browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

China e Paquistão desenvolvem secretamente capacidade de Guerra Biológica contra a Índia e países rivais

Posted by on 24/07/2020

A colaboração conjunta é totalmente financiada pelo laboratório chinês nivel BSL-4 de Wuhan e já isolou as bactérias Bacillus Thuringiensis que têm semelhanças com o antraz. Sob os holofotes e escrutínio do mundo, depois que o Coronavirus atacou a população do planeta, o laboratório chinês de Wuhan agora estabeleceu operações secretas no Paquistão como parte de uma ofensiva mais ampla contra a Índia e rivais países ocidentais, segundo especialistas em inteligência. A instalação secreta supostamente está produzindo patógenos semelhantes ao antraz que poderiam ser usados ​​em guerra biológica.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

China e Paquistão desenvolvem secretamente capacidade de guerra biológica contra a Índia e outros rivais

Fonte:  IBTimes

Por Krishnendu Banerjee  –  Comentários entre [ ] são do tradutor. 

A China tem estado em desacordo com os EUA e seus aliados asiáticos e ocidentais em vários assuntos, incluindo a origem da pandemia de coronavírus nos últimos tempos. O Partido Comunista da China (PCC) também está sob o escaneamento da censura agressiva e da liberdade de expressão dos cidadãos chineses. Mas um relatório tem uma alegação ainda maior contra a China.

Foi Realizado Exercício de Pandemia Global por coronavírus em N.York, há 3 meses, com previsão de 65 milhões de mortos e início no BRASIL

Para se acreditar no relatório da The Klaxon, a China mantém um pacto secreto de três anos com o Paquistão para promover as capacidades de guerra biológica, incluindo bactérias mortais de antraz para uso contra a Índia e países seus rivais ocidentais.

Arma biológica potencial

Citando fontes anônimas de inteligência, o relatório, de autoria de Anthony Klan, afirmou que o Wuhan Institute of Virology (Instituto de Virologia de Wuhan – WIV) e a Defense Science and Technology Organization (Organização de Ciência e Tecnologia de Defesa do Paquistão – DESTO) concordaram em pesquisar “doenças infecciosas emergentes” e estudar o controle biológico de tais patógenos.

O laboratório WIV supostamente forneceu todo o apoio, inclusive financeiro e material, ao projeto e já realizou “testes bem-sucedidos de amostragem do solo” para isolar o Bacillus Thuringiensis (BT) com “semelhança impressionante” com Bacillus Anthracis ou antraz. De acordo com fontes de inteligência, o Instituto de Virologia de Wuhan – WIV forneceu ao Paquistão o agente do Bacillus Thuringiensis (BT) para futuras pesquisas.

Embora o estudo possa estar relacionado à compreensão avançada de bactérias e vírus e à identificação da genética de microrganismos relacionados a doenças infecciosas, se forem armados, podem ter efeitos devastadores, pois funcionará como uma arma potencial de destruição em massa de populações inteiras. A Convenção de Genebra de 1925 proíbe qualquer uso de armas químicas ou biológicas em guerra.

Pesquisa sobre antraz de uso duplo

Mas essa não é a primeira vez que tal fato ocorre. Uma fonte foi citada dizendo que o DETSO fez parte de pesquisas de dupla utilização relacionadas ao antraz para convertê-las em armas biológicas no passado. Isso levantou preocupações entre as comunidades de inteligência, incluindo as da Índia, inimiga mortal do Paquistão, desde a criação dos dois países, ambos já com capacidades nucleares.

“O grande interesse da China no projeto é impulsionado principalmente por sua agenda de envolver o Paquistão contra a Índia [explorando a antiga inimizade entre os dois países com conflito de fronteiras na região da Caxemira] e realizar experimentos potencialmente perigosos em solo estrangeiro, sem sujeitar suas próprias terras e população a riscos”, disse uma fonte ao The Klaxon , acrescentando que fazia parte da agenda da China para envolver o Paquistão em conflitos contra a Índia. Os dois países já se envolveram em disputas fronteiriças sobre a Caxemira e se acusaram mutuamente de violações de cessar-fogo e de patrocínio do terrorismo em suas terras.

O Wuhan Institute of Virology (Instituto de Virologia de Wuhan – WIV)  está sob intenso escrutínio de países ocidentais, incluindo os EUA, em relação à pandemia do COVID-19. Os EUA e seus aliados europeus, além da Índia e da Austrália, exigiram uma investigação independente sobre a origem da doença. Alguns até alegaram que o vírus SARS-CoV-2 que causa a doença de COVID-19 foi fabricado no Laboratório Wuhan. Mas a maioria das teorias foi descartada pela China.

China não arrisca seus próprios cidadãos

No entanto, se o acordo entre a China e o Paquistão for estritamente um projeto de pesquisa de vírus, a China, de acordo com o relatório, quer evitar arriscar seus próprios cidadãos e, em vez disso, designar o Paquistão para pesquisas bioquímicas perigosas. Dessa forma, a China poderia evitar qualquer crítica da comunidade internacional relacionada ao estudo.

Wuhan é Racoon City de Resident Evil, laboratório de patógenos contaminou região ?

Um exemplo citado é o teste de uma candidata a vacina contra o Coronavírus pela Sinopharm, de propriedade estatal, em cidadãos paquistaneses e nos Emirados Árabes Unidos. O projeto China-Paquistão já supostamente conduziu experimentos com o Vírus da Febre Hemorrágica da Crimeia-Congo (CCHFV), que é semelhante ao mortal Ebola e foi classificado como um microorganismo do Nível de Biossegurança (BSL) 4 ou até mesmo o vírus Covid-19.

Todos esses patógenos, incluindo SARS-CoV-2 e BT, exigem o mais alto padrão de segurança possível ou BSL-4, o mesmo nível do Wuhan Institute of Virology (Instituto de Virologia de Wuhan – WIV) construído pelos franceses.  Mas o fato preocupante é que o Paquistão está conduzindo essa pesquisa em laboratórios que não têm capacidade e nenhuma supervisão dos organismos internacionais. 

Pesquisadora trabalha em laboratório de biossegurança na Alemanha

O nível de biossegurança 4 (BSL-4) é o mais alto em precauções e segurança. É apropriado para o trabalho com agentes que podem ser facilmente transmitidos pelo ar em laboratório, além de causar de doenças graves a fatais em humanos, e para os quais não existem vacinas ou tratamentos. Nesse nível, estão vírus como o do ebola, Marburg, Lassa e o que causa a febre hemorrágica da Crimeia-Congo.

O PAQUISTÃO não possui nenhum laboratório conhecido de nível de segurança BSL-4 que possa conduzir pesquisas sobre esses patógenos mortais e um vazamento de um vírus teria um efeito desastroso e  devastador para seus cidadãos e potencialmente para o mundo inteiro.

[Seria de grande interesse para a China afetar e atacar a Índia com algum vírus mortal e dizimar sua população na medida que após os conflitos de fronteira com a Índia, em que vários soldados de ambos os lados morreram, a Índia procurou se aproximar dos EUA em busca de apoio militar e político em sua disputa de fronteira com a China, isolando ainda mais o gigante asiático]

Vírus geneticamente modificados, a próxima geração de armas de guerra biológica


Você quer mesmo saber como esse coronavírus “surgiu na China” e se espalhou pelo mundo em pouco tempo? Ao pesquisar os arquivos de registros de patentes nos EUA on-line, foi descoberto o registro de uma patente de Coronavírus concedida para o C.D.C. –  Centers for Disease Control and Prevention [se trata do principal instituto nacional de saúde pública dos EUA. O C.D.C. é uma agência federal dos EUA sob o United States Department of Health & Human Services (HHS)] que tem sua sede em Atlanta, Geórgia. Assim emerge um fato indiscutível, o de que o “DONO” DESSE VÍRUS MORTAL E SEU CRIADOR é o PRÓPRIO C.D.C. (Centro de Controle e Prevenção de Doenças)

O coronavírus do surto atual não teve origem na China, mas FOI IMPLANTADO neste país asiático com a clara intenção de causar o maior dano possível aos chineses. A consequência natural, quando  [se já não descobriu] a China perceber que a eclosão do surto pode ter sido um ataque de BIOWEAPON ao seu território e contra seu povo, qual será o tipo de resposta a ser dada pela China aos [ir]responsáveis pela contaminação. Começamos a ano de 2020 com muitos que operam nas sombras desejando aumentar o caos no planeta.

PATENTE de criação de um CORONAVÍRUS fornecida ao CDC (Centers for Disease Control and Prevention)  US7220852B1 – SOBRE A CRIAÇÃO DE CORONAVÍRUS [SARS] ….

Na patente acima, do registro de um CORONAVÍRUS [uma BIOWEAPON], você encontrará 72 páginas de conteúdo para poder julgar esse letal “surto repentino e desconhecido de coronavírus” na ChinaLeia a patente nesse link primeiro, faça o download e compartilhe este artigo amplamente antes que os AGENTES do DEEP STATE a excluam. Mantenha-se sábio, com discernimento e saudável!


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:16-18


Mais informações, leitura adicional:

Permite reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.