browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Chuva de Meteoros Leonideos

Posted by on 16/11/2018

A Terra está se aproximando para atravessar em meio a um fluxo de detritos do cometa 55/P Tempel-Tuttle, fonte da chuva anual de meteoros Leonids. Meteorologistas do clima espacial esperam que o chuveiro aumente em 17 e 18 de novembro, com até 15 meteoros por hora visíveis nas noites do luar brilhante. Os leonídeos são famosos pela sua intensidade com ocasionais tempestades. Com certa freqüência de algumas vezes a cada século, a Terra atinge um denso filamento de detritos empoeirados deixados pelo cometa Tempel-Tuttle, fazendo com que milhares de meteoros por hora “caiam” oriundos da constelação de Leão. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

CHUVA (TEMPESTADE?) DE METEOROS LEONIDEOS

Fonte: http://spaceweather.com/

A Terra está se aproximando para atravessar em meio a um fluxo de detritos do cometa 55/P Tempel-Tuttle, fonte da chuva anual de meteoros Leonids. Meteorologistas do clima espacial esperam que o chuveiro aumente em 17 e 18 de novembro, com até 15 meteoros por hora visíveis nas noites do luar brilhante.

Os leonídeos são famosos pela sua intensidade com ocasionais tempestades. Com certa freqüência de algumas vezes a cada século, a Terra atinge um denso filamento de detritos empoeirados deixados pelo cometa Tempel-Tuttle, fazendo com que milhares de meteoros por hora “caiam” oriundas da constelação de Leão. 

Tal exibição em 1833 deu início à moderna astronomia de meteoros com uma explosão de cerca de 100.000 meteoros leonídeos por hora. Muitos leitores lembram as bolas de fogo dos Leonids de 1998 e as tempestades de pleno direito de 1999, 2001 e 2002.

O ano de 2018 não é um ano de tempestade, no entanto. A Terra vai se enfiar como uma agulha entre filamentos densos, recolhendo uma ninharia relativa de poeira difusa. Cada partícula atingirá a atmosfera superior da Terra à velocidade de cerca de 72 km / s (160.000 mph) produzindo um meteoro rápido emergindo de um radiante na constelação de Leão. 



O melhor momento para observar é durante as horas antes do amanhecer de sábado, 17 de novembro, e domingo, 18 de novembro, quando a constelação de Leão está no alto do céu oriental.

Bônus: Se você estiver acordado antes do nascer do sol, confira Vênus perto da brilhante estrela Spica, bem como o recém-descoberto Cometa Machholz-Fujikawa-Iwamoto (C / 2018 V1) na constelação de Virgem.


Saiba mais sobre astronomia:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

One Response to Chuva de Meteoros Leonideos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.