browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Caso Epstein: Acosta, Secretário do Trabalho de Trump, renuncia após erupção do escândalo

Posted by on 12/07/2019

O secretário do Trabalho de Trump, Alex Acosta, renunciou em meio a controvérsia sobre seu papel em um acordo judicial de 2008 com o acusado de traficante sexual com menores Jeffrey Epstein. A renúncia acontece quando a ABC News descobriu que quase uma dúzia de novas supostas vítimas de Epstein se apresentaram  para depor. Os advogados que representam outras supostas vítimas no caso Epstein dizem que foram contatados pelas mulheres, informou Tom Llamas, da ABC News. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

O secretário do Trabalho de Trump, Alexander Acosta, renuncia em meio a controvérsia sobre o acordo judicial de Epstein, novas supostas vítimas surgem para dar testemunho contra o pedófilo

Fonte: https://abcnews.go.com/  e  https://www.zerohedge.com/

Na segunda-feira, Geoffrey Berman, Procurador dos EUA para o Distrito Sul de Nova York, que está supervisionando o caso contra Epstein por supostos crimes em Nova York, fez um apelo público para que quaisquer vítimas adicionais entrassem em contato com seu escritório.

O secretário do Trabalho do gabinete de Donald Trump, Alexander Acosta, anunciou sua renúncia nessa sexta-feira depois de receber duras críticas por seu papel na intermediação de um acordo judicial de 2008 com o agressor sexual registrado e pedófilo Jeffrey Epstein. Ele será substituído pelo vice-secretário do Trabalho, Patrick Pizzella.

” Eu não acho que seja justo ou certo ter a mim como foco“, disse Alexander Acosta, ao lado do presidente Trump em uma entrevista coletiva matinal, acrescentando que “achei que a coisa certa era me afastar”.

O presidente Trump disse que Acosta era “um grande secretário do trabalho e não bom”, acrescentando que fez um “trabalho muito bom”.

Acosta realizou uma coletiva de imprensa na quarta-feira em que sugeriu que o acordo de Epstein era culpa dos promotores da Flórida, ou possivelmente do juiz, ou de qualquer outra pessoa a não ele – e que Epstein teria saído sem o acordo que estava por trás.

“Eu queria ajudá-las”, disse Acosta, que era o principal promotor federal em Miami na época, sobre as vítimas de abuso sexual durante uma sessão de uma hora com repórteres do Departamento do Trabalho. “É por isso que intervimos. E foi isso que os promotores do meu escritório fizeram o acordo – eles insistiram que ele fosse para a prisão e avisasse o mundo de que ele era e é um predador sexual. ”- NYT

O ex-procurador de justiça do condado de Palm Beach naquele momento em 2008, Barry Krischer – disse que Acosta abandonou uma acusação federal de 53 páginas ” após negociações secretas entre os advogados de Epstein e Acosta” , segundo The Hill.

Enquanto Jeffrey Epstein supostamente vitimou cerca de  60 meninas, a maioria delas sendo menores de idade de  acordo com o  Miami Herald, ele foi condenado por apenas  duas acusações de prostituição (uma com uma menor), e incluia  que Epstein também foi obrigado a registrar-se como agressor sexual e recebeu imunidade do processo federal pelo acordo. 

Trump repetiu o que ele havia dito no início desta semana sobre o financista milionário Jeffrey Epstein que ele havia chamado de “cara fantástico” em uma entrevista de 2002. “Eu não sou fã de Jeffrey Epstein”, disse Trump a repórteres. Quando perguntada por Kyra Philips, da ABC News, se ele sabia que Epstein estava molestando garotas, Trump disse que não. Na quarta-feira, em uma coletiva de imprensa que ele organizou para explicar seu papel no acordo, Acosta disse que tinha um excelente relacionamento com Trump.

Durante seu período na Promotoria em Miami, Acosta negociou um acordo judicial que permitiu a Epstein cumprir uma sentença de 13 meses sob acusações de prostituição de menores, evitando acusações federais de tráfico sexual mais sérias que o condenaria uma prisão muito mais longa. 

Enquanto cumpria sua sentença em uma ala privada da Cadeia do Condado de Palm Beach, Epstein foi autorizado a sair para trabalhar 12 horas por dia, seis dias por semana. O acordo efetuado, agora esta sob revisão do Gabinete de Responsabilidade Profissional do Departamento de Justiça, o que também deu a Epstein e a qualquer alegado conspirador de imunidade contra processos federais no Distrito Sul da Flórida.

Todos àqueles que frequentaram as festas de Epstein, na sua “Ilha da Orgia” e seu avião “Lolita {orgia sexual} Express” provavelmente pensaram que haviam escapado das garras da lei para sempre, mas este mês tudo mudou de repente. e nenhum de seus amigos famosos foi acusado de nada… ainda. Bill Clinton também passou uma quantidade enorme de tempo na isolada “Orgy Island – ilha da orgia” de Epstein, onde garotas menores de idade eram rotineiramente abusadas sexualmente.

Acosta é graduado pela Harvard University e graduado em direito pela Harvard Law School. Mais tarde, ele trabalhou para o juiz da Suprema Corte, Samuel Alito, quando Alito era juiz de apelação. Praticou advocacia em Kirkland & Ellis, trabalhou como membro republicano do National Labor Relations Board e foi reitor da Faculdade de Direito da Universidade Internacional da Flórida.

Em 2003, ele foi nomeado Procurador Geral Assistente da Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos EUA e, de 2005 a 2009, atuou como Procurador dos EUA para o Distrito Sul da Flórida, de acordo com o site, e foi duas vezes nomeado. um dos 50 hispânicos mais influentes do país pela revista Hispanic Business, lê-se na biografia do site.


Image result for puppet gifA Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL)“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… 

As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

2 Responses to Caso Epstein: Acosta, Secretário do Trabalho de Trump, renuncia após erupção do escândalo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.