browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cometa Iwamoto cruza em frente à galáxia NGC 2903

Posted by on 16/02/2019

O cometa de movimento rápido Iwamoto {C/2018 Y1} esteve  em sua maior aproximação da Terra  – cerca de 28 milhões de milhas – na noite de 12 de fevereiro.  As noites de 11 e 12 de fevereiro foram as melhores para se vislumbrar o cometa, que agora é visto com pequenos binóculos e telescópios dependendo das condições atmosféricas e da sua localização, na medida em que ele esta se afastando para o exterior do sistema solar.  Enrico Colzani, do Observatório Astronômico Sormano, monitorou o sobrevoo e, enquanto observava, pegou a imagem do cometa que passava bem próximo pelos braços espiralados externos da galáxia espiral NGC 2903

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

TERRA SE ENCONTROU COM COMETA

Fonte:  http://spaceweather.com/

No dia 13 de fevereiro, o Cometa Iwamoto (C / 2018 Y1) fez sua aproximação mais próxima da Terra em mais de mil anos. Enrico Colzani, do Observatório Astronômico Sormano, monitorou o sobrevoo e, enquanto observava, pegou a bola de gelo suja que passava bem próximo pelos braços espiralados externos da galáxia espiral NGC 2903

“O cometa e a galáxia formaram um belo par – ainda que brevemente”, disse ele.

A Galaxia NGC 2903 foi descoberta pelo astrônomo William Herschel em novembro de 1784. Naquela época, o cometa era desconhecido e não seria encontrado por mais 235 anos – em dezembro de 2018 pelo astrônomo amador japonês Masayuki Iwamoto. Os dois corpos celestes se encontraram esta semana na constelação de Leão, assim como o cometa estava pagando uma rara visita ao sistema solar interior.

Descoberto em dezembro de 2018 pelo astrônomo amador japonês Masayuki Iwamoto, este cometa é um visitante cuja origem é de além do Cinturão de Kuiper . Vem do reino dos Objetos Trans- Netunianos Extremos (ETNOs) mais de 5 vezes mais longe do Sol do que a órbita de Plutão. 

O cometa Iwamoto é um viajante oriundo da região de além do cinturão de Kuiper . Vem do reino dos Objetos Trans- Netunianos Extremos (ETNOs) que se situam a mais de 5 vezes longe do Sol que Plutão. Assim, poderia ser um parente de outros estranhos objetos ETNOs como Sedna , 2012 VP113 (” Biden “) e 2015 TG387 (” Goblin “).

Seguindo uma órbita altamente elíptica de 1371 anos, a última passagem do Cometa Iwamoto pelo sistema solar interno foi por volta de 648 dC (não registrado), e a próxima não acontecerá até 3390 dC. Isso significa que 13 de fevereiro de 2019 foi uma noite rara. Galeria de fotos do cometa em tempo real


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.