browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cometa ATLAS desmorona em três pedaços frustrando astrônomos

Posted by on 22/04/2020

Foto: Cometa Atlas em 18 de março: Enquanto escrevo essas palavras, o cometa ATLAS, que um mês atrás parecia evoluir para ser o primeiro cometa a ser visto a olho nu realmente brilhante em uma década, agora está desmoronando. Ele se fragmentou em várias partes, se dispersando rapidamente e não deixando para trás material suficiente para produzir qualquer tipo de exibição celeste significativa. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Cometa ATLAS desmorona em três pedaços frustrando astrônomos

Fonte:  https://www.space.com/comet-swan-arrives-as-comet-atlas-crumbles.html

Por Joe Rao

Logo depois que este cometa foi descoberto perto do final de 2019, ele brilhou em um ritmo quase furioso e alucinante. Isso combinado com o fato de estar viajando na mesma órbita do “Grande Cometa” de 1844 sugeria que poderia ser um fragmento daquele cometa espetacularmente famoso, e que, em maio, poderia evoluir para uma bela peça celestial que poderia possivelmente excitar o mundo, bem como injetar algum novo interesse e exposição à ciência da astronomia. Infelizmente, essas expectativas não serão atendidas.

Mais uma vez, a natureza inconstante e imprevisível dos cometas entrou em cena quando nós aqui no Space.com apresentamos nossas projeções iniciais sobre o que pode – ou não – acontecer sobre o futuro do cometa ATLAS. 

Astrônomos amadores, observando atentamente o núcleo do cometa Atlas, estão vendo dois fragmentos quase idênticos correndo em direção ao sol. Jose De Queiroz e Michael Deyerler enviam esta foto tirada em 15 de abril do Observatório público da Suíça Mirasteilas

Em outra época, os astrônomos provavelmente teriam confiado em um conjunto específico de previsões sobre o quão brilhante o cometa poderia finalmente ficar. No entanto, durante fevereiro e especialmente março, nessa era da Internet, estávamos vendo informações e opiniões radicalmente conflitantes de especialistas legítimos e de “aspirantes”. Alguns sugeriram que o ATLAS poderia rivalizar em tamanho aparente com Vênus ou até a lua em brilho! 

Na falta de uma bola de cristal, achamos melhor transmitir toda a gama de possibilidades, desde um brilhante cometa a olho nu que adorna o céu noturno ocidental no final de maio até um objeto que pode fracassar completamente. Infelizmente, o ATLAS decidiu seguir sua própria agenda, confundindo até mesmo observadores veteranos de cometas e não se comportando como qualquer outro cometa anterior. Apesar das afirmações em contrário de alguns da mídia, ninguém sabia ao certo exatamente o que o ATLAS iria fazer.

O Projeto Virtual Telescope capturou essa visão do núcleo quebrado do Cometa Atlas em 11 de abril de 2020. (Crédito da imagem: Gianluca Masi / Projeto Virtual Telescope (www.virtualtelescope.eu))

Tínhamos tocado um alarme em uma coluna sobre o cometa em 6 de abril , quando apontamos que a incrível tendência de brilho do cometa ATLAS “atingiu uma parede” no dia de São Patrício (17 de março) e, no início de abril, começou a desaparecer . Profeticamente, o conhecido especialista em cometas John Bortle sugeriu ao Space.com que o ATLAS poderia ser “várias magnitudes mais fracas do que atualmente supomos que seja e pode ou não ser, grande o suficiente para sobreviver à passagem do periélio”.

E, ao mesmo tempo em que nossa história foi publicada, os astrônomos Quanzhi Ye (Universidade de Maryland) e Qicheng Zhang (Caltech) apresentaram um relatório ao The Astronomer’s Telegram (um quadro de avisos de observações astronômicas postadas por cientistas credenciados) intitulado “Possível desintegração do cometa C / 2019 Y4 (ATLAS)”. Suas descobertas mostraram que a cabeça do cometa, ou coma, estava se alongando rapidamente, sugerindo que o núcleo do cometa estava começando a se fragmentar. 

Cometa ATLAS (C / 2019 Y4)

A incandescente aqua das emissões de carbono e cianogênio faz brotar uma cauda longa de 15′ de arco, o cometa ATLAS passa perto da estrela Rho (ρ) da constelação da Ursa Maior em 22 de março. Seu coma aumentou nos últimos dias para 15′ de diâmetro, que na sua distância atual é igual à metade do tamanho do diâmetro do Sol. O sul está no alto. Gerald Rhemann

A confirmação foi feita em 11 de abril, quando imagens do ATLAS revelaram que seu núcleo havia se partido em pelo menos três pedaços . Ainda não está claro exatamente o que causou a ruptura do cometa, mas este é provavelmente o começo do fim do show do ATLAS. O cometa continua mostrando indicações de desintegração e desvanecimento lento. De fato, como Bortle sugeriu, pode não sobrar nada quando o ATLAS fizer a sua passagem mais próxima ao sol [periélio] em 31 de maio.

Mas, mesmo com o cometa ATLAS se fragmentando lentamente, outro cometa recentemente descoberto tomou o seu lugar, trata-se do Cometa SWAN, sobre o qual falaremos em próxima postagem.

Joe Rao serves as an instructor and guest lecturer at New York’s Hayden Planetarium. He writes about astronomy for Natural History magazine, the Farmers’ Almanac and other publications. Follow us on Twitter @Spacedotcom and on Facebook.


[Nota de Thoth: Logo após a passagem do brilhante cometa McNaught C / 2006 P1 tivemos o começo da grande crise do mercado imobiliário de 2008 nos EUA. A Crise do subprime foi uma crise financeira desencadeada em 24 de julho de 2007, a partir da queda do índice Dow Jones motivada pela concessão de empréstimos hipotecários de alto risco (em inglêssubprime  loan ou subprime mortgage), prática que arrastou vários bancos para uma situação de  insolvência, repercutindo fortemente sobre as bolsas de valores de todo o mundo …]


“E sobre os homens caiu do céu uma grande saraiva, pedras do peso de um talento; e os homens blasfemaram de Deus por causa da praga da saraiva; porque a sua praga era mui grande”. – Apocalipse 16:21

“E o primeiro anjo tocou a sua trombeta, e houve saraiva e fogo misturado com sangue, e foram lançados na Terra, que foi queimada na sua terça parte; queimou-se a terça parte das árvores, e toda a erva verde foi queimada. E o segundo anjo tocou a trombeta; e foi lançado no mar uma coisa como um grande monte ardendo em fogo, e tornou-se em sangue a terça parte do mar. E morreu a terça parte das criaturas que tinham vida no mar; e perdeu-se a terça parte das naus. E o terceiro anjo tocou a sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela ardendo como uma tocha, e caiu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas”.  Apocalipse 8:7-10


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.