browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cerca de 40% dos Profissionais de Saúde de hospital de Chicago recusam a “Vacina” Covid-19

Posted by on 18/12/2020

“NOVA ATRAÇÃO” em breve, na sua rua.

Cerca de 40% dos Profissionais de Saúde de hospital de Chicago recusam a “Vacina” Covid-19 [Eles não aceitam ser “ratos de laboratório” para Oligarcas Psicopatas]: À medida que milhões de doses da nova vacina Pfizer COVID-19 chegam aos EUA, muitos profissionais de saúde – os primeiros na lista a receber a vacina em dois estágios – estão desconfiados do tratamento emergente e apressado que os especialistas alertaram que seria necessário um ‘ milagre‘ para se produzir antes do final do ano [parece que nem todos, pelo menos os mais conscientes e desconfiados de “tanta pressa”, aceitaram esse “milagre” como verdadeiro].

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Cerca de 40% dos Profissionais de Saúde de hospital de Chicago recusam a “Vacina” Covid-19

Fonte:  Zero Edge

E embora as preocupações do público com a vacina tenham diminuído em comparação com as pesquisas realizadas antes das eleições de novembro, um número não insignificante de profissionais de saúde não está disposto a tomar a vacina . 

Talvez eles estejam preocupados em tomar a vacina [milagrosa] mais rápida desenvolvida pelo Big Pharma na história ocidental, desenvolvida para tratar um novo vírus misterioso que mata principalmente os idosos (embora possa ter efeitos duradouros e colaterais graves em pessoas de todas as idades, exceto nas crianças).

Como a agência de noticias Bloomberg observa, as vacinas iniciais têm poucos efeitos colaterais graves (além de um punhado de reações alérgicas graves ), embora ninguém saiba quais efeitos a longo prazo poderão acontecer, se houverem. Por exemplo, ninguém pode saber o que isso faz a um feto em gestação por nove meses, ou se afeta a fertilidade – ainda assim, o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas recomenda que mulheres grávidas tomem a vacina.

Em um hospital de Chicago onde a primeira vacina COVID-19 da cidade foi administrada na terça-feira, cerca de 40% da equipe de trabalho [médicos, enfermeiros, análise laboratoriais, etc] disseram em uma pesquisa no início deste mês que não iriam tomar a vacina “milagrosa” .

Sherrie Burch, 56, funcionária da ala em Loretto, está perplexa com a rapidez com que a vacina Covid-19 foi desenvolvida, considerando o tempo que os desenvolvimentos médicos normalmente demoram. E isso a deixa nervosa. “Aconteceu rápido demais para mim”, disse Burch, acrescentando que seus filhos, netos e a mãe de 76 anos também não planejam tomar a vacina. “É o medo do desconhecido”.

Burch quer mais detalhes sobre a pesquisa da vacina e os efeitos colaterais de longo prazo. Ela planeja esperar pelo menos alguns meses para ver como os colegas de trabalho reagem à vacinação em duas fases. Até lá, ela vai continuar usando máscaras [focinheiras], distanciamento social e lavando as mãos.

Algumas enfermeiras, terapeutas respiratórios e técnicos em Loretto também estão optando por recusar a vacina, disse Nikhila Juvvadi, diretora clínica do hospital que foi a primeira pessoa a administrar a vacina em Chicago. Em uma reunião na prefeitura na quarta-feira, ela explicou a ciência de como a vacina de mRNA Covid-19 funciona.  – Bloomberg

No Maine, 40% dos funcionários e 30% dos residentes nas maiores casas de repouso do estado não aceitarão a vacina , de acordo com uma “discussão informal” conduzida pela Maine Health Care Association.

“Sem a pesquisa oficial, é difícil saber o quão preciso é o quadro que isso representa, e esperamos que esses percentuais aumentem com mais “‘educação” e conscientização”, disse a diretora de comunicações da organização, Nadine Grosso. “Em última análise, sabemos que a vacinação é a chave para reabrir com segurança nossas instalações de tratamento de longo prazo.”

E se com todas essas pessoas que vão recusar a vacina, quantas outras mentiram e disseram que a tomariam e agora podem mudar de ideia?

Os paramédicos também estão na linha de frente para a vacina, mas aproximadamente 30% dos que viajam com os bombeiros de Nova York são contra aceitá-la, de acordo com Annthony Almojera, tenente paramédica que é vice-presidente do EMS Officers Union Local 3631 do FDNY.

“Quem quer ser uma cobaia?”

Almojera diz que é a maior preocupação, com muitos citando a velocidade da produção da vacina como um grande obstáculo. Ele diz que tenta acalmar os medos dizendo-lhes “Funcionou 24 horas [os testes] por dia durante seis ou sete meses com recursos quase ilimitados.”

Ainda assim, alguns permanecem não persuadidos a aceitar a vacina. Jonathan Damato, 41, paramédico da cidade de Nova York há 21 anos, não é antivaxxer. Ele toma uma vacina anual contra a gripe e confia no potencial de salvar vidas das vacinas contra sarampo, caxumba e poliomielite. O posto dele faz cerca de 50 ou 60 ambulâncias Covid por semana – com pessoas atendidas apresentando febre alta e falta de ar.

“Eu sei que o vírus é real”, disse Damato, que tem um filho de 4 anos com problemas de saúde. Mas “até eu ver que é realmente seguro para mim ou para meus filhos, não vou aceitar”. – Bloomberg

Resumindo, ninguém quer ser cobaia para os grandes [e rentáveis] laboratórios farmacêuticos da Big Pharma.



Cientistas publicam artigo alegando que o teste PCR é “inútil” para detectar casos COVID-19

Voce sabia que Milhões de kits de teste PCR de “COVID-19” já haviam sido vendidos AINDA em 2017 e 2018 !!!

A nova doença COVID-19 apareceu na China no final de 2019. É por isso que foi chamada de COVID-19, que é um acrônimo para Corona Virus Disease 2019. Os dados da World Integrated Trade Solution, no entanto, mostram algo extremamente surpreendente:

AINDA em 2017 e 2018 – dois anos antes do surgimento do novo coronavírus COVID-19 – centenas de milhões de kits de teste PCR para COVID-19 foram distribuídos em todo o mundo, dois anos antes da “pandemia” acontecer !!.

captura de tela kits de teste cobiçado 2017

Deixemos isto de lado, por um momento: literalmente centenas de milhões de kits de teste COVID-19 foram exportados e importados, vendidos para países em todo o mundo, durante 2017 e 2018. Centenas de milhões! 

‘Rápido! Esconde tudo !!’

Esses dados desconcertantes foram descobertos por alguém em 5 de setembro de 2020, que os postou nas redes sociais. Tornou-se viral em todo o mundo. No dia seguinte, em  6 de setembro,  o WITS [World Integrated Trade Solution] mudou repentinamente o rótulo original ‘COVID-19’ para o termo vago ‘Kits de teste médico’. No entanto, a princípio eles se esqueceram de excluir um detalhe: a parte inferior da página da Web ainda exibia o código do produto para esses ‘Kits de teste médico’: 300215 que significa ‘Kits de teste COVID-19’.

código do produto covid19

Algumas semanas depois, o código HS também foi alterado pelo WITS apenas para ‘Kit de teste médico’. Seu encobrimento veio tarde demais: esta informação crítica foi descoberta e está sendo revelada por milhões em todo o mundo. Você pode baixar um PDF que mostra os dados originais deste site. Os dados originais também podem ser vistos no arquivo da  web avise-nos , se tiver sido retirado da internet, pois a censura criminal está aumentando).

Um fato incontestável: Dois anos antes do surto de COVID-19 acontecer, nações ao redor do mundo começaram a vender e exportar centenas de milhões de kits de teste de diagnóstico para um vírus do “futuro”…  o COVID-19. 

É claro que os “‘Fact Checkers’ (Leia: ‘policia do pensamento’)  veio com uma desculpa: ‘A etiqueta COVID-19 só foi adicionado em 2020’. No entanto, não há prova para esta afirmação e não faz sentido porque o próprio código do produto significa ‘COVID-19 Test Kit’. 

Essa desculpa também não muda o fato de que, dois anos antes da pandemia, de repente todas as nações do mundo começaram a distribuir centenas de milhões de kits de testes médicos que são usados ​​especificamente para COVID-19. 

DISTRIBUIÇÃO EM MASSA DOS KITS DE TESTES

Por que o mundo inteiro explodiu na distribuição em massa de centenas de milhões de kits de teste COVID-19, pouco antes da pandemia mundial “acontecer”?

A Patente para método de teste PCR COVID-19 foi concedida já em 2015

Em 2015, um homem chamado Richard A. “ROTHSCHILD” registrou uma patente para um ‘Sistema e Método para Testes para COVID-19’. (2D) Pode não ter tido o rótulo COVID-19 em 13 de outubro de 2015, mas o tem agora. O interessante sobre essa ‘invenção de kit para detecção de vírus’ é que o inventor não é uma pessoa com formação em medicina, mas é um advogado. 

Por que um advogado [e um “ROTHSCHILD”] iria desenvolver e patentear um método para testar vírus e chamá-lo de COVID-19 ainda em 2015?

Encontramos a resposta examinando esta e outra invenção de R. Rothschild. (2E) Ambos são métodos para coletar dados biométricos de pessoas (por meio da filmagem de seu rosto, corpo, movimentos ou usando um oxímetro de pulso para coletar informações sobre o funcionamento do corpo). 

Essas informações altamente pessoais e sensíveis são então enviadas para a nuvem, onde são conectadas à IA (Inteligência Artificial). Esses ‘cérebros de computador’ então decidem se as autoridades precisam agir.

Basicamente, essas não são invenções médicas, mas métodos para coletar informações sensíveis e altamente pessoais de todas as pessoas, que são compartilhadas com redes de computadores, que podem ser facilmente acessadas pelos grandes conglomerados da Big Tech e Big Pharma. Isso abre a possibilidade de um novo mundo de vigilância e controle…. e sabe-se lá mais o que.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:16-18


Mais informação adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.