescentou Torero, informou o curso de notícias.

Alguns países começaram a proteger seus suprimentos de alimentos restringindo as exportações, o que Torero disse que poderia levar a uma diminuição geral no comércio e um declínio subsequente na produção de alimentos.

KAMPALA, Uganda (AP) – Semanas antes de o coronavírus se espalhar por grande parte do mundo, partes da África já estavam ameaçadas pela fome pois estavam sendo atacadas por outro tipo de praga, o maior surto de gafanhotos que alguns países africanos haviam visto nos últimos 70 anos. Agora, uma segunda onda destes insetos vorazes, cerca de 20 vezes o tamanho da primeira onda, está chegando.

“Barreiras comerciais criarão extrema volatilidade”, alertou Torero. “Elas pioram a situação. É o que observamos nas crises alimentares”.

Outra medida que poderia ameaçar o suprimento de alimentos no mundo é que os países emitiram ordens de permanência em casa em diferentes níveis de aplicação. Se os trabalhadores da agricultura são legalmente incapazes de colher suas colheitas, isso pode causar um colapso no fluxo de alimentos.

“O coronavírus está afetando a força de trabalho e os problemas logísticos estão se tornando muito importantes”, disse Torero. “Precisamos ter políticas em vigor para que a força de trabalhadores possa continuar fazendo seu trabalho. Também proteger as pessoas, mas precisamos da força do trabalhadores. Os principais países ainda precisam implementar esse tipo de política para garantir que os alimentos continuem em movimento e cheguem onde são necessários”

Uma coisa é clara: certamente existem interrupções na cadeia de suprimentos acontecendo na indústria de alimentos em todo o mundo; a questão é: o quão ruim ela será?

ÁFRICA ORIENTAL: A situação atual na África Oriental continua extremamente alarmante, à medida que as faixas de gafanhotos e um número crescente de novos enxames se formam no norte e no centro do Quênia, sul da Etiópia e Somália. Isso representa uma ameaça sem precedentes à segurança alimentar e aos meios de subsistência dos povos da região, porque coincide com o início das longas chuvas e a estação de plantio.


Nota de Thoth: Acrescentamos a todos os argumentos anteriormente apresentados, uma severa PRAGA DE GAFANHOTOS, que já se encontra em seu segundo estágio, que esta atingindo gravemente a região nordeste da África, partes do Oriente Médio, regiões do Afeganistão e Paquistão, com os primeiros enxames de milhões de GAFANHOTOS agora sendo percebidos na fronteira da CHINA com o Paquistão.

Caso a FAO não consiga, junto com os países afetados, amenizar o impacto da destruição de colheitas pelos GAFANHOTOS, a consequência será um inevitável agravamento da produção de alimentos a nível global com muitos países, especialmente os mais pobres e os mais populosos enfrentando fome generalizada entre sua população . . .


 “E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarãoE surgirão muitos FALSOS PROFETAS, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo”.  Mateus 24:6-13


Leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com

One Response to Cadeias Globais de Suprimento de Alimentos começaram a ser afetadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.